História Oh Daddy - Jikook (Reposted) - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Namjin, Taeyoonseok
Exibições 738
Palavras 2.104
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


NADA.A.DECLARAR.

BOA LEITURA ;-;

Capítulo 41 - Oh Daddy


Jungkook carregou Jimin até eles passarem por um caminho de velas seguindo essa pequena estrada até uma cabana que tinha ali montada no meio da praia, na qual Jeon preparou para eles dormirem.

Quando entraram Jimin sentou-se no colo de Jeon acariciando as costas nuas desse enquanto o maior dava beijos e chupões pelo pescoço branco.

Eles sabiam muito bem que acabariam não dormindo naquele momento.

Afinal Jeon tinha que punir seu Babyboy por ter o deixado excitado e não ajudado.

 

 

Como ambos já se encontravam nús, apenas com suas peças íntimas as coisas ficaram mais fáceis de certa forma.

 

Jimin passou a rebolar fazendo com que ambos gemessem durante o beijo quente que compartilhavam naquele momento, quando acontecia um atrito excitante nos membros já acordados.

 

Quando os lábios se separaram Jeon tirou o pequeno de seu colo e o pôs sentado nas almofadas que tinham ali dentro do lugar pouco espaçoso montado pelo mais novo e colocou as mãos de baixo de um dos travesseiros procurando o tão desejado objeto.

 

-Por que parou? - Jimin perguntou olhando para o próprio membro que já podia ser completamente visto por causa da cueca molhada da água do mar e também por estar muito excitado.

 

Quando finalmente achou por debaixo de todas aquelas camadas de cobertores e almofadas levantou a mão mostrando ao menor um item tanto quanto peculiar…

 

Segurava na sua mão um acessório para enfeitar o pescoço que se assemelhava muito a uma coleira cor de rosa rendada com um pingente de coração. Jimin sorriu para Jeon e logo após para o acessório que ele julgou ser uma das coisas mais lindas que já lhe deram em toda a sua vida. Jungkook se aproximou de Park e olhando diretamente para as órbitas do mais velho colocou o objeto no pescoço de Jimin vendo como esse ficou ainda mais sexy, o que achava ser impossível já que Park Jimin conseguia ser sensual e atraente sem fazer esforço algum.

 

-Veja o que está escrito. - Jeon falou e Jimin segurou o coração abaixando a cabeça para tentar ler.

 

Na parte da frente estava escrito “Babyboy” e na de trás...

 

-Não acredito. - Jimin riu e Jungkook ficou confuso.

 

-Por que?

 

-”Propriedade de Jeon Jungkook” agora eu tenho dono é isso mesmo? Possessivo. - Jeon fingiu ficar zangado.

 

-Claro que sim. Eu sou seu dono Jiminnie, assim como você sempre foi o meu! - as bochechas de Jimin tomaram um tom rubro instantaneamente.

 

Com era possível Jeon faze-lo ficar corado tantas vezes durante o dia?

 

-Depois vou te obrigar a usar uma coleira também! - falou e puxou Jungkook para mais um beijo assim indo para o seu colo novamente e voltando aos mesmos movimentos com o quadril.

 

Jungkook beijava a pele exposta do baixinho dando chupões e lambidas pelo pescoço e logo pelo peitoral enquanto passava as mãos por todo o corpo apertando a cintura com uma mão e com a outra a bunda que tanto lhe chamava atenção. Seus dedos que estavam na nádega do menor foram escorregando e ainda por cima da cueca esse começou a estimular a entrada de Jimin.

 

Podia ouvir os gemidos do mais velho enquanto continuava distribuindo os beijos.

 

Para Jimin ter Jeon o tocando daquela forma era uma das melhores coisas do mundo todo, seus dedos grandes e finos entrando levemente no menor e provocando aquela área, só não era a melhor coisa do mundo do que ter Jungkook o fodendo.

 

Tirou a cueca encharcada de Park fazendo a escorregar lentamente pelas pernas branquinhas dando um sorriso carregado de malícia quando viu o membro desse praticamente saltar para fora.

 

-Você está muito excitado Baby… - segurou o volume de Jimin começando a fazer movimentos com a mão vendo o pequeno se encolher gemendo em seu colo. - Você quer que o Daddy resolva isso pra você?

 

-S-Sim Daddy… Ownn… - respondeu e gemeu quando Jeon apertou com mais força seu membro.

 

Jungkook deitou Jimin o fazendo ficar confortável suficiente e abriu as pernas desse curvando as costas e começando a lamber e chupar as coxas provocando Park que só sabia gemer.

 

Quando Jimin sentiu os lábios de Jungkook em volta de seu membro e o maior o chupar com vontade passou a gemer seu nome alto e em bom som sem nem ao menos se importar se alguém passasse pela praia naquele horário e visse a sombra dos dois adolescentes que estavam naquele momento dentro da cabana transando.

