História Obstáculos (parte 2) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucy Hale, Taylor Lautner
Exibições 31
Palavras 3.311
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


outro capítulo mores estou inspirada hoje então dale capítulo
amanhã tem atualização das minhas historias no site fiquem atentas
prometo que o proximo capítulo será todo narado por Tay aguardem
Aviso! a baby da foto é a filha da Meg e do Tay uma coizinha mais cute cute!
bijuxxxx flores

Capítulo 6 - Pai e filha


Fanfic / Fanfiction Obstáculos (parte 2) - Capítulo 6 - Pai e filha

Acordei na manhã seguinte já em meu quarto no hospital sem ela nos meus braços

Me senti vazia como se um pedaço meu faltasse, olhei para o lado e pude ver Andrew

Que dormia em uma poltrona, todo desajeitado será que ele dormiu aqui a noite toda?

Ia chamá-lo quando escutei o barulho da porta sendo aberta.

Uma enfermeira entrou com minha filha nos braços.

Ao ver aquela coisinha tão pequena envolta em uma manta rosa, sendo deposita em meus

Braços fez instantaneamente vazio que sentia ser preenchido.

- Ela está faminta- disse a jovem enfermeira ao me entregar minha filha

Eu apenas sorri acariciando com cuidado seu pequeno rostinho.

A enfermeira, e ajudou com a amamentação.

Já que sou mãe de primeira viagem.

Será que minha inexperiência e pânico, está tão na cara assim?

Só sei de uma coisa, por esse pedacinho de gente

Eu quero aprender tudo, e tornar tudo que ela precisa. Mãe. Amiga. Confidente. Pai

- Vou deixá-las a sós volto em meia hora para levá-la ao berçário- a enfermeira disse

Ao se retirar do quarto...

Andrew acordou quando escutou a porta sendo fechada...

Ele se espreguiçou depois se levantou.com seus cabelos bagunçados

Se aproximou da minha cama e ficou olhando a pequena que se alimentava em meus

Seios como um pequeno leãozinho...

- Olá!

- Olá! - Respondi com um grande sorriso nos lábios

- como se sente essa manhã? – Andrew

-FELIZ! Feliz como nunca antes.eu estou completa.

- Isso é bom – Andrew respondeu alegre

- É ótimo!

- Ela é linda – Andrew disse olhando a pequena

- É um anjinho. Meu anjinho – conclui

- Já escolheu um nome? - Andrew perguntou curioso

- humm..eu andei pensando, queria primeiro olhar seu rostinho

Antes de escolher um nome.

- E agora que a tem eu seus braços, qual nome escolheu. Já vou avisando que se for

Feio vamos ter uma briga- Andrew disse brincalhão

- Lírio. Seu nome será Lírio – respondi analisando seu rostinho

- Lírio como a flor? Porque Lírio? – Andrew perguntou

- Sim Andrew Lírio como a flor.eu acho bonito é minha flor preferida

E Lírio, simboliza doçura, pureza...

Além do mais já está decidido, é Lírio e pronto! - Conclui decidida

 Andrew me deu um sorriso divertido

- Ok. Tudo bem eu gostei de Lírio. É um nome diferente.

Um belo nome para uma bela flor- Andrew

Andrew recebeu uma ligação da Alisson desesperada querendo saber o que

Aconteceu.

- Com licença vou atender lá fora- Andrew disse ao sair do quarto

Me deixando só com Lírio...

- Agora que a tenho em meus braços, que senti todo esse amor por ela

Agora que vi seu rostinho delicado

Suas mãos tão penas.

Vejo que ela se tornou tudo para mim...

E agradeço, por ter o conhecido por tudo graças a ele tenho meu melhor

Presente, graças a ele. Mais de certa forma me sinto mal por privá-lo disso

Privá-lo de saber que a tem, que poderia a ter como eu tenho...

Se ele confiasse em mim estaria aqui hoje com agente seria ele na sala de parto

Segurando minhas mãos, seria ele o primeiro que iria ver quando acordasse essa manhã

Mais não posso mais pensar no passado, agora que Lírio nasceu meu foco precisa ser ela

Não ele. Não posso e não devo pensar em como seria.

Preciso deixá-lo no passado é isso que Taylor será para mim a partir de hoje

Passado.

