História Oh My Shinee! - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias SHINee
Personagens Jinki Lee (Onew), Jonghyun Kim, KiBum "Key" Kim, Minho Choi, Personagens Originais, Taemin Lee
Tags Jonghyun, Jongtae, Key, Lemon, Minho, Onew, Onkey, Shinee, Taemin
Exibições 28
Palavras 1.961
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá!
Desculpem a demora em publicar mas tive um bloqueio imenso e também não ajuda que o meu exame de Japonês esteja para breve porque eu fico a panicar e não consigo fazer nada!
Este cap não acrescenta assim muito à história mas era necessário!
Espero que gostem ^^

Capítulo 23 - Plano Trazer a Nana de volta- Em ação!


Nana POV on

Mal os rapazes saíram fizemos como o Key disse e tomamos um duche rápido mas, mesmo assim aproveitando para trocar algumas carícias. Depois da higiene matinal completa e de vestirmos a roupa que o Key tinha escolhido para nós acabamos por nos juntar aos restantes quatro rapazes que esperavam por nós na cozinha.

-Café simples para ti…-Key estendeu um copo daqueles de café americano ao MinHo.- E para ti um Caramel Macchiato, certo?- ele sorriu-me, estendendo outro copo de cartão na minha direção.

Peguei na bebida com cuidado para não me queimar e agradeci. Quando comecei como assistente dos Shinee, o Key foi a minha grande ajuda. Além de me ajudar sempre que podia, ele sabia sempre quais as preferências de cada um.

-Onde estão todos? -perguntei, referindo-me ao staff que normalmente acompanhava os rapazes.

-Nós dissemos aos seguranças que não era preciso ficarem porque nós já íamos para o dormitório. Quanto ao motorista, digamos que é bastante conveniente a filha dele ser líder das Shawol e eu lhe ter prometido esclarecer isto tudo!

-O quê? - gritamos todos em uníssono.

-Calma…- ele revirou os olhos- faz tudo parte do plano.- A curiosidade das fãs, se for bem aproveitada, por jogar a nosso favor.

Continuamos todos sem perceber mas decidimos esperar para que o Key explicasse o plano. Ele realmente tinha pensado em tudo ao pormenor. Todos ouvíamos atentamente qual o nosso papel no plano.

-Mas eu não faço nada e também quero ajudar…- fiz beicinho.- Além disso, esta confusão toda foi por minha causa.

Olhei para baixo, sentindo-me culpada mas rapidamente sorri ao sentir os cinco rapazes a abraçarem-me.

-A culpa não é tua!- exclamou o Taemin.

Afastamo-nos todos ligeiramente assim que me senti melhor.

-Sim, a culpa é do estúpido contrato…- interveio o Jong.

-Sim, mas tanto eu como o MinHo o assinamos.- disse eu.

-Isso nem deveria estar num contrato.- o Onew acariciou o meu cabelo e olhou-me com tristeza.- Até parece que podemos controlar por quem nos apaixonamos.

-Já te resolveste com a Rin?- perguntou o Key.

O Onew corou imediatamente.

-Quem é a Rin?- perguntou o Taemin.

-Não é ninguém!- apressou-se a responder o Jinki.

-É a namorada do Onew!- explicou o Key.

-Ela não é minha namorada!- o líder estava cada vez mais vermelho.

-E do que estás à espera para que seja?

Ele mordeu o lábio e olhou para mim e depois novamente para o chão. O silêncio instalou-se assim que todos soubemos qual seria a resposta. O Onew não queria que lhes acontecesse o mesmo que a mim e ao Minho.

-Tudo vai ficar resolvido…- murmurou o Key- Mas continuando ao que interessa! Nana, a tua parte é a mais importante! Sabemos que a SM vai estar atenta a cada passo que faças por isso o teu papel é fazer com que eles não percebam o que se está a passar.

-Dito assim…- acabei por concordar.

Postas as coisas desta maneira, basicamente o plano dependia de mim. Se eu fizesse asneiras, ia tudo por água abaixo e tanto eu como os rapazes íamos sofrer graves consequências.

-O motorista deve estar a chegar… É melhor que vás para casa- disse o Onew, olhando para o relógio.

-Mas como é que eu volto? A MinHee deve estar com o Leeteuk…- suspirei.

-Eu levo-te.- o Key piscou-me o olho.- Ninguém irá suspeitar que eu tenha ido às compras! O Onew trouxe o carro dele ontem porque teve um encontro e encontrou-se connosco mais tarde.

