História Obsession. - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Romance
Exibições 118
Palavras 1.971
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Amores, como eu já falei pra vocês eu sou péssima em fazer Hot, e eu ando com muitos problemas aqui em casa, então mil desculpas por qualquer erro, e por esse capítulo não ter ficado tão bom.

Boa leitura💕

Capítulo 14 - "Eu acho que te amo"


Fanfic / Fanfiction Obsession. - Capítulo 14 - "Eu acho que te amo"

POV Amy.

Acordei com uma dor de cabeça insuportável e pra completar com olheiras  horríveis por ter passado a noite chorando.

Passei a mão pelo meu rosto e fui direto para o banho tentar tirar um pouco da indisposição que eu estava.

Depois do banho coloquei minhas peças íntimas, uma calça jeans, uma blusa social e um salto nude, penteei meus cabelos e fiz um coque nele, coloquei meu óculos de sol, peguei minha bolsa e desci.

Mãe- bom dia, meu amor- minha mãe disse assim que eu entrei na cozinha- dormiu bem?- perguntou se servindo um pouco de café.

Eu- uhum- resmunguei tomando um pouco de água- eu já vou indo ok? E não se preocupe, em compro alguma coisa para mim comer quando eu chegar na empresa- falei lhe dando um beijo na bochecha e saindo antes que ela me enchesse de perguntas.

Fui o caminho todo tentando pensar em alguma forma de me desculpar com Harry, porém nada veio a minha cabeça.

Cheguei na empresa e fui direto para o elevador. Assim que as portas do elevador se abriram eu fui para a sala do Harry.

Dei as minhas famosas duas batidinhas e ouvi o seu famoso "entre".

Assim que entrei na sala do Harry vi a pessoa que eu menos queria ver na minha frente, Celine.

Eu- desculpa, eu não sabia que você estava ocupado- falei cruzando os braços e eles me olharam assim que escutaram minha voz.

Harry- pois eu estou- falou grosso me encarando.

Celine- será que pode nos dar licença querida?

Querida vai ser a minha mão na tua cara!

Eu- eu não vou sair daqui antes de falar com você- falei batendo meu pé fazendo um barulho irritante.

Harry-pode nos dar licença Celine?- perguntou calmo.

Celine- Claro- sorriu cínica- vou estar pronta as oito- piscou pra ele- até mais tarde- falou e saiu dali.

Eu- vai estar pronta pra que? Vocês vão sair, Harry Styles.

Harry- Vamos sim- falou rude- algum problema?- perguntou.

Eu- você só pode estar de brincadeira com a minha cara- falei começando a andar de um lado para o outro em sinal de nervosismo- onde vocês vão ir?- perguntei parando de andar o encarando.

Harry- vamos ir à um restaurante.

Eu- Deus me paciência por que se o senhor  me der forças eu vou matar aquela vagabunda- falei voltando a andar- Harry, deixa eu te explicar o que aconteceu ontem- falei.

Harry- eu já disse que você não tem que me explicar nada, agora sai da minha sala por que eu tenho mais o que fazer- falou super grosso.

Eu- Grosso- gritei e sai dali batendo a porta.

Pensa Amy, pensa, você é uma burra, você não devia ter feito aquilo, como eu odeio você.

Sai do transe quando escutei meu telefone tocar, atendi imediatamente.

Amy- Alô?- atendi sem ânimo nenhum.

Quero você na minha sala em dois minutos- ouvi aquela voz rouca falar e após isso o fim da ligação.

Será que ele quer conversar sobre o que aconteceu? Será que ele não está mais bravo comigo?.

Respirei fundo e me levantei, fui em direção a sua sala e entrei sem nem ao menos bater.

Eu- Harry, eu..- antes que eu pudesse terminar ele me fuzilou com os olhos.

Harry - Primeiro, bata antes de entrar, segundo, É Senhor Styles pra você- falou rude.

Eu- Desculpa- sussurrei- em que posso ajudar?- perguntei receosa.

Harry- vou precisar de você hoje mais tarde, vamos a uma cidade próxima daqui, trataremos de negócios, por favor use uma roupa descente.

Eu- tudo bem, que horas nós vamos?.

Harry- Sairemos as seis daqui, são duas horas de viagem, voltaremos hoje mesmo, você já está liberada, vou pedir para que Clarisse fique no seu lugar hoje- ele falava sem ao menos me encarar.