 

O mais novo dava mordidas e lambidas por toda a extensão de Jimin acariciando as bolas e logo colocando o pênis de volta na boca subindo e descendo a cabeça. O gosto de Park era tanto quanto viciante e Jungkook podia dizer que adorava beber todo o “leite” de Jimin (n/a: desculpa gente tinha que fazer isso ahsuahsuah).

 

-D-Daddy… Eu vou… - Jimin tentou avisar e Jungkook tirou o membro da boca.

 

-Goze bebê… Eu quero que você goze na minha boca… Deixe o Daddy provar mais Jimin… - na mesma hora Park se desfez em jatos que acertaram em cheio a língua e lábios de Jeon que engoliu tudo satisfeito.

 

Só quando recobrou a consciência se questionou de onde Jungkook havia tirado tanta malícia e luxúria. Tudo bem que ele costumava fazer aquelas brincadeiras e ser um completo “tarado” como Jimin dizia, mas não como um ator pornô a ponto de agir daquele jeito e falar coisas daquele tipo.

 

Jeon sentou-se em uma almofada se acomodando e tirou a própria box vendo seu pênis necessitado e totalmente ereto. Jimin mordeu o lábio assistindo ao mais novo encostar levemente no próprio membro.

 

-Quero que se toque Jimin… Se toque e pense no seu Daddy… - Jungkook falou e Jimin obedeceu, ainda com as pernas abertas e deitado ofegando, segurou o volume que acordava novamente aos poucos e começou a se masturbar vendo Jeon o acompanhar fazendo o mesmo com o próprio membro.

 

Apenas para provocar Jungkook mais ainda chupou três dedos e sem remorso algum enfiou todos de uma vez dentro de sí gemendo alto e jogando a cabeça pra trás. Quando Jeon presenciou a cena do pequeno totalmente exposto e entregue à ele se masturbando rápido enquanto estocava os dedos curtos e gordinhos dentro dele mesmo desejando que fosse Jungkook ali, o mais novo aumentou os movimentos da mão e seu coração se acelerou quando viu Jimin parar tudo o que estava fazendo.

 

O mais velho se ajoelhou e começou a engatinhar até Jeon umedecendo os lábios com a língua e quando chegou perto desse sentou-se na perna da Jungkook começando a se esfregar ali e gemer no ouvido do dongsaeng.

 

Queria ver até onde o limite de Jeon aguentava.

 

Jungkook se segurava para não tornar-se agressivo e querer foder o menor até ficar paraplégico, fazendo um enorme esforço sentindo o membro de Jimin e as nádegas roçando na sua perna e o ser que estava sentado ali falando seu nome de forma sussurrada.

 

Jungkook ficava excitado apenas com o fato de seu nome estar saindo dos lábios de Jimin. Esses que ele beijou de forma desesperada explorando toda a cavidade úmida e quente com a língua algumas vezes mordendo e puxando o lábio inferior fazendo sair um pouco de sangue que esse fez questão de sugar.

 

Jimin era tão deliciosamente sexy, deveria ser considerado um pecado, já que poderia atrair uma pessoa com toda aquela inocência no olhar mesmo tendo as intenções mais sujas. Realmente um maravilhoso pecado, gostoso e irresistível. Isso sem nem ao menos fazer um pequeno esforço para parecer incrível, como de fato era.

 

Deitou Jimin ficando por cima do menor e segurou as pernas separando-as e vendo a entrada de Jimin piscando. Se colocou entre as coxas que esse gostava de apertar e encaixou apenas a cabeça do membro vendo Jimin resmungar de ansiedade.

 

Foi entrando devagar e aos poucos para Jimin não sentir muita dor.

 

Quando finalmente estava dentro de Jimin começou a estocar devagar o pequeno.

 

Passava as mãos por todo o corpo deitado na sua frente apertando os mamilos com uma mão e com a outra fincando as unhas cada vez mais forte na coxa de Jimin enquanto intensificava a velocidade vendo o mais velho se encolher e apertar seu membro entre a bunda lhe fazendo delirar.

 

Tirou o pênis de dentro do baixinho que mal pode questionar nada já que Jeon enterrou seu membro com tudo  agora começando a foder Jimin sem se importar se teria que carregar Park por bom tempo.  

 

-Jimin… Por que tão apertado? - gemia rouco enquanto o hyung gemia manhoso.

 

Repetiu o movimento de sair e entrar com tudo no pequeno mais algumas vezes enquanto logo voltava a o estocar com toda a força e precisão do mundo.

