História Obsessed - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bts, Jikook, Kookmin, Taemin, Vhope
Visualizações 119
Palavras 2.199
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oee bem-vindos ao quarto capítulo, espero que gostem.

Boa leitura! <3

Capítulo 4 - Contrato


Fanfic / Fanfiction Obsessed - Capítulo 4 - Contrato

 

Sim, as vezes eu realmente não entendia o que se passava pela cabeça de Jungkook, é como se ele tivesse dupla personalidade, uma hora ele está me dando carinho e atenção e na outra ele estar completamente fora de si gritando comigo. Por mais que eu me sinta assustado algumas vezes, eu não consigo deixar de ama - ló, ontem pela parte da manhã eu falei o que eu estava sentindo e ele pareceu concordar comigo, tanto que nosso dia foi tranquilo e no final acabamos fazendo amor.

Estávamos na cama de frente um pro outro ainda despidos cobertos pelos lençóis finos, ele parecia dormir tranquilamente (só parecia mesmo) e sua respiração estava calma, então ele abriu os olhos me fitando e sorrindo mostrando os dentinhos:

 

- Bom dia meu amor! - falei acariciando seus cabelos.

- Bom dia! - com a voz rouca e me depositando um selar. Aproximei nossos corpos, ele começou acariciar meu pescoço com seu nariz - você é tão cheiroso hyung.

- Pare com isso, assim você vai me deixar arrepiado - olhei em seus olhos, suas mãos passeavam por meu corpo, até eu sentir sua mão apertar minha bunda e isso me fez arfar - J-Jungkook, para, você vai me deixar excitado.

- Mas essa é a minha intenção, sabe por que? - Acenei a cabeça em negação e ele sussurrou em meu ouvido - Porque eu ainda estou faminto.

 

~

 

Jungkook foi pro trabalho atrasado por conta de algumas "intervenções". Agora ele só chegará às onze horas.

Era meio dia e eu sempre procurava fazer as coisas tudo de uma vez, tanto o almoço quanto a limpeza da casa. E hoje eu irei ao estúdio do tal fotógrafo Taemin, confesso que estou um pouco nervoso pois nunca passei por isso antes, mas se isso vá me fazer ganhar dinheiro então eu vou. Ainda não contei pra Jungkook porque não sei se realmente vou ser aceito, então se caso eu for contarei a pra ele.

Estava limpando o escritório de meu marido e Deus quanta poeira, nunca espirrei tanto na minha vida. Estava retirando os livros da prateleira e espanando todos eles. Feito isso pus de volta os livros no lugar, mas algo caiu de um deles, tratava - se de ser um polaroid e nele estava três pessoas e uma delas eu não conhecia, Namjoon, Jungkook e uma mulher desconhecida. Acredito que essa foto foi tirada nos dias que ele estava em Busan e com certeza saiu com seus amigos, nada demais sair com os amigos certo? 

Mas o que me intrigava era a tal mulher, estava muito próxima de Jungkook. Eu não sou do tipo que fica enchendo de perguntas ou desconfiando, mas aquilo me deixou inquieto e assim que ele chegar eu vou procurar saber a respeito.

 

~

 

~14h30~

Estava saindo de casa entrando no meu carro, mexi no retrovisor pra verificar meu cabelo e estava bem arrumado. Sai com um pouco de pressa pra não chegar atrasado no local, eu sabia exatamente onde ficava por causa do meu amigo que trabalha no mesmo lugar.

Chegando no prédio falei com a recepcionista pedindo informações sobre o fotógrafo e se estava disponível para me atender. Então ela ligou para para sua sala e ele a deixou que liberasse, agradeci a moça e fui em direção ao elevador. 

No sétimo andar a aparência do local era bem diferente do térreo, era completamente claro e havia uma parede vidro tendo a visão de Seul, olhei para o papel que recebi na recepção e vi que a sala era a de número cinquenta, andei pelos corredores e  não demorei muito pra encontra - lá. Dei três batidinhas até ouvir a voz abafada do outro lado dizendo "Entre", então eu fiz já pedindo "com licença". O estúdio não era tão grande, os equipamentos estavam espalhados por todos os lugares, por traz do chroma key havia uma parede de gesso e ao lado havia uma passagem, creio que seja sua sala principal. Fui em direção a ela, com muito cuidado pra não derrubar nada eu estava observando cada canto daquela sala e era bem iluminada. Estava olhando pra trás quase entrando na sala e sem querer meu peito de esbarra com o do rapaz ficando cara a cara com ele.