-Key!- reclamou o líder.- Nunca mais te conto nada…

-Sabes que eu acabo por descobrir.- respondeu o Key, encolhendo os ombros.

Todos rimos porque sabíamos que era verdade.

-Aqui está a chave…- O Onew estendeu-a ao Key mas afastou-a antes que o último pudesse pegar nela.- Cuidado com o meu bebé!

-Sim…- o Key revirou os olhos.- Sabes que sou um ótimo condutor!

-Sim, sim… se eu vejo algum risco!

-Dá-me as chaves mas é, Lee Jinki!-reclamou o Key.

Apesar de o mais velho ser o líder, o Key muitas vezes falava com ele esquecendo-se das formalidades. Na realidade, o Key era assim com todos mas já estávamos habituados e não levávamos a mal.

O Onew lá lhe deu as chaves e eu despedi-me de cada um, dando-lhes um abraço apertado e demorado. Eles retribuiram o abraço caloroso e deram-me palavras de conforto.

O MinHo foi o último.

-Bem,eu vou indo para o carro… -disse o Key.

-E nós vamos indo lá para fora esperar pelo motorista.-acrescentou o Onew.

-Podes dizer que é para os deixar sozinhos que eles não são burros. -disse o maknae.

Todos nós rimos e eu e o MinHo,agradecemos a todos baixinho e vimos todos saírem apressados.

-Bem,parece que temos que nos separar outra vez…-murmurei.

Ele pegou nas minhas mãos e enlaçou os nossos dedos. Ele balançou os nossos braços como crianças e isso fez-me rir.

-Assim está melhor! -Ele mostrou-me o seu sorriso que lhe dava a alcunha Flaming Charisma e que fazia derreter corações por todo o lado.

Eu não era excepção por isso, mal vi o seu sorriso, o meu coração disparou.

-Não te preocupes, não irá ser por muito mais tempo. -ele tentou reconfortar-me.-Também não ajudou o facto de termos sido apanhados desprevenidos e nem termos tido tempo para nos despedirmos.

-Mas eu também não me quero despedir agora…

-Aish, não foi isso que quis dizer. Isto não é uma despedida definitiva, é só um até já.

Olhamos nos olhos um do outro e não foram precisas mais palavras. As suas mãos largaram as minhas para alcançarem a minha cintura, trazendo-me até mais perto de si. Passei os braços por trás do seu pescoço.

Ambos encurtamos a distância que separava os nossos lábios. Apesar de ser um beijo calmo e cheio de sentimento, não era um beijo de despedida. O nosso beijo tinha o doce sabor da esperança e eu não senti vontade de chorar.

Afastamo-nos lentamente,mantendo os olhos fechados. Ri baixinho quando senti o seu nariz roçar o meu, num beijo à esquimó.

Separamo-nos assustados quando ouvimos alguém pigarrear à porta.

-Desculpem interromper mas o motorista já chegou e está a perguntar por ti, MinHo. -disse o Taemin.

Demos mais um beijo cheio de sentimento e afastamo-nos lentamente, mantendo os dedos entrelaçados até os nossos braços já não esticarem mais.

Olhei para o maknae que olhava para baixo com a cara vermelha, envergonhado por assistir àquilo tudo.

-Falamos em breve. -sussurrou o MinHo.

Acenei enquanto via os dois desaparecerem ao longe, o Taemin a sussurrar algo ao mais velho mas que, devido à distância, já não consegui ouvir.

Dei um tempo para os rapazes terem tempo de arrancar e também saí. Fiquei um pouco em pânico ao lembrar-me que não fazia ideia onde estava o carro do Onew mas felizmente o Key apareceu antes que eu panicasse a sério.

-A MinHee contou-me tudo… -ele disse assim que eu pus o cinto e ele arrancou.

Olhei para ele confuso, não entendo o que ele queria dizer.

-Achas que vale de alguma coisa passares fome? Vai mudar alguma coisa se fores parar ao hospital? -a sua voz era dura enquanto ele me dava um sermão.

Escolhi os ombros e olhei para a janela, vendo as paisagens de vegetação passarem por nós. Não valia a pena tentar explicar que a minha intenção não era ir para o hospital mas que eu simplesmente não tinha fome e sempre que comia só me apetecia vomitar. Vendo que eu não respondia ele continuou.

-Eu não contei ao MinHo para ele não se sentir ainda mais culpado. Não és a única que está a sofrer com isto tudo. Nós temos é que tentar resolver isto tudo e não ainda por cima termos que nos preocupar contigo.