 Ele tem a Maika.

Eu tenho a Lírio

Já passava das cinco , fiquei toda a tarde no Hospital

O médico veio me ver, e graças a deus me deu alta

Amanhã mesmo estarei em casa com minha filha.

Alisson também veio me visitar com Tarik e Henrique

Ela ficou apaixonada por Lírio, como uma tia babona. Também pude ver que Tarik

Ficou emocionado em ver ela. Mais também notei que ele estava um pouco triste

Acho que por saber a verdade, e ter que escondê-la do seu melhor amigo.

Andrew foi para casa tomar banho e descansar um pouco.

Depois das seis ele voltou com roupas limpas e eu agradeci imensamente por isso

Uma enfermeira me ajudou com o banho.

Na verdade, poderia ter o feito só.

 Estou me sentindo bem acho que por ter sido um parto normal

Me senti um pouco tonta somente na hora que coloquei os pés no chão

E também estou com um pouco de dor na barriga e nas costas.

Mais a enfermeira alegou que era normal já que me esforcei muito ontem

Depois do banho-me trouxeram uma sopa horrível para o jantar

Não queria comer de jeito nem, mais a enfermeira disse que tinha que comer para

 Fortalecer a mim e consequentemente meu leite.

Andrew estava sentado na poltrona comendo um grande hambúrguer, enquanto eu comia aquilo

- hmmm... isso está divino! – Andrew disse ao comer outro pedaço

- Eu te odeio sabia! - Respondi o fuzilando com os olhos enquanto pegava outra colherada

Em seguida levando a boca...

Depois do jantar a enfermeira trouce Lírio para se alimentar...

O que compensou ter comido aquela sopa...

Ela estava tão faminta como mais cedo

- Ela tem uma solitária no estomago- Andrew disse espantado com a fome dela

- Ei Andrew não fale assim dela- o repreendi sorrindo

- Não ligue meu amor, pode se alimentar o quanto quiser- disse passando meus dedos por

Seus cabelos.

Eles eram lisos e negros, como os dele...

Seu nariz era fino delicado, e arrebitado suas bochechas rosadas como sua pele

Seus olhos as poucas vezes que os vi estão azuis escuros.

- Você acha que ela se parece com ele? – Perguntei para Andrew

Com uma expressão séria completamente diferente de segundos atrás...

- Ainda está muito cedo para dizer Megan- respondeu Andrew depois de analisar seu rostinho

Na manhã seguinte estávamos finalmente em casa...

Andrew me ajudou a descer do carro, levando a bolsa enquanto carregava Lírio nos braços

- Ei meu amor estamos em casa- disse com uma voz ridícula para a pequena que sorria

 Me olhando com seu doce olhinho azul curiosos...

Subi as escadas com cuidado, entrando em seu quarto.

Deixando a pequena em seu berço.

-Aqui é seu quarto filha!

Fiquei a observando em seu berço até ela cair um sono profundo fechando seus olhinhos

Andrew se aproximou do quarto quando saia encostando a porta atrás de mim

- Ela dormiu?

- Sim como uma pedra

- E agora o que pensa em fazer? - Andrew

- O que penso, penso em cuidar dela em dar tudo o que ela precisa, em ajudar meus pais

Em focar mais em minha carreira. Quero ser bem-sucedida

Quero que minha filha tenha orgulho de mim...

- o Tay..e ele você sabe quem. Ainda pensa em não contar a ele?

- Principalmente agora mais que nunca Andrew, ele jamais poderá saber

Agora que a tenho não vou perdê-la...

Uma semana depois

- Lírio Elizabeth Willians.eu te batizo em nome do pai do filho e do espírito santo – Padre dizia

  Derramando agua em sua cabecinha, Alisson e Andrew a segurava.

Enquanto eu assistia tudo ao lado de Tarik que segurava Henrique...

Depois do batismo, Alisson me entregou Lírio.

- Obrigada por me escolher para ser a madrinha – Alisson

- Quem mais escolheria, você me ajudou em tudo, e acredite em mim

Lírio tem a melhor madrinha de todas...

 

Quatro meses depois....

- Isso mesmo, incline mais um pouco...

