História Obstáculos (parte 2) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucy Hale, Taylor Lautner
Exibições 22
Palavras 2.923
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


helow flores estou boazinha hoje então resolvi postar o capítulo que estava pronto desde segunda
um grande bj para vcs e boa leitura..

Capítulo 5 - Parto


Fanfic / Fanfiction Obstáculos (parte 2) - Capítulo 5 - Parto

Makena. Olá- respondi sem graça quando ela se aproximou da mesa.

- Você aqui, que bom que te encontrei como vai o Bebê? – Makena

- Vai bem obrigada, falta pouco agora- respondi acariciando minha enorme barriga

- Que bom, mais me conta como você está? – Makena

Mal muito mal principalmente agora que vi seu irmão.

Era isso que pensava mais não iria dizer olhei para Andrew, que se mantinha calado olhando Makena  

depois de perceber meu olhar sobre ele o mesmo deu um sorriso para mim...

- Há meu deus! Como sou atrapalha eu estou atrapalhando o encontro de vocês? – Makena perguntou

sem graça ao perceber Andrew...

- Nós somos só amigos – Andrew respondeu

ao se levantar e estender a mão para Makena em um aperto de mãos caloroso...

- É um prazer conhecê-la me chamo Andrew Collins- Andrew respondeu

com um sorriso matador em direção a Makena que devolveu com um grande sorriso...

Mais que diabos está acontecendo aqui? Andrew está flertando com a irmã do Taylor?

- Prazer Makena Lautner

Os dois ficaram se olhando por alguns segundos, virando meu rosto para o lado

com um sorriso ao ver a cena dos dois.

E encontrei alguém olhando em nossa direção e

o mesmo não estava muito feliz com a cena, Taylor fuzilava Andrew com os olhos.

Se bem conheço esse olhar ele está a ponto de explodir.

- Bom nós viemos comemorar meu novo trabalho-  exclamei interrompendo

os dois antes que essa noite terminasse em briga sei bem do que Taylor é capaz e Andrew não fica atrás.

- Que legal, Megan – Makena respondeu finalmente desviando seu olhar dos olhos hipnotizadores de Andrew..

- É sim, uma outra campanha com uma proposta diferente - respondi animada

- Acho que já vou estou atrapalhando vocês- Makena

- NÃO!. Quer dizer não incomoda em nada, se quiser pode ficar e comemorar com agente – Andrew respondeu...

Mais afinal o que ele quer?

 Uma briga só pode porque Taylor com certeza não vai gostar nada disso...

- Tudo bem por você Meg? – Makena perguntou

Com um rostinho pidão como posso dizer não.

Assim é impossível, que seja o que deus quiser.

- Sente-se – respondi puxando uma cadeira ao meu lado para que ela se acomodasse

- Obrigada, não queria mesmo jantar com a chata da Maika- Makena respondeu

ao se sentar revirando os olhos e pegando o menu.

Não pude conter um sorriso, Makena também não gosta daquela vaca.

- Porque não gosta dela? - Andrew perguntou puxando assunto

- Não tenho bem um porque só acho ela chata e muito falsa.

 Gostava quando meu irmão estava com a Meg ele era muito mais feliz

agora que começou a namorar com aquelazinha vive sério, com o olhar triste-

Makena concluiu olhando Andrew

- O que será que escutei direito?

Taylor e Maika estão namorando, não meu deus sei que não deveria me sentir assim depois de meses separados

 mais escutar aquilo cravou uma faca afiada em meu coração...

Engoli em seco tentando disfarçar a dor.

- Me desculpe Megan não deveria ter falado isso – Makena respondeu sem graça ao perceber o que tinha contado.

- Tudo bem Makena eu e seu  irmão já acabou, era obvio que ele mais cedo ou mais tarde arrumaria alguém

 fico feliz por ele. - Murmurei com melhor sorriso que poderia dar mais por dentro estava em pedaços

GRITANDO..

CHORANDO completamente destruída..

- Makena parecia ponderar minhas palavras, e apenas sorriu sem graça.

- Você já escolheu o que vai pedir? - Andrew perguntou interrompendo o silencio mortal

que reverberava entre nós depois da revelação de Makena.

- hmm eu vou querer, um fettuccine a carbonara – Makena respondeu

depositando o menu em cima da mesa

Sinceramente eu já tinha perdido o apetite só queria que esse jantar acabasse logo

- um fettuccine a carbonara  e um garrafa de pinot noir por favor- Andrew respondeu ao garçom

Depois de dez minutos, comemos e pedimos sobremesa eu só comia para

manter as aparecias não queria que Makena pensasse que estou mal por ele.

