História Obsessão!!! - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Sehun, Suho, Xiumin
Exibições 47
Palavras 2.534
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Fantasia, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bora continuar meu povo.

Capítulo 5 - É hora de dançar!!!


Fanfic / Fanfiction Obsessão!!! - Capítulo 5 - É hora de dançar!!!

Depois de alguns dias, eu tava de boa em casa aproveitando bastante mas um sono gostoso, quando fui despertada pelo meu celular tocando, eu mesmo sem muita coragem resolvi atender.

Ligação on...

Kami: O que é?

Baekhyun: Eita, isso é jeito de me atender hein?

Kami: O que ce quer garoto?

Baekhyun: Quero Você baby, já estou com saudades.

Kami: Rapaz, vai tomar no cu e me deixa em paz, porra a séculos que eu não durmo e quando consigo, você ainda vem me atrapalhar,aff...

Baekhyun: Você deveria era me agradecer por te conceder essa honra.

Kami: Cara voce transou comigo praticamente Forçado, me humilhou, falou que me odeia e agora age como se nada tivesse acontecido, on que ce quer de mim? E a única pessoa que eu devo agradecimentos nessa terra, é o D.O, ele foi o unico que não me fez mau desde que cheguei aqui.

Baekhyun: Arsh, o D.O é um bobao, Kami eu so quero que sejamos amigos e eu sei que você queria sexo a muito tempo, vai me dizer que não gostou? Que não foi gostoso?

Kami: Foi não...

Baekhyun: Huuuum, larga de mantir rapaz, fala aí, foi bom não foi?

Kami: Não.

Baekhyun: Own Kami pára, fala que foi bom por favor.

Kami: Caralho velho tu é muito chato, se eu falar que foi bom você me deixa voltar a dormir?

Baekhyun: Deixo.

Kami: Tá, foi ótimo, foi maravilhoso, foi a melhor foda da minha vida, agora Tchau.

Baekhyun: Aaaaeeee...Ei não desliga ainda, tenho uma coisa muito importante pra ti falar.

Kami: Fala logo e me deixa dormir.

Baekhyun: Tá, perae...

Kami: Vai demorar muito?

Baekhyun: Perae porra...

Kami: esperar o que garoto?

Baekhyun: Eu esqueci o que ia falar.

Kami: Aff vai se ferrar,Tchau!

Ligação off!

Depois que eu me livrei daquele chato, eu queria dormir mas um pouco, mas meu celular tocou de novo.

Kami: Mas que inferno que esse pequeno quer de novo, ah mas agora ele ouvir o que quer e o que não quer.

Ligação on...

Kami: O que tu já quer de novo hein Baekhyun? Não entendeu que eu quero dormir porra? Vai se fuder, que inferno.

Kai: Epa, primeiro meu nome não é Baekhyun, segundo baixa o tom de voz e manera nos palavrões e terceiro, eu liguei pra avisar que te espero na aula de dança.

Kami: Eita porra, desculpa eu pensei que fosse outra pessoa, quem tá falando?

Kai: Você vai saber quando chegar na aula e faz o favor de não chegar atrasada, tchau.

Ligação off!

Erra, cara gonorante. Eu nao queria mas tive que levantar, tomei um banho, quando terminei eu fui me arrumar, eu vesti uma calça saruel preta e uma camisetinha branca, botei um tênis, tomei uma bolsa de sangue e partir pra aula, chegando lá, eu me sentei no canto da sala e fiquei olhando alguns alunos que já dançavam, eu não sabia dançar porra nenhuma e naquele momento eu pensei "que porra que me deu pra me inscrever nesta merda hein?",  mas enfim eu já fiz a cagada, o jeito é enfrentar agora. Eu deitei a cabeça na cadeira e fiquei quieta, eu me sentia um pouco indisposta porque já fazia dias eu não transava e isso me deixava irritada e meio triste. Tava eu lá quietinha quando ouço uma voz masculina desejando um bom dia e uma agitação, meu corpo arrepiou mas eu continuei na mesma posição, foi quando fui chamada a atenção.

