História Old Love - Capítulo 15


Escrita por: ~ e ~CANIFFOLIA

Postado
Categorias Barbara Palvin, Chaz Somers, Christian Beadles, Ian Somerhalder, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette
Exibições 95
Palavras 894
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente, td bom? boa leitura e até o próximo.

Capítulo 15 - Força.


Fanfic / Fanfiction Old Love - Capítulo 15 - Força.

          "Você precisa ser forte"

 Era isso que a enfermeira me dizia, mas a verdade é que sentia-me tão vulnerável. Eu não conseguia pensar em nada além do estado de Julie. Os médicos disseram que ela estava instável agora, mas a novidade era que Justin não apareceu, não respondeu minhas mensagens, não ligou-me de volta e isso nunca aconteceu. Eu não sabia o que ia acontecer de agora em diante, também não sabia como agir nessa situação e o que esperar disso tudo, a única coisa que tinha certeza era que a minha vida estava se tornando um verdadeiro terror. E pensar no pior me apavora. Sinto um peso enorme nos ombros, e sei que tenho carregado um fardo no qual eu não deveria carregar sozinha. Era para o pai de Julie estar aqui comigo, abraçando-me e dizendo que tudo ficaria bem, beijando os meus cabelos e sussurrando palavras de conforto enquanto me acalmo. Eu tinha consciência de que não deveria idealizar coisas que jamais vão acontecer, mas é impossível não pensar dessa maneira em horas de desespero como essa. Não saber o que fazer estava me matando, mesmo que os médicos digam que Julie está bem eu sei que não está. Eu falhei em não proteger a minha pequena, deixei que machucassem o meu bebê. Não fui mãe o suficiente nem para deixá-la em segurança. Que tipo de pessoa eu sou?

Horas depois do ocorrido vejo Tyler passando pela porta do hospital e caminhando rapidamente em minha direção, reprimo a vontade de perguntar-lhe como sabia onde eu estava, e abraço-o forte. Eu precisava agarrar-me a alguém e extrair forças de algo. Sinto-me frustrada por não conseguir me manter forte o bastante, mas eu tinha de tentar, Julie precisava disso. Nada importava, eu só precisava parar de agir como uma adolescente. Eu precisava de alguém para me ajudar, alguém que eu pudesse confiar. E nesse momento Tyler era o único disposto a me ajudar, era ele quem estava do meu lado - embora eu não saiba como ele achou-me - ele era tudo o que eu tinha.

ALGUNS MESES DEPOIS

Eu tinha feito a coisa certa e estava me sentindo bem com isso. Em várias revistas e programas de televisão não se passava outra notícia a não ser a do meu namoro com um homem desconhecido. Já faz um bom tempo que eu não me sentia feliz assim, eu tinha uma filha que estava bem, um homem que me amava, uma família que me apoiava e nada de ruim estava acontecendo. Teve um tempo em que eu acreditava que Bieber era o certo, mas depois desses meses que estive ao lado de Tyler eu posso dizer que não estava pensando direito. Nós tínhamos uma amizade de longa data, carinho, confiança e respeito. Eu estava tendo tudo o que eu sonhei um dia, e isso em termos me preocupava. Dizem que quanto maior é o sonho, maior é o tombo e eu não queria mesmo cair. Estava pedindo aos céus que tudo desse certo dessa vez.

– Amor – Tyler chamava-me do banheiro enquanto eu estava nua enrolada nos lençóis da cama.– Você viu a minha escova? – Ele nunca sabia onde estava nada, era um defeito bem fofo.

– Primeira gaveta – Falei um pouco alto para que ele escutasse, esperei que ele escovasse os dentes e voltasse para cama. O tempo estava nublado e se tivesse sorte ficaria o dia na cama com o Ty. Estava deitada de bruços na cama quando sinto beijos sendo depositados nas minhas costas. 

– Que tal uma massagem hu? – Ele provocava-me com beijos e carícias deliciosas. Nossa aquilo estava mesmo bom, Ty tinha mãos maravilhosas. Eu estava vivendo um momento bem gostoso, e o melhor disso tudo era saber que o meu namorado estava me proporcionado tal prazer. Estávamos em um momento tão íntimo, nossos corpos estavam tão unidos um sobre o outro que eu não reclamaria em ficar assim sempre com ele. Toda a tensão que eu tinha desapareceu rapidamente, fazer sexo preguiçoso era uma das melhores coisas do mundo. Eu estava leve como nunca. Finalmente consegui encontrar o meu caminho e não vou permitir que nada, nem ninguém estrague isso.

POV Justin Bieber

"A modelo Wendy Lawrence foi vista ontem com o seu namorado"

Esplêndido, essa era uma notícia fascinante, não que eu tenha gostado, longe de mim ficar feliz por saber que minha mulher está nos braços de outro. Mas quem não gosta de jogar? Eu sempre fui obcecado por brigas de cães e gatos. E esse me pareceu um bom motivo pra iniciar uma briga.

Fico feliz por você monamour, mas lembre-se isso não vai durar muito. Você é minha!

Eu daria tudo para ver a cara dela após ler essa mensagem, se eu a conheço bem ela ficará apavorada. E é exatamente disso que eu preciso. Wendy gosta de mostrar-se forte, mas a verdade é que ela não é capaz de caminhar sem alguém do lado para orienta-la. Ela sempre foi manipulável, uma mensagem aqui, outra ali, uma conversa, alguns beijos, uma foda e isso a faria cair. Ela se tornaria totalmente submissa a mim outra vez. Eu não era mau, eu só precisava encontrar o caminho de volta para casa. Wendy é a chave para tudo, sempre foi. Eu precisava acha-la porque sem ela eu enlouqueço, me torno destrutível, então lembre-se amor, você me deu motivos para isso.


Notas Finais


Escreva nos comentários o que vocês estão achando da fanfic e o que vocês querem que aconteça nos próximos capítulos, bjos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...