História Oh Ladys! (BTS) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Hentai, Jimin, Jin, Jungkook, Originais, Rap Monster, Suga
Exibições 87
Palavras 1.652
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Mistério, Orange, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii! Gente mais um Cap.

Vejam as encostas finais. Assunto sério.
Boa leitura.

Capítulo 16 - Espíritos.


Fanfic / Fanfiction Oh Ladys! (BTS) - Capítulo 16 - Espíritos.

         ~Taehyung on~
Quando chegamos em casa, todos foram fazer alguma coisa, mas, só vi a Janghishi cai no tapete da sala e começando a gritar.

Fui na cozinha para pegar um copo de água para ela.

Quando voltei, Jimin estava do lado dela acariciando seu cabelo.

Me deu vontade de quebrar o copo, mas, eu tinha que superar.

Mordi o lábio inferior e fui até eles de olhos fechados.

Quando abri, Jimin estava abraçando a Shi, meu coração derreteu, eu não aguentava mais, eu também não podia bater nele, pior nela, então apenas botei o copo em cima da mesinha e corri para o quarto fechando a porta com força.
    
         ~Taehyung off~
           ~Jimin on~(Ele vai narrar!)
Quando chegamos em casa a Shi caiu no tapete, o Tae foi na cozinha, então resolvi falar com ela.

-Shi?- Falei meio preocupado.

-Jimin? É você?- Ela pergunta, sem olhar.

-Sim. Você está bem?

-Não. Eu... ficarei depois que descansar um pouco.

-Entendo.- Falei acariciando seu cabelo.- Chorar não vai fazer você melhorar, vai piorar, talvez eu possa comprar algum remédio...

-Não precisa.- Ela me interrompeu- Eu vou ficar bem.

Ela se levantou enxugando os olhos com a palma da mão.

Eu sorri.

-Obrigada por se preocupar comigo Jimin.

-Ah... que isso!- Falei coçando a bochecha.

-Você é um bom amigo.- Ela me abraçou. Eu recompensei seu abraço, mas escutamos um barulho forte.

Quando olhamos Tae estava com o punho fechado e tinha deixado um copo em cima da mesinha.

Ele saiu correndo e só escutamos o barulho da porta se fechando com força.

-Me desculpa Shi. Eu não queria...

-Tudo bem Chimchim, você não tem culpa, você sabe que Tae é assim...- Ela botou a mão na cabeça puxando os cabelo.

-Depois eu falo com você que... eu...- E caiu sobre meu colo.

Tadinha, estava tão cansada, com o coração apertado.

Peguei ela no braço e a levei para o seu quarto.
            ~Jimin off~
         ~Janghishi on~
Depois de um tempo eu acordei com o despertador. Só não joguei no chão porque era meu celular. Não sei porque ele tocou, pois eu não tinha botado alarme. Fui olhar as horas, eram 2:00.

-Eu estou atrasada!- Eu gritei levantando rapidamente.

Como pude? Eu esqueci que tinha aula!

Botei meu uniforme, meu casaco e meu gorro, fiz trança dos dois lados do meu cabelo e peguei minha mochila.

Sai do meu quarto e percebi que ninguém estava em casa, corri para a porta e o ônibus estava indo embora.
-Espera!- Gritei correndo em direção a ele e segurando meu gorro, ele estava quase voando.

Corri tanto que acabei caindo.

Arranhei meu joelho, mas ainda estava de pé.

Resolvi ir andando até a escola já que era quase ali perto.

Quando cheguei já eram 2:51. Eu só entrei porque o porteiro não estava na porta e ela estava aberta.

Corri pelos corredores a procura da minha sala.

Mas ninguém estava lá.

Escutei um barulho enorme vindo do ginásio então corri até lá.

Me deparei com todo mundo da minha sala arrumando o ginásio. E de repente me lembro da festa que iria ter.

Abri a porta de fininho mas a maldita fez um barulho de ferro e todos acabaram olhando para mim, inclusive a professora que estava presente.