Kai: Ow ow, se for pra dormir, vai pra casa, na minha aula ou presta atenção ou se retira. - eu levantei a cabeça e me deparei com um lindo moreno de olhos puxados, cabelos em um tom de cinza e um corpo que "Me abana com mastruz", eu entao o encarei e tentei me defender, eu já tava irritada mesmo.

Kami: Tá falando comigo? Porque se for, seja homem e cite meu nome que eu tenho certeza que você sabe, aff, e eu não tô dormindo, só tava esperando o professorzinho chegar. - eu falei e deitei a cabeça na cadeira de novo, derrepente eu senti um murro na cadeira que me fez levantar a cabeça de uma vez.

Kai: Eu falei com você mesmo, agora levanta dessa cadeira e vem ensaiar ou então se retira e não atrapalha. - ele me olhava com olhos de pura raiva.

Kami: Tá Tá, eu já vou, mas aviso logo que não sei dançar porra nenhuma. - eu falei indo até o salão e fiquei encostada na parede.

Kai: Quem não sabe aprende e é pra isso que todos aqui pagam essas aulas, pra aprender, vamos começar. - cara chato. ele ligou o som e começou a mostrar uma coreagrafia com uma garota, eles estavam tipo quase se comendo sabe, ele rebolava e se esfregava nela enquanto mantinha seus olhos fixados em mim, ele piscou pra mim e derrepente eu sentir uma fúria que me deu vontade de quebrar o pescoço dela, quando eu pensei em ir pra cima dela, uma voz falou em minha cabeça de novo, tá louco essa voz é o erro, nem pra me dizer os números da loteria sa porra num presta.

Voz: "Nem pense em fazer nada, continua paradinha aí, depois é a sua vez, nossa dança vai ser bem melhor".

Eu não entendi necas e então voltei a me encostar na parede e quando olhei pro professor, os olhos dele estavam verde bem claro. Perae, esse moreno lindo é irmão daqueles outros? Não creio. Ele começou a lamber o pescoço da aluna e ela já gemia, vão se comer é só o que falta, eu revirei os olhos e virei o rosto pro outro lado pra não ver aquela cena, ele então largou a garota e veio até mim, já chegou chegando se esfregando em mim.

Kami: Uau, calma aí negao, tá pensando que eu sou o que? - eu falava com as mãos em seu peitoral e louca pra apertar.

Kai: Você é minha Kami, Que tal dançarmos agora? - ele falou com seus lábios bem próximos dos meus e rebolava esfregando nossas intimidades, uma de suas mãos se mantinha na parede e a outra ele apertava minha cintura.

Kami: Quem é você? - eu falava em meio a gemidos, apertava os olhos e mordia o lábio, sentindo aquele negao se esfregando em mim e respirando em meu pescoço.

Kai: Eu sou o Kai, prazer em te conhecer e finalmente poder te ter todinha pra mim. - ele puxou meu cabelo e não parava de rebolar.

Kami: Eu não sou só tua seu idiota. - eu falei apertando seu peitoral grande e forte.

Kai: Eu sei, mas hoje será só minha, gostosa.

Kami: Cara tá todo mundo olhando pragente, pára. - eu falei empurrando ele e o fazendo ficar afastado de mim.

Kai: Não gosta de platéia? Tudo bem então. - ele bateu um pé no chão e todos caíram desmaiados.

Kami: Uau, o que foi isso? - eu olhava assustada pra aquela cena.

Kai: Só resolvi seu problema querida, agora vamos dançar.

Kami: Eu não sei dançar rapaz.

Kai: Mas essa dança que eu quero, eu imagino que você faça muito bem,vem cá. - ele me puxou sem usar as mãos e encostou nossos corpos, ele começou a rebolar se esfregando em mim e lambia meu pescoço.

Kami: Nossa que delícia. - a dias eu queria sexo e por isso não conseguir evitar aquele negao, kai me empurrou até me fazer bater na parede, me deixando tonta, eu quase cair mas ele veio rápido e me segurou.

Kai: Opa, calma bebê, não cai ainda, preciso te cansar primeiro. - ele tirou minhas roupas e as dele, kai me botou de quatro numa cadeira e levou sua mão até minha vagina e começou a me masturbar, com a outra mão ele puxava meu cabelo, seus movimentos em meu clitóris eram tão rapidos que me faziam gritar.

