História Olá, Happy.


Escrita por: ~


Sinopse:
Por conta de uma briga, Natsu Dragneel acaba sendo obrigado a escrever um diário com o intuito de controlar suas emoções. Embora esteja incerto e receoso sobre escrever ou não o diário, ele acaba decidindo escrevê-lo e o nomeia de Happy, mas com o tempo Happy se torna mais do que apenas um simples diário.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Happy, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Diário, Drama, Gale, Gruvia, Jerza, Letley, Nalu, Olá Happy, Romance
Exibições 6.896
Comentários 186
Palavras 23.707
Terminada Não

Fanfic / Fanfiction Olá, Happy.
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Mutilação
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Sexta-feira, 02 de Setembro de 2016.
3
568
579
 
2.
Segunda-feira, 05 de Setembro de 2016.
4
465
614
 
3.
Terça-feira, 06 de Setembro de 2016.
7
434
971
 
4.
Domingo, 11 de Setembro de 2016.
5
413
1.337
 
5.
Quinta-feira, 22 de Setembro de 2016.
5
362
777
 
6.
Terça-feira, 27 de Setembro de 2016.
8
354
927
 
7.
Sábado, 8 de Outubro 2016.
6
331
938
 
8.
Sexta-feira, 14 de Outubro de 2016.
9
316
1.198
 
9.
Quarta-feira, 19 de Outubro de 2016.
8
308
790
 
10.
Sexta-feira, 28 de Outubro de 2016.
7
290
815
 
11.
Sábado, 5 de Novembro 2016.
7
280
933
 
12.
Segunda-feira, 14 de Novembro de 2016.
7
282
914
 
13.
Sexta-feira, 18 de Novembro de 2016.
8
272
890
 
14.
Terça-feira, 29 de Novembro de 2016.
6
240
820
 
15.
Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016.
10
233
1.160
 
16.
Domingo, 11 de Dezembro de 2016.
8
228
904
 
17.
Segunda-feira, 02 de Janeiro de 2017.
9
213
732
 
18.
Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2017.
9
199
1.449
 
19.
Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017.
9
178
1.068
 
20.
Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2017.
9
188
1.285
 
21.
Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2017.
8
192
1.304
 
22.
Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2017.
7
166
708
 
23.
Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2017.
7
145
1.024
 
24.
Domingo, 12 de Março de 2017.
9
152
771
 
25.
Terça-feira, 21 de Março de 2017.
11
87
799

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por ~mikarin-chan
Capítulo 23 - Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2017.
Usuário: ~mikarin-chan
Usuário
VIVA O AMOR!!!
Isso ai, Lucynha!! Ah, meu Deus... Queria ter essa atitude da Lucy HUAHSUAHS Na ultima vez em que eu fiz isso, meu coração quase explodiu (isso porq eu só queria ficar com um garoto, imagina se eu estivesse apaixonada!) Bem, agora o próximo beijo deve ser de autoria do senhor Natsu Dragneel, só acho...
Ótimo capítulo! Valeu a pena esperar u---u E que se dane a Levy, isso aí, gostei.
E sobre o Carnaval... Adivinha quem vai passar em casa sozinha? Eu mesma! Podia estar beijando umas bocas? Podia, mas nem tudo são flores ;') Mas que sabe eu não apareça em algum bloquinho e fique loka de catuaba? (zuera, eu nem bebo HUSHAUHAUH)
Kissus da Mika-chan <3
Postado por ~Maicka
Capítulo 22 - Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2017.
Usuário: ~Maicka
Usuário
Aquela sensação maravilinda quando você recebe a notificação de Olá, Happy. Paro tudo que estou fazendo pra ler KKKKKKKK ❤
Natsu, você, eu e uma cambada de gente passa por essa indecisão em relação ao "o que fazer da vida". Eu estou no Ensino Médio e já tenho pensamentos assassinos quando a Zeref's da vida que vivem dando pitaque "Faz medicina!" Sério, dá uma raiva -.-" Letley, vc também está no EM?
Adorei o cap.
Espero pelo próximo \o/
Postado por ~Maicka
Capítulo 21 - Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2017.
Usuário: ~Maicka
Usuário
Mas que filha da putagem hein, Levy ú.ù Meu Deus, nos primeiros parágrafos eu tava bem de boa achando que o capítulo seria meio parado e PA! O cheiro de tretagem veio mais forte aheuaushaushauhs Acho que esse seria o momento ideal pro Natsu se aproximar mais da Lucynda, e aliás, eles são tao fofos juntos -q <3
Letley, adorei a descrição desse capítulo (principalmente do meio pro final, sendo que eu consegui visualizar tudo na minha frente. Vc tá evoluindo mais e mais a cada capítulo...)
Espero pelo próximo ❤
Postado por ~mikarin-chan
Capítulo 21 - Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2017.
Usuário: ~mikarin-chan
Usuário
NaLu é NaLu né pae? JIDJKSJS Tadinha da Lucynha... Mais corna que eu USDHAIDH' Ainda bem que eu não tenho que encarar meu ex todo dia igual ela (n que a Levy seja ex dela, mas da na mesma) E o Natsu é o famoso CAGÃO, não chega na mina logo... Mas eu até entendo ele por um lado, que a Lucy ta ainda na da Levy e tal, mas se ele não "entrar no jogo", os sentimentos da Lucy por ele nunca vão evoluir! ACORDA PRA VIDA, NATSU! REAGE!
Capitulo maravilhoso <33 Como sempre, ansiosa por mais <3
Kissus da Mika-chan<33
Postado por ~fey-ruh
Capítulo 16 - Domingo, 11 de Dezembro de 2016.
Usuário: ~fey-ruh
Usuário
Okay, ohayo, Letley-san! Eita, mais uma vez eu e meus comentários longões que todo mundo tem preguiça de ler — por isso me desculpa, mas eu realmente vou tentar me encurtar aqui, ok?
De novo, como você bem se lembra — ou não, não sei, eita —, vou aos meus parágrafos aqui. Se segura. É meia noite e eu só queria falar e falar. Aliás, obrigada! Bem precisava de uma distração para as altas horas.

