História Obsessão!!! - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Sehun, Suho, Xiumin
Exibições 30
Palavras 3.025
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Fantasia, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bora continuar?

Capítulo 9 - A corrente de proteção!!!


Fanfic / Fanfiction Obsessão!!! - Capítulo 9 - A corrente de proteção!!!

Naquela mesma noite após uma transa trilouca e cansativa que tive com Chanyeol, eu dormir exausta, mas na madrugada eu fui despertada com meu pescoço sendo apertado e um corpo queimando encima de mim, eu abri os olhos mas não conseguia enchergar, então deduzi que era aquele infeliz que voltou pra me atormentar.

- Olá minha linda vampirinha, eu voltei pra terminar o que comecei. - ele começou a rebolar encima de mim e beijava meu pescoço.

Kami: Mas que droga. Porque que sempre quando você aparece, me tira a visão? - eu falava sentindo nojo daqueles toques dele.

- Porque ainda não é a hora de você me ver meu bebê, Huuuum percebo que você foi possuída por mas um de meus filhos, sinto o cheiro do veneno de Chanyeol tomando ligar em seu corpo.

Kami: Sim, eu transei com ele, sabia que ele é uma delícia, ao contrário de você. - eu falei em tom de deboche e fui surpreendida com um tapa no rosto.

- Desgraçada, você não vai mas ser possuída por nenhum deles, eu preciso do teu corpo livre e preparado pra mim.

Kami: Não toca em mim, eu nao quero transar com você.

- Tua sorte é que ainda não fez 24hrs que Chanyeol te depositou o veneno dele, eu nao posso te possuir assim, mas eu vou voltar. - ele sussurou em meu ouvido e assim que saiu, minha visão voltou, eu sentei na cama respirando ofegante com a mão na boca que tava quebrada.

Kami: Aaiii aquele desgraçado me machucou. - quando eu fui tentar me curar, eu ouvi uma voz no quarto e quando conseguir ver quem era, eu dei  um pulo da cama.

Kami: O que você faz aqui? - eu falava assustada tentando me esconder atrás da cama.

Lay: Meu pai não pode te possuir hoje, mas eu posso te castigar. - ele apontou a mão pra mim e eu comecei a ser levantada e meu pescoço era apertado, Lay me jogou de uma vez na parede, a ira me dominou e após meus cabelos e olhos mudarem de cor e minhas presas ficarem à mostra, eu corri pra cima dele e nós começamos a lutar, ele me arranhava e rasgava minha pele mas eu não deixava barato, eu também o arranhava e arrancava pedaços de sua pele, ele me mordia e eu mordia ele, eu lutei com ele até onde consegui mas ele era muito mas forte que eu, nossos sangues jorravam e molhavam o chão, os dois já estavam cansados mas não paramos, eu corri pra cima de Lay mas como já tava muito cansada, ele segurou pelo pescoço e quando foi me morder, D.O apareceu.

D.O: Solta ela agora Lay. - ele falava com uma voz fixa pra Lay.

Lay: Olá irmãozinho, veio salvar a tua vampira vadia. - Lay mantinha seus olhos vermelhos focados nos meus e eu já me sentia desfalecendo.

D.O: Vou falar só mas uma vez, solta ela. - Os cabelos de D.O começaram a mudar de cor e quando ficaram cinza, Lay sumiu e eu cair no chão, meu sangue escorria e eu me sentia muito irritada, D.O saiu do quarto correndo e quando voltou, trouxe uma bolsa de sangue na mão, ele ajoelhou do meu lado, me deitou em seu colo com uma criança, ele me abraçou e mas uma vez aquela linda cena se repetiu, ele me curou e logo depois me deu o sangue da bolsa pra mim beber, enfim eu fui acalmando e voltando tudo ao normal.

D.O: Kami, você não pode mas ficar sozinha, meu pai e o Lay estão dispostos a te matar e nós não podemos deixar. - ele limpava minha boca depois que terminei de matar minha cede.

Kami: Porque vocês fazem tanta questão de mim? Poxa tem tanta vampira por aí.

D.O: Kami deixa eu te explicar, você era virgem e inocente quando foi transformada e nosso pai te fez ficar mau, eu e meus irmaos também éramos inocentes quando fomos transformados, nós tivemos nossas vidas tomadas por ele assim como você e só nós podemos te fazer ficar boa de novo, eu sou capaz de amar e meus irmãos são justiceiros e tem desejos incontroláveis, você por ter o veneno do nosso pai, é a única que pode gerar uma criança e continuar a nossa geração.

Kami: E porque vocês não fazem um filho com outra?

D.O: Porque não podemos, a criança não resistiria, só se a mãe tivesse sido iniciada com o veneno do meu pai e depois tivesse os nossos.

Kami: Ainda não entendi.

