História Obsessed - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bts, Jikook, Kookmin, Taemin, Vhope
Visualizações 133
Palavras 2.408
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


GENTE EM 2 DIAS JA TEM QUASE 20 FAVORITOS KK EU TO MUITO FELIZ DE VERDADE <3

Pois é acabei não aguentando, eu tinha que postar logo esse capítulo. Mas isso é bom certo?

Espero que se divirtam e boa leitura! <3

Capítulo 3 - Domingo


Fanfic / Fanfiction Obsessed - Capítulo 3 - Domingo

~ 07h00 ~

 

O canto dos pássaros que soavam lá fora, a tranquilidade do vento batendo sobre as folhas da árvore e o cheiro de café fresquinho, era tudo tão bom que me deixava mais manhoso pra levantar, a preguiça me consumia, mas a vontade de degustar aquele café era maior, então me pus a levantar e seguir até a cozinha. E lá estava ele preparando o  café da manhã a mesa estava farta de frutas, pães, doces, um completo festival de cores e eu nunca fiquei tão alegre por ver uma mesa tão cheia de vida:

 

- Oh! Você já acordou Jiminie... - Jungkook virou seu rosto sorrindo pra mim enquanto terminava de coar o café.

- É que... Eu sentir o cheiro do café que parece estar tão bom - me aproximei da mesa.

- Mas eu quis fazer surpresa e você estragou hyung - ele terminou e pôs a garrafa com café sobre a mesa e veio em minha direção me puxando pela cintura depositando um selinho - Bom dia! Você dormiu bem? - serrei os olhos achando estranho sua atitude.

- Sim eu dormir bem, por quê? - perguntei

- Eu apenas perguntei meu amor, eu dormir maravilhosamente bem - sorriu mostrando dos dentes e eu estranhei mais ainda - Venha vou servir você! - puxou a cadeira e bingo! Aquilo tudo que estava a minha frente era um pedido de desculpas pela noite passada... De novo.

- O que é isso Jungkook? - o encarei cruzando os braços, ele estava segurando a cadeira que havia afastado me olhando confuso.

- N-Não entendi... Como assim o que é isso? É um café da manhã hyung que fiz pra você! - soltei meus braços e fui pra perto dele, ficando frente a frente.

- Você não costuma fazer esse tipo de coisa Jungkook, quer dizer, não mais - ele suspirou fundo e soltou calmo me encarando. 

- E-Eu, estou arrependido Jimin, estou arrependido do que eu falei pra voc...- interrompi

- Tem certeza? Tem certeza que você está arrependido mesmo Jungkook? Porque eu tenho a impressão de que já ouvir isso antes e mesmo assim você continua pisando na bola comigo... - ele estava de cabeça baixa - Olha pra mim Jungkook - ele então fez o que eu disse - Isso tem que parar, eu não quero mais viver as suas custas, não tô achando ruim, mas é que eu não tô me sentindo bem assim e quero ter minhas coisas, quero comprar elas com o meu dinheiro, o qual eu vou ralar muito pra ter. E tudo que eu mais queria é que você confiasse em mim, que ficasse do meu lado sempre me apoiando. - engoli seco por ter conseguido falar o que estava engatado em minha garganta. Ele então acenou positivo com a cabeça.

- Desculpa, desculpa, eu prometo que vou mudar essa minha atitude Jimin e vou ficar ao seu lado - seus olhos estavam transbordando - eu só... Tenho medo de te perder, eu não sei o que vou fazer se um dia isso acontec...  - ele começou a chorar e passei a abraça - ló fortemente passando segurança.

- Não precisa chorar, você sabe que eu te amo demais pra fazer isso, eu realmente me importo com você Jungkook, eu só peço pra que confie em mim. Eu não sou idiota de trocar você, seu bobo. - acariciava seus cabelos.

- Hyung - murmurei "hum" - Você ainda quer tomar café junto comigo? - perguntou manhoso e eu sorri mínimo 

- É claro, eu estou morrendo de fome - tirou seu rosto do meu pescoço me fitando.

- Eu te amo! - me surpreendi e me deu um selinho me fazendo sorrir.

 

~

 

Durante o café da manhã ficamos conversamos e ah! Como eu sentia falta daquele clima de paz, sem brigas ou implicância, era como se estivéssemos no começo de nosso casamento.

Nos dias de domingo eu costumo visitar a casa dos idosos, já que meu serviço lá é apenas nos dias de terça e quarta, convidei Jungkook pra ir comigo, mas ele disse que tinha que resolver algumas coisas da empresa, eu estranhei que em pleno domingo ter que resolver as coisas do trabalho isso não fazia o estilo dele. Não questionei também.

Estava a caminho dá casa dos idosos, cujo nome é "Youth Space", é isso mesmo e acredite fizeram um 'protesto' pra que colocassem esse nome na casa. Eles faziam questão de dizer que os jovens eram eles e eu como fico? Eu não me aguento é um mais engraçado que o outro, os barracos eram os melhores.

