História Ohana, uma família muito louca. - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Kookmin, Namjin, Taeseok, V-hope
Exibições 21
Palavras 2.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Capítulo 19


Fanfic / Fanfiction Ohana, uma família muito louca. - Capítulo 19 - Capítulo 19

Autora narrando

Os encontros entre os meninos eram cada vez menos frequentes, talvez pelo fato de passarem 60% do dia trabalhando 30% na faculdade e 10% estudando, isso incluía os finais de semana, mesmo morando na mesma casa, não se encontravam muito, quando um chegava, o outro já estava de saída, enquanto alguns estavam chegando em casa, outros já estavam dormindo e não era diferente com as 5 novas amizades que haviam feito não fazia muito tempo, e assim foi até iniciar as tão esperadas férias.

Tinha tudo para todos estarem felizes, exceto duas pessoas que vinham brigando constantemente e nenhum dos dois saberia dizer o porquê daquilo tudo, seria um desgaste emocional? O mais novo chutava possíveis possibilidades para tantas discursões, mas nada vinha a sua mente. Tentava entender seu hyung mas não conseguia, tudo estava se tornando cada vez mais exaustivo para ambos os lados.

Um ponto positivo naquilo tudo, se é que havia algum, era que ambos são muito preservados, ninguém além deles sabia de tudo que estava acontecendo, talvez seus amigos fossem um tanto desligados ou estivessem tão ocupados com suas tarefas diárias que não percebessem, talvez aos olhos deles, estava tudo bem, o que não deixava de ser verdade em 20% dos acontecimentos entre os dois. Isso de algum modo era bom aos olhos do mais velho, pois o mesmo gostava de ficar sozinho quando discutiam, pelo menos sozinho por alguns minutos, e o mais novo sempre gostou de resolver seus problemas sozinho.

De qualquer forma, você tem que entender que eu NÃO ESTOU COM PACIÊNCIA PARA NADA. – O mais velho dizia e realçava as últimas palavras, como se quisesse de alguma forma enfiar na cabeça do mais novo que o mesmo estava te sufocando... -

Eu tento entender, mas de verdade, não da Hoseok – Falou um tanto indignado pela forma como o namorado estava agindo apenas pelo fato do mais novo querer saber o motivo do silêncio do mesmo... Saiu pela porta do quarto deixando seu namorado para trás com uma feição que não saberia explicar, na realidade, ultimamente ele não saberia explicar mais nada.

O mais velho ficou ali parado no meio do quarto em um silêncio total enquanto as últimas palavras do menor passavam em sua cabeça como um eco, a realidade é que ele estava se irritando facilmente com qualquer coisa que Taehyung fazia, e nem mesmo ele saberia explicar o porquê.

Tantos porque passava pela cabeça dos dois, seria um fim de relacionamento a solução para aquilo tudo? Será que o motivo era tão simples assim? Será que ambos não sentiam mais tanto amor assim um pelo outro? Aquelas questões eram frequentes na cabeça de ambos. O mais velho decidiu por fim, descer as escadas e sair pela porta da sala sem rumo, apenas andar, se pudesse andaria para algum lugar longe dali, longe de tudo, longe de Taehyung...

Enquanto uns estavam passando por momentos difíceis, outros estavam se divertindo em qualquer lugar, mas vamos focar na sala de estar só por um momento.

Um cachorrinho e um maknae se divertindo no tapete da sala e dois hyungs jogando vídeo game, agora três, visto que Taehyung se juntara a Namjoon e Jimin. Seus três amigos não perceberam nada, e nem perceberiam, Tae poderia ter certeza de que Hope não sairia do quarto naquele momento, mas se enganou quando viu o mesmo passar pela sala feito um furacão em direção a porta, se ele disser que se importou com tal ato, estaria mentindo, pois nem teve vontade e nem iria mover um músculo para ir atrás pois saberia que o namorado queria apenas ficar longe dele naquele momento.

Um ponto de interrogação se formou na cabeça dos três ali presente, quando Hope se estressou tanto a ponto de sair sem nem avisar ninguém? Não tinham medo de perguntar a Tae o porquê daquilo tudo pois a expressão do mesmo era despreocupada.

O que foi que a gente perdeu? – Questionava Kook com um olhar inocente enquanto acariciava os pelos do filhote que aprendeu a amar tanto em menos de 1 semana, foi o melhor presente que Yoongi dera para o mais novo.

