História Obsession or love? - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Derek Hale, Isaac Lahey, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Peter Hale, Scott McCall
Tags Drama, Sadismo, Sadomasoquismo, Sterek, Tortura
Visualizações 131
Palavras 1.605
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OLAAAA GALERO ❤

Confesso que não via a hora de postar esse capítulo, é até um dos meus preferidos jsusjsjsksksjd
Não tenho nem muito oque falar nas notas iniciais a não ser agradecer a todos vocês, agradecer por todos comentários nos capítulos anteriores e favoritos. Isso me deixa realmente muito feliz e aumenta ainda minha vontade de escrever e postar novos capítulos. De todo coração, muito obrigada <3
Boaa leitura!

Capítulo 7 - Capítulo VI


Os músculos de Derek relaxaram ao ouvir a voz de Stiles. —Ele realmente veio —Pensou. Sentia uma felicidade imensa ao saber que Stiles não lhe deixará.

"Eu pensei que..." Derek não terminou, o mais velho lhe interrompeu rapidamente.

"Pensou que eu não iria. Orâ, cadê a confiança, Derek? Desse jeito você me magoa." Stiles disse em um tom manhoso e fez um bico. —Ele fica adorável desse jeito. —Novamente, Derek pensou para si mesmo.

"Desculpa..."

"Está tudo bem." Stiles logo sorriu novamente. "Eu faria o mesmo se tivesse no seu lugar. A enfermeira não desistiu até me ver vomitar. Tem como passarmos em casa? Estou com um bafo horrível de vômito."

Derek riu. "Claro, vamos."

Os dois seguiram o caminho conversando animadamente, quem os visse diria que os dois se conheciam há tempos. Derek ainda não estava acreditando que havia matado aula e agora estava indo para casa de Stiles.

"Então você esperou ela se virar e forçou o próprio vômito? Que nojo." Disse rindo.

"Ás vezes você precisa ser esperto."

Ao chegar, Derek automaticamente lembrou do dia anterior onde Stiles o acolhera. Parecia ser há tanto tempo. A casa apesar de ser confortável para Derek. Estava uma bagunça total.

"Hm... Desculpe pela bagunça, não sabia que iria trazer alguém para cá hoje." Disse coçando a nuca. "Senta aí, vou escovar os dentes e tomar banho, estou fedendo também."

Derek riu e sentou-se. Observou enquanto Stiles tirava algumas peças do guarda-roupa e com a porta escancarada. Passou os olhos pelo ambiente, recordando de cada momento do dia anterior. Seus pousaram em uma foto onde havia um pequeno garoto, muito parecido com Stiles, talvez fosse ele menor. Havia uma mulher parecida consigo e um homem. Os três estavam felizes, Derek sorriu, Stiles era adorável.

"Stiles?" Chamou timidamente. O mais velho ainda estava no quarto, procurando alguma toalha.

"Sim?"

"Quem são esses?" Derek apontou para a foto. " É você e seus pais?"

O olhar de Stiles ficou vazio e as orbes mais escuras.

"Sim...Eu tinha sete anos." O mais velho sorriu fracamente para a figura. "Meus pais...foram assassinados. Essa é a última foto que eu tenho deles."

Derek olhou para Stiles. Os olhos vazios, lembrando de um tempo que não jamais voltaria. A morte de seus pais o fizera amadurecer e ver o mundo de outra forma. Derek crescerá praticamente sem pai, o mesmo sendo bêbado quase nunca presente, apenas aparecia para lhe bater, sabia em partes como era ter que amadurecer para tomar as rédeas numa situação complicada, mas com Stiles deveria ser pior. O fato de perder ambos os pais em um assassinato deveria ser extremamente difícil de lidar, principalmente por ter que lidar com isso com somente sete anos. Stiles deveria ter tido uma vida complicada, ainda mais por crescer sem a família. Derek impulsivamente tomou o mais velho num ato surpreendente.

Derek o abraçou.