Eu não sabia o que fazer estava completamente envergonhado, tudo que eu fiz foi me afastar rapidamente:

 

- M-Me desculpe, eu achei que era pra vir até sua sala - ele me olhou dos pés a cabeça me fazendo engolir seco. E então ele abriu um sorriso.

- Está tudo bem! - ele colocou a mão no queixo me encarando como se estivesse confuso - Você não me é estranho, acho que já vi você em algum lugar - pensativo.

- Ah... Eu sou amigo do Kim Taehyung - Ele então soltou seus braços mudando pra uma expressão surpresa.

- Claro! Como eu pude esquecer? Você é o Jimin certo? - Assenti e então ele sorriu assoprado me encarando - Nossa...

- O que houve, você está bem? - fiquei preocupado com sua reação que eu não conseguia decifrar.

- Eu estou bem é só que... - passou a mão pela nuca - Você é muito mais bonito pessoalmente! - arregalei meus olhos e provavelmente eu estaria com a aparência de um tomate.

 

~

 

Depois desse encontro pra lá de estranho com estávamos andando pelo pequeno  estúdio, falou sobre seus equipamentos, mostrou as entrevistas que fizera pra algumas revistas famosas. Pelo que eu pude perceber Taemin parecia ter muito orgulho de seu trabalho, estava sempre falando com um sorriso nos lábios:

 

- Eu gosto de fazer fotos profissionais com os modelos e tudo mais, só que esse não é exatamente o meu estilo, sinto como se fosse tudo muito artificial - ele falava mostrando o álbum que estava sobre a mesa com fotos de alguns de seus modelos, fiquei olhando aquelas fotos e eram realmente boas.

- Então, qual é seu estilo? - olhei para ele que estava de cabeça baixa e então abriu uma gaveta puxando outro álbum. E abriu.

- Esse é o meu estilo Jimin - o álbum mostrava fotos de pessoas aleatórias, elas eram de vários lugares com variados rostos, criança, jovem,  adulto, velho, tudo se encontrava ali e era tudo muito natural - essas sim eu posso dizer que gosto, amo na verdade. Gosto de retratar a vida real atravéz das fotos, pra qualquer lugar que eu viajo sempre levo a câmera e nem preciso dos equipamentos. Isso me faz deixar alegre. - sorriu abaixando a cabeça e então olhei pra ele e comecei a sorrir.

- Elas são lindas - ele virou o rosto olhando pra mim, estavámos próximo quando eu dei um pigarro e ele se ergueu.

- Pois é. - limpou a garganta, guardando o álbum - Você já fez fotos profissionais antes? - foi para atrás da câmera ligando -a.

- Eu só fiz uma vez pro álbum de casamento - falei e ele ficou surpreso.

- Você é casado? - assenti - Wow que surpresa, és tão novo. - ruborizei - Você poderia sentar naquele banco? - apontou para o assento que estava na frente do fundo branco e fui até lá e fiz o que foi pedido - Certo, certo, agora eu preciso que você relaxe e olhe pra câmera. - eu estava confuso.

- M-mas você já vai tirar fotos minha? Eu não vou ter que passar por algum teste? - ele sorriu 

- Eu tenho quase certeza de que você já passou nesse teste, só preciso da confirmação em foto - e por um momento eu quis sair pulando de alegria, eu havia conseguido passar no teste. Finalmente eu vou poder ganhar o meu próprio dinheiro.

 

~

 

Terminamos de tirar as fotos e sendo sincero eu nunca me senti tão confortável tirando fotos, Taemin percebia meu nervosismo e começava a puxar assunto sobre qualquer coisa aleatória, até arriscava em contar algumas piadas o que me fazia rir porque não tinha graça nenhuma. Eu estava me arrumando para sair quando meu celular toca e a chamada era de Tae:

 

LIGAÇÃO ON

 

- Alô?

- Jimin? Onde você está? Fui a sua casa e Jungkook disse que também não sabia onde você estava. 

Jungkook já está em casa? 

- Ah, eu tô aqui no estúdio do Taemin, você pediu pra que eu viesse certo? Então...

- NÃO ACREDITO! - tive que afastar o telefone do ouvido - ME CONTA, VOCÊ PASSOU?? VAI TRABALHAR COM ELE??

- Sim Tae eu passei - soltei uma risada - vou trabalhar com ele. - ouvir mais um berro.

- Eu estou indo ai agora!

- O que? Não! Não venha, eu já estou indo pra casa, estou cansado.

- Aish, mas eu quero saber de tudo hyung - suspirei pesado

- Outro dia eu conto melhor, eu tenho que ir agora. Beijo, tchau! - desliguei antes que ele começasse com suas manhas.

