História Olá, do outro lado... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hidan, Kakuzu
Tags Drama, Naruto, Tragedia
Exibições 18
Palavras 768
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu sei tenho tanta coisa para atualizar, mas se eu deixar passar... se perde! T-T

Capítulo 1 - Do outro lado...


Ele sentia-se estranho. Parecia ser envolvido em uma espécie de casulo. Estava preso na escuridão.

Um baque seco e então, foi envolvido por uma forte luminosidade. A primeira coisa que viu foi a cara feia de Kabuto lhe dando um “sejam bem-vindo de volta!”

“De volta?” a pergunta ecoou em sua mente enquanto o ambiente ao seu redor começava a entregar as respostas que procurava. E ela foi dura e cruel, sem sentido, mas, de alguma forma, esperada; estava morto.

“ Agora, seu objetivo será somente lutar.” a voz esganiçada do homem ecoava em sua mente.

“Que coisa estúpida para se dizer.” foi o que o albino pensou. Sua vida toda se resumiu a isso, então nada mudou.

“Você deve abandonar tudo o que era importante para você; seus momentos mais alegres, suas expectativas, suas paixões, amores… tudo! Seu passado mais feliz.” a voz continuava a perturbá-lo.

“Quanta coisa ridícula.” esse foi o último pensamento do homem, ao ser perfurado pela kunai, que, aos poucos, escurecia sua mente e seu coração.

Em meio a grande 4ª Guerra Ninja, os membros revividos pelo Edo Tensei de Kabutomaru estavam levando uma boa vantagem sobre os ninjas da Aliança Shinobi. Um grande e, aparentemente, invencível exército de mortos-vivos, lutavam quase que completamente controlados pelo jutsu proibido.

Entre eles se encontrava o albino de boca suja e extravagante; Hidan o imortal.

Tinha plena consciência de estar ali, em meio a todo aquele conflito. Sabia também qual era seu objetivo; destruir tudo.

Porém havia algo estranho, e não era nada que estava ali, mas sim o que não estava.

Sua mente ligeiramente confusa, tentava procurar o que faltava para preencher aquela sensação de vazio. Tudo era apenas um negro borrão, por mais que forçasse sua memória, as lembranças se perdiam em algum ponto.

Olhou em volta.

— EI, HIDAN! - Deidara gesticulava para o albino.

— Oe Deidara!! - Hidan se aproximou do loiro. Viu todos os outros membros da Akatsuki ali também. – Que porra que tá acontecendo? Por que tá todo mundo aqui? - Hidan deu um sorrisinho petulante. – Então vocês todos morreram é; seus bostas!

— Isso é uma guerra, seu idiota! - Deidara desviou rápido de um oponente, o abatendo em seguida.

— Eu não sei se você notou Hidan, mas você também está morto, de alguma forma. - Nagato o olhava curioso.

— É mesmo! Achei que você e o Kakuzu fossem imortais. - Sasori o olhou com o típico desdém.

— Ah? E quem é Kaku…

Hidan nem teve tempo de terminar a frase, quando foram brutalmente atingidos por uma mão gigante. Chõji Akimichi, tentou acertá-los em cheio.

— Uhuhuhu… - Hidan gritou eufórico, desviando com maestria do golpe. – Olha só quem são, os bostinhas do País do Fogo.

Shikamaru Nara, Ino Yamanaka e Chõji Akimichi cercavam os cinco membros da Akatsuki.

— Ah não, cara! - Shikamaru coçava a orelha desinteressado. – Você de novo não. Achei que ainda estivesse vivo naquele buraco.

— Gyahhhh!! Seu ateu, acha mesmo que poderia se livrar de mim para sempre, é?

— Bem, o coração está aqui, mas cadê a razão? - Ino olhava em volta, procurando alguém.

— Ah, é mesmo, falando em coração, cade o seu parceiro; o Kakuzu? - Chõji entrou em alerta.

Hidan os encarou por algum tempo. Se virou para Sasori e perguntou:

— Oe, Sasori! Você tinha mesmo falado esse nome ai. Quem é essa porra de Kakuzu?

Todos ali, inclusive os shinobis do País do Fogo olharam confusos para Hidan.

— Pare de gracinhas Hidan, agora não é hora para isso, ok? - Deidara lançou um olhar desaprovador a Hidan, que corou irritado.

— Perai é sério isso? - Shikamaru olhou suspeito para Hidan. – Você realmente não sabe quem é o Kakuzu?

— É claro que ele sabe, não foram neles que vocês deram a maior surra? - Sasori comentou ainda desinteressado.

— O, PORRA! EU JÁ DISSE QUE NUNCA OUVI FALAR DESSE AI!

Hidan percebeu que Shikamaru o olhava desolado. Incrivelmente o garoto parecia muito triste mesmo. O albino sentiu uma pontada de angústia, pois, de repente, todos pareciam chateados com algo. Era como se alguma coisa séria estivesse acontecendo ali e só ele não soubesse.

— Oe, seu viadinho! Cara pare de me olhar assim, que merda de expressão é essa? PAREM TODOS VOCÊS!!

Sem entender o por que, Hidan saiu correndo em disparada, adentrando a densa floresta que os cercavam.

Todos permaneceram parados, sem falar absolutamente nada.

— Deus! Esse jutsu é muito cruel!! - Ino foi a primeira a exteriorizar a dor momentânea, que todos pareciam compartilhar.

— Eu nunca pensei que o Hidan pudesse… - a frase de Nagato se perdeu, em meio aos rostos tristes da Akatsuki.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...