História Oh My Gosh Daddy! (Imagine Jungkook Hot) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 195
Palavras 3.901
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ooi meus pãezinhos, desculpem estar atualizando hoje sendo que falei para algumas pessoas que estaria atualizando na sexta-feira, mas eu realmente tava pregada de sono, fiquei fazendo trabalho até tarde e não deu tempo de atualizar... Avisinho: o cap de hoje está um pouco grande, então... Já sabem 🌚 surpresinhas.

Aproveitem a leitura 💗💗 LEIAM AS NOTAS FINAIS BABYS!!

Capítulo 9 - Getaway


Fanfic / Fanfiction Oh My Gosh Daddy! (Imagine Jungkook Hot) - Capítulo 9 - Getaway

Pov's S/N 

Depois de dar uma bela resposta para Jung Hoseok que não parava de me encher com suas piadinhas sem graça, tudo ocorreu normalmente. Comecei a me comunicar mais com os meninos, e em um piscar de olhos, estávamos rindo adoidado com histórias do passado. Suga era o único que não ria, ele é bem sério, mas de vez em quando dava alguns sorrisinhos fofos. Jimin sorria sempre que eu o encarava, aquele olhar incomodado já havia se desfeito a um tempo, ele estava feliz e com seu famoso "eye smile". Aquele momento estava perfeito, todos estavam sentados no jardim em bancos com mesas decorados, era possível escutar a música, mas era até relaxante, pois ela não atrapalhou em nada nas nossas conversas escandalosas e engraçadas. 

– Que legal vocês, nem guardaram lugar pra mim. – Jackson chegou por trás colocando as mãos em meus ombros. 

– Vai lá com seus amiguinhos franceses. – Jin disse fazendo bico. 

– Tudo isso é ciúmes? – Eu ri ao comentar. 

– Sou amado por todos, eu sei. – Ele disse convencido. – Mas não se preocupem, dou atenção à todos. 

– Para de se gabar garoto, você nem é tudo isso. – Dei um tapa em seu braço. 

– Você é a que mais sente ciúmes, para. – Fez cosquinhas em meu pescoço me fazendo rir adoiada e me contorcer.

– Eu não si... HAHAHAHAHHAHAHAHA... Para com issuuuaaaahhhh. – Todos na mesa riam da minha bizarrisse. 

– PARA PORRA!! – Tentei olhar séria pra ele mas acabei rindo. 

– Você não consegue ficar brava comigo benzinho. – Ele tem razão. 

– Não me subestime criança, posso me transformar aqui. 

– Eu shippo. – Disse Nam nos encarando. 

– Concordo, esses dois formariam um belo casal de nerds chatos. – Tae falou. 

Nessa hora Jungkook já estava perto o suficiente e escutou o que eles disseram. 

– Amor, deixa eu sentar um pouquinho vai... – Jack pediu fazendo bico. 

– Você é chato demais, não sei como te aguento por tanto tempo. – Me levantei, e quando ele sentou no meu lugar, Fiquei em seu colo. 

Jungkook estava sozinho, pegou uma cadeira e colocou no centro da mesa e se sentou com a maior cara de bunda. 

– A gata te dispensou? – Perguntei irônica. 

– Não, eu que não quis nada. – Disse seco sem me olhar. 

– Sério? Não é o que parece, à 20 minutos atrás vocês estavam quase transando na frente de todos. – Continuei com meu sorriso afrontoso.

– E o que você tem a ver com isso? – Ele alterou a voz. – Vá cuidar da sua vida garota. 

– Não liga não S/N, ele só está revoltado. – Disse Hobi colocando a mão nas costas do mais novo. 

– Você acha que eu ligo? EU TO É CAGANDO PRA TODO MUNDO. – Me levantei  pra arrumar o vestido ainda rindo sabendo que Jungkook estava louco pra me dar uns tapas (não disse onde) por ter zoado com ele. 

