História Obsessão!!! - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Sehun, Suho, Xiumin
Exibições 44
Palavras 2.152
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Fantasia, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esse capítulo tá babado, vamos ver!

Capítulo 7 - O inicio da perseguição!!!


Fanfic / Fanfiction Obsessão!!! - Capítulo 7 - O inicio da perseguição!!!

Após mas um bom descanso, eu acordei aos gritos sentindo um medo muito forte que nunca havia sentido, a séculos eu não sentia medo de nada, eu comecei a gritar e fiquei sentada na cama com os olhos arregalados e respirando ofegante, foi quando D.O apareceu telepaticamente do meu lado já me abraçando.

D.O: Opa Opa opa, calma, eu tô aqui, fica calma. - ele falava me envolvendo em seus braços e eu me aconcheguei em seu abraço.

Kami: D.O eu pensei que você tivesse me deixado sozinha, eu tô com medo. - eu apertava ele e sentia um alívio em meu corpo.

D.O: Eu não vou te deixar sozinha, vamos comer? Eu fiz Pizza pra você.

Kami: Sério? Eu lembro que eu amava pizza, eu quero D.O. - eu falei me levantando da cama e nem percebi que tava nua.

D.O: Minha nossa, Kami você...- ele virou o rosto e fechou os olhos enquanto espremia os lençóis da cama e mordia o lábio, foi então que eu percebi que tava nua na frente dele.

Kami: Opa, desculpa D.O. - eu falei me enrolando com o lençol.

D.O: Huuuuuuuu por favor sai da minha frente Kami. - ele tentava se controlar pra nao avançar em mim.

Kami: Tá Tá, calma, eu vou tomar banho e já te encontro na cozinha tá. - eu fui pro banheiro, liguei o chuveiro e tomei um bom banho, depois vesti uma roupa e fui pra cozinha comer minha pizza feita por D.O. Chegando na cozinha eu encontrei D.O sentado na cadeira e com a cabeça debruçada na mesa.

Kami: Ei o que você tem? Porque tá assim? - eu falei indo até ele e quando toquei em suas costas, ele tremeu, gemeu e levantou a cabeça de olhos fechados e mordendo os lábios.

D.O: Ooooohhh Kami desculpa, tá sendo muito difícil pra mim me controlar, eu preciso ir. - ele se levantou e foi em direção à porta de saída.

Kami: Mas você falou que não me deixaria sozinha.

D.O: Eu preciso trabalhar, tem sangue novo pra você na geladeira, até mas. - ele falou e sumiu.

Eu então fui tomar café, comi a pizza quase toda e depois tomei uma bolsa de sangue, um tempo depois meu celular tocou, era uma mensagem avisando que três dias depois eu teria aula de arte, eu também nem sei pra que me inscrevi nisso se só sei mau desenhar um bunequinho feio. Eu tava olhando pro celular quando senti uma pressão e fiquei totalmente cega, eu sentia como se estivesse em um quarto escuro e derrepente ouvir uma voz grossa sussurando em meu ouvido e duas mãos acariciando meu corpo.

- Olá meu amor, finalmente te encontrei de novo, agora você será minha novamente. - ele beijava meu pescoço e levou uma de suas mãos até a minha vagina e começou a acariciar por cima da minha roupa, eu gemia sentindo um prazer imenso como nunca havia sentido.

Kami: Aaah aaaah Aaah quem é você? Me devolve minha visão.

- Agora não meu bebê, você não pode me ver ainda.

Kami: Quem é você?

- Sou o teu dono, aquele que tirou a tua pureza, te transformou em um monstro, te deu a imortalidade e que agora vai tirar ela de você.

Kami: Não, não é possível que você tenha voltado, me solta seu infeliz. - eu me mexia tentando me soltar de seus braços.

- Calma meu amor, eu só quero te deixar mortal e ver você morrendo com dor e sofrimento.

Kami: Por favor não. - eu comecei a me debater mas ele me segurava com força.

- Eu vou te possuir mas uma vez Kami.

Kami: Naaaaooo...- Eu gritei em desespero e derrepente ele sumiu, minha visão voltou e Kai e Baekhyun entraram na minha casa e vieram logo me acolher.

Kai: Kami, o que ouve? - ele falou me abraçando.

Kami: Ele voltou, ele quer me matar.

Baekhyun: Ele quem mulher? - ele sentou do meu lado.

Kami: O desgraçado do pai de vocês, droga, eu quero ir embora daqui.

Kai: Calma, nós estamos aqui e não vamos deixar ele te fazer mau tá.

Baekhyun: Cara, eu tenho medo dele pra caralho. - ele falava com a mão na cabeça e com expressao de medo.