Aquilo foi como um chapada pra mim. Era a primeira vez que estava a ver o Key tão sério. O que mais me custou foi que eu sabia que ele tinha razão. Eu estava a ser egoísta.

Só dei por ela que estava a chorar quando senti o sabor salgado das lágrimas nos lábios. Ouvi o Key suspirar alto antes de acariciar para meu braço.

-Só estou a dizer isto como teu amigo, porque me preocupo contigo. -a sua voz era agora mais suave.

-Eu sei… -funguei e ele deu-me um lenço para eu limpar o nariz. -Desculpa é obrigada… -decidi mudar de tema- Mas com que então tu e o Jong…! Desde quando?

Ele riu e o ambiente amenizou imediatamente.

-Oficialmente foi só ontem à noite.

-Quer dizer que vocês já tinham…?-deixei a sugestão no ar.

Ele gargalhou ainda mais alto.

-Por incrível que pareça,não. Só fizemos sexo ontem… a menos que aquela vez à quatro tenha contado… -ele acrescentou mais para si do que para mim. Mesmo assim eu ouvi.

-Desculpa, o que é que aconteceu a quatro?!

-Foi quando tiveste aquela discussão com o MinHo na festa se Halloween… como viemos embora mais cedo, decidimos continuar a festa em casa e bem… que festa..!

-Mas os quatro?!-Eu ainda estava em choque.

-Foi das melhores experiências, acredita… tirando nos dias seguintes em que nunca senti tantas dores na bunda!

-Key!-ri.- Poupa-me os pormenores.

-Também não estava a pensar contar!

Lembrei-me que realmente por volta do Halloween o Key tinha andado uns dias a mancar mas ele tinha dito que tinha sido no treino.

-Mas espera lá… Nessa altura não estavas com o Onew e o Jong com o Taemin?

Ele voltou a ficar sério e eu arrependi-me de ter perguntado.

-Sim… quando eu torci o pé durante as férias de Natal eu vi isso como karma e decidi terminar tudo… eu já tinha terminado tudo o Onew mas o Jong ainda estava numa relação com o Taemin e o pequeno não merecia isso…

Chegamos ao apartamento que eu dividia com a MinHee e ele parou o carro. Acariciei o seu braço, tentando dar-lhe ânimo.

-Por isso é que no Natal…- lembrei-me da situação em que o Key começou a chorar quando o Taemin lhe deu o presente na noite de Natal.

Ele acenou positivamente com a cabeça.

-Sim… Eu senti-me horrível comigo próprio.

-Mas como é que vocês acabaram juntos?- quis saber.

Ele sorriu e encostou a cabeça para trás, fechando os olhos por momentos e voltando a abri-los.

-O mais engraçado é que foi o Taemin quem deu o último empurrão. Eu realmente não mereço.

Tirei o cinto e abracei-o.

-É como vocês dizem… Não se pode escolher quem ama.

Ele abraçou-me de volta e ficamos assim por algum tempo.

-Bem, eu tenho que ir, antes que comecem a desconfiar…- interrompeu o Key.

Concordei e despedi-me dele. Acenei da soleira da porta enquanto o via arrancar.

Entrei no apartamento e dirigi-me ao meu quarto que estava todo desarrumado e arregacei as mangas, sorrindo. Estava na altura de eu reagir e a primeira coisa a fazer era arrumar a bagunça em que estava o meu quarto!

Nana POV off

 

Key POV on

Deixei a Nana no apartamento que ela partilhava com a MinHee e estacionei o carro numa rua bastante movimentada. Se eu queria passar despercebido o melhor era mesmo misturar-me com a multidão.

Antes de sair do carro coloquei um boné preto e uns óculos de sol numa tentativa parva de não ser reconhecido mas que, no entanto, era melhor do que ir com a cara completamente destapada.

Entrei no café que estava cheio e caminhei até à mesa mais ao fundo e que estava mais resguardada dos olhares alheios.

Sentei-me e tirei os óculos, olhando para a rapariga de cabelos longos, lisos e com um tom rosa que se encontrava à minha frente.

-Olá. JiYoung. Desculpa pelo atraso.

-Olá. Não faz mal, Key oppa! -ela sorriu.- Obrigada por aceitares dar a entrevista.

-O prazer é todo meu!


Notas Finais


Espero que tenham gostado apesar de tudo ! O meu exame é para a semana por isso não sei se vou conseguir publicar até lá... Mas uma semana passa rápido (infelizmente para mim TT.TT)
Podem deixar os vossos comentários, se quiserem, eu não mordo nem nada ^^
Até à próxima!
*chu*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...