História Oh Boys! - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Lu Han
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Colegial, Jimin, Jongkook, Lu Han, Romance
Exibições 26
Palavras 1.897
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá ta aqui mais um capítulo espero que tenha ficado bom. Boa leitura!! <3

Capítulo 5 - Bad day


Fanfic / Fanfiction Oh Boys! - Capítulo 5 - Bad day

  -Jimin deixa eu falar com você.
  -Pra que? Me machucar mais?
  -Ah Jimin não é isso, abre a porta!
  -Não, vai embora, quero ficar sozinho!- Senti por sua voz que ele estava chorando.
  -Jimin, por favor.
  -Venha Accalia, vamos embora ele não irá te escutar agora, precisamos conversar.- Diz Jongkook pegando meu pulso.
Nós passamos pela sala e Jin se levanta.
  -Nos diga direito o que ta acontecendo!- Diz Jin num tom alto.
  -É que -ele trava um pouco antes de falar- precisamos saber direito o que sentimos um pelo outro, não tem nada confirmado ainda.
Nós vamos para fora e ele me leva para um lugar coberto por árvores ali perto, o caminho todo ele segue silencioso.
  -Accalia-ele diz tentando se manter firme-eu vejo que você não tem certaza do que seu coração pede.
  -Como assim Jeon?
  -Eu vi como você olho para Jimin.
  -Jeon eu só não queria vê-lo daquela maneira.- digo meio travada.
  -Acho que- ele suspira -devemos esperar mais, nos conhecer mais, sinto que você está dividida.
  -O que? Não Jeon.
  -Vai ser melhor assim, acho que deveria ter ficado brava comigo por minha culpa você está machucada, eu só faço besteira, não quero perder alguém novamente por minha culpa.-Ele me da um beijo na testa e volta pra sua casa.
O que ele queria dizer com "perder novamente alguém" e que é culpa dele, sinto meu peito apertar eu agora queria saber o que aconteceu, eu realmente, ainda, precisava conhecê-lo. Volto para a casa deles e vou perguntar o que houve, quando cheguei sai perguntando o que houve para todos, porém, todos diziam que não podiam contar até que por fim chego em Suga, sempre tão branco quanto o açúcar.
  -Yoongi eu to sem opções, Jimin não quer falar comigo, o Jeon não vai me dizer nada, o resto o mesmo, preciso que me conte se o Kookie perdeu alguém no passado, ou fez alguma besteira e acabou perdendo alguém.
  -O que ganho com isso?-  diz ele com sua magnífica cara de sono.
  -Para de ser chato conta logo.
  -Ok mais ninguém pode saber que te contei isso.
  -Ta.
  -No passado, a um ano e meio mais ou menos, Jeon disse que estava ficando com uma garota, nem lembro o nome direito foi tudo tão rápido, os dois se amavam muito, quando digo muito é pra valer, enfim essa garota era extremamente frágil se machucava fácil e seu ferimentos demoravam a cicatrizar ale tinha medo que alguém a machucasse por causa dele como sabe as garotas estão sempre atrás dele e podem machucar qualquer pessoa para tê-lo, ele também possuía um rival que não lembro o nome que por "culpa" de Jeon tinha perdido "o amor de sua vida"; a namorada desse cara acabou se acidentando pois estava correndo atrás de Jeon; o cara disse que não o iria deixar em paz depois disso, mataria a todos que Jeon amava e assim foi feito-ele suspira-não se passará uma semana que eles tinham finalmente se assumido e encontramos Jeon com o corpo da garota em seus braços coberto por sangue havia um grande ferimento na costela da garota, ela tinha perdido muito sangue, ele ficou em luto por todo o tempo até você salvar ele, o brilho em seus olhos mudou, depois que você surgiu nós conseguimos ver um sorriso feliz no rosto dele.
  -E-ele devia ter me contado antes.
  -O cara que matou a amada de Jeon ainda o persegue, talvez ele tenha medo de te perder da mesma forma que perdeu a outra. Acho melhor deixá-lo pensar, agora vá tentar tirar Jimin daquele quarto.
  -Nossa é mesmo.
Saio correndo com a cabeça rodando, de quem será que gosto? Do pegador sensível ou do garoto que ao lado corro perigo? Chego na porta do quarto de Jimin e tento novamente chama-lo.
