História Oh SeHun - [HunHan] - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun
Tags Exo, Fome, Hunhan, K-pop, Lemon, Luhan, Sehun, Xiumin, Yaoi, Yixing
Exibições 433
Palavras 937
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá leitores *-*

Espero que gostem desse Lemon feito com muito amor ao otp, viva HunHan (aquela carinha) jsjsjjdjd

Aproveitem (aquela carinha de novo)

Capítulo 10 - Pensei que você fosse hétero


Fanfic / Fanfiction Oh SeHun - [HunHan] - Capítulo 10 - Pensei que você fosse hétero

      Lu Han/Pov/ON

   Então, Sehun segura em minha cintura e me guia até seu quarto.

   Nem reparei na decoração do lugar, porque assim que chegamos, ele me prende na parede com força;

    - Flor, como você já está sabendo, você está sendo obrigado a me servir, então, a partir de agora, você segue as minhas regras. - Ele fala colando nossos corpos.

    - Adoro...

    - Só para começar...

     E então ele acaba com a distância que existia entre nossos rostos, e começa a morder de leve os meus lábios;

     - Olha Sehun, você vai ficar nessas mordidinhas mesmo? Pensei que você era bom de transa; a partir de agora, quem está no comando sou eu. E se não gostou, eu vou embora.

      - Então...ás suas ordens.

Quem manda nessa merda sou eu.

      - Nunca reparei o quanto a sua boca é bonita de perto. - Coloco a mão em sua nuca e faço os nossos lábios se encontrarem; Até que desço minha mão direita até o zíper de sua calça, fazendo a mesma cair no chão.

       - Flor, vai com calma...

       - Quando foi que eu pedi a sua opinião?

        Ele não me responde.

        - Ótimo.

        - Agora é a minha vez.

      Empurro Sehun para longe de mim, e rapidamente, tiro toda a minha roupa, ficando com tudo à mostra; sehun também arranca tudo que ainda o cobria. É grande. E grosso.

        - Nossa, Lu han!

        - Se eu te surpreendi, foi porque você me subestimou. Vamos adiante... Sehun, eu quero que você me chupe agora.

        E não demorou muito para aquela ordem ser atendida;

        Num instante ele se abaixou, ficando na altura da minha cintura e começou os movimentos vai e vem com a boca. Confesso que não me segurei nem um pouco.

       - OWNNN!!!

        E ele aumenta a velocidade.

       - OWNNN!!!!!

        Não estou aguentando.

        Não é possível que em nossa primeira vez, logo no início do ato eu venha a gozar.

        Mais é tanto tesão que eu sinto pelo SeHun, que eu não vou conseguir me conter.

        E logo, sei que um líquido quente que acaba de sair de meu pênis, desce pela garganta do SeHun.

        - SEHUN!!!! - Começo a gemer alto. Não estou me reconhecendo.

        - Mais já?

        - Algum problema?

        - Nenhum. Gosto assim. Agora, é a sua vez. - Ele sorri de um jeito malicioso.

        - Como quiser.

       E então, começo a brincar com o seu órgão. Sehun estava tão exitado com tudo aquilo, que eu podia sentir a sua intimidade pulsando dentro da minha boca. E com todos aqueles gemidos altos que acabavam escapando de sua garganta, sua ereção só aumentava.

          E sem muita demora, logo sinto, pela primeira vez - porque estou tirando minha virgindade hoje, acredite se quiser - o gosto daquele líquido azedo em mim.

            - Sehun...Eu quero que você penetre em mim com todas as suas forças.

            - Eu quero a mesma coisa. Pode subir na minha cama, se preferir que aconteça lá em cima. - Ele sorri de novo.

         E então, eu me levanto do chão, dando um empurrão em sehun, fazendo com que ele caísse em sua cama. E logo depois, subo na mesma, ficando de quatro.

          - Juro que pensei que você seria o ativo.

          - Mudei de idéia. - Direciono meu olhar para o seu membro. Estava completamente ereto. Mas, como eu sou uma pessoa muito má, como diz o meu amigo Yixing, vou brincar um pouco com ele.

           - Sehun, seu pau não está tão ereto o quanto eu quero, vou ter que te dar mais uma ajudinha.

           - Hum...Entendo. Fique à vontade.

          Aproveitando que Sehun está de joelhos, sento em seu colo e entrelaço minhas pernas em sua sintura, sentindo completamente o seu pênis em mim.

          - O que você vai fazer?

          Desço uma de minhas mãos até o seu membro, e começo a bater uma punheta pra ele.

          Nunca ouvi um ser gritar - gemer - tão alto quanto o Sehun.

        E eu faço mais rápido.

        Até que, por incrível que pareça, sua ereção aumenta ainda mais. Uma gota de suor escorre pelo meu rosto, e antes que o Sehun pudesse gozar de novo, acabo com aquilo.

    Agora é o momento certo.

     - Agora, você vai entrar em mim até o talo, entendeu?

     - Entendi. - Ele fala quase como um gemido. Oh SeHun está em minhas mãos.

      Fico de quatro de novo, e dessa vez, Sehun é mais rápido que eu.

      Assim que fico na posição, ele segura minha cintura forte - Bem forte - e enfia a cabeça de seu pau na minha bunda, me fazendo arfar.

      - Eu pedi para você ir até o talo, voc- e antes que eu pudesse terminar de falar aquela frase, ele me aperta ainda mais, colocando seu pênis até a metade dentro de mim; e logo em seguida, começa a gemer o meu nome a cada movimento vai e vem.

      - OWNNN!!!! OH, SEHUN!!!!! ME POSSUA!!!

     E então, ele enfia até o talo, gozando dentro de mim.

    Sinto que amanhã, minha bunda estará assada.

    Ele retira seu órgão - Ainda molhado pelo seu gozo - e cai na cama, me puxando consigo.

    Agora, estamos suados, deitados um ao lado do outro.

    - Flor, pensei que você fosse hétero.

    - Pensou errado.


Notas Finais


Adoron uns lemon (aquela carinha)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...