Tae ficou um tempo em silêncio com os olhos na TV e os três amigos aguardavam pela sua resposta, até que o mesmo decidiu pausar o vídeo game. Passou as mãos pelos fios ruivos, suspirando pesadamente como se tivessem perguntando se ele havia matado alguém

A gente tem brigado constantemente, quase todos os dias eu diria – O jovem suspirava, e se questionava mentalmente porque era tão difícil. Os três ficaram um pouco surpresos até porque, ninguém percebera nada, sabiam que ambos eram discretos, mas não a esse ponto.

- Porque? – Jimin como sempre, o mais tranquilo e acolhedor, passava segurança com sua voz aveludada como se estivesse calmo, mas na realidade, não estava. Mas talvez, o porquê fosse o problema daquilo tudo.

- Ultimamente, de umas semanas para cá, ele tem se estressado comigo sem motivos, se irrita, fica emburrado, e depois pede carinho, e no dia seguinte acontece tudo novamente, mas as vezes, nem carinho ele pede mais.

- TPP – Afirmou o hyung mais velho ali, os mais novos o olhavam como se esperassem alguma explicação para aquilo, até porque, ninguém sabia o que era aquela sigla que o maior acabava de dizer – Tensão pós prova, Jin as vezes fica assim.

Não acho que seja um motivo para tanto, até porque, as férias começaram tem mais ou menos uma semana já – Afirmava Kook com uma expressão preocupada, temendo fazer a tal pergunta a seu hyung – Vocês vão terminar?

Tae esperava por aquela pergunta todos os dias, mas não sabia que quando perguntassem, ele fosse responder “Não sei”, pensava em responder “Não”, mas sua boca e talvez seu coração quisesse dizer “Não sei”. O hyung mais velho decidiu encerrar a conversa, primeiro porque percebeu que o mais novo não queria falar sobre aquilo, e segundo porque Jin acabara de entrar em casa com Suga e Suran, cumprimentaram a todos em seguida subiram as escadas rumo a seus quartos.

Os três voltaram a jogar e o maknae a brincar, como se aquela conversa nunca tivesse existido. Tae agradeceu mentalmente pois sabia que seus três amigos tinham noção do que ele queria naquele momento.

Jimin narrando

A gente decidiu jogar e distrair o Tae um pouco, mesmo sabendo que ele não precisava disso até porque ele estava tranquilo.

Minutos se passaram, quando Hope entra pela porta da sala indo em direção a Tae...

Hope: Amor – Falou manhoso –

Tae: Hmm?

Hope: Eu quero atenção

Tae: Para brigarmos?

Hope: Não – Falou manhoso –

Tae: Estou jogando agora – Falava sem tirar os olhos da televisão –

Fiquei meio pasmo com a resposta dele, pelo visto Hope também já que sua expressão não era uma das melhores...

Hope: Vai me trocar por um vídeo game idiota de zumbi?

Tae: Múmias, Hoseok, são múmias, e sim eu vou.

Hope: A mas eu não to crendo no que eu estou ouvindo

Tae suspirou e aumentou o volume da televisão.

Hope: Quer me dizer o que esse joguinho tem que eu não tenho?

Tae: Botão mudo

Nessa hora até Nam o olhou como se ele tivesse dito a pior coisa do mundo, observávamos tudo aquilo até que Hope saiu pisando duro em direção a seu quarto, pude ouvir a sua porta bater com certa força... “Deve ter quebrado” pensei. Nunca pensei que presenciaria uma briga dos dois, estava enganado.

Tae apenas continuava a jogar como se nada tivesse acontecido ali, Kook foi levar o cachorrinho para comer na intenção de deixar Nam e Tae sozinhos, e eu fui com ele...

Jimin: Amor...

Kook: Fala meu fofuxo – Falou me dando um selinho enquanto o cachorrinho que tinha o mesmo nome do hamster, comia... –

Jimin: Fofuxo? Está dizendo que to gordo?

Kook: Não, você é gostoso isso sim – Falou me olhando com um olhar malicioso, dei um tapa de leve no braço do mesmo –

Jimin: Estou preocupado com Tae e Hope, viu o que acabou de acontecer?

Kook: Bom... Confesso que também estou... – Falou coçando a nuca –

Jimin: O que vamos fazer, na verdade, eu nem estava sabendo de nada, estou chateado pelo Tae não me contar – Fiz biquinho, e ele mordeu -

Kook: Amor a gente não pode fazer nada, viu as faíscas que soltava deles dois? E não fique chateado com Tae, ele e o Hope sempre foram assim, você sabe – Falou acariciando minha bochecha com o polegar –

Jimin: Me sinto tão mal por eles... Parecia que eles estavam tão bem...

