História Oi gato, me dá um estágio? || Jikook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Yaoi
Visualizações 144
Palavras 1.281
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


KKKKK OI
Eu tive a ideia de escrever essa fic a partir de um meme, mas perdi ele :")
Como sempre, hot no próximo cap ͡° ͜ʖ ͡°
😂😂 dessa vez prometo nao demorar muito, juro!

Boa leitura!!!

Capítulo 1 - Você quer um estágio?


Vida de universitário não é nada fácil: ter que decidir se vai gastar o dinheiro com a coxinha de cada dia ou com o xerox e apenas sobreviver, morar em repúblicas, localizar os inimigos nos trabalhos em grupo (que são uma simulação de vida na savana africana), mendigar pontinhos para os professores. Jeon Jungkook vive tudo isso na pele, somando ao fato de que o curso escolhido por ele era o terror dos novinho: direito. Era a carreira que o pai seguia e também o sonho do filho, e o medo de decepcionar o mais velho o corroía até os ossos. Como resultado, é claro, Jungkook era o melhor em todas as matérias - mesmo que seu pai vez ou outra dissesse para não se esforçar além da conta, mas Jungkook nunca o ouvia.

Como consequência, o pobre menino Jeon nunca havia ido à uma festa de república na vida, ainda era BV, e do resto, nem se fala. Totalmente o oposto do seu melhor amigo e colega de quarto Taehyung, que tinha várias e vários peguetes e vivia dizendo que se Jungkook não relaxasse logo, sua cabeça iria inflar como um balão e explodir. Mas o mais novo respondia sempre a mesma coisa, na base da teimosia, dizendo que estava muito bem estudando ao som dos roncos sinfônicos de Yoongi (o outro colega de quarto), obrigado.

Mas Taehyung, mesmo sendo esquisito, não era bobo: sabia que o amigo estava sonbrecarregado após o período de provas do semestre. Foi então que teve - o que ele mesmo julgou - como a ideia que mudaria a vida de Jungkook para sempre. Este, ao ouvir o discurso do Kim, revirou os olhos e se voltou aos estudos, no entanto, Yoongi se remexeu na cama atrás de si, bateu o pé na escrivaninha e derrubou todos os materiais de Jeon pelo chão do quarto. Taehyung começou a rir e murmurou um obrigado no que ele chamava de língua do ronco, a única maneira de se comunicar com Yoongi por ali.

Sacou o celular do bolso enquanto Jungkook suspirava, derrotado.

  - Isso se chama Tinder. - apresentou o aplicativo ao amigo, com o sorriso de quem havia descoberto a cura do câncer.

  - Me poupe, Taehyung. Eu não sou tão anti social assim. - ergueu uma sobrancelha.

  - Então por que ainda não tem um?

  - Por que eu tenho prioridades maiores do que beijar na boca. Agora, se me dá licença, eu preciso arrumar essa bagunça e continuar estudando. - Enquanto Jungkook falava, Taehyung imitava-o abrindo e fechando a mão com deboche.

  - Eu tenho um acordo, idiota. Acha que eu vou para a guerra sem estratégias? - sorriu pervertido - Você só precisa dar um *match* com alguém e...

  - E o que eu ganho com isso?

  - Eu posso mostrar suas notas para o meu pai, e ele lhe dará um emprego. Não era isso o que você tanto queria? Mas tem uma condição: você tem que aproveitar a vida pelo menos uma vez e dar uns pegas com um cara gato. O que me diz?

Taehyung conhecia Jungkook há tempo o suficiente para saber os sonhos e necessidades do amigo. Seu plano era perfeito: Jungkook finalmente iria desencalhar, arrumaria um emprego com mérito e seu próprio esforço sem ninguém poder falar que seu pai havia o ajudado e de quebra teria uma grana a mais, sonho, né?

Ironicamente, Taehyung, estudante de história, vinha de uma família toda de médicos e advogados. Estava oferecendo tudo o que tinha.

Jungkook pensava seriamente sobre isso, com o dedo apoiado no queixo, e Taehyung não tirava o sorriso vitorioso dos lábios.

  - Fechado - suspirou. Era só um encontro e nunca mais se veriam na vida. Além disso, era seu emprego dos sonhos.

  - Ótimo! - O moreno comemorou - Eu sabia que você aceitaria, então me dei a liberdade de criar seu perfil, olha.
 
  - O QUE?

Taehyung mirou a tela do aparelho na direção do outro.