Eu sei muito bem porque Jeon está com essa cara. Ele diz que não, mas sim, ele está com ciúmes do Jackson. 

– Menina que isso? Olha a boca. – Jack deu um tapa em minha perna. 

– Não bate que eu gamo. – Falei provocando um certo alguém. E pra foder com tudo, Jackson agarrou minha cintura. (Lembrando que eu ainda estava de pé) 

Mas o que eu não esperava, é que ao invés de Jungkook reagir, quem teve uma reação negativa e raivosa foi Yoongi. Ele jogou o seu copo longe e com raiva, saiu pisando duro e sem ao menos olhar para trás. O que aconteceu com ele de repente? 

– O que deu no hyung? – Jungkook perguntou vendo o loiro se afastar. 

– Ele é o que menos se comunicou hoje aqui, e do nada da esse surto. – Indagou Tae. 

– Acho melhor um de nós ir conversar com ele e... – Interrompi Rapmon. 

– Espere, deixe que eu vou, as vezes uma conversa com uma mulher pode mudar algo. – Me levantei do colo de Jackson. 

– E você é essa mulher? Puff, vai acabar piorando a situação dele. – Jeon não perdeu tempo para tirar uma com a minha cara. 

– Por acaso você tá vendo outra mulher além de mim e de você aqui na mesa? 

– Não mas... QUE? – Me olhou. 

– Então cala boca e fica na sua, porque o único que pode acabar piorando as coisas aqui é você. – Falei séria indo em direção onde vi Yoongi se afastar. 

Depois de dizer isso, pude ouvir os garotos uivar para Jungkook, bem feito. Mas na verdade eu queria mesmo ir calar aquela boca. Aaaah, já viram o tamanho daquela língua? Agora imagina o estrago que faz, só de imaginar aquela boquinha gostosa me chu... S/N, FOCO NO YOONGI, VAMOS TENTAR DERRETER AQUELE CORAÇÃOZINHO FRIO, tentarei ser o mais compreensiva possível com ele, assim será mais fácil para poder aconselha-lo. 

Entrei na mansão a procura dele, vasculhei a grande sala e não achei uma pista dele. Óbvio, ele não estaria mesmo nesse cômodo já que está a maior barulheira e lotada de gente dançando. 

Fui na cozinha, na copa, nos quartos, e a única coisa que vi foi gente bebendo, dançando, pulando, rindo, se pegando, mas não vi sinal algum de Suga. Fiquei tentando imaginar para onde eu iria se estivesse 100% putassa, com certeza no meu caso eu teria ido embora, mas Yoongi veio para dentro da casa, então ele ainda está aqui na mansão. 

Já sei!! Fui até a geladeira da cozinha, peguei duas garrafinhas de cerveja e fui até os fundos da casa. Lá tinha dois balanços, um escorregador e um banquinho para dois. Ao sair lá fora, estava ele sentado em um dos balanços com a cabeça abaixada é um feição séria. 

– Pega. – Me aproximei e entreguei-lhe uma das garrafas. 

– Obrigado. – Sua voz saiu séria e mais grossa que o normal. Que voz hein Suguinha.

Me sentei no balanço ao lado. Ficamos uns três minutos em silêncio, até que uma brisa gelada passou por nós me fazendo arrepiar. Ele percebeu meu desconforto e começou a tirar sua jaqueta. 

– Pronto. – Disse ainda sério colocando a peça de roupa em cima das minhas pernas. 

– Yoongi... 

– Vem, vamos sair desse gelo. – Me puxou pelo braço de leve me levando até o banquinho. 

– Aqui está bem melhor. – Olhei para o mais velho que parecia bem irritado. Seus olhos estavam cheios de raiva.

– Suguinha, pega sua jaqueta, está frio. 

– Exatamente por isso que te entreguei, e não me chame assim. – Me olhou sério. 