Ai isso. Mike meu personal me orientava e eu seguia tudo arisca

-Acho que já chega por hoje Megan. Você foi muito bem- Mike

- Obrigada Mike- respondi ofegante

Depois de me despedir dele peguei minhas coisas e fui direto para casa, ver minha filha

O transito estava grande hoje.

Mike era o personal que Oliver me arrumou, com ajuda dele em menos de dois meses

Estava em forma, bati as fotos para a Scala elas foram um completo sucesso e com ela vieram

Muitas oportunidades, de trabalho graças a deus minha carreira ia de vento em poupa

Consegui uma sessão fotográfica para a Calvin Kleine estou uma pilha de nervos...

Resolvi continuar indo a academia e ser orientada por Mike afinal com tantos trabalhos

Preciso estar preparada...

 Mike era legal, musculoso, olhos cor mel cabelos loiros cumpridos estilo surfista

Mãos grandes, alto, tatuado com um ar de Bad boy e um sorriso malicioso...

Aquele tipo de cara que tem uma placa imensa na cara escrito perigo!

Admito que ele era lindo de morrer.

Ele faz de tudo me tocar sempre que pode, até quando estou fazendo os exercícios de forma correta

E já o peguei olhando meu bumbum, uma parte de mim diz que deveria pôr um ponto final

E conseguir outro personal, mais a outra diz que não estou morta que deveria curtir afinal só

Tenho vinte e um anos...

Me deixo levar, afinal sei que nunca vai passar disso, Mike é legal mais simplesmente

Não consigo esquecê-lo.

Taylor sempre surge em minha mente todo santo dia.

É como uma praga, quando penso que consegui não pensar nele no dia lá esta

Ele, acho que por mais que tente odiá-lo eu não consigo ele nunca saiu do meu coração.

Coração idiota!

Cheguei em casa apressada tomei meu banho me troquei

E fui direto para a casa da Alisson pegar minha filha.

Tarik dava comida para o Henrique enquanto Alisson estava com Lírio no colo

Ela gargalhava enquanto Alisson fazia cocegas em sua barriguinha...

- Eu cheguei meu amor- disse ao pegar Lírio em meus braços

Ela tentava falar mais saiam apenas tentativas desconexas ela ainda é muito pequena

- Lírio e seu bebênes – Alisson disse se referindo as palavras desconhecidas da pequena

- Me fala como foi o dia? Lírio deu trabalho?

- Imagina ela é um anjinho, só estou um pouco atordoada quanto aos preparativos da festa

 De aniversário do Henrique – Alisson

- Mais o que foi dessa vez?

- Olha eu não sei muito bem como fazer esse lance de rodear toco então lá vai o Tarik teve

 Que convidar o Taylor, e ele confirmou presença- Alisson disse receosa com um olho fechado

E outro aberto me olhando apreensiva.

- Todo esse drama por isso- respondi ao desviar meu olhar do dela entregando o ursinho de pelúcia

Para Lírio.

- Mais você está bem? Tudo bem por você?

- Se quer saber se vou comparecer, a resposta é sim eu jamais perderia o aniversário de um ano

Do meu afilhado, mais não eu não gostei e não me sinto bem com isso.

Mais não posso fugir a minha vida toda mais cedo ou mais tarde isso iria acontecer

- Mais se ele ver a Lírio? – Alisson

- Hora o que tem demais, ele acha que não é dele será como qualquer outra criança para ele

Só dele saber que é minha ele mesmo vai querer distancia, você não viu o que eu vi o modo

Como ele olhou para ela em minha barriga, foi um olhar frio.

Ele se referiu a ela como coisa. - Respondi ao me lembrar daquela noite

Com tristeza...

- Se você diz, mais vamos mudar de assunto e Andrew quando vai voltar de New York?

- Ele ainda não sabe, ele tem saído com uma moça de lá, mais prometeu

 Que vem logo ver a Lírio.

- Ele se apegou a ela – Alisson

- Ela também se apegou muito a ele.

 

Uma semana depois aniversário de um ano Henrique...

 

Prontinho meu amor você está linda, só fique quietinha para mamãe colocar a touca

A pequena se mexia inquieta enquanto eu travava uma luta para terminar de arrumá-la

Lí..Lírio por favor fique quietinha, toma brinque com o ursinho e me deixe terminar

Entreguei a ela o pequeno urso, a distraindo me aproveitando para terminar de arrumá-la

Prontinho, meu amor está linda.