1º capítulo — Natsu. Oee, quê isso! Mal começa o "prólogo" — ok, não é um prólogo, me ignora, gosto de dar nome às coisas — e somos apresentados ao Natsu. De vista, ele parece normal, da nossa idade, e, APARENTEMENTE, oh, preocupado com as mesmas coias; por camadas mais soltas e sutis, vamos sendo introduzidos à psiquê do Doraguniru. Se eu gostei? Obóvio. Adorei. Gosto do fato de ele parecer meio inseguro e demonstrar isso no papel, além de, claro, eu ter [i]a m a d o[/i] o fatinho fofo de você, autora-chan, ter colocado as datas de postagem como também as datas do diário. Dorei muito. Só espero que a ordem cronológica da fanfic mantenha — sei lá por que disse isso, mania? drama? eita —, e por enquanto é só. Capítulo dois aaa.

2º capítulo. Sabe uma coisa que eu gosto? Gosto dos capítulos serem curtinhos, observações do dia a dia do Natsu. Me lembra alguma coisa. Parece idiotice minha falar isso, eu sei, mas é quase como se acrescentasse aquela dosezinha mágica de verossimilhança que os autores tanto cobiçam — poético demais da minha parte? —, aquela sensação de "isso pode acontecer em qualquer lugar a qualquer hora, porque parece real". Idiotice, novamente, talvez, mas, enfim.
Sobre o Natsu, de novo, gostei dele. Quer dizer... são só dois capítulos, eu sei, e talvez seja a hora, mas, não sei, dá quase pra sentir os... sentimentos contidos em poucas palavras. Dá pra sentir a fragilidade, o medo, a angústia e o amor. E eles estão todos lá. Basta procurar. Ele é, também, admito, alguém bem parecido comigo. Sei lá. Gostei disso. Gostei da fanfic. Capítulo trêsss, venhaaa.

3º capítulo. Ó! Já sei o que me lembra. As vantagens de ser invisível, sem tirar nem pôr, o mesmo estilo, 10/10 (não que eu ache que o seu seja uma cópia, por favor, não me mata, só que eu amo a maneira como o Charlie e o Natsu conseguem ver o mundo com tanta simplicidade e ainda assim acharem uma lição de moral em um pôr do sol na cidade. Não me mata!). Topzinho. Agora, ok, Levyosa! Como assiiiim, Letley, ela se corta? Ai, Jesus, alguém abraça ela. Ok, enfim, sei que, nesse momento, geral suspeita do Gajiu — me recrimine, eu gosto de ler os comments —, mas, sei lá... NÃO QUE SEJA CULPA DA LEVY MEU DEUS EU NÃO QUERO LEVAR UMA PEDRADA. Só que acho que ele gosta mesmo dela, aimeudeus, será que sim, será que não, gente, espero que sim, agora tô shippando mais do que nunca (tenho uma queda por sofrência nivel hard), e por falar em shippar, esse NaLu aí tá história da minha vida, crushando só com ozoio porque os lábio tão bejano — pera, oqe? —, não, mentira. Mas achei fofo. Ele gosta dela e não objetifica. AEIOU. Natissu exemplo de esquerdomacho, superapoio, já podem casar, aliás, essa é a parte que vocês dizem seus nomes pro outro — hehe. Ademais, acho que já disse isso umas vinte ou trinta vezes, mas eu AMO o modo fluido e fácil com que você escreve, e, claro, meus parabéns -einvejaaahalguemriscaisso- por isso, e, não sei mais o que dizer aqui, alguém me ajuda, você conseguiu conduzir a fic com naturalidade e leveza, e isso não é fácil. MEUS PARABÉNS INVEJOSOS.

