História Occult Sentiments - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain
Tags Chat Noir, Ladybug, Miraculous, Sentimentos
Visualizações 25
Palavras 2.196
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Hentai, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpa por não postar mais e blá blá blá.
Boa leitura.

Capítulo 22 - Hospital


Fanfic / Fanfiction Occult Sentiments - Capítulo 22 - Hospital

-"Adrien??! ADRIEN ME RESPONDE !!!" -Marinette gritava mas ele não respondia. Desesperada e sem saber o que fazer, ela se transformou e pegou Adrien em seus braços ainda desacordado, e pulou de sua janela. Foi até um lugar afastado, porém perto do hospital e se dês transformou. Teve mais dificuldade em carregar Adrien, além de seu peso ser menor que o dele, ela estava em pânico. Sem saber o que fazer, ou o que podia ter acontecido com ele. Seus olhos marejavam, mas ela não tinha tempo para chorar. Tinha que ajudar Adrien. Pegou ele nos braços meio sem jeito e caminhou até o hospital. Entrou ofegante e cansada, e foi até uma enfermeira "Por favor, me ajuda ele desmaiou!" Ela disse tentando não falar alto. Pegaram uma maca e o colocaram deitado na mesma, o levando para uma sala. O médico logo apareceu correndo e indo até aquela sala. Marinette ficou na recepção, caso pedissem dados pessoais dele. 

Passou-se meia hora e nada.

Marinette estava sentada num banco preto de plástico, enquanto mexia a perna constantemente expressando seu nervosismo. Suas unhas estavam todas roídas e seu corpo pedia por respostas. Ela estava totalmente afundada em seus devaneios, pensando em todas as vezes que viu Adrien com dor de cabeça, embora tenham sido poucas, ela sabia que isso não era normal. Escutou um sussurro, mas ignorou. Outro sussurro, mas era cada vez mais perto dela. Agora um toque em seu braço, ela estava confusa, e como se fosse instintivo , ergueu o olhar e viu um médico preocupado olhando para ela. De repente ouviu um zumbido e parou

-"Senhorita? Você está bem?"- Ela suspirou e assentiu.

-"Como está o Adrien? Eu posso vê-lo ?"- Perguntou eufórica.

-"Sinto muito, mas é melhor deixá-lo descansar um pouco. Mas eu tenho que falar com algum responsável por ele."- Ela fez careta. O único responsável por Adrien é seu pai. E com certeza o senhor Agreste está ocupado agora.

-"Tá bom mas por que?"-Perguntou tentando mudar de assunto.

-"Porque precisamos fazer uns exames mais detalhados no garoto, e precisamos de permissão para isso. Por enquanto coletamos sangue e vamos fazer outros exames de rotina,mas pra ter uma certeza maior no diagnóstico temos que fazer outro exames."-O médico colocou as mãos no bolso.

-"Entendo. Vou falar com o pai dele. Obrigada."-Ela desviou o olhar.

-"Hã... Você não quer ir para casa? Não é muito agradável ficar nessas cadeiras. Pode ir ligaremos se algo acontecer."

-"Ela concordou e saiu. Mas algo ficava martelando sua cabeça." 

Se algo acontecer...

O que ele quiz dizer com isso? Que Adrien pode morrer? Meu Deus é tudo culpa minha! Se eu não tivesse começado a discussão, nada disso teria acontecido! Eu sou uma idiota mesmo, parabéns Marinette, estragou tudo de novo!- Pensou.

Foi caminhando sem prestar atenção no caminho, e quando viu estava num beco escuro.

