História Obsession ❀ Suga - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Personagens Originais, Suga
Visualizações 68
Palavras 722
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi seus lindos ♡
vamo ler que hoje é dia de revelações!

Capítulo 5 - F i v e


Fanfic / Fanfiction Obsession ❀ Suga - Capítulo 5 - F i v e

• Yoongi pov's •

[ 2014 ]

-Querida,vamos parar na próxima pousada,eu preciso descansar um pouco.

-Tudo bem meu amor,dirigir 12 horas direto é perigoso mesmo.

Estávamos voltando de uma longa viagem de férias,eu,minha esposa Akemi e meu fiho de dois anos Kihyan.

A próxima pousada estava longe,já faz um tempo que estou procurando.Estou exausto!

A Akemi e o Kihyan acabaram adormecendo.

A Akemi tem essa mania de retirar o cinto de segurança quando vai dormir no carro,eu já a repreendi por isso mas não tem jeito.

O Kihyan estava na sua cadeirinha atrás, todo amarrado cheio de cintos,parecia um bolinho.

Ela é linda!Eu sou completamente apaixonado por essa mulher.

Assim como pelo meu primeiro filho,Deus não podia ter me dado uma família melhor.

Meu olhos estavam pesando e quase se fechando.Tento cantar para me destrair mais por um instante,foi mais forte que eu e meus olhos se fecham.

Quando abri meu carro já esta rolando ribanceira abaixo.

Vi minha esposa saltar pela janela.

Tento procurar meu filho mas não o vejo,neste momento levo uma pancada na cabeça e tudo vira escuridão...

[ 2017 ]

Já se passaram três anos desde a morte da Akemi e eu ainda não superei,eu amava aquela mulher de um jeito inexplicável,daria minha vida por ela se fosse necessário.

Eu choro todas as noites.Suas roupas ainda ocupam seu espaço no guarda-roupa,nossas fotos e quadros espalhados pela casa,éramos uma família feliz.

A única coisa de melhor que ela me deixou foi o nosso filho,o nosso Kihyan que hoje está com 5 anos,ele é a cara dela.É o meu bem mais precioso.

Me culpo todos os dias pela morte da Akemi,eu dormi dirigindo,eu fui um idiota se não fosse por minha culpa ela estaria viva e estaríamos felizes.

Já pensei em desistir,em desistir de tudo.Mas pelo Kihyan,eu luto todos os dias contra mim mesmo.

Nunca vou me perdoar pelo que fiz,nunca!

Desde o seu falecimento,a prometi que nunca amaria outra pessoa,me dedicaria somente ao nosso filho,e que ela sempre seria meu único e verdadeiro amor.

-Ei cara,vamos tomar uma hoje? -Namjoon fala colocando o braço sob o meu ombro.

O Namjoon é meu sócio no trabalho,e único amigo.

-Pegar umas mina,relaxar um pouco,hoje é sexta!

-Opa,vamos,por sua conta.

-Vai se foder -não contive a gargalhada

-Você que é o rico aqui,deveria pagar pra mim.

Olho no meu relógio,já são 17:36.Finalizo meu expediente e marco de encontrar o Nam ás 20:00.

O Namjoon é um filho da puta que eu chamo de amigo.Ele foi o único que esteve do meu lado,me ajudou a sair da depressão e cuidou dos negócios nesse período.

Confesso que isso tudo me tornou uma pessoa amargurada,sempre de mal humor e muito sério,mas o Namjoon comseguia me tirar desse posto de durão.

Á uns 6 meses depois de muita insistência do meu amigo,aceito sair com ele em um sábado à noite.Ele me levou em um lugar chamado "Casa do prazer",lá possui diversas meninas disponíveis para nos satisfazer,diversos jogos e brincaderas.

De início fiquei com muito receio,eu não podia fazer isso com minha pequena Akemi.

Fui embora,mas voltei outras vezes.Na quarta vez me rendo e cai no jogo.Era uma maneira de sair com mulheres mas não me apegar a nenhuma.

Desde que comecei a frequentar essa casa me tornei mais frio ainda,tratava as mulheres com muita arrogância.

Um cerro dia,olhando o catálogo da casa,uma moça me chamou muita atenção.Era linda,seus cabelos eram longos e pretos,olhos pequenos e sorriso encantador.Decido então ligar e marcar um encontro.Naomi era o seu nome.

No horário marcado,paro em frente a sua casa e buzino.Ela sai e entra no meu carro.Quando ela se vira pra mim vejo a mulher mais linda que já vi nos últimos anos.Seu batom vermelho estava mais para um convite para um beijo.

Ela começou a falar e a única coia que eu conseguia prestar atenção era no quanto essa mulher exalava beleza.Seu rosto angelical,sua pele branquinha e seu perfume doce pelo carro estavam me deixando tenso,estava suando frio e parecia que tinha borboletas no meu estômago.

Volto a realidade me dando conta de tudo que estou pensando.Droga,eu sou mesmo um idiota,ela é só uma prostituta.Então volto a vestir minha máscara de durão.

-Primeiramente me chame de Sr.Min,segundo eu já sei de tudo,e terceiro cala a boca,putas foram feitas para transar,não para ficar tagarelar no ouvido dos clientes.Estamos entendidos?

Como eu sou um babaca,como posso falar assim com uma mulher?

-Sim,Sr.Min

Ela me responde somente isso e seguimos em silêncio.

O que essa mulher tem? Ela mexeu muito comigo,que porra está acontecendo?

Eu preciso me manter firme,ela é só mais um brinquedo meu,só isso.



Notas Finais


"só um brinquedo" ta Yoongi,senta lá


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...