História Oh My Angel - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Exibições 20
Palavras 1.784
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Geeeeeeeeeeente...*alert spoiler
TEM HOT!!!!!!! Espero que gostem...

Capítulo 9 - Perdidos na Tailândia Pt 1.


Fanfic / Fanfiction Oh My Angel - Capítulo 9 - Perdidos na Tailândia Pt 1.

Letícia*

Já se passou 2 dias e acabamos de chegar na Tailândia, os meninos tiverem um fansign hoje de manhã e a tarde resolvi umas burocracias chata, chegou a noite e Bambam quis levar a gente pra sair. Porém, só fomos nós 6. Bambam, Jackson, JB, Jinyoung, Eu e Karla. Os outros como sempre quiseram se aventurar por aí, no caso ver se alguém os reconhece na rua e correr dos seguranças, como sempre:

- Bam, vai demorar muito pra chegar?- Disse e ele se virou pra mim

- Calma, Letícia. Vocês vão adorar o passeio.- Ele disse se virando pra frente e bufei

- Já estamos horas no carro, você tem certeza que sabe o caminho Bambam?- Perguntou Jinyoung

- Vocês tem que confiar um pouco, em mim. –Disse Bambam todo confiante

- Se nós perdermos por sua causa, você é uma criança morta. – Karla disse olhando pra ele e logo em seguida com os olhos no volante

- Quem chamou ela mesmo?- Bambam disse se virando pra trás.

- Eu chamei, ela é a única que pode dirigir aqui. Depois, graças a ela conseguimos o carro também. Seja grato por isso Bambam, se não estaríamos num ônibus agora.- Eu falei e todos olharam pra mim.

- Ok, Noona vire a direita.- Disse Bambam pra Karla e ela freiou bruscamente fazendo eu beijar a marcha do carro e a bebida de JB derrubar.

- LETÍCIAAAAA, VOCÊ ESTÁ BEM? QUE MERDA FOI ESSA KARLA? VOCÊ É LOUCAAAAAAAAA?- Bambam berrava

- Quem você pensa que é pra berrar comigo, e pra me chamar de Noona ? Não somos íntimos, me chame de Karla mesmo. E depois tem uma montanha Bambam, olha isso é uma montanha. Não tem saída. – Karla disse.

- Quem vai me pagar uma bebiba nova? Bambam, você sabe o caminho mesmo?- JB falou zangado

- Claro que sei, deixa eu conferir no meu celula...Aish, acabou bateria- Disse Bambam e todos nós o fuzilamos com os olhos.

- Letícia, tem um galo enorme na sua testa. Ai meu Deus, desculpa. De verdade.- Karla falava desesperada.

- São os chifres do Jackson- Disse Jinyoung e eu dei um soco em seu ombro e Jackson ficou sério, os outros começaram a rir.

- Acabou o limite do cartão do crédito e agora vocês estão pagando mico com o papel de palhaços ?- Letícia disse

- Não, é que eu espirrei aqui. Meu espirro é meio estranho mesmo.- Bambam disse e os outros pararam de rir.

- Vou ver se tem sinal, calma aí.- Jackson saiu do carro e o acompanhamos. Estávamos no meio do nada. Tinha apenas montanhas e uma floresta macabra onde estávamos.

- Que lugar é esse Bambam?- Jinyoung perguntou e olhamos pra ele

- Eu sempre vinha brincar nesse lugar- Ele falava sorrindo

- Nesse lugar, certeza? Onde tem uma placa dizendo : “Cuidado, esse lugar é perigoso. Floresta com o maior número de suicídio da Tailândia.”- Karla leu e todos nós olhamos pro Bambam e ele ficou sério.

- Talvez, eu tenha me confundido. Que tal a gente voltar pro carro?- Disse Bam correndo pro carro de medo é o seguimos.

- Parabéns Bambam, já são 21:30 é estamos num lugar que pode ter vários espíritos. Somos trouxas por termos acompanhado ele. – JB disse e concordamos.

-Não consegui área, vocês conseguiram?- Jackson falou e todos nós olhamos no celular e não tinha nenhum sinal.