4º capítulo. OHMEUDEUS QUE FOFO (mas azul AINDA é a cor mais quente). Sem mais palavras. Ouvindo De janeiro a janeiro. Diagnosticada com inveja múltipla. Pode ser fatal. Vou me vacinar com o capítulo cinco.

5º capítulo. Não procurei tratamento, desculpe. Estou numa quimio intensa, mas, pra falar a verdade, só consegui ficar 5 minutos longe — pra colocar I'm Yours. Desculpe.
Olha. Não é justo ficar mal com fanfic não, tá.
Okok, eu estou amando a sua fanfic. Acho que estou apaixonada. Estágio IV. Definitivamente fatal. A forma como você faz, em poucas palavras, o leitor ter uma ideia bem mais do que simplesmente profunda sobre os sentimentos do Natsu, como o faz se colocar no lugar dele... Êh, garota, acalma os cavalos, que eu estou chocada e muito admirada!
A esperança frágil de ficar apaixonado — cara, cara... Novamente sem palavras. Foram roubadas!
Uma vez, vi uma tatuagem de uma garota. Ela estava de costas, e haviam aspas em seus ombros. Eu a odiei instantâneamente, e, só quando minha amiga me perguntou o por quê, foi que me forcei a reconhecer a verdade: eu odiava ficar contida em um espaço qualquer. Odiava ser presa, reduzida à uma coisa só. E, agora, vi a mesma ideia, palavras diferentes, mas mesma interpretação. #comolidar? AH, ACABEI DE LER AS NOTAS INICIAIS — eu pulei, ME DESCULPE, TAVA ANSIOSA —, QUE LINDO, SOU UM HAPPYRSON. Eita. Adoro. Aliás, que fofo da sua parte. Ninguém me segura, vou te morder!

6º capítulo. Engraçado como as palavras são: simples e delicadas, elas cavam um buraco direto no seu coração. AMO O JEITO SIMPLISTA DO NATSU. Amo tudo sobre o seu Natsu. Desculpa. É que... a loucura dele parece com a minha. Entende? Acho que não. Acho que, nesse momento, estou falando com um "Happy", e esse Happy é você, é meu comentário. É aquela nóiazinha básica de achar que não é amado, mas que, para ser, a gente primeiro precisa amar sem fronteiras, como se não houvesse amanhã. E, por você ter conseguido transmitir isso tão bem (tão bem!), obrigadin. <3 É meio difícil achar, ao acaso, uma fic que me traduz tão bem. Nossa, que egoísta.

7º capítulo. Quando as pessoas que você ama se machucam e recusam ajuda, o que você realmente deve fazer? Comecei essa fanfic só de brincadeira, ouvindo Clarice Falcão e achando que era uma distração pra madrugada. Não é mais. Confesso, faz muito tempo que eu não lia ou escrevia, e estava com medo de não encontrar nenhuma chama entre as cinzas. Me enganei feio. Achei uma bem aqui. Gostei muito de você não ter simplesmente respondido essa pergunta logo. Gostei da fanfic inteira, na verdade. Do modo simples como personalidades complexas são apresentadas através dos olhos de um garoto preocupado. Deuses do céu, onde que eu tava em Setembro que não li isso antes? E, Gajiu <3 Sabia que não foi tu, gato <3 E, Natsu, dá um desconto pra quem te ama e te quer bem <3

8º capítulo. Natsu, meu filho, quando você escreve num diário azul de gatinho a 1 da manhã, você é a lei. Ande por aí de bicicleta sem roupa. Noa, pera.
Aicaramba, ela é lésbica (mas, pera, é a Levy. Quem não seria?), MAS EU TAVA SHIPPANDO TANTO.
Estou às lágrimas freneticamente. Não sei se consigo fazer mais do que ler o próximo cap.

9º capítulo. Jesus, que esse capítulo não tenha mais nenhuma bomba, não sei se meu frágil coração aguenta.
Ok, terminei. Olhaaa, eu fiquei tanto tempo estática que bolhas apareceram na minha tela.
Natsu, mai frend, eu nem vou perguntar o que tá rolando. Já saquei. Hehe, exercite a paciência, gente tímida é fogo, mesmo. RELAXA O FOGUINHO. Sempre quis dizer isso, eita.

10º capítulo. Ok, Charlie Brown Jr. agora. Espero que a sofrência diminua.
Brrr, não muito a dizer. Lucyana, tu fica quieta que tu não pode falar nada, tu tá in love com a girl que tem boy enquanto tu tem um boy perfeitamente bom aí e não faz proveito (que).