Já passava das sete da noite e o tempo estava frio para uma criança então

A vesti com um vestidinho de mangas cumpridas rosa com cinza, e uma touca cinza também

Ela parecia uma bonequinha, minha bonequinha!

Agora fique quietinha vai porque a mamãe precisa se arrumar- coloquei ela em seu chiqueirinho

Com seu urso de pelúcia.

Me troquei colocando um vestido de renda azul escuro à cinturado calcei um salto alto preto

Deixe meus cabelos soltos fiz apenas algumas ondas.

Passei uma maquiagem leve peguei um casaco e bolsa, me analisando no espelho

Eu sei que é só um aniversário infantil, mais ele vai estar lá.

Sabe aquela vontade que dá quando você sabe que vai ver, seu ex e quer estar linda para mostrar

A ele que está bem. Mesmo que não esteja?

 Essa era minha intensão...

Peguei Lírio e fomos para a casa da Alisson como ela era minha vizinha foram poucos passos

- Olá onde está Henrique? – Perguntei ao Tarik quando entrei

- Lá em cima com Alisson pode subir – Tarik

- ok onde deixo o presente – perguntei lhe mostrando a grande caixa dentro de uma sacola

- Pode deixar que eu deixo com os outros para você – Tarik disse ao pegar a sacola

- Obrigada estava pesada

- Disponha...

- Posso entrar?

- Entre! – Alisson

Abri a porta do quarto observando Alisson travando uma luta com Henrique para vesti-lo

Afinal o que há com as crianças com relação a vestir-se?!

- Uau! Você está linda – Alisson disse ao se virar

- Você acha que eu exagerei?

- Não você está linda amiga. Taylor Vai babar

- Alisson! Isso não foi por ele – disse tentando parecer verdadeira

- hum! Ta bom finge que me engana e eu finjo que acredito – Alisson respondeu com um sorriso

Irônico nos lábios.

Senti minhas bochechas queimarem de vergonha está tão na cara assim que estou ansiosa em ver ele

Descemos e nos misturamos aos convidados a festinha estava a todo vapor e nada dele.

Será que não vem? Talvez seja melhor assim.

Passava das oito quando Lírio dormiu em meus braços.

- Será que posso deita-la no berço de Henrique?

- Claro que pode amiga – Alisson respondeu revirando os olhos

Subi com cuidado e deixei a pequena no berço ascendi a luz do abajur e escorei a porta

Estava descendo as escadas quando escutei Tarik.

- Taylor que bom que veio cara! - Tarik o cumprimenta ele com alegria.

Ele estava lindo mais lindo ainda isso é possível?

Descia com cuidado e minhas pernas vacilavam acho que é o salto, não é?

Depois de descer me escorei no canto ao lado de Alisson cruzando os braços.

Ele se virou e veio em nossa direção com Tarik. Ele me olhou

O meu deus como isso é possível, seus olhos sobre os meus

Olhos azuis e castanhos travando um duelo.

Cada passo que ele dava.

Meu coração se acelerava mais.

Como é que se respira mesmo?

Ele parou de andar quando se aproximou de nós.

- Taylor quanto tempo – Alisson exclamou o abraçando

Taylor retribuiu o abraço.

- Olá Megan, disse estendendo um de suas mãos em um comprimento

Não sabia o que fazer eu aperto?

Ou o ignoro?

- Olá – respondi apertando sua mão cordialmente

A eletricidade ainda estava lá!

- Onde está Henrique? – Taylor perguntou sem graça

Se isso é constrangedor, com toda certeza é!

- Está com a tia – Alisson respondeu

Silencio, constrangimento o que mais faltava?

O garçom passou por nós oferecendo champanhe eu dei graças a deus

Aturar ele só bêbada... prontamente peguei uma taça a levando aos lábios

Enquanto Taylor observa todos os meus gestos.

Desviei meu olhar do seu, avistando uma morena furiosa entrar porta a dentro

 Andando em nossa direção, a passos largos

- Ei seu idiota!

Você me deixou lá sozinha para estacionar o carro porque não me esperou! - Makena esbravejou

- Taylor a observou calmo com um sorriso zombador nos lábios.

