História Oh Brother, I love you alot! - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias American Horror Story, Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Claudia Stilinski, Lydia Martin, Personagens Originais, Scott McCall, Tate Langdon, Theo Raeken, Violet Harmon
Tags American Horror History, Crossover, Incesto, Romance, Teen Wolf, The Walking Dead
Exibições 55
Palavras 1.379
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoas que acompanham minha história, tudo bom com vocês? Prometi postar no final de semana, mas estava com um problema chamado: Bloqueio de criatividade, mas aqui estamos nós. Aproveitem o capítulo!

Capítulo 3 - The first two times or almost.


Fanfic / Fanfiction Oh Brother, I love you alot! - Capítulo 3 - The first two times or almost.

Na manhã seguinte...

 

POV's Tate.

Acordei com a luz do sol batendo no meu rosto, era sábado, Stiles estava deitado em cima do meu braço e eu não queria acorda-lo, fiquei olhando ele dormir, até que ele acordou.

- Bom dia preguicinha - sorri com a boca fechada

- Bom - ele espreguiçou - dia - sorriu

- Agora sai de cima do meu braço, ele ta dormindo - tirei ele de cima do meu braço

- Ta, ta...

Fui no banheiro e ele foi junto. Fiz minhas necessidades enquanto ele escovava os dentes, e vice-versa.

- Quer o que de café hoje? Ou prefere sair pra comer na padaria? - Disse empolgado

- Aqui em casa está bom, não sei - Ele disse tirando a camisa - você quem sabe, vou tomar um banho para ver se acordo, você poderia me dar licença? - ele riu.

- Ah claro, até porque eu não tenho o que você tem - revirei os olhos e fechei a porta do banheiro.

Desci até a cozinha e preparei um café fresco, peguei o bolo de chocolate que estava na geladeira, mas eu queria comer pão com frios, subi novamente, coloquei uma calça e uma camisa qualquer e bati na porta do Stiles.

–- Stiles? - ele não respondeu, então eu entrei no banheiro e ele tava...

–- WTF STILES - dei risada

–- QUE? MEU DEUS, SAI DAQUI - Ele disse envergonhado

–- Para, eu sou seu irmão, não precisa ter vergonha - continuei dando risada

–- Nossa, você é um idiota - Ele jogou água em mim

–- Af, agora vou ter que colocar outra camisa... - olhei com cara de bravo - só vim avisar que vou na padaria comprar pão, não comece a tomar café antes de eu voltar.

–- TA, AGORA SAI DAQUI

Sai do banheiro dando risada.

 

POV's Stiles

Ai que vergonha!!! Não acredito que ele me viu fazendo isso.

Terminei meu banho, me sequei e fui para o meu quarto, coloquei uma bermuda e uma regata branca e desci. Peguei meu celular que tinha deixado no sofá ontem a noite, e tinha tipo, 20 mensagens da Violet no whatsapp, menina louca!

Conversa no Whatsapp ON

S: Bom dia senhora, em que posso ajuda-la?

V: Bom dia senhor, gostaria de um melhor amigo disponível por favor?

 S: Desculpa, eu cheguei cansado e a piriguite do meu irmão tava aqui

V: CONTA TUDO!!! Como ela é? É gata? Gostosa?

S: Digamos que é linda, mas piranha

V: QUEEEEE????????? ADORO

S: Para, é sério, ela é linda sim, como meu irmão havia falado, mas piranha, ela terminou com ele.

V: MEUUU DEUUUUSSSSSSSSSSSS QUE BABADO

S: Fiquei feliz por isso, quer dizer que ele não vai me deixar mais \O/

V: É... Ei, o que você vai fazer hoje?

S: Eu não sei, provavelmente ficarei mofando em casa com meus amigos insetos

V: Quer sair??

S: Pode ser, mais tarde eu te aviso, ele chegou.

V: ELE QUEM??

Conversa do Whatsapp OF

 

Tate abriu a porta e tava com um monte de sacola na mão.

–- Meu Deus, não ia comprar só pão? - Disse e fui ajuda-lo

– É, mas eu pensei que... - ele fez cara de suspense - poderíamos dar uma festa!!!! - disse empolgado.

– Festa? Aqui? Sério? Quando? - disse desanimado

– Hoje a noite, eu já convidei várias gatinhas an an... - disse se balançando

– Você tá mal mesmo em... - dei de ombros

– Ah para - disse desanimando e com as mãos fazendo sinal de "não entendi" - Que foi? Você não gostou?

– Não, é que eu vou sair com a Viol... - me interrompeu

– Nãoooo!! Chama aquela gata pra vir aqui também - ele piscou.

– Ei, parou - Falei autoritário.

– É brincadeira, mas chama ela, qual é Stiles, vai ser legal, eu prometo - fez cara de cachorro pidão.