Kai: É sério isso? - ele olhava pro outro com uma cara tão engraçada que eu até sorri.

Kami: hahaha Agora Eu já sei de onde vem esse medo que sinto. - eles começaram a sorrir alto, dois loucos.

Kami: O que vocês vieram fazer aqui?

Kai: Viemos te ver.

Baekhyun: É, estamos com saudades. - eles me olhavam parecendo dois lobos com fome, Kai apertou minha cocha, segurou meu pescoço e começou a lamber, baekhyun que tava sentado do meu outro lado, abriu minha blusa e começou a chupar meu seio e levou sua mão até dentro da minha roupa e penetrou um de seus dedos em minha intimidade e movia como se fizesse massagem, aquilo era maravilhoso.

Kami: Ah ah ah meninos parem com isso, eu não vou transar com vocês dois de uma vez, ai que delícia.

Baekhyun: Nunca fez isso bebê? - ele falava massageando minha intimidade com força e já quase me fazendo gozar.

Kami: Não oooooooh...- eu falava em meio a gemidos.

Kai: Pois agora saberá o quando é ótimo. - eles começaram a querer tirar as minhas roupas e eu me extressei.

Kami: Parem com isso porra, eu não quero, entenderam ou querem que eu desenhe? - eu falei me levantando e ficando de frente pra eles.

Baekhyun: Erra diacho, tudo bem, vamos ficar quietos.

Kai: É isso aí, vamos ficar quietinhos.

Kami: Tá bom, eu vou sentar aqui mas é bom nenhum dos dois triscar em mim. - eu sentei de novo no meio deles, nós começamos a assistir vídeos no celular e sorriamos parecendo três loucos, quando já era quase noite os meninos foram embora.

Depois daquela loucura dos meninos, eu fui comer alguma coisa e quando tava na cozinha eu senti um corpo quente se encostar no meu me abraçando e se esfregando em mim, eu mas uma vez perdi a visão e a voz sussurou em meu ouvido.

- Wow que delícia você é muito saborosa hein meu amor. - ele rolava esfregando seu membro no meu bumbum e me fazia gemer.

Kami: Aaaah ooooh você de novo não, sai de perto de mim, eu não vou permitir que me use de novo. - quando eu fui tentar me soltar, eu me senti sendo sugada e cair na cama, era ele usando sua telepatia.

- Eu vou ter você de novo pra mim, lembra como fazíamos amor e você era uma ótima putinha? Nunca esqueci dos teus rebolados encima de mim sabia? Eu quero sentir sua vagina quente e gostosa de novo e vai ser agora.

Kami: Não, por favor não. - ele começou a querer tirar minha calcinha mas meu celular tocou e ele mas uma vez sumiu e eu atendi o celular.

Ligação on...

Kami: Alô...

Lay: Tá gostando de ser perseguida linda?

Kami: Seu infeliz, eu quero que vocês dois morram.

Lay: Então me mata se for capaz.

Ligação off!

A ligação caiu derrepente e Lay apareceu já apertando meu pescoço e me jogando na parede fazendo a mesma rachar, sa porra quer mesmo é derrubar minha casa.

Kami: Não, você de novo não. - eu falava tentando me soltar dele.

Lay:.Não queria me matar? Tenta Então. - ele piscou pra mim e uma fúria imensa me dominou, meus olhos e cabelos mudaram de cor e minhas presas apareceram, eu comecei a bufar de raiva, eu conseguir agarrar o pescoço dele e cravei minhas unhas.

Kami: Desgraçado eu vou acabar com você. - eu arranhava ele e feria seu pescoço.

Lay: Agora não vampirinha. - ele me jogou com força me fazendo atravessar a parede da sala, indo parar na cozinha e então ele sumiu.

Kami: Aaaarsh infeliz eu te mato, Aaaaaiiiiiii Aaaaiiiii minha costela quebrou Aaaiii. - eu gritava com dor nas costelas, eu me concentrei e comecei a me curar e aquilo doía demais me fazendo gritar, quando meus ossos se imendaram, eu levantei respirando ofegante, fui até a geladeira, peguei uma bolsa de sangue e comecei a tomar, aquilo me deixou mas calma.

Quando a noite chegou, eu fui jantar e vi o estrago que aquele filho do sete peles, tinha feito na minha cozinha, eu precisaria de uma reforma e um bom arquiteto. Eu fiz um miojo e comi, depois fui pro quarto, tirei minhas roupas e tomei um banho, quando terminei, eu vesti so uma calcinha e me deitei de bruços, eu me sentia um feto na placenta, derrepente eu senti um corpo quente deitando encima de mim, apertando meu pescoço e assim que minha vista escureceu, aquela voz voltou a sussurrar em meu ouvido.