Olhou em volta e se certificou que estava sozinha ali. Se transformou e saiu dali indo para casa. Chegou e Voltou ao normal, recebendo um olhar preocupado de Tikki. Além de Adrien , Marinette tinha que se preocupar com o sumiço de seus pais, com Remy pois ele agiria uma hora ou outra, com Hawk Moth e ainda descobrir quem era a garota misteriosa de olhos azuis. Sentiu sua cabeça latejar, são muitas coisas para serem resolvidas por uma pessoa só. Tomou um remédio e tomou um banho pra ver se relaxava mais. Saiu do banho e vestiu um pijama. A melhor coisa a se fazer era dormir, juntar energias para o próximo dia. Que prometia ser longo e cansativo. E talvez muito confuso.

◆ ▬▬▬▬▬▬ ❴✪❵ ▬▬▬▬▬▬ ◆

Ligação on

-Certo, você estará em Paris pela manhã?

-Sim sim. Vou pegar o próximo voo, que sai... A exatamente trinta minutos.

-Perfeito, vamos acabar com essa palhaçada. Eu vou ter que me aproximar dela, não é?

-Sim! Se quer ajudá-la terá que ter a confiança dela. E o quanto antes isso acontecer, menos tempo gastamos para derrotar eles. Mas... bom, se eu puder ir para Paris, eu mesmo o faço.

-Okay Leroy,.Vou ver se dou um "oi" pra minha tia depois de três anos sem vê-la. Aposto que Adrien não vai gostar de saber que ela está viva.

-Não faça nada ainda. Só não deixe que desconfiem que você trama algo. Olha sobre o Adrien, não dá pra saber. Ele pode gostar, ou pode ficar bravo. Não sabemos dos sentimentos dele.

-Tá. Então tchau.

-Tcahu Henry, nos vemos amanhã.

Ligação off

◆ ▬▬▬▬▬▬ ❴✪❵ ▬▬▬▬▬▬ ◆

 

Amellie já estava de volta à casa dos Agrestes. Abriu as janelas, arrumou um pouco as coisas e estava fazendo o jantar. 

Estava feliz. 

Coisa que não acontecia mais nos últimos três anos enquanto ficou desaparecida. 
Mas algo a mais a preocupava.

Adrien. 

Onde ele estava? 

Por que demorou pra chegar?

 

Amellie não iria conversar com Adrien, não por enquanto. Amellie tinha medo da reação dele quanto à sua volta e seu sumiço que antes era uma morte. Ela estava confusa e acabou por cortar o dedo. Jogou na faca na pia e viu que sua mão estava toda vermelha de sangue. Gemeu de dor e abriu a torneira colocando o dedo debaixo. Ardeu e Amellie fez uma careta. Escutou a porta da cozinha ser aberta com força e olhou pra trás. 


Era Gabriel.

-"Melli? Está tudo bem? Escutei algo cair e..."-O olhar dele pairou sobre o corte no dedo da esposa. A expressão dele se transformou em pura preocupação-"Oh céus Amellie. Como isso aconteceu? Vem vamos cuidar disso! E depois acharemos o Adrien!!"-Gabriel pegou na outra mão dela e a puxou. 

Amellie ficou pensando, como assim achar o Adrien? Ele está desaparecido? 

Ela entrou em pânico e parou. Se soltou de Gabriel e ficou parada segurando a mão com o dedo machucado. 
Gabriel olhou confuso pra ela.

-"Como assim achar o Adrien?? Ele está desaparecido? Gabriel por que não me contou??"-Disse ficando brava. Gabriel abaixou a cabeça .

-"Não. Ele não está desaparecido! Vamos achá-lo, eu prometo. Uma vez ele já fugiu de casa, no natal só eu não entendo o porquê dele fugir agora! Ele não tem motivos, enfim vamos logo!"-Gabriel pegou na mão de Amellie e correu até o banheiro e cuidou do machucado dela e em seguida foram até a saída da mansão. Avistou Gorilla assim que saíram pela porta e já entrou no carro.

