História Odeio Fanfics 2 - Capítulo 13


Escrita por: ~

Exibições 78
Palavras 1.763
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Esporte, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ciao a tutti! 💖


Novidades a vista!

Link da música nas notas finais (recomendo)!


Espero que gostem! Boa leitura!

Capítulo 13 - It wasn't me!


Fanfic / Fanfiction Odeio Fanfics 2 - Capítulo 13 - It wasn't me!

- O que é isso? – eu disse, chocada.

- Sou eu te pedindo em casamento! Te prometo que vou te dar o casamento mais maravilhoso de todos! Por favor, me dê esse chance. Eu te amo, Emily! – disse Lapo.

Lapo me olhava com tanto amor, com um sorriso tão lindo, quase ingênuo, e na Torre Eiffel, com essa aliança linda em minha frente. Me sentiria até constrangida em dizer não.

- Está bem. Eu aceito casar com você. – eu disse.

- VIVA! ELA ACEITOU! – disse Lapo, se levantando da mesa.

Todos os olhares se voltaram para gente. Que vergonha.

- Lapo, acalme-se. Ta tudo mundo olhando!

- É que estou muito feliz!

- Lapo, não me deixa envergonhada, por favor. Vamos acalmar os ânimos, a gente comemora no quarto!

- Está bem. – ele disse, se sentando.

Pouco depois fomos para o hotel. Já não via a hora de ir embora do restaurante depois desse micão.

Acordei no dia seguinte e vi que Lapo não estava deitado. Ouvia o barulho do chuveiro e sabia que ele estava no banho.

 Lembranças vagueavam minha mente. Lembrei do pedido de casamento dele e olhei a aliança pomposa em meu dedo. Que loucura!

Tentei me levantar mas estava sem condições. Mais uma vez o Lapo tinha acabado comigo, apesar de eu apenas ter vagas lembranças da noite passada.

- Bom dia, minha noiva linda! – Lapo disse, vestindo um roupão e se deitando na cama.

- Bom dia!

Naquele dia Lapo postou no instagram uma foto nossa com eu mostrando a aliança.

- Ela disse sim! – disse Lapo, na legenda.

Estavamos desembarcando em Turim quando vi a postagem e a repercussão.

- Poxa Lapo, eu não queria que nossos familiares e amigos descobrissem do nosso noivado graças a uma postagem no instagram!

- Desculpa meu amor, eu não me controlei. Eu te amo e quero mostrar para o mundo como estou orgulhoso! – disse Lapo.

Chegamos na minha casa, afinal Lapo queria falar com a minha mãe. Assim que chegamos minha mãe olhou com cara de poucos amigos.

- Dona Lucia, eu me sinto muito feliz em estar noivo da Emily. Eu prometo que serei um ótimo marido para sua filha!

- Vocês não acham tudo isso muito precipitado? Vocês estão namorando há um mês e já estão noivos? – disse mamãe.

- Mas nossa história é antiga! Não quero mais perder tempo. Quero cuidar da Emily, da Francesca! Eu a amo. – disse Lapo.

- Faça minha filha feliz e tenha juízo, por favor.

No dia seguinte minha amiga Catarina desembarcou em Turim e foi para minha casa. Fomos para o meu quarto e sentamos na cama. Fiz carinho nela, a Cat precisava. Ela ainda estava abatida pelo fim do namoro dela.

- Aquele canalha do Brent me enganou! Me traiu na cara dura! Tinham fotos provando e ele me disse que era tudo um engano! – disse Cat, chorando.

Comecei a rir.

- Desculpa, amiga! É que essa história me faz lembrar daquela música que eu cantarolava pra você! It Wasn’t Me! A letra mais engraçada e sensacional de todas! Lembra dela?

Procurei no youtube e dei play na música.

 

Honey came in and she caught me red-handed

Minha querida entrou e me pegou no flagra

Creeping with the girl next door

Trepando com a vizinha

Picture this we were both butt naked

Imagine, nós estávamos pelados

Banging on the bathroom floor

Transando no chão do banheiro

 

How could I forget that I had given her an extra key

Como eu pude esquecer que tinha lhe dado uma chave extra?

All this time she was standing there she never took her eyes off me

Ela ficou lá parada o tempo todo sem tirar os olhos de mim

 

Cat começou a rir. Fico feliz de ver minha amiga sorrindo novamente! Comecei a dança e cantarolar a letra enquanto fazia caretas.

 

Shaggy:

How you can grant the woman access to your villa

Como você pode dar à mulher o acesso ao seu barraco

Trespasser and a witness while you cling on your pillow

Transgressor e testemunha enquanto você agarra seu travesseiro

You bettah watch your back before she turn into a killah

Melhor você ficar de olho antes que ela se torne uma assassina

Best for you and the situation not to call the beaner

Melhor para você e pra situação não ligar pra mexicana

To be a true player you have to know how to play

Pra ser um jogador de verdade, você tem que saber jogar

If she say night, convince her day

Se ela te disser noite, convença-a, diga dia

Never admit to a word when she say

Nunca admita uma palavra que ela disser

Makes a claim and you tell her baby no way

Reclame e diga a ela: de jeito nenhum, querida

 

Cat começou a rir e cantava comigo.