Novamente ficamos em silêncio. Eu queria falar com ele, mas seu olhar me dava medo, fiquei meio receosa de puxar assunto, porém não me deixei levar pra isso, coloquei minha mão em sua coxa trazendo seu olhar agora confuso encarando meus olhos cheio de dúvidas. 

– O que aconteceu Yoongi? Vim até aqui para conversar com você. – Cheguei mais perto ainda olhando seus olhos. – Seja sincero comigo, e lhe darei os melhores conselhos.

Pov's Yoongi 

Seus olhos sinceros e sua vontade de me ajudar me dava cada vez mais vontade de abraça-la, mas eu podia ver e sentir que ela não estava se fazendo de boba ou desentendida, ela realmente não tem ideia do que está acontecendo comigo, não desconfia de nada. E eu não estou pronto pra dizer o que sinto, mas sei que não posso guardar esse desejo por muito tempo. Sua pequena mão estava em minha coxa fazendo um leve carinho, seu olhar não se desviava do meu, ela realmente estava preocupada e disposta a me ajudar. 

– Se você não estiver confortável para me contar o que se passa, vou entender totalmente Yoongi, não irei te pressionar. – Se levantou. – Mas saiba que se quiser conversar, vou estar aqui. 

Ela sorriu para mim. Como ela faz isso comigo? Como esse sorriso mexe tanto com meu psicológico? Não suportei, não deixarei ela ir assim. Não perdi tempo, segurei seu pulso e a puxei de encontro ao meu corpo. 

– Apenas me abrace, vou me sentir bem melhor. – Ela se assustou, mas logo retribuiu o abraço. 

Ficamos em silêncio por um tempo, apenas abraçados. 

– Você se parece comigo em questão de desabafo, prefere um simples abraço como consolo. – Ela disse soltando um pequena risada. 

– Me diz que eu era um idiota nos tempos da escola. – Olhei em seus olhos segurando seu rosto com as duas mãos. 

– Digamos que você era o menos chato. – Riu me soltando. 

Quem diria? Há exatamente 6 anos atrás estávamos fazendo da vida dela um grande inferno, e hoje é pela mesma garota que estou criando um grande sentimento. 

– Por favor, você pode me perdoar por tudo que te fiz no passado? – Meus olhos estavam marejados, mas serei forte e não deixarei lágrimas caírem. 

Ela sorriu, e em um ato rápido me puxou para outro abraço. 

– É claro que sim, não vou guardar rancor de pessoas que se tornaram seres maravilhosos. 

Não suportei, suas palavras sinceras acabou comigo, como pude tratar alguém assim durante anos? Eu juro que me arrependo de tudo abelhinha, eu... Eu amo você. 

Ah, como eu queria ser forte o suficiente pra te dizer isso, mas acho que hoje não será o dia.

– Obrigado. – Apertei ela ainda mais em meus braços. 

– Yoongi, você... eu não... você ta me sufocando garoto. – Ela começou a dar leves tapas em minhas costas.

– D-desculpe. – Soltei ela rapidamente, mas sem conseguir evitar os risos. 

– Não ri, você quase me matou. 

Ficamos um tempo conversando. Ríamos de coisas aleatórias, histórias do passado. Eu ficava vidrado nela, seu jeito animado de contar suas histórias que aconteceram na França, sei sorriso a cada 2 minutos, nunca me senti tão confortável com uma garota como estou me sentindo com ela. 

De repente, ela se levanta e me puxa de volta para dentro da mansão. 

– O que foi? – Perguntei. 

– Não podemos perder a festa ficando aqui e conversando sobre mim, vamos chamar os outros para dançar e se divertir o resto da noite.

Incrível como seu espírito animado contamina à todos em sua volta com alegria e felicidade. À pouco eu estava furioso ao vê-la daquele jeito com o Jackson, não suportava mais ficar naquele local, mas agora eu estava totalmente feliz, pois sua alegria me contaminou. 

Chegamos na mesa onde o pessoal estava.

– Até que enfim vocês apareceram. – Comentou Lia. Olha quem fala né? Até a pouco estava conversando com seus colegas e nem deu as caras. 

