História Obsessivo - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charli, Charlotte, ChiNoMimi, Cotton, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Giles, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lynn, Lysandre, Manon, Melody, Nathaniel, Nette, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Viktor Chavalier, Violette, Wenka, Willi
Tags Amor Doce, Castiel, Ciumes, inocente, Obsessão, Obsessivo, safadeza, Sexo
Visualizações 112
Palavras 1.300
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - Bolo


Fanfic / Fanfiction Obsessivo - Capítulo 18 - Bolo

Musa

07:12 AM

Hoje é final de semana, o que significa que não haverá aulas e Nathaniel e Castiel viriam aqui em casa fazer o trabalho da escola, sei que os dois não tem a melhor relação mas não podia deixar Castiel sem grupo, ainda mais quando nós estamos juntos. Eu acho que estamos juntos.

Pelo o que Rosa e Alexy me falaram sobre relacionamentos foi que: Se vocês ficarem com frequência e não saírem com outras pessoas, vocês estão juntos. E Castiel não está suando com ninguém pelo meu conhecimento.

— Bom dia. — Digo quando chego na cozinha me sento na mesa com a minha família me servindo o café da manhã.

— Eu nas trouxe meu Notebook para a mudar no seu trabalho Musa. — Leigh Falou enquanto dava o último gole na sua xícara de café e eu agradeço com a cabeça, não tinha contato com eletrônicos mas tenho bastante curiosidade.

— Prometo fazer bom uso. Obrigada. — Agradeço e ele se despede indo para o trabalho, Lysandre analisada sua panqueca por um tempo parecendo pensativo e meus pais estavam em um assunto privado onde eu não entendia sobre o que falavam.

Castiel e Nathaniel apareceriam depois do almoço, à tarde, talvez Castiel viesse mais cedo por morar aqui ao lado, continuei a tomar meu café pensando em coisas variadas.

Ontem, quando Castiel machucou duas partes íntimas, eu o espiei no banheiro, estava muito curiosa, pelo o que Rosa e Alexy me falaram sobre pênis -o que não foi pouco- eles só importantes na vida de um casal, onde um dos dois tenha pênis, e eu fiquei muito curiosa sobre o pênis do Castiel.

Sei que ele é honrado e não me espionaria mas eu não fiz por maldade, apesar de achar Castiel atraente eu não acho que ele gostaria de ter a privacidade invadida.

— No quê tanto pensa irmã? — A voz de Lysandre me tira dos meus devaneios chamando a minha atenção.

— Sobre o Castiel. — Digo com sinceridade, não gostava de esconder as coisas, principalmente de Lysandre que era tão doce comigo.

— Quer conversar? — Ele pergunta e vamos até o seu quarto para ter privacidade, nossos pais pareciam muito concentrados em sua conversa que não pareceram perceber nossa ausência da mesa.

Sento no sofá ao lado da cama e analiso seus discos enquanto o mesmo se senta na minha frente, provavelmente me esperando começar a falar.

— Você sabe que eu  estou descobrindo coisas com o Castiel... — Dou início e vejo seus músculos ficarem tensos mas continuo.

— Digo, eu não sei anda sobre relacionamentos amorosos, e não sei o que fazer, ele me beija e eu gosto, mas eu devo beija-lo e procurá-lo? — Falo demostrando minha confuso e Lysandre põe a mão no queixo procurando uma reposta.

— Seja natural com suas vontades, prometa me deixar a par de acontecimentos importantes? Gostaria de me manter informado. — Lysandre fala e eu concordo não vendo problema em seu pedido, na verdade eu não sei se Castiel está ciente que Lysandre sabe sobre nós.

13:37 PM

Castiel chegou em casa depois que meus pais saíram para o campo cuidar dos terrenos que temos por lá e eu neste momento me encontro assando um bolo e fazendo uma calada para receber ele e Nathaniel como uma boa anfitriã.

— Eu não acredito que estou usando isso. — Ele fala mexendo desconfortavelmente na toca de plástico em seus cabelos, que estamos usando por precaução e higiene.

— Não queria lhe deixar desconfortável, pode tirar. — Digo mexendo a calda de chocolate e Castiel tira a touca imediatamente.

— Esse bolo é especial para o Senhor representante? Quando eu vinha sozinho você nunca fez bolo. — Ele fala parecendo ter raiva, não acredito que o deixei com raiva, é verdade que eu nunca fiz um bolo só para ele é isso me faz me sentir mal por provocar tristeza nele.