 

Park sentia como se fosse ser rasgado ao meio com a selvageria de Jungkook que segurou as pernas de Jimin colocando sobre os ombros e jogando a cabeça pra trás enquanto fodia o garoto gemendo muito alto o nome do Babyboy.

 

Park segurava os gemidos mordendo o próprio braço e Jeon percebeu isso.

 

-Jimin… Quero ouvir essa sua voz… Geme pra mim Babyboy… - pediu e Park negou com a cabeça, estava com um tanto de vergonha de fazer aquilo na frente de Jungkook.

 

Jeon o olhou irritado e puxou o pequeno para que levantasse de onde estava. Sentou-se encaixando o membro na entrada tão apertada e pulsante de Jimin.

 

Park colocou as pernas uma de cada lado do corpo de Jungkook começando a sentir certo incômodo por não ter mais Jeon dentro dele.

 

Foi então que Jeon impulsionou o corpo de Jimin com tudo pra baixo segurando sua cintura com as unhas cravadas ali arrancando um grito do menor.

 

-Oh Daddy! - fechou os olhos quando Jungkook começou a o foder sem dó alguma sorrindo pelos gritos e gemidos manhosos e escandalosos do pequeno. - Kookie… Awnn! - mordeu o ombro do maior.

 

Jeon continuou empurrando o menor pra baixo olhando para cada expressão desse que estava com os lábios completamente abertos quicando loucamente no colo de Jungkook. Quando achou a próstata do mais velho esse gemeu muito alto acompanhado do mais novo.

 

-D-Daddy… Faz de novo… P-Por favor… - pediu e Jeon mais uma vez acertou aquele ponto em cheio. - Ah Daddy porra que gostoso!

 

-Parece que meu bebê está chegando lá… - falou sorrindo para Jimin que apertou seu membro quando contraiu a entrada.

 

Continuou surrando a próstata de Jimin que rebolava desesperado em cima dele. Park sentiu os famosos espasmos e como esperava, sujou o abdômen de Jeon que sentiu arrepios com o líquido quente de seu Baby na sua barriga.

 

Jungkook saiu de dentro de Jimin que começou a recuperar o fôlego. Park observou Jeon começar a se masturbar rápido jogando a cabeça pra trás.

 

-Babyboy… Você fode tão bem hyung… J-Jimin…

 

O mais velho assistia aquilo hipnotizado. Seu dongsaeng pronunciando seu nome alto enquanto chegava em seu limite de prazer pensando no pequeno.

 

Pensando na boca de Jimin, no corpo, na língua dele, na bunda gostosa de apertar, tinha imagens do dia no banheiro lembrando-se do momento em que chupava a entrada do menor.

 

Tudo em Park Jimin era tão obsceno para Jeon Jungkook.

 

-Bebê… Ajude o Daddy com isso… - pediu e Jimin se agachou na altura do membro de Jeon segurando-o e começando a fazer os mesmos movimentos que o maior fazia antes porém lambendo a glande molhada.

 

Jeon começou a ter alucinações de prazer quando Jimin começou a brincar com seu pênis batendo na própria face com ele e rindo malicioso da cara de tesão que Jungkook possuía.

 

-Daddy, goza na minha cara… Por favor… - pediu e Jeon não negou ao pedido de Jimin se desfazendo em jatos fortes na face do baixinho que passou os dedos ali lambendo-os e sentindo o gosto do mais novo.

 

Jeon se deitou exausto ofegando e procurando por ar. Jimin continuou sentado olhando para Jungkook e rindo desse que lhe olhou incrédulo.

 

-O que foi Jimin? - perguntou e Park deu de ombros.

 

-Nada não Daddy. Não achei que você fosse cansar tão rápido… Ainda estou tão duro sabe. Que pena. - começou a engatinhar para fora da cabana empinando bem a bunda para Jeon.

 

Logo fora impedido pelo mais novo que abraçou sua cintura o puxando para cima dele novamente e se deitou da mesma forma que Jimin estava antes só que com o menor sobre seu membro.

 

-Quero ver você rebolando pra mim neném.



Assim a noite se estendeu, longa e quente, cheia de gemidos e até mesmo gritos. Uma noite de prazer entre um Daddy e seu Babyboy.


Notas Finais


Que bosta :p

Eu falei com a Madu e olha tenho que dizer que nas férias vou começar duas fics novas, uma sozinha e outra talvez em dupla com a minha boa e velha Madu amorzinho crusha que divido esse perfil do meu kokoro ❤

N vou revelar mta coisa mas a fic que talvez vamos fazer em dupla vai ser de suspense com coisas de assassinato e tals, n vou dizer que shipp mas enfim né... E a que vou escrever sozinha além dessa aqui vai ser só de one-shots de diversos shipps de K-pop *-*

Bye :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...