História Oculto - NaLu - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Lucy Heartfillia, Nalu, Natsu Dragneel
Visualizações 60
Palavras 499
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Chapter Three: Late


Fanfic / Fanfiction Oculto - NaLu - Capítulo 3 - Chapter Three: Late

Lucy ON

Foram dezoito dias. Dezoito dias presos em um bloco de concreto privado de luz solar. Eu me tiro para baixo na cama gemea dobrável, amordaçando o cheiro de mofo, você nunca se acostumar com isso.

A porta abre-se e eu me afundo ainda mais no colchão. Desde que eu fui levado para essa maldita sala, eles me deram a mesma coisa para cada refeição. Estou cansado de comer frango frito e uma tigela de sopa cheia de ervilhas. À medida que a bandeja está posta na minha frente, enrole o nariz com desagrado. Uma vez que eu saio daqui, nunca mais vou comer essa merda. Mas é claro que tenho que comer, considerando que minha única outra opção é a fome.

Assim que a bandeja é limpa, uma criada entra na sala para tirá-la. Eles devem estar me monitorando. Eu tentei conter minha raiva, eu realmente fiz, mas a injustiça dos últimos dias, minha vida inteira me abalou e de repente eu estava na frente da porta, gritando obscenidades e batendo meus punhos na porta. Eu não parei, mesmo quando minhas mãos estavam sangrando e as lágrimas escorreram dos meus olhos com a dor intensa.

Uma vez que me cansei, afundei-me de joelhos na frente da porta e descansei minha cabeça contra ela. Respirando profundamente, fico em pernas trêmulas e lentamente caminho para a cama velha. Estou adormecido antes de minha cabeça atingir o travesseiro.

Os dias passam por muito parecido com este, e quanto mais tempo passa, mais minha fé desaparece em nada. Talvez o pai coloque essa carta lá apenas para me quebrar. Se o fizesse, está funcionando. Não sei por que pensei que fosse real de qualquer maneira, como alguém poderia até chegar à 32ª história de um prédio em uma praia restrita. Eu ri amargamente com a impossibilidade disso.

Eu me sento na cama tão rápido que minha visão escurece por alguns segundos e o sangue gotea nos meus ouvidos. Eu sei que ouvi, não pude imaginar isso. Foi um grito, cortado logo que saiu. Eu me levanto o mais rápido possível, o pânico percorrendo minhas veias. Coloquei minha orelha contra a porta, mal respirando, tentando ouvir o que estava acontecendo fora da minha prisão pessoal. Ouvi mais uma vez, mais alto desta vez, mais perto e cortado tão rapidamente. Havia muitos mais, tudo exatamente como o primeiro, exceto por uma coisa. Eles estavam se aproximando.

Então, de repente, pararam. Apertei minha orelha ainda mais perto da porta, perguntando-me se a batalha tinha se mudado para outro lado ou ...

A porta foi explodida pelas dobradiças e bateu contra a parede com a força usada. Eu, claro, fui preso entre a parede e a porta. As manchas negras nublaram minha visão e soltei um gemido de dor. Várias maldições foram ouvidas quando a porta foi levemente removida de mim. Olhei para cima, e imediatamente notei uma cabeça cheia de cabelos peludos e peludos. "Desculpe estou atrasado." Fiquei tão aliviada e livre, não pude deixar de sorrir enquanto a escuridão tomava conta.

Continua....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...