– Esperem aqui, já volto. – Ela tirou os sapatos ficando descalça. – Vem Lia. – Puxou a azulada. 

– Desceu do salto, e ficou parecendo uma Smurf. – Comentou Nam. 

– Olha aqui, eu não sou pequena, vocês é que são altos demais. – Ela disse, e logo saiu correndo puxando Lia, uma cena engraçada e fofa ao mesmo tempo. 

Poucos minutos depois, ela voltou com um All Star preto nos pés. 

– Pronto, agora venham. – S/N puxou levantou um de cada vez. – Sério mesmo que vocês vão ficar a festa inteira sentados em volta dessa mesa só conversando?

Todos ali ficaram sem entender nada inclusive eu. 

– BORA PRA FESTA GALERAAA. – Lia berrou saindo correndo junto de S/N 

– O que estamos fazendo aqui ainda? Bora lá pessoal. – Disse Tae indo até elas. 

Parecíamos retardados correndo para dentro da mansão (dashi run, run, run...) Os dez idiotas, eu e os meninos, junto de Jackson, Lia e S/N.

AUTORA 

Os dez correram em direção à mansão, chegando lá, a música "Getaway" começou a tocar. Os jovens se divertiam, pulavam. Era bizarro em como tudo mudou após a chegada de S/N, à uma semana atrás, nenhum dos 7 rapazes faziam ideia de que a garotinha inocente que eles atormentavam o dia todo, retornaria cheia de atitude e com uma personalidade forte. Mas o que ninguém imaginava, era que ela seria uma das melhores companhias. 

Todos se encontravam suados e dançando conforme a batida da música eletrônica. Sem aviso prévio, Jackson aparece com spray de tinta espirrando em todo mundo. S/N não perde tempo, e junto com os meninos pegam outros sprays que estavam em um caixa debaixo da mesa que Jackson escondeu.  

Minutos depois, estavam todos manchados de tintas ainda pulando sem demonstrar cansaço. 

– Jesus, meu cabelo. – Comentou S/N segurando suas madeixas loiras manchadas de várias tintas. – Eu tô parecendo um arco-íris. 

– Continua linda. – Hobi pegou a mesma pela cintura e começou a roda-la. 

Ela ria e gritava agarrada ao pescoço do maior. 

– Chega, preciso sentar, tô morta. – Ela desceu do colo de Hoseok e se sentou em uma mesa ali perto. Todos foram juntos. 

A música "There for you" de Martin Garrix ft. Troye começou a tocar. Mesmo sentados eles continuavam à curtir. 

Jungkook já não estava mais com cara de bunda, já havia esquecido da pequena discussão que tivera com S/N. Em poucos minutos os dois estavam de pé, Jeon pegou em uma das mãos dá jovem e começou a roda-la. Jimin e Tae cantavam juntos ainda sentados, Hobi pegou Lia a segurando como se fosse um saco de batatas. Jackson colocou seus braços em volta do pescoço de Jin e Namjoon fazendo os dois gargalharem da sua cantoria exagerada. Suga se aproximou de Jungkook e S/N, deixou seu ciúmes de lado e passou a curtir com os dois. 

Depois de um tempo, todos se sentaram novamente, estavam exaustos e suados, cheios de tintas e molhados com espumante. Já eram 3h22 AM. e ninguém parecia cansado ou com sono. 

A música "Be together" começou a tocar. 

– Socorro santo Cristo, minha música. – S/N pegou na mão de Jimin puxando o mesmo. – Vem, você foi o escolhido pra dançar comigo. 

Os dois se misturaram no meio do povão encontrando um espaço bom e sem aglomeração. S/N entrelaçou seus braços em volta do pescoço do rapaz encarando seus olhos um tanto assustados. Ainda tímido, colocou suas mãos na cintura dá menina. 

– Quem vê, pensa que é tímido. – Ela disse agora encarando os lábios carnudos do mais velho. 

