História Odeio Fanfics 2 - Capítulo 11


Escrita por: ~

Exibições 72
Palavras 1.064
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Esporte, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ciao a tutti! 💖


#TeamLapo prepare-se para esse capitulo!


Link da música nas notas finais!


Espero que gostem! Boa leitura!

Capítulo 11 - I won't go home without you


Fanfic / Fanfiction Odeio Fanfics 2 - Capítulo 11 - I won't go home without you

Emily’s POV

 

Cheguei em Lisboa e fui direto para o hotel. Minha amiga Nicole também estaria por lá. Nicole agora morava na Espanha e viajou para Portugal especialmente para nos encontrarmos. Ficamos no mesmo quarto do hotel e naquela mesma noite saímos para jantar. Nicole conhecia um restaurante chamado Cervejaria Ramiro. Comemos muito bem e bebemos também. Voltamos para o hotel e fomos dormir. No dia seguinte eu trabalhei na cobertura do jogo. Cobri as coletivas, fiz entrevistas. Já era noite quando sai do Estádio da Luz exausta de um dia de trabalho.

- EMILY! – me assustei ao ouvir alguém berrando meu nome.

Olhei para trás e não acreditei.

- Lapo? O que você está fazendo aqui? – eu disse.

- Vim te ver. – ele disse.

- Você viajou até Portugal pra me ver? – eu disse.

- Sim! – ele disse, segurando minha mãe.

- Você é louco!

- Sou louco por você!

- Lapo! O que é isso?

- Eu quero uma chance pra gente se aproximar novamente.

- E você quer vindo atrás de mim desse jeito? Eu estou exausta agora. Meus planos para hoje são dormir.

- Vamos sair amanhã!

- Amanhã é o jogo!

- Depois do jogo!

- A gente vê, ok? Agora deixa eu ir para o hotel.

Nos despedimos, com um olhar frustrado do Lapo. Ele está maluco, só pode.

Acordei cedo e comecei meu trabalho. Comecei com entrevistas a torcedores em volta do Estádio da Luz e também com transmissões ao vivo para o Brasil. Chegado o momento do jogo lá estava eu para acompanhar. A abertura foi incrível e eu não imaginava que o Benfica tinha uma torcida assim. O mosaico estava lindo e ave símbolo do clube voava pelo estádio, até pousar no local programado e então os times entraram em campo. Tocou o hino da Champions. E então o juiz apitou o inicio.

Foi um jogo muito disputado de ambos os lados. O resultado final foi 2 a 2. O empate garantiu a primeira colocação do Bayern no grupo e do Benfica em segundo.

Fui para o hotel e me arrumei para sair com a Nicole. Fomos para um das boates mais badaladas de Lisboa, a K Urban Beach.

- Você está aonde? – disse Lapo, no whatsapp.

- K Urban Beach. – eu respondi.

Será que o Lapo vai vir aqui? Não sei. Só sei que estou curtindo a noite. O espaço é muito bonito e moderno, a música é boa.

Baby I don't need dollar bills to have fun tonight

(I love cheap thrills)

Baby I don't need dollar bills to have fun tonight

(I love cheap thrills)

But I don't need no money

As long as I can feel the beat

I don't need no money

As long as I keep dancing

 

Tomei alguns drinks e fui pra pista. Nicole conversa com um carinha por um bom tempo. Depois de um tempo eles estavam se beijando.

Comecei a me sentir um pouco tonta com as luzes e fui para um local mais reservado.

- Emily! – disse Lapo.

- Lapo, você veio! – eu disse.

- É claro que eu viria. Vamos sair daqui? – disse Lapo.

- Mas e minha amiga?

- Eu tenho certeza que ela está bem acompanhada e focada no cara que ela está pegando.

- Ok.

Começamos a andar pelas ruas de Lisboa. Já era madrugada e havia praticamente só nos dois.

I asked her to stay, but she wouldn't listen

Eu pedi para ela ficar, mas ela não me ouviu

She left before I had the chance to say

Ela foi embora antes que eu tivesse a chance de dizer

The words that would mend the things that were broken

As palavras que consertariam as coisas que estavam quebradas

But now it's far too late, she's gone away

Mas agora é tarde demais, ela foi embora

 

- Emily, me perdoe pelos erros que cometi. Eu sei que errei daquela vez. Mas eu nunca deixei de te amar!

- Amar? Tem certeza, Lapo?

Every night you cry yourself to sleep

Toda noite você chora até dormir

Thinking: "Why does this happen to me?

Pensando "Por que isso acontece comigo?

Why does every moment have to be so hard? "

Por que todo momento tem que ser tão difícil? "

Hard to believe that

Difícil acreditar nisso

 

- Sim, Emily, eu te amo! Me deixe provar o meu amor! Eu nunca vou fazer as merdas que o Gigi fez. Eu sou diferente.

 

It's not over tonight

Não acabou esta noite

Just give me one more chance to make it right

Apenas me dê mais uma chance para me redimir

I may not make it through the night

Eu posso não sobreviver durante a noite

I won't go home without you

Eu não irei para casa sem você

 

Lapo me puxou para um beijo e cedi. Tinha me esquecido do quão intenso são seus beijos. Me senti quase sem ar!

Fomos para o quarto do hotel dele.

Roupas foram tiradas rapidamente e jogadas no chão. Suas mãos tocavam meu corpo, me exploravam. Nos agarrávamos na cama e nos beijamos. Ele me mordiscava o pescoço e os seios, beijava minha intimidade e tocava por lá por com toda sua língua.

Seus dedos estocavam forte dentro de mim. Via seu olhar de excitação ao ver meus espasmos de prazer. Ele metia os dedos com força dentro de mim, até colocar os cinco dedos.

- Porra Lapo, quer me arrebentar? – eu disse, sentindo a pressão dele.

- Sei que você gosta!

E não é que era bom. Eu gemia alto, até gozar entre os dedos dele. Ele se ajoelhou sob mim e coloquei seu pau em minha boca. Chupava freneticamente e ele gemia de prazer e puxava meu cabelo com força.

Sentei em seu colo e comecei a quicar forte, sentindo seu pau dentro de mim, meu clitóris sendo estimulado. Ele agarrava minha bunda e dava alguns tapas. Gozei sob o olhar atento dele.

Ele então me botou de quatro e metia forte na minha boceta enquanto penetrava com dois dedos no meu cuzinho. Ele ia estocando mais e mais forte, até que gozei novamente e ele veio logo em seguida.

Deitamos na cama, exaustos.

Passamos um tempo nos recuperando, até que Lapo me abraçou e olhou nos meus olhos, sério.

- Emily, não quero mais perder tempo contigo, portanto serei direto: quer namorar comigo?

- Sim!


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...