– Ta, ta, tanto faz... Vou na casa dela agora, se ela quiser eu venho, se não, tchau, tchau – Fui saindo em direção a porta e vi alguém atrás da árvore olhando pra casa da vizinha, não entendi e continuei andando.

...

 

Toquei a campainha da Vi. Ela não atendeu, então levantei o tapete e peguei a chave que ficava lá, abri a porta e subi as escadas, estava silêncio na casa dela, seus pais aparentemente não estavam lá. Bati na porta do quarto e ela tava dormindo.

– VIOLEEEEEEEEEET – dei um super grito.

– QUE FOI???? QUE ACONTECEU?????  – ela disse desesperada

– Nada, só queria te acordar – ri e me sentei na beira da cama.

– Af, você só enche meu saco – ela jogou o travesseiro na minha cara e deu risada se espreguiçando.

Sorri pra ela e ela retribuiu.

– Meu irmão quer dar uma festa hoje, eu disse que iria sair com você e só iria se você topasse. – falei fazendo carinho na sua mão com intenção de convencer ela

– Por mim, tudo bem – ela disse se levantando e me dando um beijo no rosto – me espera? Eu quero tomar um banho beeeeem quente pra relaxar a mente – falou cantarolando num ritmo qualquer.

– Espero, claro – sorri pra ela

Ela pegou a toalha, tirou a camisa e se enrolou nela, na minha frente, até porque eu não tinha maldade nenhuma com ela, e nem ela comigo, ao meu ver, é claro. Deitei na cama dela enquanto ela cantava no banho, fiquei olhando pro teto dela, era tão lindo, ela era uma artista de mão cheia, ela fez uma figura linda no teto, se você olhasse, você imaginava estar olhando para o universo, eu não sei explicar, era lindo. Me levantei da cama e fui olhar pela milésima vez as coisas em seu quarto, tinha um desenho no seu mural, era novo, mas era lindo, profundo, era uma sombra, parecia de mulher, próximo um penhasco, não sei explicar, eu olhava aquilo e me dava medo, mas me relaxava (?) Eu sei, ideia de louco. Me perdi nos meus pensamentos e voltei quando a Violet só de toalha me chacoalhou.

– Tá perdidão aí é? Eu sei que você ama meus desenhos – sorriu e foi em direção ao seu guarda-roupa, abriu e procurou uma roupa qualquer – Você se importa em ficar aqui até a hora da festa? Eu queria ficar um pouco com você, conversar – ela fez sinal com a mão pra eu me virar pra parede.

– Ãn, não tudo bem – virei para a parede e olhei as fotos no mural, de dez fotos, cinco era comigo, como eu gostava dessa menina gente!

– Pode virar – ela sorriu e pegou a toalha, sentou na beirada da cama e secou o pé – pega esse creme aí para mim

– Peguei o creme e dei pra ela, me sentei do seu lado.

– O que você quer conversar? – Olhei pra ela, e vi que ela estava nervosa

– Ah, não sei, é que sabe – ela se interrompeu

– Não sei? – Dei risada

– Não ri, eu tô nervosa

– OXE, ta nervosa por quê?

– Por isso – Ela se aproximou de mim para me beijar, mas eu virei

– O que você está fazendo Vi?? – Disse confuso

– Nada, esquece, era zoeira – deu risada, mas era uma risada tão sem graça

– Está tudo bem – falei sem graça – eu por um minuto achei que... – ela me interrompeu com um beijo, eu retribui, sua boca era macia, era meu primeiro beijo e era com ela, então estava tudo bem. Ela segurou em minha nuca, e eu segurei em sua cintura, ela foi me deitando na cama, me beijando calmamente, um beijo suave, mas gostoso, ela fazia intermediações entre beijo na boca e beijo no pescoço. Ela foi me dando vários beijos e tirou minha camiseta, eu tirei a dela – Vi, você tem certeza?

– Sim e você? Você quer? – ela fez cara de quem estava confusa mas que ao mesmo tempo não estava e que era aquilo que ela queria.

– Não sei, mas – puxei ela e dei um beijo nela, ela sentou em cima de mim, colocando as pernas por trás do meu tronco, eu distribui vários beijinhos em seu pescoço, tirei seu sutiã, e ela desabotoava minha calça, saiu de cima de mim e tirou seu shorts, ficando só de calcinha, eu já estava louco vendo aquilo, já sentia a coisa ficar louca ali embaixo.

Interrompi - Violet, você sabe que com isso, tudo será diferente certo?


Notas Finais


Será que Violet está apaixonada pelo Stiles? O que será que deu na cabeça dela? E a festa do Tate, será que realmente vai rolar? Quem será a pessoa que Stiles viu quando saia de casa?
Gostaram do capítulo, eu acho que poderia ser melhor, me desculpem, eu tento rs. Se vocês virem algum erro, me avisem, e não tenham medo de expor a opinião de vocês, irei aceitar de qualquer maneira! VALEU...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...