D.O: Arsh, Kami se meu pai tivesse mordido outra mulher, ela estaria no teu lugar, ele seria nossa fonte de prazer e a única reprodutora, nós podemos transar com qualquer mulher que quisermos, mas não sentiremos tanto prazer, será como algo insignificante, mas com você não, com você nós queremos sempre mas e nós somos como uma corrente, um protege e depende do outro, eu e meus irmaos precisamos do veneno do nosso pai e já temos, já você, precisa do veneno dos 8 irmãos pra poder reproduzir.

Kami: Mas D.O, você não quer me dar o seu veneno.

D.O: E você por acaso quer reproduzir? Você não pode Kami, mãe nenhuma pode botar um filho no mundo se ela não tem um coração batendo e nem é capaz de amar.

Kami: É verdade, eu nao quero amar nunca, eu amei o teu pai e olha no que me transformei.

D.O: Tudo bem, vamos deixar isso pra lá tá, eu vou falar com os meninos pra virem pra cá me ajudar a te proteger.

Kami: Você não quer dizer que eles vão ficar aqui 24hrs por dia né?

D.O: 24hrs eles não podem ficar porque todos trabalham, mas à noite e nos seus horários livres eles podem.

Kami: Ah mas eu nao vou ficar aturando aquele chato do Baekhyun me perturbando a paciência aqui não.

D.O: Você prefere ficar apanhando do Lay e deixar meu pai tirar a tua imortalidade?

Kami: Não.

D.O: Então pronto, aceita, agora levanta que minhas pernas já estão doendo, você pesa.

Kami: Tá me chamando de gorda?

D.O: Arsh, não bota palavra na minha boca.

Kami: Eu queria botar outra coisa na tua boca, mas infelizmente ainda não posso, já tô sabendo que se eu não tiver pronta, você vai acabar comigo.

D.O: Eu? Eu não, nunca vou nem me envolver com você, levanta logo. 

Kami: Tá tá. - eu me levantei e voltei pra cama, D.O sentou na poltrona e ficou quieto, eu voltei a dormir.

Quando mas uma manhã chegou, eu despertei com uma impressão de tá sendo vigiada e quando abri os olhos, eu vi um olhudo enorme sentado do meu lado na cama, um chatinho com cara de menino em pé me olhando, um negao sentado do meu outro lado e um outro sentado na poltrona tocando violão, D.O entrou no quarto com uma bandeja de comida.

Kami: Gente o que é isso hein? 

Chanyeol: Viemos te proteger delicinha. - oh o bengaludo querendo me conquistar.

Chen: Bom dia linda vampira. - olha meu músico.

Baekhyun: Bom dia baby, Saudades de você . - esse é chato, mas é bunitinho essa quilancinha.

Kai: Olá amorzinho, como está minha linda vampira? - oh negao vem em mim.

Kami: Gente eu tô bem, será que posso ter mas espaço aqui? - eu falava empurrando os dois abusados que estavam me amassando na cama.

D.O: Bom dia Kami, trouxe seu café da manhã. - ownt que fofinho.

Kami Bom dia D.O, vocês estão vendo como um homem deve ser? Bando de corações frios.

Baekhyun: Olha quem fala, seu coração nem aumenos bate querida.

Kai: Pois é, você só começou a ter algumas reações graças aos seus vampiros aqui.

Chanyeol: Liga não pessoal, ela é mau agradecida, nem me agradeceu pela noite de prazer que dei pra ela ontem.

Kami: Que noite de prazer o que caralho, ce quase me quebra no meio. - eu falei e eles começaram a sorrir e saíram do quarto, ficando só eu e D.O, ele me fez companhia até eu terminar de comer, depois eu fui tomar um banho, me arrumei e fui pra sala, os meninos foram trabalhar e eu fiquei sozinha em casa, eu liguei a TV e fiquei assistindo. Quando a tarde chegou eu senti fome e fui fazer uma lasanha pra jantar com os meninos, eu tava de boa fazendo minha lasanha quando Lay aparece.

Lay: Não sei quem é mas gostosa, voce ou a lasanha. - eu me assustei ao ouvir a voz dele e acabei cortando o dedo, eu virei com o dedo na boca e vi ele sentado numa cadeira atrás de mim vestido de preto, esse cara parece um urubu, só anda de preto sa porra.

Kami: O que ce quer? - eu falei e voltei a chupar o dedo que saia sangue do corte.

Lay: Faz isso não criança, assim você me provoca. - ele me lançava um olhar de desejo e mordia o lábio.

Kami: Vai pro inferno. - foi eu falar e ele veio pra cima de mim, segurou minha mão e começou a apertar fazendo o sangue sair mas.

Lay: Eu tava lá, mas como não tinha nada pra fazer, resolvi vim me divertir um pouco com você. - ele começou a chupar meu dedo e de certa forma eu sentia prazer naquilo.