O Youth Space funciona da seguinte maneira:

Ele acolhe idosos que não tem um lar e com isso os voluntários da casa ajudam com roupa comida e bebida, já as documentações e tratamentos médicos já tem tudo disponibilizado no local. A Instituição também acolhe aqueles que ficam temporários, que é o caso de os familiares fazer uma viagem e não ter com quem deixar o idoso, que por indicação médica não poderia fazer tanto esforço, então a casa acolhe também.

Os donos da Youth Space são as melhores pessoas que eu já conheci, pode não parecer, mas eles eram bem jovens na faixa dos 46 em diante.

Estacionei meu carro na garagem e seguir em direção a entrada, todo ao redor da casa era amadeirada, mas não uma madeira qualquer, era bem rústico, as gramas da frente bem aparada. Na parte de trás era enorme um gramado enorme, tinha piscina, um pequeno espaço pra academia e até mesmo local para fazer churrasco. 

Logo que entrei fui pra sala onde já dei de cara com seu Hong e a dona Betina já discutindo: 

 

- Deixa aí homem, não tá vendo que eu tô assistindo? - reclamou dona Betina apontando pra tv com a bengala de madeira e olhando por cima de seus óculos.

- E- Eu quero ver meu jogo, você já assistiu demais sua velha - seu Hong com a coragem que teve trocou de canal e vi dona Betina se levantar com um pouco de dificuldade e foi pra cima do senhor Hong, tive que segura - lá.

- Pelo amor de Deus dona Betina o que a senhora vai fazer? - segurei seus braços.

- Eu vou acertar a cara desse velho abusado com essa bengala - Tentei me segurar pra não rir.

- Venha! - ajudei a voltar pro sofá.

- É meu filho, força com essa velha porque gorda do j-jeito que ta só um caminhão. - A senhora que estava segurando minha mão soltou e jogou a bengala em direção ao seu Hong, que por muito pouco não pegou nele. 

- Parem com isso vocês dois. Parecem duas crianças! - dona Betina sentou no sofá ajeitando suas roupas encarando seu Hong por cima dos óculos. Peguei sua bengala e deixei um pouco afastada dela, só pra evitar qualquer tragédia do dia.

 

Seu Hong e dona Betina, as duas pessoas que me tratam como seu neto, sempre tão se metendo em confusão e vivem se alfinetando, seu Hong é quase da minha altura, branco com traços asiáticos, assim como eu. Já dona Betina tem uma personalidade muito forte, ela é do meu tamanho, vaidosa e gosta de uma novela e programas de culinária. Ela é negra e é um pouco mais cheia, mas não tanto como seu Hong fala, isso é pura encrenca. Eu acredito que todas essas brigas e implicância é amor, só que nenhum dos dois admite, é um mais orgulhoso que o outro.

 

- Está todo mundo lá pra área de lazer, por que não vão pra lá? É tanto amor que vocês preferem ficar aqui sozinhos na sala? - sorri brincando e a dona Betina bateu em meu braço me fazendo resmungar de dor.

- Mais uma dessas suas gracinhas e eu tiro teu coro moleque! - é, realmente ela não estava pra brincadeira e o seu Hong estava tão concentrado no jogo que nem ouviu o que eu disse.

- Ta bem, ta bem... - suspirei passando a mão por meus cabelos - Eu estou indo pra lá e por favor não se matem, ainda estão jovens! - beijei a bochecha dela e me retirei do cômodo.

Andei em direção ao pátio quando meu celular tocou, era Jungkook me ligando, então o atendi:

 

LIGAÇÃO ON

 

- Alô?

- Ah, Oi amor, então eu só queria dizer que vou chegar um pouco tarde em casa hoje, parece que tá faltando mais peças pra montagem dos carros. - suspirou cansado - Quando eu chegar eu te explico melhor, vou ter que desligar.

- Hum, tudo bem querido!. - passei cumprimentando um dos voluntários que estavam presente.

- Tá falando com quem? - seu tom ficou pesado.

- Com ninguém, só cumprimentei um dos funcionários que estavam passando.

- Hum, tá. Vou desligar até mais! - desligou sem ao menos eu dizer "Tchau", fiquei encarando a tela do celular, suspirei e guardei o aparelho.

 

LIGAÇÃO OFF

 

Chegando à parte externa da casa estava todo mundo lá, alguns me cumprimentaram com sorrisos e abraços.

 

- Olha se não é o rapaz do sorriso encantador! - falou a moça de cabelos castanhos, traços asiáticos.

- Lee! - sorrir ao vê-la e a abracei.

- V-você vai me amassar desse jeito Jiminie! - sorria tentando se livrar dos meus braços.

- Que saudades que eu estava de você sua maluca! Por onde você andava? - Lee era uma garota que trabalhava na casa também, mas depois que começou a faculdade e quase não teve mais tempo pra vim aqui, quando eu entrei na instituição foi ela que me orientou sobre tudo do lugar.