Namjoon narrando

Estava ali na sala com o Tae, não queria me meter pois sabia do amigo que eu tinha, até que ele dá pause no jogo e fala...

Tae: Vai hyung, pode falar... – Fiquei surpreso por ele saber que eu estava me segurando para não falar nada -

Namjoon: Porque falou com o Hope daquele jeito?

Tae: Talvez porque eu já esteja me cansando disso tudo – Suspirou –

Namjoon: Essas coisas acontecem, vai acontecer vocês querendo ou não, entenda Saeng, tente evitar novas discursões, você poderia ter evitado essa, Hope é muito sensível e chora facilmente, você sabe disso, ele deve estar muito chateado, independente dele estar estranho nos últimos dias, você tem que procurar evitar... Apenas concorde com ele, faço isso com Jin direto, evita muitas discursões. As vezes nem estou ouvindo o que o Jin fala, mas apenas concordo quando ele para pra respirar... – Arranquei um sorriso do mesmo -

Tae pareceu pensativo, me abraçou, agradeceu, e subiu. Eu poderia dizer que sei exatamente o que ele ia fazer, mas depois de hoje, eu não sei ao certo.

Tae narrando

Fui em direção ao seu quarto mas a porta estava trancada, bati na mesma e não obtive resposta a não ser um longo silêncio...

Tae: Amor? – Falei um pouco cabisbaixo, encostando a mão fechada e a cabeça na porta – Amor por favor abre essa porta, vamos conversar...

Nada mais, nada menos que o silêncio...

Tae: Amor me perdoa, por favor vamos conversar, abre a porta, deixa eu te abraçar... Deixa eu dizer bem baixinho que te amo, por favor...

Eu apenas ouvi o som de um soluço, droga ele estava chorando, e aquilo quebrou meu coração em mil pedaços...

Tae: Amor não faz isso comigo... – Senti minhas bochechas molharem por conta das lagrimas, droga, eu não aguentava ouvi-lo ou ve-lo chorar –

Virei de costas para a porta, encostei na mesma e me permiti ser puxado para o chão lentamente, escondi meu rosto entre as minhas mãos, chorei em silêncio tentando fazer a dor que eu estava sentindo ir embora, sem sucesso, a dor só aumentava a medida que eu ouvia seu choro baixinho e sem ter como toca-lo e abraça-lo. Permiti me questionar quando foi que tudo ficou tão difícil...

Acabei adormecendo ali mesmo.

Minutos, ou horas depois, não sei ao certo, ouvi uma voz um pouco distante me chamar...

- Dongsaeng? – Abri meus olhos lentamente e pude ver Jin e Jimin na minha frente me olhando preocupado.

Jimin: Tae Tae?

Jin: Vem, vamos la na cozinha... – Me puxou pela mão e me levou até a cozinha me dando um copo de água –

Jimin: Ele não abriu a porta não é? - Fiz que não com a cabeça e abaixei o olhar para o liquido dentro do copo -

Jin: Estou chocado por não ter percebido nada, e também só percebi pois ouvi a conversa do meu quarto... Depois Jimin me explicou tudo. Oh Tae eu sinto muito...

Tae: Não tem o que sentir Omma... A gente resolve – Dei um meio sorriso forçado –

Jimin: Como vão resolver se o que fazem agora é só brigar?

Hope narrando

Estava em meu quarto e me proibi de derramar uma lágrima se quer, mas quando ouvi dois toques na porta, meu coração acelerou e eu me permiti derramar aquela lágrima teimosa no cantinho do meu olho...

Tae: Amor? – Falava em um tom triste – Amor por favor abre essa porta, vamos conversar...

Não quis responder, queria apenas chorar ali sozinho, e foi o que eu fiz, abracei meu urso, e chorei em silêncio...

Tae: Amor me perdoa, por favor vamos conversar, abre a porta, deixa eu te abraçar... Deixa eu dizer bem baixinho que te amo, por favor... – Aquelas palavras estavam mexendo com o meu coração de uma forma que eu não me contive e chorei mais ainda, e acho que ele ouviu... -

Tae: Amor não faz isso comigo... – Falou com a voz embargada, e deduzi que o mesmo estava chorando, e pensar nele dessa forma fez meu coração se espedaçar totalmente... Dói vê-lo falar dessa forma, dói vê-lo chorar, dói sentir que estamos cada vez mais distantes...

Dormi em meio as lagrimas e pensamentos. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...