  -Jimin, vou ficar plantada aqui na porta até você me deixar entrar.-Ele não quer me responder-Jimin por favooooorrrr!!- digo um pouco mais alto e já nervosa nesse mesmo tempo ele me puxa pelo pulso me fazendo entrar no quarto logo fechando e trancando a porta, estava muito escuro mais sabia que ele estava bem perto de mim eu podia ouvir sua respiração ofegante e sentia o calor de seu corpo.
  -E-eu não posso suportar ver você com outro.- diz Jimin um pouco fanho.
  -Mas você é tão-travo um pouco-belo, pode ficar com qualquer outra garota mais bonita que eu.
  -Não há garota como você-ele se aproxima mais falando cada palavra bem calmo para eu poder ouvir tudo direitinho-pode parecer que procuro alguém pela beleza mais você está errada, adoro como você sorri mesmo estando triste-ele passa seu polegar em meu rosto-adoro o jeito que suas bochechas coram, e tenho certeza que elas estão bem coradinhas agora-sinto que ele da um risinho- eu adoro o seu caráter forte, você está sempre firme.-Ele se aproxima cada vez mais.
  -P-para Jimin-Falo travando- E-eu não posso...
  -Não pode o que? Estar sentindo algo por mim?
  -Exato.- Digo mais firme indo para o lado.
  -Por quê? Você tem certeza que ama Jeon?- Ele diz me pegando pelo pulso e me deixando contra a parede.
  -E-eu não sei, e na verdade nem estamos juntos.
  -Viu, você ainda esta livre e pode aprender a me amar. Você sente algo por mim?
  -Acho que sim.-Digo abaixando o rosto.
  -Viu já é um começo.-Diz ele levantando minha cabeça, apesar de escuro eu sabia que nossos lábios estavam próximos.-Agora me deixe saciar a vontade que eu estava de te beijar.
Pronto, nossos lábios já estavam selados, como na última vez seus lábios eram macios e quentes, o beijo no começo estava bem calmo até eu querer mais daquela boca, ele aperta suas mãos em minha cintura me puxando para mais perto ele tira seus lábios do meu e sussurra em meu ouvido:
  -Tente não fazer muito barulho.-Em seguida morde minha orelha.
Me assusto um pouco com aquela frase, porém, quando vi já estava beijando ele novamente, ele começa a beijar meu pescoço distribuindo cupões pelo mesmo, em seguida coloca suas mãos em minha coxa apertando elas, eu acabei gemendo baixinho acho que ele não ouviu, logo ele me pega pelas coxas e me coloca encima de sua cama, até que era meio alta, ele passa suas mãos pela minha intimidade e acabo indo a loucura.
  -Aaahh Jimin p-para.
  -Me faça parar- ele sussura em meu ouvido. E começa a passar a mão em minha barriga por baixo da blusa.
  -NÃO! Chega preciso ir, devo estar maluca.- Vou a porta porém estava trancada e sem a chave.
  -Não vou deixar você sair.-ele diz num tom meio assustador.
  -Vai sim, da a chave.
  -Só mais um beijinho então.
  -Me da logo ou vou gritar.
  -Grita quero ver você explicar o que tava acontecendo.-Ele se aproximou de novo e ficando bem perto abre a porta me deixando sair.-Eu ainda vou terminar o que comecei.-E da uma piscada pra mim.
Eu desço as escadas e vou para porta para ir para a casa.
  -Accalia onde você vai?-Pergunta Suga.
  -Eu vo pra casa.
  -Mais e o machucado? Jeon vai ficar furioso.
  -Foda-se o machucado e Jeonkook não precisa se preocupar comigo.-Abro a porta e bato ela em seguida.
Eu fui todo o longo caminho andando estava ventando muito e estava meio frio, eu tremia bastante percebo que as marcas estavam bem escondidas continuavam brancas e menores do que antes. Enquanto andava eu sentia que alguém estava me seguindo e eu sempre apertava o passo e ficava olhando para trás até finalmente chegar em casa.
  -Mamãe a senhora está aqui?
  -Ah sim, pensei que ficaria mais tempo na casa do seu namo...
  -Amigo-corrigi-e não quero falar sobre.
  -Você ta com o coração repartido né filha?
  -Como sabe?
  -Conheço seu olhar confuso de longe.
  -Ah mamãe.-Digo abraçando ela deixando que algumas lágrimas escorrecem por meu rosto.
  -Quando for a hora certa você seguirá o caminho certo.
Depois dessa conversa eu fui para o meu quarto onde haviam flores murchas, fazendo eu me lembrar das rosas do campo, fazendo me lembrar so gosto que tinha a boca de Jeon. Tentei me esquecer de tudo o que aconteceu com Jimin, o passado de Jeon, enquanto isso acabo dormindo.