-"Vamos Gorilla, Adrien sumiu."-Disse Gabriel sério. Gorilla saiu apressado e começaram a procurar em possíveis lugares que Adrien poderia estar. Foram até a casa de Nino, e o mesmo não azia ideia da localização do amigo. Ele se preocupou e saiu para procurar o amigo também. Foram até a escola, e Gabriel saiu do carro. Olhou ao redor e viu uma padaria. Pensou que Adrien poderia ter ido à escola e depois ido até a padaria. Era uma possibilidade nula, mas ele não hesitou em tentar saber qualquer coisa que seja sobre Adrien. Bateu uma vez na porta e nada. Duas vezes e nada. Ele estreitou os olhos e aproximou o rosto do vidro escuro e tentou ver se havia alguém ali. Ninguém estava ali. Suspirou e saiu andando. Marinette escutou as batidas e olhou pela janela, pensando que fosse seus  pais. Viu um Gabriel cabisbaixo e logo chamou a atenção dele com um grito. 

-"HEY ! SENHOR AGRESTE! "

Talvez ele está à procura de Adrien.

Marinette pensou. 

Gabriel olhou cunfuso para os lados, tentando saber de onde veio o grito feminino. Seus olhos se encontraram com os de Marinette e ele teve um pequeno flashback de quando a menina ganhou o concurso que promovera no colégio Françoise Dupont. 

-"Diga."-Ele disse em um tom alto, mas não chegou a ser um grito.

-"Está procurando o Adrien?"-O coração de Gabriel acelerou. Como ela sabia de seu filho? Gabriel ficou estático por alguns segundos e depois voltou a encarar a azulada 

-"Sim! Onde ele está? Como sabe que ele sumiu?? "-Gabriel se aproximou sem tirar os olhos da garota. Ela pediu que ele esperasse ali embaixo. Gabriel franziu o cenho e sentiu borboletas no estômago. Estava nervoso e ansioso demais pra ficar esperando. Minutos depois a porta da padaria e aberta.

-"Entre senhor."-Ela disse Gabriel entrou apressado.

-"Então? O que houve com ele??"-Gabriel disse desesperado.

-"O Adrien veio até minha casa hoje pra... Conversar comigo. Ele estava meio cabisbaixo e somos... Amigos a algum tempo. De respente ele teve uma dor de cabeça e desmaiou..."-Gabriel arregalou os olhos. Um milhão de pensamentos invadiu sua mente.-".. Então sem saber o que fazer o levei ao hospital. E o médico disse que terão que fazer exames mais detalhados pra serem mais exatos no diagnóstico..."-Gabriel estava furioso e preocupado. Por que não o contou que seu filho estava no hospital? Por que ele não sabia disso?

-"E você nem pensou em vir falar comigo? Meu filho está no hospital doente ou seja lá e você só conta quando eu apareci na porta da sua padaria??"-Gabriel estava com seu sangue fervendo e a raiva o consumindo por completo. Marinette se asusutou com essa reação do homem e se afastou um pouco 

-"Senhor eu estava trocando de roupa pra ir na sua casa te avisar. Sai agora mesmo do hospital! Vem, vamos lá agora então!"-Ela disse. Gabriel ergueu a cabeça e tomou seu semblante costumeiro.

-"Tudo bem. Vamos."-Ele se lembrou de Ameliie. E sabia que ela estava no carro, mas talvez Marinette soubesse da mãe de Adrien, como ela disse se eles fossem amigos a algum tempo, Adrien já teria contado isso a ela. Mas talvez ela não soubesse. Gabriel começou a suar frio. Ele estava confuso.-"Espere aqui."-Eles pararam na porta da padaria.-"Vou falar com o meu motorista."-Isso pareceu convencer Marinette. O loiro saiu de perto da garota e foi até o carro.-"Amellie." Chamou a esposa.

-"Uh?!"-Disse ela mergulhada em seus pensamentos.

-"...aquela garota..."-Olhou para Marinette discretamente.-"... Sabe onde Adrien está. Mas ela também deve saber de você, já que ela disse que ela e Adrien são amigos. Seria um choque se ela te visse, então é melhor Gorilla te levar pra casa"-A loira franziu o cenho em reprovação. 