-Kim Janghishi! Se fosse para chegar de fininho chegava discretamente, não é mesmo? Vai logo para seu grupo, temos pouco tempo.- A diretora falou com uma cara feia.
-Sim professora.

Fui até o meu grupo que era com o Jungkook, Tae e com o Jimin.

A professora entregou o papel com o que a gente iria fazer.
Logo vi que as meninas iriam ser uma banda e eu e os meninos iríamos entregar as comidas. Uma boa notícia era que o Jin que iria fazê-las.

A Wendy, o Hoseok e o Rap Mon, ficariam com a parte da decoração.

Já a outra maníaca da Wendy, a Yandu, ficaria com o Suga e fariam os convites.

-Taehyung! Porque não me acordou?- Falei olhando para o Tae erguendo as sobrancelhas.

-Você não avisou nada. Afinal, seu novo namoradinho Jimin, achava que ele iria lá te acordar.- Ele falou dando de ombros.

-Taehyung da para você parar?! Eu não tenho nada com o Jimin! Nós somos somente amigos. E se você continuar assim, vai acontecer a mesma coisa com a gente. Você está muito ciumento.

-Não vejo o problema, já que você quer passar o tempo com o Jimin, é só ir. Ninguém está impedindo nada.- Ele já estava me irritando.

-TAEHYUNG! PARA! Quer saber? É melhor a gente da um tempo não é mesmo? Você também não ajuda em nada! Não sabe que eu estou de luto? Ainda força!

-Então ta. Já que você quer assim, seremos só amigos a partir de agora.

-Certo. Será bem melhor.
Eu já estava com lágrimas nos olhos. Não sei o que eu fui falar! Eu sou muito burra!

Olhei para o Jimin e ele estava nos olhando com uma cara de culpado.
Mandei um legal para ele e sorri de mentira. Logo olhei para a frente e bufei.
Eu já não aguentava nada daquilo. Eu tinha muitos problemas!

Perdi minha casa, meus pais, minha banda e agora meu namorado. Hugh!

-Jang shihi!

E a patricinha ainda me atormentava para variar.

-É Janghishi.- Respondi com grosseria.

-Tudo a mesma coisa. Então, vi que não foi escolhida para a banda. Que pena. Nem eu.- Agora eu não tinha entendido. Wendy não estava me humilhando.- Mesmo que eu tenha um vozeirão, não fui escolhida.- Mas ainda se gabava como sempre.

-Wendy... você está sendo...

-Boazinha?- Fui interrompida.- Não se preocupe, é por pouco tempo. Só quero meu Taehyung de volta linda.
Cocei o nariz.
-Você pode ficar com ele agora. Não temos nada de mais.- Falei engolindo em seco.

-Ah! Sério. Que ótimo!

-Wendy! Por favor! Vá para seu grupo.- A professora falou.

Quando deu 3:00 horas fomos dispensados.

Fomos de ônibus até em casa.

Botei meus fones de ouvido e me encostei no vidro vendo a rua.

-Oi Shi.- Yoongi falou sentando do meu lado.

-Yoongi?- Falei tirando os fones e o olhando, estranhando.

-Eu sei que a gente nunca se falou e tals, só naquele dia das fotos, mas você estava com raiva. Eu não queria piorar.- Assenti. 

-O que quer?- Perguntei.

-Percebi que você estava cabisbaixo. Eu posso fazer algo para te alegrar se for o caso.

-Ah Yoongi- Eu ri.- Não é nada!

-Eu sei que tem algo! Me conta agora!- Ele gritou me fazendo cosquinha.

-Yoongi! Para! Haha! Para!- Acabei dando um tapa nele.- Desculpa... não se mexe com uma menina que está triste.- Eu ri.
-Agora me conta!
-Você vai sair?- Perguntei.
-Só de noite. Mas agora eu vou no cemitério.
-Nossa! Você leu minha mente.- Ele riu.- Será que podemos ir juntos? Eu iria se não ficasse sozinha, lá eu até posso te contar o que houve.
Ele assentiu.

