História Oceans 1° Temporada - O conhecendo. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Suga
Tags Bts, Hoseok, Jeongyeon (twice), Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Lisa( Blackpink) Etc, Namjoon, Taehyung, Taeyang (bigbang), Yoongi
Visualizações 10
Palavras 1.600
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello Kookitos!!
Mais um capítulo para vocês♥
Espero que gostem!

Capítulo 2 - Almost


Fanfic / Fanfiction Oceans 1° Temporada - O conhecendo. - Capítulo 2 - Almost

Jimin sentou no lugar que era de Jin.

–E ai o que faz aqui? – Cruzou as pernas e colocou sua pequena mão em seu queixo esperando uma resposta.

-Musica? – “Parabéns Jungkook!” – Quer dizer...

- Então essa é sua voz? – Ele sorri. Quando ele sorri é como se eu levasse uma facada. Seus olhos que já são pequenos ficam mais ainda quando sorri. –Você toca algo?

-Tento. – Sorri sem graça. Estou parecendo a Jeongyeon agora.

-Eu também tento, mas o meu forte é dançar. – Ele pega na minha mão. – Você viu né? Eu amo dançar! Me da certa liberdade. – Sua mão é tão macia e quente. – Nossa olha a sua mão. – Gargalha. –Que grande! Ou a minha que é pequena de mais?

Os outros ficam nos olhando estranho e eu puxo minha mão lentamente.

-Por que você esta aqui? – Pergunto olhando meus pés.

Sua expressão muda. Acho que ele percebeu o que aconteceu.

Então puxou minha mão de volta.

-Porque estou aqui? Hmm... Ahh! Para te ver! – Ele sorri.

Eu o olhei confuso.

-Na verdade... Vim a mando do meu pai. - Ele brincava com minha mão. – Meu pai é um dos CEOs da escola de artes. Fiquei o tempo todo insistindo em uma junção do galpão com a escola e por fim... Aceitou!

“Ta explicado então.”

-Hum... – Eu estava extremamente constrangido por ele segurar minha mão. As pessoas sempre pensam besteira. Soltei a minha mão da dele novamente e me levantei.

–Eu... É... Banheiro.

-Ah! – Ele levantou também. – Eu te espero! Quero que, por favor, você me mostre o galpão, mas só se quiser. – Ele mordeu seus lábios.

“O que eu posso fazer né?”

-Bem... Sim! –Dei meia volta e fui andando em passos largos para o banheiro.

Entrei.

Na verdade eu só queria lavar meu rosto e minhas mãos.

“O que esta acontecendo Jeon?”

Fiquei me olhando no espelho e lembrei do meu eu de 10 anos de idade.

Entrei em uma viagem no tempo. Nem percebia as pessoas que entravam.

Uma mão pegou em meu ombro e vi Yoongi. chamei seu nome, mas ele apenas sorria. Percebi que não era ele e sim...

-Quem é Yoongi? –Pergunta Jimin. –Desculpa é que você estava demorando. –Ele ri sem graça. –Pensei que tinha fugido... Não é a primeira vez que isso iria me acontecer.

Acho que o maior problema do Jimin era falar de mais, mas era uma coisa que eu adorava, pois assim eu não precisava falar também.

-Desculpa. –Olhei para meus pés. –Vamos?

O resto da noite foi estranho. Eu mostrei todo o galpão, mas ai ele quis que eu o apresentasse para o ‘galerão’ que era como ele os denominou.

Eu fiquei meio que envergonhado de dizer que eu não tinha nenhum amigo ali e sim colegas de ‘Boa noite’.

Depois da vergonha de ter que ir de grupinho em grupinho o apresentar sentamos no sofá de dois lugares. Jeongyeon já havia ido embora.

No aperto ele perguntou se eu tinha uma amigo intimo la, mas eu disse que não.

-Mentira! –Bateu no meu ombro. –Como assim você não tem nenhum amigo aqui? –Ele me olhava com uma cara engraçada. –Nenhunzinho?

-Para falar a verdade... Eu tive um sim! –Decidi falar de Tae. –Seu nome era Kim Taehyung e ele é muito engraçado. –Disse sorrindo.

Ele pareceu admirar meu sorriso. Fechei a cara novamente e olhei para o outro lado.

-Taehyung... Eu já ouvi falar nesse nome! Ahhh! -Gritou. Eu me assustei pensei que tinha acontecido algo. – Sim sim sim... Ele viajou né?

Ainda estava assustado com seu grito...

-Sim.

-Ele fez uma audição para uma escola nos EUA e passou. Eu estava la no dia da audição. –Ele colocou seu indicador na ponta dos seus lábios fazendo uma cara de quem quer lembrar-se de algo. –Sua voz era assustadoramente grossa para a sua idade e impressionou os jurados. –Ajeitou-se no sofá. Cruzou suas pernas. –Ele tinha 17 se não me engano... Ah! Minha idade se quer saber.- Se arrumou no sofá. - A propósito... E você? Quantos anos? –Perguntou se aproximando mais.

-15.

-Não parece. –Colocou sua pequena mão no meu joelho. –Me parece bem mais velho.

-Deve ser porque comecei a trabalhar cedo. –Ele ficou surpreso. “Não devia ter lhe falado do emprego. Agora ele ira me fazer milhões de perguntas.”

-Ah... Eu queria ter um emprego também! Não depender do meu pai. –Disse abaixando sua cabeça. Pela primeira vez o vi serio.

-Hum.

Olhei para baixo também e Meu olhar parou em suas pequenas mãos. No pulso usava um relógio que eu não tinha reparado. Vi as horas e me assustei.

-Mas já! – Gritei e ele se assustou. –Meu Deus... Yoongi!

Sai correndo dando um tchau breve. Não liguei muito para a despedida agora que sei que o verei todo final de semana.