-"Gabriel, meu filho sumiu e sabe-se lá o que houve com ele. Eu quero ir procurá-lo também. Eu quero ver meu filho!"-Ela disse ficando nervosa.

-"Eu sei, mas não podemos arriscar que ela saiba que você não... Morreu. Por favor Amellie eu te conto tudo depois Ok?"-Ele acariciou as bochechas dela com o braço apoiado no vidro entreaberto do carro.

-"Tá."-Ela disse brava. 

-"Gorilla, leve-a pra casa"-Gabriel disse e em pouco segundos o carro já havia sumido de sua vista. Foi até Marinette.-"Vamos a pé "-Disse seco. 

-"Tudo bem, é aqui perto."-Falou Marinette serena.

Começaram a andar e chegaram ao destino. Marinette olhou ao redor do grande salão de espera do hospital , onde também havia a recepção. Viu o médico que estava cuidando de Adrien. Ele parecia preocupado, e estava com várias folhas na mão. Ela foi até ele sendo seguida por Gabriel.

-"Anh, doutor. "-Chamou a atenção dele.

-"Ah oi. Você é a garota que trouxe o..."-Olhou nas folhas que estavam em suas mãos.-"... Adrien Agreste não é?!"-Ela assentiu.

-"Se lembra que o senhor me disse sobre fazer exames mais detalhados... Então este é o pai de Adrien. Gabriel agreste."-Gabriel cumprimentou o médico.

-"Prazer."-Os dois disseram.

-"Okay, vamos pra uma sala pra falarmos sobre isso a sós. E eu já tenho resultado dos exames de rotina, os mais simples."-Disse . 

O olhar do médico ficou mais preocupado do que antes. Marinette sentiu um frio no estômago, assim como Gabriel. 

-"Venham."Eles seguiram até o fim de um corredor totalmente branco. Marinette sentiu o típico aroma hospitalar e teve arrepios. Ela não gosta de hospitais, principalmente agora sabendo que Adrien está nesse lugar. A pessoa que ela ama, e Marinette continua se culpando. Se eles não tivessem brigado, talvez Adrien não tivesse dor de cabeça e não estaria aqui nesse lugar. Sentiu os olhos marejarem. Mordeu o lábio inferior se controlando pra não chorar. Tinha que ser forte, por ela e por ele. Chegaram na sala, e adentraram. Sentaram de frente para o médico. Ele pegou os exames e os abriu.

-"Bom, o que eu posso ver aqui é que as plaquetas dele estão muito baixas e os glóbulos vermelhos também. Ele está com uma anemia intensa e está meio fraco. Mas como eu disse a você garota, não podemos saber ao certo. Por isso peço que façamos uma tomografia, uma ressonância magnética e mais uns exames pra tirar minhas duvidas..."-Marinette sentiu a vontade de perguntar algo.

"Minhas dúvidas." 

Mas dúvidas do que? Se ele tem dúvidas deve ter uma noção do que Adrien tem.

-"Doutor, que dúvidas seriam essas? "-Ele suspirou.

-"Bom, você disse na recepção que ele sentia fortes dores de cabeça há uns três meses, e que ele teve hoje a dor e desmaiou. Ou seja a dor foi tão intensa, que o organismo não aguentou e apagou, digamos assim. Isso não é algo normal. Mas não se preocupem,não importa o que ele tenha, vamos cuidar bem dele."-Sorriu fraco o médico.

Marinette não estava totalmente convencida, o médico sabia.

Ele só não queria dizer sem antes confirmar suas suspeitas. 


Notas Finais


Desculpem por não postar mais capítulo. Eu estou com uns problemas de saúde e tive que ficar fora;-; Vou postar mais capítulos pra tentar trazer as antigas leitoras de volta, sinto falta delas :'(
Bye bye Amores '3'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...