 Ele não merece saber que sofro por ele, nem sequer merece uma lagrima minha...

- Grávida pode beber? - Makena perguntou apreensiva

ao me ver pegar a garrafa e encher minha taça pela terceira vez.

- Não bebo muito pra falar a verdade hoje é a primeira vez que bebo em oito meses de gravidez

 eu só quero comemorar está tudo bem. - Respondi

sorrindo e virando a taça na boca o líquido desceu por meus lábios aquecendo me por dentro.

Só assim para aguentar tudo isso

- Megan só pegue leve ok – Andrew respondeu com o seu olhar preocupado

- Tudo bem- murmurei colocando a taça sobre a mesa.

A sobremesa chegou mouse de chocolate e estava muito bom acho que teria gostado

 Mais se não estivesse com esse nó em minha garganta..

- Quer dizer que você vai para a faculdade esse semestre?- Andrew

- Sim vou para new York semana que vem- Makena

- New York? Eu moro lá quer dizer eu intercalo fico um pouco lá e um pouco aqui- Andrew

- Que bom quem sabe um dia desses nós não encontramos em new York –

Makena respondeu com as bochechas rosadas.

Quando escutei isso me engasguei com o vinho.

Makena estava flertando com Andrew OMG! Taylor vai cuspir fogo se descobrir isso..

Mais não tiro a razão de Makena ela é solteira linda inteligente e engraçada.

Andrew é um cara boa pinta educado, tem um sorriso bonito lindos olhos azuis e

 um rosto bonito corpo forte. Só não é muito engraçado.

Acho que ele e Makena se dariam bem quem sabe até formassem um lindo casal.

Mais preciso colocar juízo na cabeça de Andrew isso é impossível Taylor não vai permitir  

- Eu vou ao banheiro- respondi me levantado e deixando os dois conversarem

Ambos me ignoraram completamente...

Me virei tentando ao máximo não olhar para a mesa dele.

Passei direto e fui para o banheiro feminino.

Maldita bexiga de gravida.

Exclamei dando descarga lavei minhas mãos e respirei fundo olhando para o espelho.

Você não vai chorar.

Escutou você não pode chorar por ele não mais!

Repeti como um mantra me acalmando por mais que esteja doendo eu não vou chorar me recuso e ser fraca.

Não serei fraca nunca mais

Sai do banheiro calmamente e passei por eles senti olhos em mim

mais ignorei me aproximando da nossa mesa.

Depois de meia hora de uma longa conversa e risadas Andrew e Makena

combinavam muito bem tenho que reconhecer.

- Quer dizer que está em Los Angeles por Megan e sua Bebê? - Makena

- Sim, eu estou ajudando ela com tudo que posso.

 Afinal o que seria dela sem mim- Andrew respondeu se gabando.

- Que mentira deslavada Alisson também tem, me ajudado bastante- me pronunciei

 depois de tomar um longo gole de vinho

- Vai dizer que não te ajudei agora mais quanta ingratidão- Andrew respondeu

 Colocando as mãos no coração fingindo cara de dor. Makena e eu gargalhávamos

com suas palhaçadas até que a noite não tem sido tão ruim assim.

- Claro que não deixe de drama, você me ajudou e muito.

Tem sido muito bom comigo é por isso que te amo- respondi sorrindo...

- MAKENA esta tarde vamos embora! – Taylor praticamente gritou atrás de mim me assustando...

Makena também se assustou mais se manteve sentada.

O rosto de Andrew não era dos melhores.

Taylor se aproximou da mesa e ficou em nossa linha de visão

com seu olhar severo acho que ele não gostou nada disso...

Mais que bicho mordeu esse homem?

Quem deveria estar brava aqui sou eu, eu fui humilhada não ele...

- Você saiu da nossa mesa filha e não jantou conosco – Deborah

- Mãe eu estava ao lado de vocês só quis jantar com a Meg e o Andrew – Makena

- Você trocou sua família por eles? – Maika perguntou com desdém

Me virei a olhado nos olhos.

 Mais um gracejo e me jogo nela posso até estar grávida mais ainda consigo lhe dar uma surra..

- Megan querida como vai a barriga? - Maika perguntou ao perceber meu olhar sobre ela

- Vai bem obrigada por perguntar- respondi tentando conter meu ódio em cada palavra

- Eu também vou muito bem sabe eu e Taylor estamos namorando- Maika respondeu

Sem ao menos ter perguntado

era obvio que ela não perderia a chance de esfregar isso em minha cara vadia!