SONHO ON

Lá estava Jeon com alguém em seus braços, uma garota de cabelos castanhos como os meus cacheados e lisos ao mesmo tempo e vestia um vestido branco que havia ficado vermelho como sangue, Jeon estava de cabeça baixa fazendo com que eu não visse o seu rosto. Até que por um segundo eu me vejo sendo a garota nos braços de Jeon e digo:
  -Por favor não chore assim eu não poderei ter paz se você se fechar, não posso te deixar nesse mundo  sem que se abra com ninguém, tente amar de novo você nunca esteve destinado a mim e sim a outra, eu só te impedi que a conhecesse.
  -Por favor não vá, eu te amo tanto.
  -Você ainda não conheceu o verdadeiro amor, e antes de te deixar eu quero lhe dizer que te amo, e que por isso quero te ver feliz, sem mim...
Fecho os olhos e caio no sono da morte, vendo as lágrimas de Jeon caindo em meus llhos.
  -Não me deixe! Por favor! Por fav...

SONHO OFF

Acordo assustada com minha mãe abrindo a porta do meu quarto me dizendo que meu amigo estava lá na sala extremamente preocupado. Coloco uma roupa qualquer e vou ver quem é, Jeon quase me esmaga de tão forte que me abraçou.
  -Porque está tão estranho?
  -Pensei que você estivesse machucada, tive um sonho maluco daí te peocuro em casa pra saber se você estava bem e você não estava lá então vim correndo para cá pensando que você estivesse machucada.
  -E porque eu estaria machucada Jeon?
  -Er... É uma longa história.
  -To aqui para te escutar.- Digo olhando para minha mãe que começou a sair de mansinho.
Ele começou a me contar tudo que aconteceu como Yoongi havia contado tirando que ele disse os nomes do "vingador" e da pessoa que ele amava, seus olhos sempre escureciam de tristeza ao tocar no nome dela, Selena, e o cara que matou ela se chamava Chani, antes seu melhor amigo.
  -Eu sinto muito.-digo em um tom baixo.
  -Eu preciso me manter longe de você não quero que você se machuque.-se levanta e vai pra porta.
  -Não é me afastando que vai tirar de mim o que sinto por você, e nem é assim que você vai afastar aquele Chani, e duvido que Selena queria que você se afastasse de pessos que pudesse amar!
   -Não toque no nome dela, não posso manter você ao meu lado, você não está segura, prefiro me machucar ficando longe de você do que te ver ferida!- fala bem alto com olhos assustadores abre a porta e vai embora.
Minha mãe chega sem falar nada apenas se sentando me dando seu colo para eu me deitar e soltar todas as minhas lágrimas.

CONTINUA..


Notas Finais


Por hoje é tudo pessoal, espero que tenha ficado bom :/
Não me matem pq foi apenas um QUASE hentai amo vcs XoXo <3 ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...