Kami: Aaaaaaiiiii caralho, oh oh oh oh que delícia, continua vai, eu quero mas. - ele acelerou e eu ficava cada vez mas louca.

Kai: Isso gatinha, grita, eu desejo isso a séculos. - o filho do cão era profissional naquilo, eu não demorei muito e gozei, ele tinha o poder da velocidade e o usava algumas vezes durante aquela transa, ele rapidamente me botou em pé e sentou na cadeira segurando seu membro enorme e se masturbava levemente olhando pra mim com uma safada e mordendo o lábio.

Kai: Vem cá vem, termina aqui pra mim. - ele me fez ir até ele e me ajoelhar enfrente ao seu pênis, eu não resisti e comecei a passar a língua naquele bombom de chocolate, ele delirava mordendo o lábio, segurando minha cabeça e espremendo os olhos.

Kai: Ooooh Kami você é maravilhosa, que boca quente e massia, eu quero te fuder todinha sua vampirinha safada. - Eu já vendo ele louco, abocanhei aquele pênis enorme e doce, ele então começou a empurrar minhas cabeça me fazendo chupar com velocidade, eu apertava seu membro com a boca e ele tremia e gemia de tanto tesao.

Kai: Nossa quanto profissionalismo minha querida, chupa gostoso seu kai vai huuuuuuuu...- eu tirei seu membro da minha boca e comecei a masturba-lo com a mão enquanto olhava fixamente pra ele com uma cara bem safada, seus olhos estavam verdes bem claros quase brancos e seus cabelos ficaram brancos, sua fisionomia era de um lobo feroz.

Kai: aaaaaahhhhhh Puta safada, você não vale nada. - ele falou em meio a gemidos e me deu um tapa, eu lancei um sorrisinho cínico e acelerei ainda mas a masturbação.

Kai: Aaaaah caralho eu vou gozar, acelera mas vai huuuuuuuu...

Kami: Isso goza gostoso pra mim vai. - eu apertei seu membro e acelerei mas, ele quando percebeu que ia gozar, me puxou e enfiou seu pênis de uma vez na minha boca me fazendo sentir seu gozo jorrar, ele pressionou minha cabeça até eu engoli tudo, se engravidar pela boca fosse possível, pode quer que eu já tava prenha aff.

Kai: Minha nossa que maravilha, vem cá vem, eu quero mas de você, senta aqui no seu jongin. - ele me levantou e me fez sentar no seu membro ainda bem ereto, pense numa delícia.

Kami: Ooooohhh kai você é tão gostoso. - eu apertava sua cocha e sentava encima de seu membro de costas pra ele.

Kai: Cavalga vai minha putinha gostosa. - ele segurou minha cintura e me fazia subir e descer de vez com tanta força que doía, mas ao menos tempo era gostoso demais.

Kami: Ah ah ah ah Kai, me fode toda vai. - eu cavalgava e me deliciava daquele negao enorme, meus cabelos e meus olhos mudaram de cor ficando vermelhos e minhas presas ficaram expostas.

Kai: Isso gostosa cavalga ooooohhh. -  Depois de muitas cavalgada, ele me levantou e me botou na cadeira me fazendo ficar de quatro, ele então me penetrou de vez me fazendo gritar.

Kami: Aaaaaaiiiii filho do capeta, vai mas devagar, isso doe Aaah Aaah Aaah... 

Kai: Usa essa boquinha só pra gemer e não finge que nao ta gostando porque eu sei que é assim que você adora, agora rebola pra mim vai. - ele falou me dando uns tapas no bumbum enquanto me estocava com força, eu comecei a rebolar e ele segurou meu cabelo e me estocava cada vez com mas força e velocidade.

Kami: Aaaaaiiiiiii kai vai mas devagar aaaaah aaaaah aaaah...

Kai: Hahahaha...cala a boca e rebola vai. - ele acelerou suas estocadas e eu comecei a sentir seu pênis pulsando indicando que ele iria gozar.

Kai: huuuuuuuu caralho eu vou gozar gostosa aaaaaaaaah. - ele deu mas algumas estocadas e quando ia gozar, ele se debruçou sobre minha costa, cravou suas presas no meu ombro e então gozou e ao mesmo tempo sugava meu sangue.