- Olá minha linda vampirinha, boa noite, voce tá tão linda assim sabia? - ele passava aos maos em meus corpo e rebolava encima de mim.

Kami: Ah não não não você de novo não, por favor não me machuca. - eu tentava me mexer e sair dali mas ele não deixava.

- Eu vou te possuir Kami e vai ser agora, você não merece a imortalidade, meus filhos estão obcecados por você e eu não permitirei mas que você se envolva com eles e nem que me dê um neto com meu filho.

Kami: Me solta, eu não vou ter filho com ninguém,sai de cima de mim.

- Ele é perfeito sabia? E pode te engravidar, eu odeio você e odeio a bondade deles, eu não quero um neto imundo. - ele puxou meu cabelo levantando minha cabeça e rebolava como se estivesse me estocando.

Kami: Paaaaraaaaa me solta, eu não vou ser sua de novo.

- Deixa eu ver se você continua sendo uma putinha gostosa Kami. - ele falou penetrando um de seus dedos em minha vagina com força me fazendo gritar.

Kami: Aaaaiiiii desgraçado pára. - eu tentava me livrar dele todo tempo mas não obtinha sucesso.

- Nossa que delícia. - ele falou lambendo o dedo após tira-lo de dentro de mim.

Kami: Eu te odeio.

- Diga que me ama, diga que ama o seu dono e criador.

Kami: Não, eu não amo você e nem ninguém, eu nunca amarei alguém, por sua culpa meu coração não bate e eu não consigo chorar e nem amar.

- Sua vampirinha vagabunda e idiota, eu quero que você sofra até o fim de sua vida, eu vou te transformar em mortal agora e darei o prazer ao meu filho Lay de tirar a tua vida. - ele começou a tirar a minha calcinha e quando conseguiu tirar, ele me virou de frente e eu batia nele onde conseguia, afinal, eu não conseguia enchergar, ele passava sua língua em meu corpo e eu consegui cravar minhas unhas em sua costa, a ira mas uma vez me dominou e eu o joguei na parede com o poder de Lay que eu tinha ganho, mas não demorou muito e eu o senti encima de mim de novo, eu lutava com ele como eu conseguia, até que ele parou, minha visão voltou e eu conseguir ver que ele havia sumido, D.O entrou no quarto e eu continuava tomada pela ira com meus olhos e cabelos vermelhos e presas à mostra, eu fui pra cima dele e comecei a arranha-lo fazendo cortes profundos, Lay tava dominando minha mente e fazendo eu ver ele no lugar do D.O, por isso eu queria mata-lo.

Kami: Aaaarsh seu desgraçado eu vou acabar com você. - eu o arranhava e ele tentava me fazer parar.

D.O: Pára Kami, sou eu, o D.O aaaaaaaiiiiiiii... - ele gritou quando eu arranhei sua barriga lhe cortando profundo, ele então se ajoelhou no chão com as mãos na barriga e seus cabelos começaram a ficar negros e quando eu pensei em ir pra cima dele de novo, D.O me fez congelar e começou a me jogar de pedrada nas paredes, até que eu desmaiei.

Quando acordei, eu tava sozinha, e sentia muita dor, então mas uma vez me curei sozinha, depois eu me levantei e fui pra cama tentar dormir.

Os dias passavam e aqueles seres malignos nao me deixavam em paz um segundo, Lay aparecia do nada e me dava uma boa surra e o outro vivia aparecendo e tentando me possuir, minha casa tava uma bagunça, toda quebrada, eu resolvi adiar o dia da aula de arte, um arquiteto agora era mas urgente. Em uma noite eu tava deitada tentando dormir quando aquele maldito mas uma vez veio me perceguir, mas dessa vez eu só ouvi sua voz sussurrando em meu ouvido.

Voz: Você não vai fugir de mim e nem pense em se envolver com o D.O ou eu acabo com vocês dois, eu odeio ele e o que eu mas desejo é a morte daquele idiota, você será minha de novo e sua vida será tirada pelo meu filho amado, me aguarde minha linda vampirinha, agora que eu comecei, ainda vou te perceguir muito até conseguir o que quero, tenha uma ótima noite de sonhos sombrios".

Eu gelei nessa hora e meu corpo tremia de medo, eu tentei chamar o D.O em pensamentos mas não consegui, eu liguei pra ele mas não obtive resposta, então fiquei quietinha até dormir.




Notas Finais


Nossa quantos babados gente.
Essa história da babadeira demais.
Quem será esse criador da Kami? E quem será o filho que pode engravidar ela?
Saberemos nos próximos capítulos.
Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...