- Gente, vamos sair daqui agora. Karla, faz o retorno pelo amor de Deus.- Disse me encolhendo de medo.

- Acho que já vi isso em o massacre da serra elétrica – Disse JB e o fuzilei com o olhar. Bam, já estava encolhido no banco. Karla ligou o carro e continuamos o caminho normalmente, até que acontece uma avalanche de pedra, por pouco não pega em nós. Saímos do carro assustados, o caminho todo estava coberto por pedras, elas eram grande. Nós não conseguiríamos tirar elas:

- O que vamos fazer agora? – Karla falou e se olhamos.

-AAAAAAAAAAAAH VAMOS MORRER, AI NÃO. VAMOS SAIR DAQUI AGORAAAA SABE A PALAVRA AGORA? AGORAAAA- Bambam berrava fazendo eco pela escuridão do lugar.

- De novo, não. Sério, não devia ter vindo. Ainda mais com essa criança berrando nos meus ouvidos. – Karla disse cruzando os braços olhando pro Bam, com um olhar de reprovação.

- Gente, vamos seguir o caminho reto. Vamos iluminar o caminho com as lanternas no celular.- JB disse e assentimos

- Espera, deve ter algum kit no carro.- Karla disse indo até o carro, eu ajudei ela pegar o kit de primeiros socorros e 2 bolsas de suplementos.

- Tem lanternas aqui no carro, vamos indo. – Karla disse dando uma lanterna pra Jinyoung e JB. Seguimos o caminho, ficamos andando durante 30 minutos até que começamos a escutar passos:

- Gente, vocês ouviram isso?- Falei segurando no braço de Jinyoung e ele me olhou sério, fazendo Jackson me olhar com cara de reprovação.

- Eu ouvi.- Bam disse se agarrando em Jack

-Foi só o vento, vamos seguir.- Disse JB e continuamos o caminho, até que avistamos um sombra na frente:

-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH- Todos nós berramos, só que era só uma cabra. Se encaramos e continuamos a andar como se nada tivesse acontecido. Já tinha se passado 1 hora que andávamos, estávamos famintos:

- Gente, já é quase 00:00. Estou faminto, devemos parar. Vamos acampar- Jinyoung falou sentando na pedra

- Acampar aqui?  Você é louco Jinyoung.- Disse Bambam

- Concordo, aqui parece bom pra acamparmos. Vamos ficar aqui até o amanhecer, amanhã seguimos caminho.-  Disse JB, já querendo montar uma fogueira. E fomos se sentado na pedra.

- Em cada bolsa tem barraca, acho que isso ira servir.- Karla disse desarmando uma barraca.

Mark*

Estava numa balada com os meninos. Yugy estava conversando com uma moça da Itália, Jae estava na pista com uma garota super bêbado. Resolvi ir até o banheiro lavar o rosto, estava meio bêbado é precisava estar o mais lúcido do que aqueles dois. Resolvi ligar pro  Jackson, pra avisar que estamos indo, que eles não precisam dar escândalos como dá ultima vez. Liguei pra ele e seu celular só dava caixa postal, resolvi ligar pro Jin e nada, achei aquilo estranho. Eles já devem estar no Hotel, dormindo. Sai do banheiro me sentei na mesa pra frente da pista, uma moça sentou-se ao meu lado, e não parava de me encarar e a encarei de volta, ela estava com um belo decote, não vou negar. Ela me chamou pra perto dela e fui:

- Olá, cara de anjo- Disse ela com um sorriso sexy

- Olá loira.- Disse retribuindo o sorriso

- Americano? Que interessante. Está fazendo o que aqui?- Disse ela

- Você não me conhece? Sou Mark, do grupo GOT7- Disse sorrindo pra ela, olhando pra seus lábios.

- Não conheço, mas adoraria.-  Disse ela passando a mão na minha perna e olhei em seus olhos. Ela realmente era bonita, loira, olhos azuis, peitos fartos. Típica americana.

