História Observações de um amigo à distância - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen
Tags Baeksoo, Chanbaek
Exibições 35
Palavras 1.125
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drabble, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Obs n 16 - Dancing Queen


Fanfic / Fanfiction Observações de um amigo à distância - Capítulo 16 - Obs n 16 - Dancing Queen

Quando a festa começou, eu pensei que eu voltaria a ficar escorado na porta do refeitório bebendo energético, mas foi tudo bem diferente da primeira vez.

Eu não estava mais observando meus amigos a distância, porque desta vez eu estava participando de verdade, e com amigos de verdade. Não conseguia explicar o quanto me sentia feliz enquanto via Baekhyun pulando em volta de Chen e a namorada, como ele sempre fazia para irritá-lo. Chanyeol tentava segurá-lo, mas estava aos berros por conta da música alta. A namorada de Chen era um pouco tímida, mas estava rindo enquanto segurava no braço de meu amigo. Todos estavam felizes de verdade, inclusive eu!

 

As músicas que tocavam eram boas, e Chen ficou muito feliz por isso, porque me contou que na sua formatura do ensino fundamental, as músicas eram péssimas. Mas aquelas eram contagiantes! A maioria eram músicas animadas, e eu via as saias dos vestidos curtos das moças rodarem no ar, mostrando as pernas bonitas.

Era um pouco estranho olhar para todas aquelas meninas. Elas eram todas muito bonitas, com cabelos longos e muito bem hidratados. As unhas eram bem feitas, assim como a maquiagem também. Mas eu não conseguia me visualizar ao lado de uma delas, pois eu jamais conseguiria agir como aqueles garotos que as tocavam de uma maneira estranha, e que, elas aparentemente gostavam.

Quero dizer, para mim era estranho. Segurar uma moça no quadril para dançar, ou até mesmo descer a mão até… Você deve saber. Só sei que eu nunca toquei em uma menina antes, e eu acho que eu deveria pedir permissão para aquele tipo de coisa. Não se tratava de ir colocando as mãos, muito menos de ir beijando.

Acho que foi por isso que eu apanhei tanto no ensino fundamental. Eu não conseguia mentir quando alguém me perguntava o que eu achava de meninas, e a resposta era sempre “não sei”, porque eu realmente não sabia. A única mulher em minha vida era a minha mãe, e ela era linda; a mulher mais bonita no mundo. Então eles fechavam as mãos e vinham em minha direção; sempre cheios de palavras feias como “putinha”, “viadinho” e coisas do tipo. Acho que eles achavam que eu gostava de meninos, mas, mesmo que eu gostasse, isso ainda não era motivo para se bater em alguém.

Meu melhor amigo era gay, e o outro era bissexual, e o terceiro era hétero. Um era bem diferente do outro, mas todos eram incríveis da mesma maneira, e essas pequenas coisas jamais deveriam importar. Não quando eles te puxam para dançar junto com você no meio da pista, mesmo que cada um tenha o seu próprio par. Não quando eles sabiam que você queria ter dançado Girls just wanna have fun na sua primeira festa, e não teve a oportunidade. Mas quando começou a tocar, Chen, Chanyeol e Baekhyun vieram me arrancar do canto da quadra e dançaram de forma ridícula junto comigo.

Acho que eu nunca me diverti tanto em uma festa!

Também acho que nunca bebi um ponche batizado antes, mas era muito bom! Eu só tinha que maneirar, como me disse Baekhyun para fazer.

 

Lá por tantas, tocou outra música muito legal. Era Dancing Queen, do Abba, e eu a reconheci porque minha mãe tinha um cd deles em casa, e me contou que foi a música que ela dançou com o papai na festa de formatura deles.

Eu queria muito dançar, mas Chen estava com a namorada na cantina buscando mais ponche; Chanyeol e Baekhyun estavam dançando no meio da pista juntos. Era justo que dançassem um com outro depois do que passaram, e eu não iria interrompê-los, também porque era muito bonito vê-los sorrindo daquela maneira.  Então meus olhos começaram a procurar alguém no meio daquela multidão de adolescentes dançando e conversando. Alguém que estivesse, assim como eu, sem um par para dançar uma música legal.

Foi então que eu a vi no outro lado da quadra.

Ela não usava um vestido curto e salto alto como a maioria das meninas. Conforme fui bebendo meu ponche e tomando coragem para me aproximar, notei que a roupa se tratava de uma saia de cintura alta pregada em tom escuro que ia até um pouco acima do joelho. Uma sapatilha preta e uma blusa de mangas fofinhas nos ombros. Ela me parecia ser bem diferente de outras meninas, e talvez por isso ela estivesse sozinha lá. Comecei a me lembrar de mim mesmo no início do ano, e da minha primeira festa. Então eu decidi que convidaria aquela menina para dançar comigo, para que ela não tivesse que apenas observar, mas também participar.

 

—Com licença, você gostaria de dançar comigo? Eu gosto muito dessa música.

 

Tive que falar um pouco alto, depois que toquei em seu ombro e ela olhou para mim. Eu não queria ter de cochichar no seu ouvido, porque aquele tipo de coisa sempre me dava cócegas, e seria péssimo se ela começasse a rir por conta disso. Ela deu um pequeno sorriso e assentiu na pouco claridade que havia naquele lado da quadra, e eu pude ver que ela não usava muita maquiagem também. Os lábios eram de tom rosa salmão, e não havia batom ali, muito menos aqueles glosses que eu achava nojento. Os cabelos eram em um tom de loiro e iam até os ombros em pequenas ondas.

Achei ela muito adorável, e tão pouco me importei em ela ser um pouco mais alta que eu. Ela era linda!

Logo segurei em sua mão, e nós fomos até a pista. Eu, como sempre, estava nervoso, mas ali, eu estava mais nervoso do que nunca. Acho que ela notou isso quando deu uma risadinha de mim, de como eu estava travado para dançar por conta da minha timidez. Então ela segurou minhas mãos e começou a balançar meu corpo no ritmo da música. Meu corpo fora se soltando aos poucos, enquanto eu via na luz fraca, nossos pés agitando-se e a noite ficando ótima. Eu sorri para ela, e ela também o fez enquanto eu podia ver seus lábios cantar o refrão.

Ela era realmente a menina mais bonita da festa!


 

“Qualquer um poderia ser aquele cara

A noite é uma criança e a música está alta

Com um pouco de rock

Tudo está bem

Você está a fim de dançar

E quando você consegue a chance

Você é a Rainha da Dança

Jovem e doce, apenas dezessete anos

Rainha da Dança

Sinta a batida do tamborim, oh sim!

 

Você pode dançar

Você pode se esbaldar

Aproveitando o momento de sua vida

Veja essa garota

Assista essa cena

Virando a Rainha da Dança”




 

—Desculpe, mas não perguntei o seu nome!

—É Minseok, e o seu?

—É Lu Na!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...