- Que bom fico feliz por você afinal queria “TANTO ISSO “– respondi dando ênfase na palavra

acho que foi o vinho ou o meu imenso ódio mais quando dei por mim já tinha dito...

Makena conteve um riso me olhando divertida...

Acabei olhado para ele oh droga!

Ele também me olhava ele estava com a expressão fechada mais ainda sim era lindo...

- Eu acho que já vou então.

Eu adorei o jantar obrigada- Makena respondeu se levantando eu a abracei.

 Andrew se despediu com um aceno ...

E dei graças a deus por isso, à noite já teve emoções demais...

 Makena foi na frente e sua mãe a seguia dizendo algo

 com certeza estava discutindo com ela...

Daniel,Maika e Taylor logo atrás ..

- Serio mesmo você ficou louco flertar com a Makena ?

- Porquê e não ela é linda – Andrew respondeu com um sorriso bobo nos lábios

- Porque Taylor te odeia só por isso – respondi chamando o Garçom

 Pagamos a conta e seguimos para o carro...

- Eu estou morta! – Respondi me jogando no sofá da sala

- Como se sente em saber que ele está namorando? - Andrew perguntou

Ao se sentar do meu lado.

- Bem- respondi dando de ombros

- Megan, você sabe que não precisa ser forte comigo- Andrew me repreendeu

- Eu sei mais quer o que que eu chore grite esperneie?

- Não só quero que se abra comigo.

- Andrew, eu estou mal ..

Por dentro estou em pedaços sinto-me em uma escuridão eterna por longos meses

É assim toda vez que o vejo mais uma lamina entra em meu coração, mais o que posso fazer?

 Eu cansei de chorar, não tenho mais lagrimas.

Eu..eu só quero criar minha filha e esquecer ele me  quebrou preciso ser forte.

Então por favor me entenda quando digo que não quero remoer esta feriada

eu preciso esquecer será que é pedir demais? - Respondi me levantando exaltada

- Tudo bem se é isso que quer- Andrew respondeu levantando suas mãos em rendição

Eu estou exausta e tudo que preciso agora é tirar esse vestido tomar um banho e me deitar

- Boa noite Andrew – respondi indo em direção as escadas

- Boa noite Meg!

Após o banho me deitei em busca de descanso mais o sono não chegava comecei e me lembrar dele

 droga me lembrei da primeira vez em que ele me feriu e agora outra vez ele está com ela.

Eles assumiram um relacionamento, acabou dessa vez acabou ele é dela.

Maika venceu.

Meu coração dói só em pensar será que ele a beija como me beijava, se faz amor com ela

como fazia comigo, se a toca como me tocava.

Eu sou uma idiota é isso que sou!

Rolava por toda cama e o sono não chegava comecei a sentir um desconforto muito grande no corpo

me sentei passando as mãos em meus cabelos desgrenhados.

- O que foi filhinha?

Você também não se sente bem hoje?

Precisa se acalmar meu amor – disse acariciando minha barriga.

 A pequena chutou minha mão.

 Acho que você não vai me escutar não é?..

Me levantei e decidi descer para pegar um copo de agua.

Quando passei pela porta do meu quarto senti uma forte pontada na barriga era uma dor horrível

gemi em desconforto e senti outra pontada mais forte que

a primeira desta vez se espalhava por minha coluna.

- oh meu deus o que é isso!

Senti uma forte pressão por baixo da barriga e um liquido desceu

entre minhas pernas me molhando.m..mais o que é isso?

Inclinei a cabeça e fitei o chão encharcado.

Só pode ser meu líquido amniótico.

- ANDREW!- gritei me segurando no batente da porta

 Ao ser atingida por outra pontada na barriga...

Escutei passos apresado e algo caindo.

A porta do quarto de Andrew foi aberta ele correu apresado e parou ao me ver.

 Seu cabelo estava desarrumado ele vestia apenas uma calça de moletom sem camisa.

- Megan meu deus o que foi? - Andrew me olhava confuso

- Andrew é agora, a bolsa estourou.

 Você precisa me levar para o hospital- respondi com a respiração pesada.

- Mais era para nascer só semana que em você tem certeza pode ser só alarme falso.

- NÃO É ALARME FALSO ANDREW, ELA VAI NASCER HOJE.

PARE DE ESPECULAR E PEGUE A BOLSA DELA NO QUARTO E ME LEVE PARA O HOSPITAL-

gritei exaltada

Andrew ficou paralisado me olhando acho que o assustei.

Mais é difícil ser educada quando se sente essas dores terríveis

- Ai meu deus outra, gritei ao sentir a dor aguda de outra contração

 Apertando mais minhas mãos no batente da porta.