- Você quis dirigir, disse que era adulta porque está reclamando quer ser independente haja como

Uma mulher independente – Taylor

- Idiota! – Makena murmurou

Mais como? Esse é o Taylor? Como o tempo mudou ele drasticamente

Ele nunca tratou Makena assim, ele mudou se tornou um grande idiota!

- Me desculpem vocês não mereciam ver essa cena deplorável – Makena disse ao nos cumprimentar

- Megan, como está? - Perguntou animada deixando sua fúria de lado

Me dando um forte abraço, Makena continua a mesma doce como sempre.

- Estou bem e você?

- Bem também, estou morando em New York – Makena respondeu animada

- Que bom mais faz o que aqui?

- Férias de verão!

- Há entendo

- Vim visitar meu doce irmãozinho- respondeu levando uma de suas mãos ao rosto de Taylor

Apertando sua bochecha. Taylor fez uma carranca para a irmã.

Alisson,Tarik e eu rimos da cena..

- Se me dão licença vou sair daqui antes que pegue essa piralha – Taylor disse

E Tarik o acompanhou.

- Mais sua bebê onde está? - Makena

- Ela está dormindo

- Que pena queria ver ela – Makena respondeu fazendo bico

Se quiser pode ir comigo preciso mesmo ver como ela está- respondi dando de ombros

- Sim eu quero! – Makena respondeu animada

Subimos as escadas em silencio

Abri a porta do quarto me aproximando do berço e Makena vinha logo atrás

A olhei ela ainda dormia abrasada ao seu ursinho.

- O meu deus ela é tão linda, parece uma bonequinha- Makena disse ao observar

A pequena..

- Ela é linda mesmo- concordei orgulhosa

- como se chama?

- Lírio

- Lírio- Makena disse parecendo analisar o som do nome em seus lábios

É um lindo nome- respondeu

Ela ficou lá parada analisando ela durante alguns instantes.

Lírio deu um pequeno sorriso, às vezes fazia isso quando dormia.

Makena se derreteu ao ver...

Me assustei com o barulho do meu celular.

- Vou atender lá fora- respondi para Makena ao sair do quarto deixando minha

Filha com a tia.

- Alô, Andrew? (Pausa)

Como assim você está no aeroporto? (Pausa)

- E só me avisa agora! - Eu estou na festa de aniversário do Henrique (Pausa)

- Tudo bem eu vou pegar o carro e te busco- respondi finalizando a ligação

Entrei no quarto outra vez e Makena ainda observava minha filha com carinho

- Quem era? – Makena

- Andrew, ele está no aeroporto pedindo pelo amor de deus, para que eu o busque.

- E você vai?

- Deveria deixá-lo lá para aprender, a me avisar antes de pegar um voo no meio da noite

- E você teria coragem?

- Não mesmo – neguei com a cabeça

- Mais e a Lírio, vai acordá-la?

- Eu não queria, ela está dormindo tão bem-disse ao observar seu rostinho

- Deixe ela comigo, prometo que não vou tirar os olhos dela- disse com os olhos brilhando

Em animação...

- Eu não sei, acho melhor não se ela acordar?

- Acho que posso entretê-la- Makena respondeu segura- vai por favor?

- Tudo bem – aceitei um pouco relutante, com um aperto no coração

Peguei meu casaco e bolsa. Desci as escadas explicando tudo para Alisson

Passei em casa peguei o carro e fui buscar Andrew.

O encontrei em frente à entrada do aeroporto.com suas malas

Desci do carro o cumprimentando.

- Da próxima vez que vier sem me avisar, vou te deixar aqui para aprender

- É bom te ver também, Meg- Andrew respondeu sorrindo ao me abraçar

A volta foi silenciosa e apressada, estava com o coração na mão um pressentimento

Estranho quanto a minha filha. Se ela acordou chorando?

Estacionei o carro na porta de casa. Entreguei as chaves para Andrew, guardar suas malas.

E fui na frente precisava ver minha filha. Para acabar com essa aflição

Entrei na casa da Alisson, e fui em direção as escadas

- Me desculpe pela demora Makena o transito estava horrível- disparava

Ao abrir a porta, como uma furação. Olhei para cima e vi minha filha.

Ela estava acordada, mais não estava nos braços da Tia

Estava nos braços do seu pai...

Continua….


Notas Finais


comentem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...