11º capítulo. Nem sei mais o que dizer. Natsu tem um transtorno de ansiedade bem sério, né? O que aconteceu pra ele ficar assim tão carente? A morte do pai dele? Gente, isso é tão fofo, eu quero abraçar ele e guardar num potinho. Um abraço quentinho. Acho que entendi mais ou menos essa ânsia de o Natsu achar o Happy: é uma ânsia de duas partes. Ele quer se reparar, quitar a dívida consigo mesmo pelo que houve com o pai dele — por favor, onde aperto para selecionar a opção "abraço apertado e choroso"? —, mas, ao mesmo tempo, não é o Happy que ele quer: ele quer se sentir útil, quer sentir que, uma vez, alguém no mundo não se sentiu decepcionado com ele. Aimeudeus, se for isso, eu choro.

12º capítulo. OLHA. É PACTO DE SATANASUS? Eu tô ouvindo Vem ser minha, aí leio esse capítulo lindo, e só consigo pensar na INJUSTIÇA do mundo por um garoto fictício e uma prostituta de doces e só consigo sentir raiva porque o mundo é como é e de algum jeito eu me venderia pra mudar isso. COMO É QUE VOCÊ FAZ ISSO COMIGO?
Ca-ham. Palavras. Palavras são facas. E você é uma gillete.

13º capítulo. Só quero dizer que descobri recentemente que você é uma terrorista. Estado Islâmico e tudo. Sério, não é HUMANAMENTE POSSÍVEL uma pessoa gostar de jogar tanta bomba. NA MORAL, LETLEY, já pode assumir, depois dessa acho que o pior do pior já foi feito e consumado. SÉRIO, JESUS CRISTO, POR QUE A LEVY TENTOU SE MATAR. CARA. NÃO FAZ ISSO COMIGO. Olha, eu vou colocar Projota. Se ainda assim tu me fizer chorar, vou atrás de você e vou agir violentamente. VIOLENTAMENTE.

14º capítulo. Achei muito injusto você pedir compreensão depois de um capítulo que deixou todo mundo emocionalmente frágil — injusto como vender guarda chuvas durante uma tempestade em Petrópolis. VASIOKASOAK. Enfim, nem sei como colocar meus sentimentos aqui. Eu nem sei como eu me sinto. Meu Deus do céu, POR QUE, apenas POR QUE, a Levy tentou se matar? Que custo é esse? COMO DJABO VOCÊ FAZ ISSO? Sério, sua manipulação emocional não é daqui, é de outro mundo, eu nunca, NUNCA, me senti tanto na pele de um personagem quanto agora. Tem alguma coisa estranha com a Levy. Por que ela fingiu que tava tudo bem, o que mudou em só 20 minutos, POR QUE, APENAS POR QUE, ela resolveu que, enfim, estava no limite e não podia aguentar mais, EU ESTOU PRATICAMENTE QUEBRANDO O TECLADO MAS FODA-SE, MEU DEUS QUE FIC BOA. Estou apaixonada, quer casar comigo sim ou claro.

15º capítulo. Eu acho que eu já estaria cansada de te elogiar se não fosse você, sempre fazendo por merecer um elogio. OLHA, ISSO NÃO É CERTO NÃO, TÁ. Tenho quase certeza de que você está trapaceando em alguma lista qqq. Ok. Certo. Eu. Eu não tô bem. Eu tô NO CHÃO, morrendo, encolhida em posição fetal e chorando SÃO 2:52 PELO AMOR DE DEUS, eu devo amar muito essa fanfic, eu amo, Jesus cristinho. É... é loucura e desespero é uma sinfonia é harmonia e caos. É estar no meio do nada e ouvir a música do silêncio. É amar. Eu amei. Eu amo.
Obrigada por me proporcionar a experiência de conjugar mais uma vez o verbo amar no presente <3

16º capítulo. Aww. Aww. Tiro no meio do peito.
Achei que esse capítulo ia explicar as minhas dúvidas, ledo engano. Só criou mais. É isso, você é uma terrorista desalmada mesmo, e eu estou no amor com sua fanfic.
A vida é assim.
Nada a declarar, minhas observações sobre esse aqui vão ser lançadas no próximo, acho.
Um beijo um queijo
Até lá
~Zo.

P.S.: POR FAVOR NÃO MATE A LEVYOSA.
P.S.2: qnd nalu rola scrr
P.S.3: olha um cheetos
P.S.4: MEU CORAÇÃO É COMO ESSE CHEETOS VC OLHOU OLHA Q BONITO AÍ ESMAGOU NAS MÃOS E JOGOU A POEIRA NO CARPETE MAS O QUE VC NÃO SABE É QUE OS FARELOS PERMANECEM LÁ ELES SÃO OS MAIS DIFÍCEIS DE SEREM TIRADOS NO CARPETE molhe antes de varrer pfv.
Obg.