História Obsession - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Min Yoongi, Suga
Exibições 22
Palavras 858
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ♡♡♡ espero que gostem!

Capítulo 2 - Um futuro Presente.


1 Ano Depois. 2016.

Existiam muitas coisas que haviam mudado desde que aquele contrato fora assinado. Minha idade ja não era a mesma, e consequentemente, minha mentalidade também não - Mesmo que fosse apenas um ano de diferença - Eu enxergava as possibilidades e riscos que eu corria. Seria uma vida totalmente nova, com alguém quase totalmente novo, a partir deste ano. Eu digo quase totalmente novo, porque nesse  último ano, eu e ele tivemos que fingir um namoro pleno e Belo, no qual a falsidade, era a base. Eu não o amava, ele não me amava, e se eu pudesse voltar atrás nas minhas escolhas, eu nunca teria entregado minha vida a um papel. O papel que a partir do momento que eu pus minhas letras, definiu meu futuro como incerto, pelo resto dos cinco anos. A partir dele, eu teria de deitar e acordar ao lado de Yoongi, teria de ser fiel, teria de ser realmente - ou quase realmente - sua esposa.

Eu conhecia o mundo de Yoongi, sabia suas características, e sabia que no quesito fidelidade, ele não se aguentaria. Ele vivia cercado de mulheres que queriam o dar, exatamente, o que eu não pretendia. Mas com tudo , minha consciência estaria mais limpa se eu me preservasse, mesmo, que não fosse pra ninguém. Eu sequer conseguiria permitir, que ele se aproximasse demais da minha pessoa, sem que eu entrasse em posição defensiva. Parece bobo, mas não é. Eu tenho apenas dezessete anos, e ele vinte e três. É uma idade devidamente perigosa para qualquer relação.

De todos os sonhos que envolviam casamento, o único que eu conseguiria realizar, é o de me casar virgem. Eu poderia achar isso estranho no mundo de hoje. Mas pra mim, era um fator pra ser comemorado. Seguidos por este, os outros sonhos se foram pelo ralo, inclusive, o de casar com alguém que meu coração fosse entregue.

Era verídico que meu coração havia criado uma barreira contra Yoongi, mas eu nem mesmo sabia como isso havio ocorrido. Eu apenas percebi isso, quando no nosso último encontro, sua raiva para comigo estava visivelmente transbordante, e eu não fui atingida. Era como uma barreira de proteção. Ele me odiava, mas eu não me importava. Eu sabia cumprir meu trabalho, e ja que aquilo tinha de ser feito, eu faria por pura profissionalidade.

Você parece nervosa. Ansiosa para seu casamento? — Perguntou Suzy. Ninguém além de mim, Suga e os nossos empresários, sabiam do nosso contrato. Nem mesmo nossas famílias. Todos pensavam que estávamos realmente apaixonados, e que agora, estávamos dando um passo especial para ambos.

É... deve ser ansiedade. — Eu respondi sem interesse. Recebendo o olhar surpreso de todas as meninas do grupo.

Eles chegaram! — A acessora nos avisou e eu me gelei. Toda farsa começaria novamente. Eu me agarraria a Yoongi como uma namorada boba, e ele retribuiria o gesto.

Assim que chegamos a sala de reuniões, Yoongi me olhou de cima a baixo e eu sorri, da melhor forma possível a ele. Cumprimentei todos os outros membros do grupo e fui em sua direção. Indiferente, ele apenas me puxou para um abraço um tanto brusco. Mas eu gostava de abraços, então sem me importar se era ou não o Suga, eu aproveitei. Longe das pessoas nós não tínhamos uma relação tão amigável, e muito menos palpável.

Quer que eu te faça algum elogio? — Ele perguntou sarcástico no meu ouvido.

Nós sabemos que você não é esse tipo de pessoa. — Eu disse e rolei os olhos cuidadosamente e me soltei do abraço, Parando  ao seu lado esperando que a reunião começasse logo, para que toda aquela cena patética acabasse.

(...)

Assim que a reunião acabou, eu e Yoongi fomos chamados a ir pra sala de nossos acessores, e então, recebemos a linda missão de passarmos o dia juntos, ja que não haveria treinos e estaríamos livres. Era de se esperar que isso fosse acontecer.

Tenho que dizer que isso é sufocante! — Eu disse e me joguei no Banco do carro de Suga.

Poderia fechar a porta? — Ele disse ignorando minha frase. Eu bufei e a fechei.

O que você está pensando sobre tudo isso? — Eu perguntei tentando quebrar o gelo que se formava toda vez que estávamos sozinhos.

Você quer mesmo saber? — Eu o olhei. Uma coisa eu não podia negar, ele era lindo. Ele me olhou, eu desviei o olhar e pelo canto do olho o vi sorrir.

Se eu perguntei é porque eu quero uma resposta, não acha? — Ele me olhou brevemente e logo voltou sua atenção ao trânsito.

Hoje você está bem bravinha...  — Ele gargalhou. Eu por minha vez afundei no Banco do carro quase deitando, e pude ver seus olhos se direcionarem as minhas pernas. Só aí, eu fui perceber que minha saia estava muito pra cima. Rapidamente, eu me ajeitei no Banco ficando mais "comportada". Eu não queria chamar sua atenção pra nada em mim. Eu queria que estivéssemos de lados opostos sem qualquer ligação. Coisa que seria impossível, após o casamento.


Notas Finais


Se vocês acham que eu deva continuar, me contem o que estão achando e falem suas opiniões abertamente. Eu gosto de conversar, não poupe palavras ;)

Vejo vocês no próximo capítulo :) ♡

Bjbjbj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...