— desculpe Cass, é que você nunca vem em algo marcado, aparece sem anunciar e eu não fico com tempo. — Digo constrangida pela minha indelicadeza e ele parece satisfeito com a resposta.

Pego uma colher pequena e provo a calda que estava boa, olho de canto de olho para o Castiel que me olhava atentamente, talvez ele esteja curioso sobre o sabor.

— Quer experimentar? — Me refiro ao doce e ele me lança aquele sorriso que eu descobri que ele só o usava quando tinha segundas intenções.

— Adoraria. — Me responde e sem pregar a colher ele simplesmente me puxa para um beijo, eu realmente estava adorando beijar e ele me fazia sentir como se estivesse passando mal mas também estivesse perfeitamente bem.

Paramos o beijo quando um som desafinado ecoa, avisando que o bolo está pronto, me deparo ainda recebendo alguns celinhos e ponho minha luva para tirar o bolo do forno. Tiro com cuidado e providencio o recheio e cobertura.

Após alguns minutos a campainha toca provavelmente Nathaniel e eu vou abrir a porta com Castiel no meu encalço.

— Ola. — Digo ao loiro de sorri de lado e entra na casa.

— Obrigado por oferecer a sua casa para o trabalho, meus pais são muito privados com visitas. — Ele fala e finalmente olha para Castiel.

— Sério que tem pessoa que querem te visitar? — Castiel implica e é ignorado por Nathaniel que tira alguns matérias da mochila.

Não entendo por que o Cass tinham essa necessidade de ser grosso com o Nathaniel, parece que uma lado infantil dele se ativada na presença do representante.

Nós sentamos e eu estava muito concentrada no Notebook que talvez não tenha dado atenção o suficiente para os dois.

— Acho que a cultura dos maias e astecas são mais interessantes que as outras. — Nathaniel fala começando a digitar em seu tablet enquanto Castiel lia algo.

— Se estiver tudo bem para os dois. — Digo voltando minha atenção para uns vídeos.

Logo Snout Se acomoda ao meu lado e automaticamente faço carinho nas suas orelhas fofas.

— Você tem um coelhinho, posso pegar? — Nathaniel indaga parecendo animado e eu afirmo, Castiel parece se divertir e dá uma curta risada.

Snout se acomoda no colo de Nathaniel aproveitando as carícias e Castiel pareceu indignado sobre isso.

— Por que ele não gosta de mim, e gosta dele? — Cass pergunta de modo infantil e eu não soube como responder.

— Isso foi uma pergunta retórica? — Nathaniel fala e o ruivo recria os olhos voltando a atenção para um livro.

— Ótimo, meus inimigos são cúmplices... — Cass comenta deixando meu cenho franzido por confusão, como ele é Snout poderiam ser inimigos, digo, ele é um coelhinho adorável, tudo bem que morder ele duas vezes não foi muito amigável mas acredito que ele só estavam assustado com nossos beijos.

Lysandre veio conversar um pouco com os meninos e eu aproveitei que tinha alguém os monitorando e fui para a cozinha para servir o bolo que já tava em uma boa temperatura e consistência, voltei para a sala e cada um comei o seu pedaço de bolo.

— Está delicioso. — Castiel falou com a boca cheia, coisa que passaria ignorar porque cada vez que comentava sobre ele fazia questão de fazer mais para me irritar.

— Você é muito boa cozinheira se eu contar pelo sabor do bolo. — Nathaniel elogia e eu como eu pedaço já que essa era a pausa para o lanche oficial.

— Sujou. — Nathaniel diz pegando um guardanapo e limpando a minha boca que provavelmente estava suja de chocolate.

— Obrigada, não reparei que me sujei. — Digo envergonhada e vejo Castiel com um olhar enigmático. O clima ficou tenso.

— Bolo! Adoro chocolate. Coma mais Castiel! — Lysandre fala nervoso colocando uma colherada de bolo na boca de Castiel que solto um som estranho, ele falou algo mas ficou incompreensível por conta do bolo em sua boca.

— Onde fica o banheiro? — Nathaniel pergunta desconfortável e Lysandre o leva para o toalete.


Notas Finais


Que tal o próximo narrado pelo Nath?😚😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...