 

~

 

Conversa vai e vem sobre aquela mesa enorme e acabei esquecendo que já havia escurecido. Ajudei as senhoras da cozinha com a louça, Lee já tinha ido embora mais cedo, segundo ela tinha um encontro marcado pra ir. As horas marcavam 21h40, fui ao quarto da Dona Betina já que seu Hong já estava dormindo. Bati na porta três vezes e eu ouvir um "entre" abafado.

 

- Dona Betina eu já estou indo, vim me despedir da senhora. - ela deu um tapinha na cama pra que eu sentasse ao seu lado e foi o que eu fiz.

- Jimin meu filho, você está comendo direito? Estou te achando tão magrinho. - sorri e segurei sua mão.

- Eu estou comendo bem sim, a senhora não precisa se preocupar! - ela estava séria.

- E aquele teu marido? Parou com as brigas? - eu não sabia o que falar, mas eu não queria que ela se preocupasse com isso então...

- Ele parou sim, estamos bem melhor. Hoje ele até fez um café da manhã pra mim. - ela deu um sorriso curto.

- Eu espero que realmente esteja tudo bem entre vocês, agora vá, já está ficando tarde! - beijou minha testa e eu depositei outro em suas mãos.

 

Me despedi de todos e fui em direção ao carro. 

No caminho pra casa eu dirigia um pouco com pressa, tinha que passar na farmácia comprar remédio pra dor de cabeça para Jungkook, pois eu sabia que iria voltar com dores e tudo que eu menos queria é ver ele irritado por conta da dor.

 

~

 

Finalmente em casa guardei o carro na garagem, entrei em casa e as luzes já estavam ligadas, Jungkook já está em casa, tirei os sapatos deixando na entrada. Fui até a cozinha coloquei a água no copo e subir junto com um comprimido, fui em direção ao escritório à porta estava entreaberta. Ele já estava com as roupas confortáveis pra dormir, provavelmente estava me esperando. Sentado na sua cadeira com rodinhas virado de costa pra entrada e pelo que eu vi ainda estava trabalhando, pois estava digitando no computador.

 

- Amor? - Chamei calmo, ele parou de digitar e se virou me olhando - Eu trouxe um remédio pra sua dor de cabeça. - coloquei sobre a mesa 

- Como sabia que eu estava sentindo dor? - ele pegou a pílula colocando na boca e logo tomando a água.

- Estamos a tanto tempo juntos que eu já sei exatamente quando estar com dores. - Sorri pra ele e fui retribuído pelo seu. Ele me puxou pra sentar em seu colo, minhas pernas pro lado, agora olhando em seus olhos.

- Você demorou - começou a beijar minha bochecha - Achei que eu teria que buscar você - passou os beijos pro pescoço me fazendo arrepiar.

- É que você sabe todos eles são apegados a mim e acabei tendo que ficar pra jantar - Ele cessou os beijos e me fitou e eu fiz o mesmo.

- Desse jeito eu ficarei com ciúmes - então sorri para ele mostrando os dentes.

- E desde quando você não fica? - ele desceu seus olhos para meus lábios e aproximou dos meus. Nossas línguas disputavam por espaço, estava calmo mas de um jeito quente, Jungkook apertou minha cintura que me fez arfar com seu toque. Ele então parou, eu o encarei confuso pela parada repentina. No susto ele me levantou junto consigo, a diferença é que eu estava com as pernas entrelaçadas em sua cintura e então ele me beijou novamente me levando pro nosso quarto.

 

Deitou-me sobre o colchão macio, fiquei fitando seu rosto que estava sendo iluminado apenas pela lua que passava pela janela.

 

- Hyung, eu quero fazer amor com você! - sentir minhas bochechas corarem, o modo como ele falou foi tão fofo e ao mesmo tempo sexy. Eu apenas aproximei meu rosto ao dele, beijando afoito. 

 

~

 

Ofegantes e suados, eu estava deitado em seu peito que subia e descia com certa frequência. Fiquei acariciando sua barriga enquanto ele fazia carinho em meus cabelos. Eu me sentia bem, hoje foi um dia divertido, não brigamos e nem nos ignoramos, estava tudo calmo.

 

- Jungkook - levantei a cabeça para encara-ló - Eu te amo! - aquele sorriso era o motivo da minha felicidade tão fofo e tão sexy. Então ele se aproximou segurou meu rosto depositando um selar em meus lábios.

- Eu te amo muito Jimin! - sorrir para ele e deitei novamente em seu peito. Ficamos em silêncio por um tempo, até ele falar novamente. - Jimin eu tô excitado! - sorri mostrando os dentes e então virei meu rosto novamente, aproximei beijando com mais rapidez.

 

~

 


Notas Finais


Levantem os braços quem rachou o bico com esse casal Betina e Hong \0/

Gente me digam se vocês estão gostando da fic, sério eu sou muito insegura com isso. Eu meio que sinto que falta mais emoção, digam o que acharam desse capítulo.

Muito obrigada, beijos até o próximo cap <3

Twitter: @thagustd


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...