Stiles ficou surpreso inicialmente, mas não tardou para corresponder o abraço. Era bom ver que alguém se importava consigo. Abraçou Derek ainda mais forte, pousando sua cabeça na curva do pescoço do mais novo. Derek afagava o cabelo de Stiles e o apertava ainda mais forte. Algumas lágrimas escorriam dos olhos de Stiles. Seu desejo era voltar no tempo e ser uma criança novamente. Era tão sujo, e se sentia pecador ter alguém como Derek perto de si.

Mas a terra é cheia de pecadores, alguns piores do que outros. Stiles não deixaria Derek jamais. Um anjo puro e imaculado, jamais por outro antes. Stiles sentia a necessidade de ser o primeiro a tirar sua pureza. Era indigno de Derek por ter pensamentos, mas aquilo lhe excitava. A imagem de Derek nu, pedindo para Stiles fodê-lo lhe dava mais prazer do que qualquer coisa já sentida antes. As lágrimas continuavam a escorrer, tanto pela sua infância perdida quando pelo fato de ser impuro, Derek era o ser mais meigo que já havia conhecido. Stiles queria marca-lo e não o deixaria ir. Derek era sua parte doce e pura, a parte que Stiles jamais libertaria. A parte que Stiles sempre carregaria consigo.

Stiles havia visto Derek pela primeira vez em um banco numa praça da cidade, estava sozinho. Deveria ter 18, talvez menos.

Naquele momento sentiu que Derek seria seu. Transava com outras pessoas na esperança de Derek, mas não adiantava. Desde aquele dia, o mais novo não saia de sua mente por um minuto sequer, Stiles não teve opção, seria uma sombra de Derek, seria uma proteção.

Quando o garoto desmaiou, foi o dia mais feliz da sua vida. Finalmente se aproximou dele. Finalmente o teria. Finalmente seus desejos seriam realizados.

Esticou seu braço direito para o braço do mais novo e o acariciou lentamente. Derek se importava com seu bem-estar. Stiles não poderia deixar Derek lhe deixar. Jamais.

Os pelos de Derek se eriçaram, e apertou ainda mais o braço. Sentia um desconforto em sua genital. Stiles o deixava louco, do jeito que nenhuma garota antes fez. Derek mal o conhecia, mas o desejava. Não sabia se outro se sentia da mesma forma, mas ele sentia desejo. E sentia vergonha por sentir vergonha. Mas aquilo tudo era tão bom. Não entendia como poderia ser tão errado.

"Obrigado." Stiles murmurou no ouvido do mais novo, quebrando o silêncio instalado. "Obrigado. Obrigado." Repetia. O contato dos lábios de Stiles com o pescoço de Derek o fazia estremecer. "Obrigado por existir, Derek Hale." Disse seu nome de uma forma extremamente sensual. Stiles levantou a cabeça, deixando as lágrimas transparecem. Derek as secou os polegares.

"De nada, Stiles Stilinski."

Stiles afastou-se do abraço, deu graças aos céus por sua calça longa e por Derek não ter percebido sua ereção. Derek o enlouquecia com um abraço, quem dirá com as outras coisas.

"Eu já volto. Não saía daí. Fique à vontade."

"Ok." Sussurrou o mais novo. Stiles achou sua toalha e se digiu ao banheiro. Derek deitou em sua cama e colocou-se a pensar. — Stiles se excitou. Será que ele sente algo por mim? —Pensou. Sorriu. Talvez, sentisse.

Derek nunca se sentiria daquela forma, muito menos por um homem. Desde que conheceu Stiles questinou-se pelas fantasias e desejos que tinha com o mesmo. E, levando em conta os motivos recentes, agora sabia a resposta, era gay. Agora não sabia como contar isso para sua mãe, ou Scott, não sabia quem o iria aceitar. Mas desde que tivesse o apoio de uma pessoa, seria o suficiente. Talvez Derek fosse gay, também. Derek agarrava-se fielmente a isso. —Mas e se ele não for? — As lágrimas ameaçaram cair de seu rosto. Deitou de bruços e deixou-as escorrerem.

Talvez, as lágrimas só quisessem liberdade.

Enquanto isso, Stiles agradecia aos céus por estar finalmente no banheiro. Mesmo que fosse apertado, só queria livrar-se de suas roupas. Tirou-as rapidamente e abriu o registro do chuveiro, deixando as gotas de água escorrerem por suas costas.