 

But she caught me on the counter

Mas ela me pegou no balcão

 (It wasn't me)

(Não era eu)

Saw me banging on the sofa

Me viu dando uma no sofá

 (It wasn't me)

(Não era eu)

I even had her in the shower

Eu até peguei ela no chuveiro

 (It wasn't me)

(Não era eu)

She even caught me on camera

Ela até me pegou na câmera

 (It wasn't me)

(Não era eu)

She saw the marks on my shoulder

Ela viu as marcas em meu ombro

 (It wasn't me)

(Não era eu)

Heard the words that I told her

Ouviu as palavras que eu disse a ela

 (It wasn't me)

(Não era eu)

Heard the screams getting louder

Ouviu os gemidos ficando cada vez mais altos

 (It wasn't me)

(Não era eu)

She stayed until it was over

Ela ficou até acabar

 

Peguei meu celular e comecei a gravar snaps da gente cantando o refrão.

 

Honey came in and she caught me red-handed

Minha querida entrou e me pegou no flagra

Creeping with the girl next door

Trepando com a vizinha

Picture this we were both butt naked

Imagine, nós estávamos pelados

Banging on the bathroom floor

Transando no chão do banheiro

 

Eu havia conseguido levantar o humor da minha amiga.

- É assim que eu gosto de te ver: sorrindo! Você tem um sorriso lindo, sabia? Você não pode se entregar a tristeza nunca, jamais! – eu disse.

- Obrigada, Emily! Você é um amor comigo! – disse Cat.

 

Catarina’s POV

 

Foi muito bom ter vindo para a casa da Emily. Ela está me fazendo sentir bem melhor. Por mais que o fim do meu namoro ainda doa eu tenho que focar nas coisas boas. Estou num momento de realização. Quem diria que aquela fanfic minha iria virar um livro?

Me arrumei para o lançamento, que seria num evento literário na cidade. Fui acompanhada da Emily, que me disse que encontraria com Lapo lá.

- O Lapo virá junto com um amigo que quer lhe conhecer.

Respondi algumas perguntas numa curta entrevista. E é claro que não deixaram de fazer a pergunta que imaginavam.

- Graças ao caso Emily Lucciola houve uma grande discussão sobre a questão das fanfics. Seu livro teve origem numa fanfic em que jogadores de futebol faziam os personagens. O que acha desse fenômeno?

- Eu acho que isso é algo normal e como já disse antes dei total apoio a Emily com todas as dificuldades que ela passou por causa disso. Escrever fanfics é algo normal e vejo muita gente de potencial escrevendo fics. Não vejo nada de antiético em fanfics com pessoas reais, pois o que escrevemos não influencia nem prejudica em nada a vida deles. – eu disse.

Olhei para a frente e vi Lapo acompanhado de um amigo que usava óculos escuros e um gorro. Aquela pessoa me parecia familiar.

Terminei a entrevista e fui para os autógrafos. Fui autografando até a última pessoa vir. Era aquele homem misterioso dos óculos escuros. Eu já estava cansada e estava há horas lá.

- Seu nome? – perguntei.

- Andrea Pirlo. – ele disse.

Gelei. Encarei aquele homem e ele tirou os óculos.

Minha nossa! É mesmo o Pirlo.

- Você? – eu disse.

- Sim. É um prazer conhece-la. – ele disse.

Eu estava com o rosto vermelho já. O protagonista da minha fanfic está diante de mim no lançamento do livro que a fic virou. Surreal. Eu me sentia um pouco envergonhada. Será que ele os hots? Será que ele se sentiu incomodado com a fic?

- Não precisa se sentir envergonhada. Eu achei a história muito interessante. Você realmente tem talento. – ele disse.

- Obrigada.

- Lapo comentou de você comigo e eu estava doido para conhece-la. – ele disse.

- Ah, então você é o amigo que eles queriam me apresentar. – eu disse.

- Sim!

Eu e Pirlo fomos para um canto e conversamos por um tempo. Conversamos muito! Ele pediu meu número e eu dei pra ele. Algum tempo depois nos despedimos, pois eu estava muito cansada de um dia inteiro de trabalho no lançamento.

- Jantar amanhã? – ele me convidou no whatsapp.

E como eu poderia recusar?

Mal posso esperar por amanhã!

 

Emily’s POV

 

Lapo está realmente empolgado com a ideia da gente se casar. Estavamos conversando num canto durante o lançamento do livro da Cat (enquanto ela conversava com o Pirlo) e ele me dizia que já tinha até pensado numa data: 20 de julho de 2018, o que nos dá pouco menos de 6 meses para preparar tudo.

- Não teremos muito tempo! – eu disse.

- Não tem problema. Vamos conseguir organizar tudo! Vou te dar um casamento digno de realeza! – ele disse.

Eu estava feliz com a ideia de casarmos e aprovava tudo! Lapo está mostrando o quanto me ama e me fazendo sentir especial!

No dia seguinte, almoçamos lá em casa eu, Lapo, minha mãe e Catarina.

- Já vamos começar os preparativos para o nosso casamento. Conto com vocês me ajudando! – eu disse para mamãe e Cat.

- É nós, amiga! – disse Cat.

- Tá. – minha mãe disse, sem muito entusiasmo.

- Quero que minha mulher fique uma rainha! Eu vou marcar uma reunião com o Domenico Dolce e o Stefano Gabbana para elaborarem seu vestido de noiva! Quero um vestido exclusivo, sob medida! E com muito luxo! Quero até aqueles cristais, qual é mesmo o nome? Varóvis!

- Swarovski. – eu disse, corrigindo ele.

- Ah sim... Enfim, quero você coberta de Varovis! – disse Lapo, ainda falando o nome do cristal errado.

Minha mãe gargalhou com a gafe do Lapo. Cat olhou para ela e começou a rir também.

Os preparativos para o meu casamento mal começaram, mas já vi que teremos um longo caminho pela frente!


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...