História Obsessão - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~SouDasPurpurina

Postado
Categorias EXO
Personagens Lu Han
Tags Amor, Drama, Hunhan, Kai, Luhan, Revelaçoes, Romance, Sehun, Violencia, Xiumim
Exibições 66
Palavras 1.163
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eai mano beleza?

Então, vou resumir, eu sou escritora nova, quem começou a escrever, a dona da Fanfic, meio que estava MUITO tempo sem postar então eu fiz a coisa da parceria e deu. ( My usuário: SouDasPurpurina )

Boa leitura <3

Capítulo 5 - Porque...


Tinha se passado um tempo desde o ocorrido, mas o pequeno chinês não conseguia tirar da cabeça. Tentava esquecer, ou até mesmo fingir que era um sonho, mas as memórias continuavam lá. Evitava Sehun a todo custo. Seria meio embaraçoso ve-lo depois "daquilo". Mesmo estando bêbado, poderia ter consciência.


  Luhan estava no canto mais afastado da entrada da biblioteca, com um livro em mãos e pequenos fios castanhos escuros de seu cabelo caiam sobre seu delicado rosto. Graças a janelinha em cima do chinês, batia um vento que bagunçava seus cabelos fazendo-o tira-los diversas vezes de seus olhos.

  O livro que lia, era sobre astronomia, já que havia te aprender sobre as estrelas e cosmos já que tinha uma prova em sua faculdade sobre estrelas, cosmos, universos, galáxia, etc.

  Mantinha uma de suas pernas apoiada em cima da cadeira, assim colocando o rosto em seu joelho e cobrindo o mesmo com o livro.

  Algumas horas haviam se passado e Luhan havia lido vários livros, já que conseguia compreender as palavras facilmente.

  Quando olhou para a pequena janelinha que agora batia um vento frio de tarde e não um vento gelado da brisa da manhã, estava com tonalidades escuras, preto meio roxo com um pouco de azul marinho. E lembrou-se que a última vez que olhará, estava com tonalidades claras, um amarelo pastel, com leves toques de laranja com junção a algumas folhas laranjas escuras de outono voando pelo ar.

  O tempo havia passado muito rápido na cabeça do chinês, tão rápido que quando pode perceber, a mulher que trabalha na biblioteca de sua faculdade, o informava que teria que ir pois ja iriam fechar e que era para guardar suas coisas e talvez amanhã voltar, acompanhado de um "Boa noite".

  Luhan foi guardando tudo as pressas em sua mochila, e olhou para seu pulso no qual estava um relógio branco que ganhou de aniversário de sua mãe. Marcava 19:30. Então começou a guardar suas coisas mais rápido fazendo algumas caírem. Tinha falado a Xiumin que estaria em casa antes das 18:30, e não havia avisado que estava na biblioteca e para piorar, tinha esquecido o celular em casa. E como sabe como seu Hyung é super protetor com si, tratou de ir rápido para não deixa-lo preocupado.

  Depois de uns problemas em arrumar envolvendo cair algumas coisas, a mochila do Chinês estava pronta. A colocou nas costas e saiu calmamente pela porta de vidro. Os corredores estavam muito escuros, algumas lâmpadas estavam piscando, outras piscavam, e queimavam. Um típico cenário de um filme de terror. Como algumas janelas estavam abertas, o vento frio da noite batia contra o corpo delicado do pequeno chinês o causando calafrios na nuca.

  Estava andando bem calmo, bem devagar, mesmo sabendo que havia que chegar logo.

  A cada passo dado, mais arrepios percorriam o pequeno corpo de Luhan. O mesmo levava pequenos sustos quando alguma lâmpada queimava e fazia aquele clássico som de luzes sendo quebradas.

  - Precisam trocar as lâmpadas daqui. - Falou o chinês consigo mesmo olhando para o teto e para as lâmpadas ainda dando pequenos passos.

