História Old Friends. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Justin Bieber
Personagens Ariana Grande, Justin Bieber
Tags Ariana Grande, Jariana, Justin Bieber
Visualizações 42
Palavras 830
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Genteeee, eu quero dizer que o capítulo UM foi modificado. Tirei a parte da casa assombrada e ficou pequenininho ☹️ Mas estou fazendo de tudo para escrever capítulos mais rapidamente e não demorar a publicar! Me desculpem mesmo pelo tempo que demoro. Mas boa leitura ♡

Capítulo 4 - Três.


Justin Drew Bieber.
Boca Raton, Flórida | EUA.
03h45min AM.

Eu queria estar em casa agora, mas o Ryan me obrigou a vir. Não que eu não goste de me divertir ou de beber em sábados à noite, porém no dia anterior eu fiquei o dia inteiro estudando para uma prova que terá na segunda-feira. Além disso, não tenho ninguém. Não gosto muito de ficar com pessoas que não conheço quando não estou no clima nem de sair da cama.

Resumindo esta noite, Butler está dançando com uma garota e me deixou sozinho. Chaz tem uma namorada controladora, então não pôde vir. Christian teve de ficar em casa para ajudar a irmã — e a minha ex-namorada — em algo que não me interessei em perguntar no momento.

Volto para perto do bar e me sento num dos bancos de lá. O barman, Daniel Chinchila, logo me pergunta se eu quero algo, mas nego. Não preciso ficar bêbado hoje.

Corro os olhos por todo o salão de festa, mas paro em uma garota que está encostada no balcão de onde eu estou. Ela era minha vizinha, sempre foi. Até fomos amigos bastante próximos em uma certa época, porém nos afastamos por nenhum motivo aparente.

Ela está conversando com o Daniel. Parece assustada, mas, quando vira-se para a pista de dança, consigo ver com o mínimo de iluminação do local que está, na verdade, enraivecida. Continuo observando os seus passos, até que a mesma para em frente à uma garota e um garoto. Eles estavam se beijando, mas a Ariana puxa o braço do menino. Parecem estar brigando.

— Ai-ai, por isso não namoro com os estudantes lá do colégio. — Ouço uma voz por trás de mim e me viro. Foi o Daniel quem falou. O encaro confuso. — Está vendo aquele garoto lá, que está "conversando" com ela? Então, eles namoram. Mas, como viu, esse filho de uma puta estava engolindo outra. Então...

— Ela foi traída. — eu digo, voltando a encará-los. Ambos não brigam mais, e sim, saem da festa. Ele segura seu braço com força. Olho para trás e o Daniel já não está assistindo tudo comigo. Dou de ombros e saio do salão, tentando fazer com que o casal não perceba nada.

Ao vê-lo praticamente empurrando a Ariana no banco de trás do carro, corro para o meu e fecho a porta. Segui-los foi a melhor coisa que consegui pensar no momento. Algo está errado. Muito errado.

(...)

— Porra. Inferno! — Bato a palma da mão no volante ao ver que teria de enfrentar um engarrafamento. Não sei ao menos o motivo disso, mas não posso levar multa.

Estou enraivecido pois o carro em que a Ariana se encontra está bem mais à frente de mim, e eu posso perdê-los de vista. Aquilo que eu vi no salão mexeu comigo, e o que aconteceu na festa não foi algo de "namorado e namorada"; eu, por exemplo, nunca tratei nenhuma mulher que me relacionei daquela forma.

Pattie:
Filho, soube que houve um acidente perto de onde você está. Você está bem? Vem pra casa.

Suspiro.

Pelo menos minha mãe tirou a minha dúvida do porquê de esse engarrafamento estar acontecendo.


Justin:
Está tudo bem, mãe. Talvez eu demore um pouco por causa do engarrafamento, mas já estou indo pra casa. Beijos, te amo.

Bloqueio a tela do celular e o jogo no banco de passageiro. Suspirar para acalmar. Nenhum carro sequer se moveu, e isso só na pista que estou. Me assusto ao ver que o do namorado da Ariana está cada vez mais distante de mim. Ela pode estar correndo perigo!


Pattie:
Ok, então. Cuidado, filho. Também te amo.

Sorrio.

Ouço buzinas e percebo que o carro em minha frente está já na puta que pariu — e isso foi só porque foquei no meu celular por cinco segundos. Volto a andar. Olho para os lados e não tenho nenhum sinal da Ariana ou do "namorado" dela, o que significa que: eu sempre ferro a porra toda. O que me resta é fazer o caminho para casa e, se houver sorte, reencontrar o carro preto.

 

— Não demorou tanto quanto imaginei, graças a Deus. — Pattie diz ao me ver atravessando a porta principal. Ando até ela, que está sentada no sofá, e dou um beijo em sua cabeça. — Como foi lá?

— Bom, tirando o fato de que fiquei lá por pouco mais de uma hora... Foi legal. — ela ri e eu a acompanho. Até lembrar da Ariana, o que significa que meu semblante se tornou sério. — Mãe...

— Sim?

— Você sabe se a nossa vizinha já chegou?

É estranho chamá-la de vizinha. Normalmente eu dava apelidos ridiculamente fofos, assim como ela, que me chamava de Bieber.

— Hm, não. Deveria?

Ela parece curiosa. Suspiro e me levanto, enquanto respondo:

— Acho que não... Mas, enfim, eu vou subir para tomar banho e dormir um pouco, está bem? — pergunto, mudando o assunto.

— Claro. Eu já vou também, só terminarei de ver essa novela. Boa noite, filho.

— Boa noite, mãe.


Notas Finais


Adivinha quem tá perdidassa nos capítulos dessa fanfic? Eu mesma, e imagino que vocês também. Prometo que vai fazer sentido! ◟̆◞̆ Ah, e estou quase terminando o capítulo 4, então não vou demorar a postar!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...