Direcionou sua mão para seu membro já ereto. Começou a acaricia-lo, para logo começar os movimentos de vai-e-vem. Controlava-se ao máximo para não gemer muito alto. Não queria que Derek escutasse.

Derek...Ah, Derek. O dono de seus pensamentos. Imaginou o mais novo no lugar de sua mão. A boca rosada no menor lambendo toda sua extensão, os gemidos eram difíceis de se controlar.

Aumento os movimentos para algo mais frenético. Imaginava a mão de Derek no lugar da sua. Imaginava o olhar inocente do garoto lhe encarando, sentia o ápice chegando.

"Me foda, Stilinksi."— Imaginou por último o mais novo dizer. Conseguia ouvir perfeitamente o som saindo da sua boca. O gozo logo escorria por sua mão e pernas. Imaginar Derek o chamando de forma provocativa. Stiles imaginou-se agarrando seu belo pescoço alvo e o apertando, Derek implorando por ar e arranhando suas costas, ao mesmo que gemia. Seu membro dava sinal de vida novamente. Logo tratou de esquecer aquilo. Não queria demonstrar seus desejos mais profundos.

Pelo menos não agora.

Desligou o chuveiro e pegou sua toalha, finalmente se deu conta de que havia esquecido suas roupas. Teria de passar praticamente pelado por Derek. Sorriu. Gostaria de provocar para saber sua reação. Com esse pensamento em mente, se secou, deixando seus cabelos ainda molhadas e algumas gotículas de água escorrendo por seu corpo.

Teve uma surpresa ao sair do banheiro. Derek estava em sua cama, abraçado com o travesseiro, com a expressão totalmente vazia.

"Derek?" Chamou, mas o mais novo continuava a olhar para o nada. "Derek?" Novamente o chamou, mas não adiantou. Se aproximou e sacudiu seu ombro. "Derek Hale?" Finalmente disse no tom provocativo que sempre usava ao chamar o nome completo de Derek.

"Hm?" Disse assustado. Mas ainda sim, olhando para o nada, sem esboçar nenhuma expressão.

"Você está bem?"

"Sim..."

"Vamos, eu sei que não. Me conte oque aconteceu."

"Não é nada." Disse timidamente coçando a nuca.

"Tem certeza?"

"Sim...Eu tenho." Disse tentando convencer mais a si mesmo do que Stiles.

"Tem certeza?" Perguntou. A face de Derek corou, e ele se confirmou. "Seja lá oque for, não precisa ficar com medo de contar." Stiles disse sorriu. Derek sentiu coração aliviar. Há poucas horas atrás questionou a sua sexualidade, mas após abraçar Stiles daquela forma e se excitar tanto, sabia que o poderia contar qualquer coisa para o mais velho. Mas ainda não estava preparado, mesmo assim era bom saber que pelo menos alguém o apoiaria. Derek sorriu. "Sabe, está pouco frio. Acho que é melhor ficarmos aqui." Sussurrou Stiles. Derek corou. Percebeu também que Stiles estava apenas com uma toalha.

"S-sim..." Concordou timidamente.

Stiles levantou-se, exibindo seu abdômen. Derek sentia ficar duro apenas com essa visão. Derek sentou-se na cama. Stiles aproximou seu rosto do de Derek.

"Acho que já sei o que poderemos fazer hoje." Stiles sorriu maliciosamente. Derek sentiu-se apreensivo, ao tempo que seu corpo estremecia.

Derek estava louco para descobrir o que Stiles tinha em mente.


Notas Finais


Boom, descobrirmos uma parte importante sobre o Stiles. Ele perdeus os pais, e que sua obsessão com o Derek não é de hoje. Logo irei liberar um pouquinho mais sobre o passado dele. Derek também não teve uma vida tão "colorida", o pai morreu e teve que tomar conta de tudo. Tem uma parte na narrativa muito importante que revela sobre um dos grandes motivos por ele ter se tornado sádico. Espero que notem.
E ah, amo conversar com vocês pelos comentários, sério kaksjsjddb

Espero que tenham gostado, até o próximo capítulo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...