Kami: oooh oooh pára. - eu falava de olhos fechados delirando com sua boca gelada.

Lay: O que pai nao pode te ter enquanto voce for tocada pelos meus irmaos, mas eu posso te possuir. - ele começou a rasgar minha roupa, mas não tirou as suas, ele só botou seu pênis pra fora e rapidamente me colocou encima da pia e me penetrou.

Kami: Aaah me solta seu ser imundo, eu nao quero transar com você, sai daqui. - eu falei conseguindo empurrar ele e desci da pia e quando fui correr, ele me puxou,.me botou encostada na pia de costas pra ele e me penetrou de vez, ele começou a me estocar enquanto puxava meu cabelo.

Lay: Você será minha quantas vezes eu quiser. - ele não parava de me estocar com muita força.

Kami: Pára seu desgraçado. - eu comecei a ficar furiosa e quando pensei em me soltar e atacar ele, Baekhyun chegou em casa e ouviu os gemidos, quando ele chegou na cozinha, ele foi pra cima de Lay e o fez sair de perto de mim o jogando na parede, eu cair no chão e tentava me recompor enquanto eles brigavam.

Baekhyun: Seu desgraçado eu vou acabar com você se não sair daqui agora. - ele falava em pé na minha frente me protegendo.

Lay: O modelinho tá zangadinho é? Eu vou embora, mas vou voltar e vou fazer pior com essa puta imunda. - assim que Lay sumiu, Baekhyun veio me socorrer.

Baekhyun: Kami você tá bem? - ele falava abaixado perto de mim.

Kami: Eu me sinto fraca Baekhyun, preciso de sangue e um bom descanso.

Baekhyun: Tá bom, vamos resolver isso. - ele mordeu o pulso e botou em minha boca, eu suguei até me sentir satisfeita, ele então me carregou, me botou na cama e ficou do meu lado me protegendo até dar o horário dos outros chegarem. Quando eu dormir, baekhyun saiu de perto acho que pra comer sei lá, eu entao mas uma vez fui perturbada por Lay apertando meu pescoço e deitado encima de mim.

Lay: Você não vai se ver livre de mim vampirinha imunda, eu vou voltar e te deixar pior do que deixei da primeira vez, tenha muitos sonhos sombrios e até breve. - ele sussurou em meu ouvido e eu sair correndo do quarto só de calcinha e blusa, fui pra sala e lá eu me deparei com Chen, Kai e Baekhyun na sala, eles me olhavam com caras de tarados.

Kami: O q que foi hein?

Chen: Já reparou como você tá vestida na frente de quatro vampiros insaciáveis?

Kami: Sabe conferir não idiota? Só tem três? 

Chanyeol: Quatro comigo delicinha. - ele falou por traz de mim me fazendo arrepiar.

Kai: É bom vestir uma roupa antes de ser atacada por nós quatro.

Baekhyun: Verdade baby.

Kami: Minha nossa eu tô quase nua, ah mas eu não quero ir lá no quarto sozinha.

Kai: Oxi porque?

Kami: Porque o Lay acabou de sair de lá.

Chanyeol: O Lay? - ele esbugalhou ainda mas os olhos de tão assustado.

Kami: É, ele apareceu apertando meu pescoço e falou que vai voltar e me deixar pior do que a primeira vez.

Chen: Precisamos reforçar a proteção.

Kami: Eu só quero dormir gente.

Baekhyun: Então vamos, nós vamos te vigiar enquanto você dorme.

Kai: Rum, tô sentindo que isso não vai dar certo, mas vamos né.

Chanyeol: Símbora. - os meninos foram pro quarto comigo e lá eu me deitei e fiquei quieta tentando dormir mas não conseguia por causa do barulho deles, mas foi só eu brigar que eles ficaram quietos, D.O quando chegou foi logo pro quarto também e se juntou aos outros pra me proteger.

Os dias passavam e os meninos revezavam pra sempre um ficar em casa comigo, eu mas uma vez consegui adiar minha aula de artes, à noite os meninos dormiam ao meu redor, cada vez um fazia uma gracinha de fazer outros desmaiar e assim poder transar comigo, quando terminavamos, os outros eram despertados e não lembravam nem que tinham desmaiado, quem quase sempre desmaiava era eu quando era a vez de Chanyeol, sa porra tem piedade de mim não, ele bota é pra lascar mesmo.

Em uma certa manhã, nós acordamos e os meninos foram trabalhar depois de tomarem banho, se arrumarem e tomar café, nesse dia Chen ficou comigo, já que ele era o satélite, ficaria mas fácil ele chamar os outros em pensamentos e eles chegariam rápido usando suas telepatias.