O que eu não percebi foi ele correndo atrás de mim.

-ESPERAAAA!!! – Ele gritou. –JUNGKOOKIEEE!!!

Eu parei onde estava e o esperei chegar.Fiquei um pouco furioso naquela hora.

–O que você pensa que esta fazendo? –Perguntei grosso.

-Desculpa... Eu só queria acompanhá-lo até em casa. –Ele encostou-se em um muro.

(Nota da autora: Do momento em que o Jimin se encontrou no muro até o fim do capítulo sugiro que escutem o tema do filme Brokeback Mountain.)

Naquele beco o poste iluminava pouco. Estava quase breu total e só se via o céu estrelado.

Mesmo assim eu via bem sua face. Sua pele estava oleosa por ter feito uma pequena corrida. Seu cabelo negro como aquela noite estava encharcado pelo suor fazendo com que grudasse em sua testa.

Naquele tempo todos diziam que ele era um ‘anjo’, mas eu sei muito bem o que ele era.

-Que horas? – Perguntei.

Ele olhou as horas em seu relógio.

-22h10min.

-Droga! – Disse chutando uma latinha do chão.

Ele saiu de onde estava e veio em minha direção. Ele andava manso como um felino.

-O que te aflige? – Perguntou segurando minha mão “Que mania!”

-Qual seu problema? – Soltei sua mão. – Pare de pegar na minha mão... É estranho.

-Fique sabendo que não tenho medo de você! – Ele colou suas mãos na cintura. – Vamos! Me dê sua mão. – Puxou minha mão. – Eu te levo para casa.  

...

-Sabe para onde estamos indo? – Depois de 10 minutos me puxando ele se deu conta disso. Estava escuro, mas aposto que ele estava vermelho.

Agora eu o puxava, pois ele não largava minha mão.

Cheguei frente a casa. Havia uma luz acessa, alias, só tinha aquela lâmpada em casa.

-Pronto! Obrigado. – Tentei me soltar, mas ele não soltou. Apesar de delicado ele era bem forte. – O que quer? Entrar também?

-Estou com cede. – Fez uma carinha triste, mas sabia que era um blefe.

Para não pagar de uma pessoa ruim eu o deixei entrar. Orei para meu irmão não estar ali esparramado na mesa... E ufa! Não estava.

Disse para ele sentar na cadeira.

A cozinha era junto com a sala então seria coisa rápida.

-Pega! – Disse o entregando o copo com água.

Ao pegar o copo de minha mão surgiu um toque diferente. Seus dedos passaram nos meus lentamente. Ele fazia tudo isso olhando bem para meus olhos.

“Estou ficando louco.”

Levantou-se e ficou bem próximo de mim. Podia sentir sua respiração pesada. As batidas do seu coração misturadas com as minhas se tornou uma sinfonia

Ainda segurávamos o copo quando...

-Jungkook!

Com o susto deixamos cair o copo com água. Foi caco de vidro por todos os lados.

Yoongi estava parado com os olhos arregalados e tremendo.

-Yoongi? Pensei que estivesse dormindo. – Imediatamente me separei de Jimin. – Você esta bem? Esta meio pálido. – Toquei seu ombro.

-Estou bem! – Falava alto como se ninguém o escutasse. – Quem é?! – Apontou para Jimin.

No mesmo instante me virei para vê-lo.

Por esta de shorts o vidro o cortou e o sangue escorria de seu joelho.

-Jimin! – Corri para atendê-lo. – Droga.

Que situação. Meu irmão drogado de um lado. Meu novo “amigo” sangrando do outro.

-Estou bem. – Sorriu sem graça. –Não se preocupe. – Ele parecia ter medo da presença de Yoongi.

-Eu vou ver o que posso fazer... Só um momento.

Corri para o banheiro “Talvez por aqui tenha algo.”

Ouvi um grito da sala e sai correndo para ver o que tinha acontecido.

Yoongi havia caído no chão.

Jimin estava encostado na parede com as duas mãos em sua boca.

Aquilo já tinha acontecido. Da outra vez tive que levá-lo para a emergência.

-Calma Jimin... Isso já aconteceu.

Ele me olhou ainda assustado.

-Olha... Jimin...

-Não precisa dizer nada. – Mesmo em choque conseguiu falar. –Vou ligar para Taeyang, meu motorista, para vir nos buscar. – Ele pegou o aparelho do bolso. – Vamos levar seu irmão para o hospital.

...

-Meu Deus Jimin! O que houve aqui? –Disse um homem uniformizado. – Sabe que horas são pirralho?

-Não enche.

-MEU DEUS VOCÊ ESTA SANGRANDO?

-TAEYANG!

Os vizinhos já colocavam a cabeça para fora. Que vergonha.

-Corre aqui! Pegue o homem que esta deitado no chão. – Disse Jimin apontando para Yoongi. –Vamos levá-lo para a emergência

-E esse daí? – Disse o homem olhando para mim.

-É... -

-Ele é um amigo! Isso tudo é culpa minha. – Disse olhando para mim.

-Seu pai vai te dar uma bronca daquelas!

-Só se ele souber. – Disse colocando a língua para fora.

-Eu já estava no meu sono de beleza e vem você com essa confusão.

-Para de reclamar você é pago para isso.

Taeyang pegou Yoongi e o levou até o carro.

-Vem. – Disse Jimin me puxando pela mão.

Todo o trajeto não falamos uma palavra. Silêncio total.

Jimin passou a noite ao meu lado no hospital. O olhei de rabo de olho e me perguntei “Sera que ele ia me beijar?” 

Continua...


Notas Finais


Então é isso! Espero que tenham gostado ❤
Próximo capítulo sai ou quarta ou sábado!
Até 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...