  A um passo que o chinês dava, um eco de um passo do fundo do corredor era possível de se ouvir. E não era o eco dos passos de Luhan pois não estavam em sincronia e eles vinham do final do corredor, e Luhan estava na metade do mesmo. Os ecos dos passos do fundo do corredor foram aumentados a intensidade, a cada passo que Luhan dava, mais esses passos chegavam mais perto de si. O chinês já com medo, acelerou os passos, já estava quase terminando aquele extenso corredor escuro, quando seu corpo é prendido contra a parede e uma faca é posicionada em seu pescoço por um ser que no momento, não pode reconhecer, estava tudo escuro.

  - Que bom te ver novamente LuLu. - Deu uma risada com um tom meio debochado.

  - Se-sehun? - O pequeno chinês realmente estava muito apavorado com isso tudo. Sem reação.

  - Acertou. - O mais alto colocou a faca contra a parede ao lado da cabeça de Luhan. Levou rapidamente e ferozmente seus labios a pele do pescoço de Luhan. Dava mordidas que cada vez iam ficando mais fortes e mais "marcaveis", passava a língua por toda a extensão do pescoço do menor. Luhan dava pequenos gemidos de dor pela força e agressividade do maior. Sehun passava a mão por todo o corpo de Luhan, apertava sua bunda, suas pernas, suas coxas. Provavelmente iria ficar marcado, mas esse era o objetivo de Sehun.

  - Se-Sehun..Me solta. - Não sabe onde arrumou coragem para dizer alguma coisa, mas conseguiu e disse.

  - A por favor não estraga o clima. - Fala o maior contra o pescoço de Luhan.

  - Me so-solta. - Estava se punindo mentalmente por gaguejar. Juntou um pouco de força que lhe restava e deu um leve empurrão em Sehun fazendo ele cambalear para trás.

  Luhan tenta sair do local, mas quando tenta correr para porta que dá a saída do corredor, seu braço é puxado por Sehun.

  O pequeno chinês estava com a respiração ofegante igual ao mais alto. E no meio daquele escuro, só pode ver uma sombra com detalhes de uma mão indo em direção ao seu rosto. Segundos depois, um barulho alto de tapa e uma ardência percorria o rosto de Luhan que deixou lágrimas pequenas e finas caírem pelo seu rosto.

  O silêncio se encontrava totalmente no local. Segundos depois, Luhan ouve barulhos bem baixos de passos. E esses passos iam aumentando juntamente com uma voz e uma luz que aparentava ser um flash de celular.

  - Luhan! Luhan! Você tá aqu- O QUE VOCÊ FEZ SEU DESGRAÇADO?

  Yiumin apareceu na divisão que acaba o corredor com seu celular e o flash ligado. O flash iluminava o rosto de Luhan que estava com marcas vermelhas devido ao tapa e a lâmina da faca.

  A raiva nos olhos de Yiumin eram bem visíveis. Mas piorou quando Sehun o olhou para ele com um olhar debochado e disse: "Eu só estava me divertindo." Yiumin também pode perceber lágrimas nos olhos de Luhan e seu braço fortemente segurado por Sehun. Isso foi a gota da água para ele. Em questão de um segundo, Yiumin deu um soco muito forte em Sehun. O mesmo cambaleou para trás com a mão em seu nariz e boca com um pouco de sangue. O de cabelos coloridos tenta dar um soco em Yiumin, mas o mesmo consegue desviar e lhe acertar outro na boca. Sehun estava apoiado na parede com o nariz e a boca sangrando. Quando Yiumin se preparada para dar outro soco, Luhan interfere.

  - Baozi! Ja deu! Vamos! - Luhan puxa Yiumin visivelmente ainda com raiva para fora do corredor em direção ao quarto dos dois.

  - Porque você fez aquilo Baozi? Porque teve que bater tanto nele? Tudo bem que ele fez várias coisas horríveis, mas porque você…

  - PORQUE EU TE AMO LUHAN.


Notas Finais


Ate <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...