Kami: Ooooh kai não me deixa tão fraca por favor.- ele tirou suas presas e se jogou no chão respirando ofegante.

Kai: Wow, Puts cansei, calma linda eu não sugaria todo seu sangue, só precisava te dar um pouco do meu veneno, agora vamos nos vestir e continuar a aula.

Kami: Eu tô muito cansada, posso ir pra casa? - eu falava me vestindo.

Kai: Claro, deixa que eu te ajudo. - ele se aproximou de mim, me abraçou e sussurou em meu ouvido.

Kai: Você foi ótima, até a próxima, bons sonhos gatinha. - eu me senti sendo sugada e cair encima da minha cama. que macumba é essa mermao? 

Eu queria dormir mas precisava me alimentar, mas minhas pernas tremiam e eu não conseguia levantar, derrepente eu ouço a porta do meu quarto abrir e uma pessoa entrar, era D.O com uma bolsa de sangue na mão, ele trouxe até a cama e me ajudou a tomar.

D.O: Toma tudo e dorme um pouco, vai ajudar você a se recuperar. - ele fazia carinho em meus cabelos.

Kami: D.O porque que eu sinto que tô perdendo meus poderes?

D.O: Você não tá perdendo eles, só está se transformando em uma vampira boa como eu e meus irmaos por causa do veneno deles que você tá recebendo.

Kami: Ata, sabe, eu já não sinto tanta vontade de machucar as pessoas, só quando quero sangue e não acho na geladeira, aí eu fico irritada e quero matar alguém.

D.O: Mas agora vai ter que aprender a esperar, eu vou tá sempre aqui pra te alimentar tá bom?

Kami: Tá bom. Ei D.O?

D.O: Diga.

Kami: Você pode ficar aqui comigo hoje? Não sei porque mas não quero ficar sozinha.

D.O: Não sei se é uma boa idéia, eu posso te desejar se ficar muito tempo perto e meu lado mau pode se despertar, eu não quero te dar meu veneno em vão Kami.

Kami: D.O por favor, eu juro que me comporto, vai diz que sim vaaaaaiii. - eu fazia manha tentando ganhar ele.

D.O: Tá tá, mas eu fico na poltrona. 

Kami: Tá bom, aaaaaah eu tô com sono, vou dormir tá. - eu me deitei e fiquei quieta.

D.O: Tá bom. - ele falou e foi sentar na poltrona.

Na madrugada eu acordei sentindo como se meu corpo estivesse pegando fogo, minha intimidade latejava desejando ser penetrada, mas eu não queria qualquer homem, eu queria D.O e sentia que ele me queria, eu abri meus olhos e me deparei com D.O em pé na minha frente com seus olhos e cabelos cinza, ele respirava ofegante e me olhava fixamente, meus desejos por ele aumentavam cada vez mas.

Kami: Ooooohhh D.O eu quero você. - eu falava passando uma de minhas mãos em meu corpo e a outra eu acariciava minha vagina quente.

D.O: Kami, eu quero você agora. - ele então veio pra cima de mim, se posicionou no meio das minhas pernas e começou a pressionar como se estivesse me estocando, D.O segurava meu cabelo e lambia meu pescoço.

Kami: Aaah Aaah D.O você me deixa maluca, me possue vai.

D.O: Nossa Kami eu sinto o cheiro do seu veneno, é tão bom, eu te quero só pra mim. - ele ficava cada vez mas voraz encima de mim e quando foi pra morder meu pescoço, ele saiu de cima de mim tão rápido que bateu na parede e caiu no chão.

Kami: Nossa o que foi isso D.O? - eu olhava assustada pra ele caído no chão, seus cabelos e olhos voltaram ao normal rapidamente.

D.O: Eu não posso fazer isso Kami, desculpa, eu vou embora. - ele usou seu poder de telepatia e saiu da minha casa.

Kami: Droga, que droga Kami, você precisa se controlar sua idiota. - eu falava batendo no travesseiro e como vi que não ia rolar nada mesmo, eu deitei e fiquei quieta até que dormir de novo.

 





Notas Finais


Legal esse capítulo né.
Então até o próximo.
Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...