 

LIGAÇÃO OFF

 

Como meu celular estava afastado eu não tive tempo de ler as mensagens e só agora que eu vi que tinha mais de vinte mensagens de Jungkook. Tentei ligar pra ele mas ele não atendeu, guardei meu celular e fui me despedir do Taemin:

 

- Bom, eu já estou indo - sorri para ele que estava arrumando suas coisas.

- Certo, eu também já estou de saída. Vamos descer juntos. - esperei terminar. Nós retiramos da sala e fomos para a garagem - este é meu carro, foi um prazer em te conhecer Jimin, você é ótimo como modelo - elogiou e fiquei sem graça.

- Imagina, eu agradeço pela oportunidade - ele sorriu e me abraçou por segundos, me fazendo arregalar os olhos.

- Até sexta Jimin - reverenciei e fui pra perto do meu carro. 

 

~

 

Eram dez e quarenta quando eu finalmente cheguei em casa o trânsito estava horrível, mas ainda tive tempo de passar no mercado e comprei algumas coisas pro jantar. 

Entrei em casa e as luzes estavam apagadas, cliquei no interruptor acendendo elas. Deixei as compras sobre a mesa tirando o casaco e pus na costa da cadeira, mexi meus cabelos e me virei pra sair da cozinha e tomo um susto ao ver Jungkook parado na minha frente, me encarando e seus olhos estavam vermelhos: 

 

- Jungkook, meu amor o que houve com você? Por que estava chorando? - toquei em seu rosto.

- E-Eu... Eu cheguei em casa e você não estava aqui, Taehyung veio aqui atrás de você e você não estava. Eu fui em todos os lugares que você costuma frequentar Jimin e em nenhum deles você se fez presente. - eu engoli seco tentando ficar calmo, eu estava começando me sentir assustado - Então eu te pergunto, aonde você estava até essa hora? Com quem você estava até essa hora Jimin? - não estava nada nos meus planos disso acontecer, eu queria poder explicar com calma, essa que agora vai ser difícil.

- C-Calma - engoli seco novamente - foi por uma boa razão, eu tenho uma ótima notícia pra te dá Jungkookie - toquei em seu peito e ele segurou meu pulso com certa força fazendo - me gemer baixo de dor.

- Boa razão? O que te fez passar a porcaria do dia inteiro fora de casa Jimin? - eu não tinha saída, teria que falar, mentir seria pior.

- Lembra que o Tae me convidou pra ir jantar com ele porque tinha algo pra me contar? E-Então, ele havia conseguido uma proposta de trabalho pra mim, quer dizer eu tinha que ir até lá pra fazer o teste e... Eu passei Jungkook - sorrir para ele esperançoso.

- Proposta? Teste? - franziu o cenho - Que tipo de trabalho é esse? - eu abaixei a cabeça tentando buscar coragem pra falar.

- Eu vou ser modelo, vou pousar pra uma revista daqui de Seul Jungkook e eu realmente estou feliz por ter conseguido passar no teste - olhei pra ele e seu rosto havia suavizado e então ele me empurrou com toda força em cima da mesa e ele se aproximou segurando meu pescoço apertando de vagar.

- Você tá ficando louco? Hum? Perdeu o juízo? - ele apertou mais ainda - RESPONDA JIMIN! 

- E-eu, q-quero trabalhar J-Jungkoo.. -nao consegui responder, ele estava me sufocando.

- Escuta aqui, você não vai pousar pra revista nenhuma, tá me ouvindo? Escuta bem o que eu tô te falando Jimin, você é só meu! Nunca vou admitir uma sem vergonice dessas. Você tá me entendendo? - seus olhos estavam esbugalhados e vermelhos, estava tentando buscar ar, esse que estava impossível pois ele apertava mais e mais - EU TO FALANDO COM VOCÊ PORRA, EU QUERO UMA RESPOSTA! - movimentei a cabeça positivamente. Então ele soltou meu pescoço indo embora dali, cai no chão  colocando  o as mãos sobre  meu  pescoço começando a tossir fortemente tentando buscar ar. Me pus a chorar freneticamente, eu jamais achei que Jungkook poderia fazer uma coisa dessas.

 

Naquela noite eu não consegui dormir no quarto, na verdade nem pus meus pés lá, então eu dormir no sofá da sala, com forte dores de cabeça tentando cessar o choro.

 


Notas Finais


AAAHH TADINHO DO NOSSO BICHINHO (vulgo Jimin). :'c

Aguardem os próximos capítulos da nossa "novelinha" <3

Twitter: @thagustd


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...