– Não sou tímido, só não esperava que fosse me chamar/obrigar a dançar assim. – Falou desviando o olhar. 

– ALÁ VIU? VOCÊ NÃO CONSEGUE OLHAR NOS MEUS OLHOS. – S/N começou a rir desesperada da timidez do ruivo. 

Jimin apertou a cintura da moça puxando ela para mais perto. 

– Quem é tímido agora?

Os dois se entreolharam, estavam um tanto próximos sentindo suas respirações. S/N sorriu. 

– É pra gente dançar e curtir a vibe, não fazer uma apresentação de Tango. – Jimin não aguentou o comentário da amiga, e gargalhou apoiando sua testa no ombro direito da mesma. 

– Você só fala merda cara. – O ruivo disse respirando ofegante.  

Os dois não falaram mais nada, apenas trocavam olhares e sorrisos dançando no ritmo da música. 

– Não é preciso muito para sentir a adrenalina. – S/N comentou. 

– Sinto isso apenas olhando em seus olhos. – A jovem se surpreendeu ao escutar a o garoto dizer isso. 

– Você até que é fofo. 

– Não importa o que nos foi dito. Eu vou ficar bem. – Jimin disse aleatoriamente. 

– Por que diz isso? – A loira perguntou se aproximando mais. 

– Porque você é o meu refúgio esta noite. – Novamente os dois estavam mais próximos. 

Os rostos de Jimin e S/N estavam à 2 centímetros de distância, o ruivo estava prestes a selar seus lábios carnudos com os lábios avermelhados da menina. 

– S/N... – Ele sussurrou o nome da jovem quando estava pronto para beija-la. 

– AÊÊ SEUS PUTOS, A MUSIQUINHA CHORORÔ JA TERMINOU, CHEGA DE AGARRA AGARRA. – Taehyung chegou praticamente pulando em cima dos dois. 

"Porra Tae, tinha que chegar logo agora?" Jimin pensou derrotado. 

Eram exatamente 4h00 AM. Todos já haviam ido embora. Os dez amigos estavam sentados em formato de uma roda com uma garrafa de vinho vazia no meio.

– Vamos brincar de Verdade ou Desafio. – Disse Jeon com um sorriso malicioso. 

[...] 

A casa estava vazia, silenciosa, havia apenas os dez ali. 

– Esse silêncio está me deixando com medo, vou ligar o som baixinho. – Disse S/N se levantando. 

– Que bundão hein. 

Todos direcionaram seus olhares curiosos e confusos para ela. 

– Que foi? Estou mentindo? – Disse Lia se defendendo. 

– Amor disfarça, eles não podem desconfiar. – S/N fingiu falar baixo subindo nas costas de Lia e depositando um beijo no pescoço da amiga. 

Todos riram da reação de S/N. Após a mesma ter ido ligar o som, voltou a se sentar na roda.

– Muito bem criançada, como eu sou o mais velho aqui, vou começar girando a garrafa. – Disse Jin. 

Ele girou. A ponta da garrafa parou em Jungkook, ou seja, ele perguntará se a pessoa escolhe verdade ou desafio. A parte de trás da garrafa parou em Suga. 

Os dois se olharam sério, Jeon não perdeu tempo e logo pergunta. 

– Verdade ou Desafio? 

Os olhares foram todos lançados para Suga. 

– Verdade. 

– É verdade que você já beijou Namjoon no banheiro de uma boate? – Jeon perguntou. 

Todos ali ficaram incrédulos com a pergunta do mais novo. Suga ficou parado sem reação, enquanto todos riam como se não houvesse amanhã. S/N e Lia se contorciam de rir, o que deixou o loiro envergonhado. 

– Ah foda-se, é verdade. – As risadas ficaram ainda mais altas. – Lembrando que eu estava chapado, não foi intencional. 

– Devo concordar, eu ainda tive que carregar ele até o carro, pois não conseguia nem andar. – Namjoon se manifestou. 

