História Olá, Senhor Coração de Pedra - Vhope - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, V
Tags Bts, Hoseok, Taehyung, Vhope
Visualizações 24
Palavras 539
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo Três


Hoseok P.O.V 

- O que está fazendo? - Perguntou Kim Taehyung, ao entrar na sala e me ver andando por todos os lados. Olhou para a minha mesa e percebeu que tinha uma pilha de papeis que Park Jimin tinha me entregado. - Esses documentos estão de enfeite na sua mesa? - O olhei um pouco assustado e logo depois neguei com a cabeça, após de ter ouvido a sua pergunta. 

- Eu estava pensando em algumas coisas e me perdi um pouco. Desculpa, senhor. - Falei, voltando para a minha mesa, disfarçando. Peguei uma folha e uma caneta para assinar algumas autorizações.

- Você pode se perder em seus pensamentos ainda trabalhando, sabia? - Afirmei com a cabeça, um pouco sem graça. O próprio puxou uma cadeira que estava em frente á minha mesa e começou a olhar para ao redor da sala, ainda com uma expressão séria no rosto. - Eu estou aqui para lhe informar que terá uma reunião na minha sala ás 21 horas. Não pode se atrasar. - Novamente, afirmei com a cabeça e dei um sorriso fraco, sabendo que Taehyung não iria retribuir. - Era só isso. - Se levantou da cadeira e saiu da sala, sem se despedir. Passei a minha mão na minha nuca por nervosismo. 

A minha mão estava começando a doer de tanto assinar os documentos, respirei fundo e larguei a caneta em cima da mesa, aos poucos, fui encostando a minha mão no mouse e fiquei encarando a tela por um bom tempo. Dei uma risada fraca e neguei com a cabeça. Novamente, peguei a caneta e comecei a terminar de assinar. Já estava anoitecendo, os meus olhos estavam se fechando por completo, eu os abria por contra a minha vontade. 

- Acorda, Jung Hoseok. - Falei, enquanto assinava o último documento. Olhei para a parede que tinha um relógio pendurado,  olhei as horas e percebi que faltava um bom tempo para a reunião. Levantei da mesa e sai da sala, colocando as minhas mãos nos bolsos da minha calça, fui até o banheiro para lavar o meu rosto. Ouvi Park Jimin falar ao telefone, entrei em uma das cabines e fechei a porta. A voz estava se aproximando, por isso, fiquei quieto. 

- Desde o acidente de carro, Kim Taehyung começou a ser assim... Frio, parou de se importar com as pessoas. - Pude escutar a torneira sendo aberta. - Eu sei que perder a esposa e a filha é triste, mas, descontar em outras pessoas... - Sai da cabine, mexendo no zíper da calça para disfarçar. O próprio me olhou assustado e desligou. - Você escutou, certo?! Não conte para ninguém. - Assenti com a cabeça e olhei para Jimin saindo de lá. 

Olhei fixamente para o espelho, engoli seco e comecei a arrumar o meu cabelo, ainda pensando sobre aquilo. Respirei fundo e sai devagar do banheiro, Jimin estava no balcão, com a mesma mulher que estava conversando com Taehyung. Quando Jimin encontrou o meu olhar, andei depressa até a minha sala, um pouco nervoso. Andei na direção da minha janela que estava totalmente aberta e comecei a olhar para as pessoas que passavam pela calçada, só para passar o tempo que demorava para passar. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...