Jeon Jungkook
20 anos de idade
Cursando direito em SS Seul University
De Busan
Descrição: 1.78 de altura e 61 kg são o suficiente para te deixar louco. "No pain, no gain". 1# fã do Justin Bieber sunbaenim e do homem de ferro. Posso me parecer com um coelho, mas atualmente me chamam de playboy internacional :))

  - Kim Taehyung, que merda é essa? - Jungkook parecia mais um pai dando bronca no filho. Taehyung fez uma careta com esse pensamento.

  - Nem vem, Jungkook. Se eu deixasse você fazer isso sozinho, sua descrição seria: olá, eu sou Jungkook. Sou chato e gosto de estudar. Fim. - Taehyung caiu na gargalhada, e Yoongi o chutou para que falassem mais baixo - Confie em mim cara. Você vai arrasar, à lá Taehyung.

Jungkook suspirou enquanto o moreno instalava o app no seu celular. As vezes na vida nós temos que fazer coisas das quais não nos orgulhamos, já dizia seu pai. Esta era uma dessas.

  - Você me paga, Kim Taehyung.

  - Eu estou prestes a consertar sua vida! Deveria estar me agradecendo. - Tae riu.

  - Não seja tão convencido - Jungkook jogou o travesseiro nele - Você é meu inimigo.

                                    -.-

Uma semana havia se passado sem que Jungkook encontrasse alguém bom o suficiente para si ao primeiro olhar. Já havia visto gente de todo tipo: homens, mulheres, velhos, adolescentes, pervertidos, os que só queriam amizade e até mesmo gente da faculdade, incluindo o Tae, que deu match consigo só pra perguntar como andava a "paquera" de Jungkook no app. A resposta era sempre a mesma: sem interesse.

Assim fica difícil, migo.

No entanto, em um dos intervalos no qual a biblioteca estava fechada (estudar? sem chance), Jungkook resolveu que estava enrolando demais e abriu o app. Para que esperar um príncipe encantado afinal? Só o que Jeon queria era um estágio, de qualquer forma.

Seu primeiro match não o surpreendeu: um cara de 57 anos querendo foto das teta. Creio em Deus pai, nem se eu tivesse peitos. No segundo, uma garota que só sabia chamá-lo e oppa e dizer eu moido :3. Jungkook estava prestes a desistir quando algo lhe chamou a atenção. Um homem de terno e gravata, cabelos alaranjados, rosto sério e jovial.

Park Jimin*

27 anos de idade

Advogado

De Seul

Descrição:  175m, 60 quilos. Bailarino nas horas vagas, dança é mais que arte, é um meio de de vida. Não diga que eu sou fofo, eu quero ouvir másculo ;)

Jungkook analisava a foto dele mas estava praticamente tatuado em sua testa "OI, TENHO INTERESSE", e com razão, afinal, que homão da porra era aquele? Tinha todas as qualidades que Jungkook procurava e, de quebra, era advogado. Um cara sério, maduro. Seria meu sonho?

Jeon ficou tanto tempo encarando a foto que nem percebeu quando o tal de Jimin havia chamado ele no chat privado. Já podia  imaginar os dois estudando juntos e, é claro, se pegando depois.

Park Jimin: Oi, Jungkook-ssi

you: Oi, deus grego
opa, Jimin*
esses corretores de hoje em dia..........

Se tinha uma coisa que Jungkook aprendeu com Taehyung e levaria para sempre, é: se a vida te der limões, faz uma caipirinha, viado.

Park Jimin: haha
Obrigado
Mas se eu sou um deus, você é o olimpo todo, gracinha ;)

Aqui temos mais um falecido. Park Gostosão Jimin estava mesmo devolvendo seu flerte? Hoje tem.

you: você é um advogado, certo?

Park Jimin: Sim
Eu deveria estar separando a papelada do Namjoon
Mas me escondi no escritório
Quer processar alguém? Haha

you: na verdade, Park-ssi
Eu estou no segundo ano de direito
Se eu fosse seu estagiário
Daria meu melhor, gato

Jungkook nunca se sentiu tão piranha na vida. Em segundos aquela conversa tomou um rumo com tantas intenções que o estudante se perguntou se não havia dormido e estava sonhando aquilo tudo.

Park Jimin: Você quer um estágio?
Venha na empresa segunda
Vou te ensinar direitinho


Notas Finais


Tcharaaaaam
Approves? Preparem as almas próximo cap ^^
Love yall

Outras fics:
Chanyeol odeia camisinhas néon (chanbaek):https://spiritfanfics.com/historia/chanyeol-odeia-camisinhas-neon-chanbaek-9786699


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...