Eu- Quem é Clarisse?- perguntei cruzando os braços.

Harry- uma gostosa que trabalha no mesmo andar que o Mark- falou agora me encarando.

Eu- gostosa?- falei bufando.

Nem esperei por sua resposta apenas sai dali batendo os pés. Eu sei que tinha errado por ter acreditado na Celine, mas o Harry já tá passando dos limites.

 Ele não iria sair com Celine? 

Peguei minha bolsa e sai depressa dali.

Cheguei em casa e subi direto para o meu quarto, tirei minha roupa e fui me deitar, eu precisava descansar um pouco.

Dormi a manhã toda e um pouco da tarde também, pois já são uma hora da tarde e eu recém acordei. Coloquei meu pijama, desci e fiz uma comida para mim. Depois de ter comido lavei a louça.

Passei a tarde "toda" fazendo alguns trabalhos da faculdade. Falando em faculdade eu vou faltar de novo!

Cinco horas da tarde, merda, eu preciso me arrumar. Subi correndo para o meu quarto e fui direto para o banho.

Depois de uma banho rápido, coloquei apenas  minha calcinha, e um vestido preto, justo no meu corpo, que ficava três dedos acima do meu joelho, calcei meus saltos preto e fui me maquear.
Passei uma sombra bem fraquinha, lápis de olho, rimel, e um batom rosa bebê no lábios. Penteei meus cabelos e os deixei soltos mesmo. Estava passando perfume quando escutei o barulho da buzina.

Desci as escadas com calma para não cair e abri a porta, pensei que Harry estaria  ali. Me enganei.. Ele estava sentado no carro e olhava para frente.

Fechei a porta e fui até ele. Entrei no carro e ele continuava sem me olhar.

Eu- Oi- falei baixo e ele não respondeu nada apenas deu partida.

Eu- acho que vai chover- comentei, aquele silêncio estava me matando.

Ele não respondeu nada. Depois de Duas horas, Duas tortuosas nós chegamos.

O "encontro" para tratar de negócios seria em um restaurante. Passamos mais ou menos uma hora e meia lá, falando com aqueles velhos chatos que ficavam me cantando descaradamente, como se eu fosse querer algum deles. Harry fechou negócio com eles, um grande negócio devo dizer.

Já estávamos voltando para casa quando começou a chover forte.

Eu- não acha melhor pararmos um pouco? Esta chovendo muito forte- falei e ele bufou.

Harry andou mais um pouco e então parou na frente de um "hotel".

Harry- a chuva tá forte e está muito tarde, vamos dormir aqui, amanhã bem cedo voltaremos pra casa. Disse e saiu do carro indo correndo para dentro do hotel, sai do carro e corri para dentro do hotel assim como ele.

Harry- Dois quartos por favor- Harry disse para velha que nos olhou e apenas nos entregou as chaves dizendo o número dos nossos quartos.

Harry me entregou uma chave e se trancou no seu quarto.

Entrei no quarto trancando a porta, tentei tirar meu vestido mas o zíper era nas costas e eu não consegui abri-lo, então decidi me deitar com os vestido mesmo, tirei meus saltos e me deitei na cama me tapando logo em seguida.

Fechei os olhos na tentativa de conseguir dormir. Tentativa falha! Eu não conseguia dormir com o barulho dos trovões, desde pequena eu sempre tive medo de trovões e relâmpagos, mesmo  que eles não me fizessem nada.

Eu- Droga- exclamei assustada após ouvir um trovão.

Levantei da cama, abri a porta e fui até o quarto do Harry. Dei três batidas e nada, mas três e ele abriu .

Harry- O que você quer?- perguntou com uma cara nada boa.

Oh Deus, ele estava só de boxer.

Eu- posso dormir com você?- perguntei baixo.

Harry- por que?- perguntou sem paciência.

Eu- E...Eu tenho medo de trovões e de relâmpagos- falei envergonhada.

Harry bufou e deu espaço para que eu entrasse. Entrei no quarto e me sentei na cama, Harry fechou a porta e se deitou na cama colocando um de seus braços em seus olhos os tapando.

Eu- Harry?- o chamei baixinho.

 Harry- hum?- resmungou.