Assim que os meninos saíram, eu continuei deitada, Chen foi tomar café e eu fiquei quietinha curtindo minha preguiça, derrepente eu senti o corpo quente por cima de mim de novo e aquela voz me atormentando.

- Hoje você não escapa de mim. - ele começou a rasgar minhas roupas e lambia meu pescoço.

Kami: Me solta, Chen socorro. - eu gritei por Chen e logo ele apareceu, quando viu seu pai encima de mim, ele mandou logo o sinal pros outros antes de agir.

Chen: Pai solta ela, os outros já estão vindo. - ele falou vindo até a cama mas foi lançado contra a parede.

- Eu sou vou embora porque ele tá vindo e é mas forte que eu, mas eu vou voltar. - ele então sumiu, Chen levantou devagar e veio até a cama, seu corpo fervia de desejo por me ver ali nua, mas ele tentava se controlar, ele me cobriu e me abraçou, mas foi puxado e lançado contra a parede de novo, dessa vez era Lay.

Lay: Olá irmãozinho, vamos brincar um pouco. - ele começou a jogar Chen pra todos os lados batendo com seu corpo nas paredes e quebrando seus ossos, Chen gritava de dor e não conseguia se defender, até que ele desmaiou, Lay então veio pra cima de mim.

Lay: Agora é a sua já vez. - ele começou a me arranhar rasgando a minha pele e me fazendo vários cortes profundos, meu sangue mas uma vez jorrava ao ponto de sujar o rosto dele.

Kami: O oh oooh Lay para por favor, eu não suporto mas.

Lay: Quero ouvir você implorando mas. - ele me machucou mas um pouco, até que finalmente os meninos apareceram, Lay havia os bloqueado por um tempo mas como se concentrou em me machucar, eles conseguiram se livrar do bloqueio.

Lay segurou meu pescoço e ameaçou quebrar, mas não adiantou, Chanyeol foi mas rápido e conseguiu tirar ele de cima de mim, foi quando iniciou uma grande guerra dentro do meu quarto, eles jogavam Lay na parede e ele levantava e jogava eles também, eles já estavam todos machucados, até que Lay fez todos eles congelarem e conforme apertava as mãos, eles sentiam dor e gritavam, eu me sentia totalmente fraca mas conseguia ver meus vampiros protetores, sendo torturados, Baekhyun começou a botar sangue pelo nariz e seu olhar era de quem queria chorar mas ele não conseguia se mexer, D.O tava com o rosto virado pro chão.

Kami: Lay por favor pára, não faz isso com eles. - eu falei com o pouco de força que eu ainda tinha, ele veio pra cima de mim de novo e quando pensou em voltar a me torturar, és que D.O quebra o bloqueio e levanta, os outros continuaram congelados, D.O tava tomado pela ira, seu lado mau tomou de conta do seu corpo, seus olhos e cabelos estavam negros e sua fisionomia era de um ser das trevas, ele olhou fixamente pra Lay e com o seu pensamento, ele jogou Lay contra a parede, ele foi pra cima dele e o chutou tão forte que ele varou a parede indo parar no quarto de hóspedes, Lay tentava fugir usando sua telepatia,mas D.O o pegava e voltava pra minha casa com ele, Lay já estava muito machucado e fraco e por isso os outros conseguiram se mexer, D.O segurou Lay pelo pescoço e começou a apertar.

Lay: me solta irmão.

D.O: Eu não sou teu irmão, eu vou acabar com você. - ele queria quebrar o pescoço de Lay, foi quando Chanyeol me fez um apelo.

Chanyeol: Kami, o D.O tá sendo dominado pelo mau e só você pode trazer ele de volta.

Kami: Como?

Chanyeol: Fala com ele, talvez ele te escute e se acalme. 

Kami: Tá. Vou tentar. - eu me cobri com o lençol e fui cambaleando até D.O, quando cheguei nele, eu o abracei por traz e deitei minha cabeça em sua costa.

Kami: D.O calma, sou eu a sua Kami, solta ele por favor, você não é mau.

D.O: Me solta, eu vou acabar com ele. - ele tentava rebater contra mim, mas eu não desisti.

Kami: Por favor D.O faz isso por mim, Para, solta ele vai. - ele então soltou Lay, e se ajoelhou no chão respirando ofegante, Ele rusnava de tanta fúria, mas eu o abracei de novo, e ele foi se acalmando, kai pegou Lay e usou sua telepatia pra tirar ele da minha casa, depois kai voltou, D.O voltou ao normal e curou os meninos, a ele mesmo e a mim, nós todos tomamos banho, um de casa vez é claro e então nos aconchegamos pra dormir, eu fiquei quietinha até que dormir protegida pela corrente de vampiros justiceiros e protetores.



Notas Finais


Pânico na fic, D.O é maluco doido, adoro.
Até o próximo capítulo pessoal, espero que estejam gostando.
Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...