- Então, vamos pra outro lugar. – Disse e a puxei indo em direção ao banheiro masculino, joguei ela dentro do Box e comecei a beijar, puxei ela envolvendo suas pernas em volta de minha cintura, tirei seu vestido azul colado. Deixando ela apenas de roupas íntimas, cor preta. Ela tirou minha blusa, comecei a beijar seu pescoço e ela começou arranhar minhas costas e me dar mordidas na orelha, aquilo me deixou louco. Tirei seu sutiã acariciando seus seios, depois eu comecei os chupar, ela deu uma leve gemida. Ela tirou minha calça e começou acariciar meu membro, a puxei pelo cabelo é a deixei de costa para mim, tirei sua calcinha passei o dedo em sua intimidade, logo após inseri dois dedos e ela começou a gemer:

- Pronta pra voar, comigo baby?- Disse em seu ouvido e ela apenas assentiu com a cabeça, peguei a camisinha que estava em meu bolso,depois que coloquei eu a penetrei, comecei devagar depois aumentado a velocidade. Me sentei na privada, colocando ela sentada em meu colo, até que chegamos ao nosso ápice. Ela saiu de cima de mim, e começamos a nos vestir:

- Adorei a noite, Mark. Quem sabe na próxima vez que a gente se ver, repetimos a dose.- Ela disse sorrindo

- Eu ia adorar...Hm, não sei seu nome ainda.- Disse rindo e ela riu junto

- Rebecca.- Ela disse

- Lindo nome, Rebecca. Tenho que admitir que você manda bem.- Disse e ela sorriu olhando pra baixo.

- Você também, Mark. Preciso ir agora, até a próxima. – Ela disse abrindo a porta do Box e saiu do banheiro. Depois disso, fui atrás dos meninos, mas sem sucesso de encontrar eles, resolvi voltar ao Hotel sozinho. Cheguei e não avistei ninguém, achei aquilo estranho. Eles devem estar festejando por ai, pensei comigo mesmo. Tomei um banho e logo após fui direto pra cama e acabei dormindo.

Karla*

Fomos jantar, só tinha sopa na bolsa de suplementos. Tivemos que se contentar apenas com isso mesmo, era isso ou nada.  Tivemos que decidir quem iria ficar na barraca ou quem dormiria aqui fora, com apenas um cobertor. Fizemos pedra, papel e tesoura. Fiquei na primeira barraca com Bambam. Segunda barraca ficou Letícia, Jackson e Jinyoung. JB teve que ficar de fora, coitado. Era as regras que fizemos, nem trocar poderíamos. Fiquei triste por ter pegado a primeira barraca justo com o Bambam, por que tinha que ser ele? Se essa barraca coubesse uma terceira pessoa...Aish. Entrei na barraca e fiz uma barreira, com meu casaco dividindo o espaço entre mim e Bambam:

- Não se preocupe, nunca tentaria nada com alguém como você. – Disse ele deitando virando de lado.

- Alguém como eu?- Perguntei rindo irônica

- Sim, uma mulher arrogante. – Disse ele se virando pra mim

- Isso não vêm ao acaso, você só não tenta algo com alguém, quando não acha ela atraente. – Eu disse séria e ele me olhou envergonhado

- Você é mais velha que eu, não a acho atraente. Então, não se preocupe. – Disse ele se virando de novo.

- Ok.- Eu disse tirando meu sutiã. – E ele se virou assustado.

- O que você esta fazendo?- Ele perguntou envergonhado

- Você disse que sou velha, que não sou atraente. Então, não vai te incomodar eu dormir sem sutiã. Eu não gosto de dormir com isso. –Disse segurando o sutiã e ele olhou para os meus seios, ficando mega corado.-

- Não me importo.- disse ele me olhando

- Então, por quê está tão nervoso?- Disse olhando pra ele e ele nem retribuiu o olhar.

- Eu...não estou ner...nervoso. Boa noite.- Disse ele se virando rapidamente pro lado. Eu me virei pro outro lado e acabei dormindo também.

CONTINUA...


Notas Finais


O que acharam? Gente, fiquei com vergonha de escrever o hot. Sei que ficou ruim, se tiver próxima eu faço bem melhor. Beijoooos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...