Quando chegamos em casa eu e Yoongi nos arrumamos.
Botei um vestido azul com margaridas e uma bota de cano alto preta, minha meia calça e meu casaco.

Yoongi estava com uma blusa preta e branca e uma calça com correntes, um all star vermelho e um boné. Esqueci de falar que ele tinha mudado o cabelo.
Sim! Ele tinha pintado de verde, viu confessar que estava bonito.

Saímos em direção ao cemitério.
      
Quando chegamos tinha muita gente.

Fui ao túmulo dos meus pais e joguei um buquê em cada um. Yoongi foi no túmulo de seus pais, acho, também jogou uma flor em cada um. Depois foi até um banco e se sentou para ler.
Escutei algum choro de criança e logo avistei uma menina pequena de vestido longos, suas pernas não eram mostradas. Seu cabelo era preto e curto.

Ela estava chorando com as mãos no rosto e estava ajoelhada na grama.

-Olá? Garotinha? Porque está chorando?- Perguntei susurrando. 
Ela virou e pude ver que ela não estava chorando lágrimas e sim sangue. Me assustei.

-Porque choras sangue?- Perguntei.

-Ah, querida jovem. Eu não tenho culpa.

-Culpa de que?

-Foi ele, eu não quis dizer nada de mais. Foi ele!

-Não estou te entendendo. Qual seu nome garotinha? E sua idade?

-Johan. Tenho 9 anos. Fui condenada, por causa dele!- Ela apontou para um túmulo onde estava escrito um nome.

Quando li era o nome dela. Estava escrito: "Rip Johan. {2007-2015}".

Isso me deixou louca! Johan era aquela menina na minha frente, mas tinha um túmulo com o nome dela, escrito que ela falecera em 2015! Mas ela estava na minha frente.

-Entende o que eu quero dizer?- Ela perguntou, sua voz foi ficando mais grossa.- Agora sabe que a culpa não foi minha! Todos me culparam! MAS NÃO FUI EU!!

-Você só é minha imaginação. Eu devo estar dormindo.

-VOCÊ NÃO ESTÁ! E TAMBÉM TERÁ QUE IR ASSIM COMO EU FUI!

Senti uma dor afiada no peito e iria cair no chão, mas alguém me segurou. Quando olhei era o Yoongi.

-Yoongi, você viu! Ela quer me matar!- Gritei puxando a argola da blusa dele.

-Quem?

-Ela!- Apontei para a Johan mas ela tinha sumido.- Ela estava bem aqui. Eu não sou maluca!

-Está bem então Shi. Estamos sozinhos agora. Vem senta aqui.- Ele me levou até o banco.

-Não.

-O que não?

-Não estamos sozinhos.

-Não há ninguém aqui.- Olhei para o lado e as pessoas desapareceram num piscar de olhos.- Talvez você esteja imaginando.

-NÃO! Isso não foi imaginação Yoongi! Eu vi!

-Shi...- Ele segurou meu braço.

-Eu tenho que sair daqui.
Corri para casa e Yoongi foi logo atrás.

Eu não sei o que aconteceu realmente. Só queria esquecer, e descansar minha cabeça.

Botei meu pijama, mesmo que não fosse de noite e me deitei na cama. Peguei meu livro que eu tinha ganhado do meu pai e nunca tinha lido. Então, dessa vez iria.

Mas...

Acabei adormecendo.
           Continua...


Notas Finais


Gente desculpa a demora para postar. Eu sei que era para postar 6:30, mas eu tive que estudar pois quinta-feira e vou ter prova de matemática e acho que vou me dar mal para carai.

Então me desculpem ta.

Acho que não vou poder postar cap Quinta. Talvez eu possa "Talvez" não tenho certeza. Até logo. ^3^ kissus de leite.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...