Eu- você pode me abraçar?- perguntei, e ele não respondeu- não consigo dormir- falei.

Pensei que ele fosse ser grosseiro e me xingar, porém, tudo que ele fez foi esticar o braço para que eu deitasse no mesmo. Deitei em seu ombro e afundei  meu rosto em seu pescoço.

Eu- você ainda está bravo comigo?- perguntei baixinho, inalando seu cheiro.

Harry- vá dormir Amy.

Eu- eu quero fazer amor com você- disse levantando meu rosto para encara- lo.

Harry não disse nada, então resolvi agir. Comecei a distribuir Beijos e mordidas em seu pescoço, com calma  sentei em seu colo e comecei a rebolar enquanto ainda beijava seu pescoço.
Desci os beijos para seu peitoral e abdômen, fui dando pequenos beijinhos até chegar na sua boxer, depositei um beijo em seu membro ainda coberto e ele gemeu.

Tirei sua boxer e a joguei longe, e logo comecei o meu "trabalho". Segure seu membro em minha mão e comecei a fazer o movimento "vai e vem" bem lentamente, o que fez Harry gemer.

Aproximei minha boca do seu membro e rodeei  minha língua em torno de sua glande enquanto masturbava  os resto, o escutando gemer e levar suas mãos até minha cabeça, onde ele empurrou para que eu colocasse todo o seu membro na boca.

Harry- isso, assim- gemeu.

Eu chupava o membro de Harry agora com mais rapidez, enquanto massageava suas bolas. Senti em minha boca as veias do membro de Harry ficarem mais grossas e ele levantar o quadril.

Harry- Porra- gemeu e me puxou pelos cabelos fazendo eu  tirar seu membro da boca- eu não quero gozar na sua boca- falou ofegante me puxando para o seu colo- pelo menos não hoje- falou e eu senti o zíper do meu vestido ser aberto.

Ele tirou meu vestido e minha calcinha do meu corpo com a minha ajuda  os jogando longe, e logo após começou a chupar meu seio direito enquanto massageava o esquerdo.

Eu- Harry- gemi- eu preciso de você- falei e ele me encarou.

Harry- então senta vai- falou e eu agarrei em seu membro o posicionando na minha entrada. Comecei a descer em seu membro devagar o escutando gemer o meu nome.

Oh aquilo era música para os meus ouvidos.

Comecei a "cavalgar" em seu membro, e ele levou suas mãos para a minha cintura ditando os movimentos.

Harry- de quem você é Amy?- perguntou sussurrando perto do meu ouvido e começou a beijar o meu pescoço.

Eu- Sua-  falei gemendo, enquanto cavalgava cada vez mais rápido em seu membro.

Harry- eu não escutei, fale mais alto- ordenou dando um tapa forte em minha coxa.

Eu- Sua- falei rebolando- Sou sua, só sua- gemi alto quando Harry levantou  seu quadril e empurrou minha cintura para baixo me fazendo sentar com força em seu membro, senti minha intimidade se contrair violentamente levando nós dois ao orgasmo.

Joguei meu corpo por cima do, de  Harry e apoiei minha cabeça em seu ombro tentando normalizar minha respiração.

Harry- eu amo quando você não usa sutiã- falou e eu ri levantando minha cabeça para o encara - lo.

Eu- me da um beijo?- pedi e ele sorriu selando nossos lábios em um selinho demorado.

Sai do seu colo e deitei em seu braço começando a contornar aquela tatuagem de borboleta que tanto me excitava.

Eu- Harry?- o chamei.

Harry- sim?- respondeu começando a acariciar meus cabelos.

Eu-eu acho que Te amo- falei e ele parou com o carinho. Ele não falou nada, apenas ficou paralisado. 


Droga Amy, por que você tinha que ter falado isso? É claro que ele não te ama, sua idiota!

Harry- Eu.... Eu- ele não sabia o que dizer- eu também gosto de você- falou e eu senti meus olhos se encherem de água.

Sorri triste para ele e sai do seu braço me virando de costas para ele.

Senti ele me abraçar pela cintura e se aconchegar mais a mim, fechei meus olhos sentindo as lágrimas caírem pelo meu rosto.

É claro que ele não te ama sua burra.


Notas Finais


XoXo.


Senhorita anoni.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...