O jogo continuou com várias verdades e desafios malucos. Até que chegou a vez de Hobi e S/N. 

– Verdade ou desafio gatinha? – Encarou a jovem de um jeito malicioso. 

– Desafio. – Sorriu maliciosamente de volta. 

– Ok. – Ele olhou para todos. – Desafio você a beijar todos que estão aqui, incluindo Lia. 

Silêncio. 

– O QUÊ??? – Ela encarou o amigo fuzilando o mesmo. 

– Isso mesmo que você ouviu. 

– Eu te mato Jung Hoseok. 

Pov's S/N

Me levantei ficando no meio da roda decidindo quem beijaria primeiro. Fui em direção à Hobi, me ajoelhei de frente para ele. O mesmo segurou em minha cintura, então depositei um beijo em sua bochecha. 

– Pronto. um já foi. – Falei. 

– O que? Como assim você... 

– Você disse "desafio você a beijar todos aqui." mas não disse onde, então, eu decido onde irei beijar. – Falei sarcasticamente. 

– Espertinha você. – Me olhou decepcionado. 

Ao lado dele estava Jin, o mesmo fez sinal para que eu beijasse a bochecha. 

Depois de Jin foi Rapmon, mordi o lóbulo de sua orelha e logo depois deixando um beijo. 

– Menina, não faz isso comigo. – Nam disse choroso. 

– Estou cumprindo meu desafio apenas. – Me virei. – E vocês que estão aí atrás, parem de olhar pra minha bunda. 

– Isso já não posso prometer. – Falou Suga. 

Logo depois veio Tae, beijei seu pescoço chupando logo em seguida. O mesmo estava com a mão em meus cabelos, senti um leve puxão. É incrível como os homens ficam entregues com apenas um beijo. 

E agora era ele, Jeon Jungkook. Continuei ajoelhada e encarei seus olhos, ele me olhava na mesma intensidade. Segurei em sua raiz de cabelo e puxei para trás, comecei beijando seu pescoço e subindo aos poucos parando em sua orelha. 

– Se você pensou que eu iria te beijar na frente de todos, estava muito enganado. – Falei baixinho discretamente fazendo o mesmo se arrepiar. 

Ele apenas me olhou mordendo os lábios. Filho da puta, espere só. 

Chegou a vez de Jackson, dei apenas um selinho nele, sempre fazíamos isso, era normal. 

– Affu, queria pelo menos um beijo do meu shipp favorito. – Disse Jin. 

– Sossega aí. – Falei. 

Agora só faltava três, Jimin, Lia e Suga. 

Fiquei em frente a Lia. 

– É agora amiga. – Ela disse segurando minha cintura. 

Então nos beijamos. Nunca havia beijado uma garota, mas o beijo de Lia era quente e bom, sua língua era macia e nosso beijo se aprofundava mais, nenhuma das duas queria parar. Senti suas duas mãos descer minhas costas e parar na minha bunda apertando a mesma. Escutei os meninos gritarem e assobiarem para nós, e logo então decidi parar. 

– Caraca você beija bem. – Falei limpando o canto da boca. 

– Quando quiser repetir, estamos aí. – Ela disse normalmente. 

– Caraca, nunca mais se beijem assim na minha frente. – Disse Tae com as mãos no rosto. 

Agora era a vez de Suga, passei minhas pernas em volta dele me sentando de frente em seu colo. Ele se assustou com o ato, mas segurou em minha cintura e começamos. Era um beijo quente cheio de luxúria e prazer, confesso que esse beijo de Suga é viciante e gostoso pra caralho. Senti seu volume roçar em minha intimidade me deixando totalmente excitada e vulnerável, gemi baixinho entre o beijo, percebi que as coisas estavam ficando quentes então me separei rápido dele, ambos estávamos ofegantes, saí de seu colo tentando controlar minha respiração. 

