História Ódio Por Opção, Amor Por Escolha (Nathaniel ) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lynn, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Rosalya, Thomas, Violette
Tags Amor Doce, Games, Nathaniel
Exibições 70
Palavras 919
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Escolar, Esporte, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Feliz dia das crianças primeiramente, tanto os adolescentes quanto os pré adolescentes, tenha um ótimo dia para vocês, que merecem e vamos para a história.

Capítulo 15 - Pacto de Risco


Fanfic / Fanfiction Ódio Por Opção, Amor Por Escolha (Nathaniel ) - Capítulo 15 - Pacto de Risco

     Castiel iria voltar para a escola amanhã, eu tinha que falar para ele sobre aquela vadia da Mary,  tinha feito.  Não perdi tempo,  sim eu faltei aula para poder ir até a casa dos meus pais. Cheguei lá, só estava Castiel com o celular na mão,  eu ainda estava de uniforme. Dei um abraço nele e respirei fundo.
-- Você está matando aula? - ele me pergunta rindo.
-- Sim - eu digo seriamente -- O que eu tenho para te falar é importante.
-- Fala então - ele continua rindo - não tenho o dia todo.                    -- Eu vi a Mary e o Lysandre juntos se beijando - eu fecho os olhos - ela te traiu.
-- Não vou cair nessa pegadinhas - ele continua rindo.

   Eu tentei insistir durante bastante tempo,  o sorriso do rosto de Castiel sumiu,  ele começou a me olhar feio.
-- ESTA COM CIÚME AGORA?  - ele levanta e cruza os braços.
-- Não - eu levanto - eu só quis falar que sua namorada é uma vadia.
    Ele pegou meu braço e me tirou a força de seu quarto,  ele nunca tinha feito isso comigo,  eu tentava ficar mas ele era muito forte.
-- PRECISA ME ESCUTAR - eu grito.
-- Va embora - ele me expulsa de seu quarto - francamente Castle,  destruir meu relacionamento.
   Ele fecha a porta na minha cara,  eu começo a bater e a gritar seu nome com todas as minhas forças,  ele não abre eu chuto a porta e vou embora fervendo.
    Chego na escola e vejo Mary com Lysandre,  ela manda ele ir embora e vem falar comigo.
-- Oh você tentou contar pro seu mano que eu estava com o Lysandre - ela ri debochando - ele come na minha mão,  nunca irá te escuta.
Eu le dou um tapa, e ela rir e vai embora. Eu subo as escadas e encontro com Violette que quer me contar mais coisas sobre sua colega de quarto,  nós formos para o porão,  o lugar na escola onde as câmeras não funcionam e só,  Violette e Castiel que tem as chaves, ela tranca a porta.
-- Preciso le contar coisas sobre a Mary - ela fala baixo,  típico - ela não é flor que se cheire.
-- Já descobri isso - eu digo.
-- Ela chegou na escola à bastante tempo,  no início do ano,  sempre foi muito gentil com todo mundo, até chamavam de docete pois ela era muito gentil, ela organizou várias coisas,  e sempre passava muito tempo com Castiel,  ela conseguiu desmascarar a Debran mas um dia ela é eleita a mais popular e agora brinca com o sentimentos dos outros, desde que o " amigo " dela saiu ela gosta de fazer isso - Violette me conta - a Peggy me falou outro dia que ela fala que  é virgem,  mais ela não é,  para conseguir Boas notas ela já fez aquilo com muitos professores,  além de dar um fim em qualquer pessoa que tenta em intervir nos seus planos até matar.
-- Filha da puta desgracada - eu estou fervendo - e agora? Eu preciso desmascarar ela.
-- Não faça isso - Violette diz - você poderá morrer.
-- Ela não é capaz de matar né - Violette fica em silêncio - né?
-- Houve um boato em que ninguém quis acreditar,  uma das alunas chamadas Kally Hanson foi encontrada morta em seu quarto,  ela gostava do Castiel e a Kim como sua antiga colega de quarto falou que ela saiu para ver a Mary e que nunca mais voltou,  mas a Mary falou que ela não chegou no lugar marcado.
-- Por isso que a Kim não se dá bem com a Mary - eu boto a mão em meu queixo - por que ela pode ter matado essa Kally.
-- Tome cuidado então - ela me abraça - você foi uma de minhas coisas melhores amigas.
-- Tudo bem - eu seguro em seus ombros - para que isso der certo precisaremos de 2 pessoas muito especiais.
-- Quem são?  - ela pergunta.
-- Peggy e Ambre - eu saio do porão -  vou encontra a Ambre você ache a Peggy.

   Eu ando toda a escola tentando achar a Ambre,  até que vejo ela sentada em um banco no pátio.
-- Ambre?  - eu me aproximo.
-- O que você quer?  - ela levanta do banco.
-- Preciso falar com você - eu pego ela pelo braço e a levo até o porão.
-- Me diga!  - ela bota a mão na cintura - você é bipolar, olha para eu te ajudar você...
-- ME AJUDA A DESMASCARAR A MARY - eu a sacudo.
-- Eu topo - ela diz - não sei se você sabe mas eu sempre tive uma queda para seu irmão.
-- Então tá - misericórdia em cima de mim Deus - o plano é o seguinte.

        Eu explico o plano para Ambre, que aceita sem reclamar,  e Peggy também concorda.
O plano era,  a Ambre iria fingir que estava falando com o Castiel pelo telefone,  então quando a Mary chegar a Ambre vai fazer de tudo que fale mal do Castiel,  e espero que Mary concorde e diga o que precisamos,  a Peggy tem câmeras e gravadores portáteis onde irá estalar no cenário onde ocorrerá a cena e na Ambre,  eu estou fazendo um pacto com Ambre a garota mais INSURPOTAVEL da escola,  é um pacto de Risco,  mas vale para ver meu mano feliz.

   


Notas Finais


Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...