Andrew – gritei outra vez

 E o mesmo veio correndo com a bolsa que preparei para o parto em suas mãos.

- Pronto. Pronto aqui está mais antes precisa se trocar não pode ir de camisola- Andrew

- Não vai dar tempo, vamos agora mesmo- respondi soltando o batente.

- Eu nem carreguei a câmera para gravar o parto- Andrew murmurou desanimado

- Eu só quero que essa dor passe, não é hora de pensar em câmera!

Andrew segurou minha mão e me ajudou nas escadas logo já estávamos no carro

Andrew estava só nervos todo atrapalhado e assustado

até acharia graça se não estivesse sentindo essa dor terrível.

O transito não estava forte acho que por ser mais de meia noite.

Foram os 20 minutos mais longos da minha vida

Andrew estava apavorado toda hora desviava seu olhar da estrada para me olhar

 Passando as mãos no cabelo em sinal de nervosismo

Enquanto eu gritava a cada contração que sentia...

Chegamos no hospital Andrew desceu e me ajudou...

Entramos fui colocada em uma maca e fomos encaminhados pelo corredor longo olhando os

enfermeiros ao meu lado esquerdo e Andrew segurava minha mão do lado direito.

Depois de 10 minutos estávamos devidamente vestidos em direção a sala de cirurgia

- Vai ficar tudo bem Meg, eu estou aqui. - Andrew respondeu me acalmando

Senti outra contração ainda mais forte e apertei sua mão.

Chegamos na sala de cirurgia e olhei em volta assustada

o médico se aproximou me olhando apertando minha barriga em seguida.

Depois colocou seu rosto entre minhas pernas me examinando .

 A dilatação está grande isso é uma boa noticia

 Querida sua filha está perto de sair só precisa se esforçar um pouco

 Fazendo força você acha que consegue?

- Olhei para Andrew que se mantinha ao meu lado com uma máscara azul em sua boca assim como todos na sala.

Ele apertou minha mão mais uma vez me passando segurança

- Sim eu consigo.

- Muito bem então só respire quando sentir a contração empurre com toda força ok.

Apenas assenti com a cabeça.

- Senti uma dor forte. E apertei outra vez a mão de Andrew.

- 1..2..3.. Empurre!

Empurrei com toda a força que tinha.

Em menos de dez segundos senti outra contração

1..2...3... empurre!

Repetimos esse processo por incontáveis vezes estava exausta já não tinha mais forças

1...2..3 empurre!

Empurrei com o resto de forças que tinha, procurando ar depois

- Doutor os batimentos da paciente estão muito altos- enfermeira

- Respire precisa se concentrar. Ou teremos que fazer uma cesariana em você.

- Isso eu já vejo a cabeça só empurre mais uma vez.

- Não dá doutor eu não tenho mais forças- respondi com a respiração cansada

- Você consegue Megan, você é forte só mais uma vez e terá sua filha em seus braços

Não desista agora- Andrew disse olhando me com carinho

-Tudo bem- respondi tomando uma grande respiração

Puxando todo ar para meus pulmões inspirando em seguida.

- 1..2..3..Empure!

- Tomei todas as forças que me restaram empurrando por longos segundos.

Até que senti algo passando por entre minhas pernas

Com isso senti uma grande pressão na barriga...

- Tudo bem pare. - Medico

Parei deitando minha cabeça outra vez, eu estava exausta

Estava quase apagando quando escutei um choro.

Ao longe com as forças que não tinha me forcei a levantar a cabeça outra vez.

E pude ver ela minha filha nos braços do médico que cortava o cordão umbilical.

- Ela nasceu Megan sua filha ela é linda- Andrew disse emocionado

Estava tão emocionada que não respondi nada fiquei parada observando ela o

médico se aproximou colocando a pequena em meus braços...

Ela chorava seu choro era a melodia mais linda que já escutei

 com seus olhinhos ainda fechado, com sangue em seu pequeno corpinho.

- Ei..ei shhhh, não chore mais meu amor a mamãe está aqui- respondi com a voz baixa colocando

um de meus dedos em sua pequena mãozinha e a pequena o agarrou com força me arrancando um sorriso.

- Ei fique cama meu amor

Ela se calou ao escutar minha voz.

Ver ela ali minha filha nos meus braços pude sentir o que é esse amor de mãe que todos falam assim

que a vi pela primeira vez esse sentimento tomou conta...

 Agora sei que a partir de hoje tudo que fizer será por ela.

Continua...


Notas Finais


estão gostando sim? não? talvez? quem ai precisa de um POV do tay?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...