– CHAMA O BOMBEIRO MEU POVO, TA PEGANDO FOGOOO. – Hoseok gritou enquanto Tae e os outros uivavam. 

Notei que Jungkook tinha um olhar nada legal em mim, seus olhos estavam cheios de raiva, tenho certeza que ele vai me matar quanto tiver oportunidade hihihihi. 

Além dele, Lia e Jimin também me olhavam com a mesma intensidade de olhar, mas... Por que? 

Ignorei os olhares. Agora só faltava Jimin. Ele ainda me olhava raivoso, mas tirarei essa raiva dele rapidinho. Me sentei em seu colo mordendo os lábios, o que lhe arrancou um pequeno sorriso ladino. Mordi seus lábios ainda encarando seus olhos fazendo com que ele segure firme minha cintura, dei uma leve rebolada fazendo seu amiguinho dar sinal de vida. 

– Não faz isso. – Falou baixinho com os olhos semi abertos. 

– Eu sei, sou bem filha da puta quando quero. – Não dei tempo para que ele respondesse. 

Selei nossos lábios com um beijo forte e gostoso. Nossas línguas brigavam por falta de espaço em nossas bocas, era uma mistura de sentimentos que eu estava sentindo. A intensidade do beijo foi aumentando, suas mãos alisavam minhas costas por debaixo de minha blusa (eu havia trocado de roupa), mas logo passou a alisar minhas coxas. Segurei em seus cabelos tentando encontrar forças, mas o prazer me consumia e eu já não estava mais aguentando ficar daquele jeito, eu queria arrasta-lo para qualquer quarto e foder com ele a noite inteira. 

– CHAMA O BOMBEIRO PORRAAAAA. – Nam gritou pulando em cima de mim e Jimin, logo Lia se juntou e também pulou.

Ótimo jeito de fazer com que um casal para de se beijar e te tirar da vela, ta aí uma boa dica de Kim Namjoon e Lia Young. 

– VOCÊS VÃO ME MATAR CARALHOOO. – Gritei quase sem ar. 

Eu e Jimin nos separamos pelo fato de sermos atacados por Lia e Nam, e eu voltei a me sentar no meu lugar. Os desafios eram os mais escolhidos. Jungkook teve que pular na piscina de roupa e sair dançando Anaconda da Nicki Minaj, Tae teve que invadir o rancho vizinho e gritar que estava desesperado para fazer um sexo caseiro, Lia teve que correr só de calcinha e sutiã até um outro rancho onde tinha um monte de homens fazendo churrasco e dizer que era travesti, Jin e Namjoon dançaram só de cueca na estrada onde estava bem movimentada apesar do horário, e por aí foi. 

5h11 AM. todos já estavam mortos e decidimos parar com o jogo. O pessoal estava dando uma arrumada básica na bagunça, enquanto eu fui até o portão do rancho trancar o mesmo. 

Eu ia voltando calmamente para a mansão, quando sinto meu braço ser puxado e quando fui ver, eu estava sendo arrastada para os fundos. 

– Shhhh, sem grito. – Era Jimin. 

– Você tem que parar com isso, me assustei sabia? – Ele não respondeu nada. 

Jimin me prensou na parede da casa de barcos e me beijou. Um beijo calmo e necessitado, diferente do que aconteceu na brincadeira verdade ou desafio. Seus lábios são tão macios, claro que retribuí o beijo, seu gostinho doce estava me viciando.

Nos separamos ofegantes em busca de ar, estávamos com nossas testas coladas encarando os lábios um do outro. 

– O que você... 

– Shhh, apenas fique comigo abelhinha. 





Notas Finais


Opaaaa, gostaram? Esperavam por essa? Hihihihi deixem aí nos comentários 🌚❤

Pessoal, alguém aí sabe fazer trailer? Eu queria muito um vídeo de trailer da minha fic pra poder postar, mas não sei fazer :/ se alguém aí souber e puder me ajudar, ficarei feliz... Obrigada e até a próxima amores ❤😏


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...