História Olhe para mim - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~UJiHee

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope
Tags Bts, Drama, Escola, J-hope
Visualizações 14
Palavras 1.654
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aproveitem
Escrita pelas mãos de anjos!

Capítulo 3 - Capítulo 2


 

Hoseok On

Havia vistado Ye-eun do outro lado da rua, em uma cafeteria. A olhei, suspirei, sentei e pensei. Eu vou falar com ela? Mas ela está com um rapaz. Eu mando uma mensagem a ela? E se ela não estiver com o celular? Ou eu espero ela sair para aborda ela? Aish... realmente não sei o que fazer. Sentei, chamando meu cachorro para perto já que ele estava deitado no chão gélido. Ele tem problema? Está tão frio.

 Não pude parar de repara, o rapaz de frente a Ye-eun. Eles parece se conhecer a tanto tempo... Será que ela lembraria de mim? E se ele for o namorado dela? Ela já seguiu tanto assim o caminho dela? Passaram-se apenas  5 anos... É muito tempo, eu sei.  Mandarei uma mensagem a ela, e apenas esperarei.

“ Yeye, estou te vendoㅋㅋㅋㅋ” Enviei e olhei para dentro da cafeteria, ela olhou para baixo e pegou o celular.

 O menino olhou para ela, e ela logo guardou o celular, não acredito. Vi eles conversando e rindo. Aish... Por que? Olhe para mim uma única vez.

Hoseok Off

Ye-eun On

- Eu… Eu não queria ficar sozinha. Você sabe.

- Eu sei bem. Não tem problema, você quer ficar em minha casa hoje? Meus pais vão sair.

- Seu tarado! – Brinquei – Pode ser, vá comigo em casa para eu me arrumar, pelo menos? – Sorri.

- Claro, criança. E.. Heey! Não são tarado. –Sorriu, ele sorriu da forma mais pura que ele podia. Eu acho que me apaixonei por dois rapazes..  


Yoongi foi pagar os nossos cafés e saímos, o rapaz do cachorro ainda estava lá, não dava para ver o rosto do mesmo, mas ele aparentava ser tão bonito. Não pude esquecer da mensagem que eu recebi de Hoseok. Isso é hora para manda mensagem? Bem perto de Yoongi. Aliás, da onde ele estava me vendo? Ele é louco. Espera... Ele já chegou em Seul? Oh. My. God. 
 

Peguei na mão de Yoongi e entrelacei nossos dedos, estava frio, e as mãos dele estava tão quentes. Ele pegou minha mão e logo colocou a mesma dentro do bolso da blusa de frio dele. Ele era caloroso, amoroso, romântico. Ele é o sonho de qualquer garota. Sorri pensando nisso.

 

- O que está pensando?- Ele logo perguntou olhando para mim.

- Estou pensando em nada – Sorri para ele.

- Sei. Ultimamente você anda estranha de mais – Ele riu.- Vamos sair? Sei lá. Ficar no parque. Vamos passar o dia juntos?

- Você não sabe que dia é hoje não é mesmo? – Olhei para ele incrédula. Ele me olhou com uma cara desentendida. – Não acredito.- Olhei brava pra ele, e logo ele já ficou com cara de cachorrinho abandonado. Tirei minha mão do bolso dele.

- Hey! Ye... Não fica assim... Me fala. – Olhou para baixo cabisbaixo- Por favor.

- Pensa! – Falei um pouco mais alterada... E vi que o estranho do parque estava vindo em nossa direção. Bufei e abaixei a cabeça.- Hoje é nosso aniversário de 100 dias, Yoongi. – Ele me olhou com os olhos arregalados.

- Que!? – Falou assustado.- Aish... Esqueci.- Passou a mão no rosto.- Desculpa Ye-eun! – Sai andando.- Volta aqui Ye... – Ele pegou minha mão.

- Vai para sua casa, eu irei para minha, ficar com minha irmã. Não precisa me esperar Yoongi.

- Não Ye-eun... Por favor. Vamos – Olhou triste.

- NÃO! – Falei mais alto.- Me deixa Yoongi.- Falei mais baixo, havia pessoas passando na rua nessa hora. Merda.

- Tudo bem...- Ele olhou triste.- Até amanha Ye.- Me deu um selar no canto da boca. Suspirei. E sai andando.

Aish. Idiota! Ele nunca lembra dos dias. Fui andando até minha casa e o estranho vinha na mesma direção... De novo não. Rezei, pedi aos santos, aos bias, aos bias dos dramas coreanos. E senti uma mão no meu ombro. Assustei e gritei.

- AHHHHHHHHHHH! SAI DAQUI!! – Gritei alto, e as pessoas nos encaravam.

- Calma... Sou eu, Hoseok. Yeye.- Falou tirando o cachecol em volta de  seu pescoço, mostrando seu lindo sorriso... Me derreti com apenas isso. Não, foco. Estou brava com ele

- Que? Não acredito.- Cruzei os braços. – Me chama para falar de ex-namoradas e vem me procurar? Por que? Outra menina te deu o fora e veio me procurar pra passar tempo? – Falei debochada.

-Ya.. Não é assim! – Ele falou mais alto.- Para de pensa essas coisas – Já falou brincando. Não entendo ele.- Vim porque eu falei que iria vim. Estou com saudades Yeye- Abriu os braços, ainda segurando a coleira do chachorro.- Vem cá. Eu sei que você quer um abraço, mais ainda depois de brigar com o boy. – Sorriu. Ele viu.

- Não! Estou brava com você Hoseok.- Fechei os olhos por uns segundo e sinto os seus braços me envolver. Me senti como se estivesse presa a ele. Sorri por um tempo e lembrei da raiva, mas... Deixei pra lá. Abracei ele de volta.

- Era isso que eu queria. Estava com muita saudade Ye-eun. – Ele me solto e olhou nos meus olhos

- Para, você sabe que tenho vergonha.- Sorri, estava tão feliz.

- Não tenho lugar para ficar. – Ele sorriu de forma envergonhada.

- Que? Você veio e não tem lugar para ficar? – Ele apenas concordou e olhou para baixo sabendo do sermão que iria levar de mim agora a pouco.

- Deixe-me ficar na sua casa por um tempo? É só umas semanas. – ele olhou sabendo que seria por um bom tempo.- Até eu achar uma casa Ye-eun.

- Tudo bem, tudo bem. Cadê suas coisas? –Perguntei puxando ele para o rumo da casa

- Está na casinha.- Ele falou e logo me lembrei da casinha que a gente montou, apenas nós dois tínhamos a chave.

- Que? – Comecei a rir.- Sério oppa?

- Sério. Ninguém vai lá. Único lugar seguro- riu.

 

Fomos a casinha pegar as malas dele, e avistei Yoongi. Droga. Ele entrou direto para casa e Hoseok me olhou, dei de ombros, como se tivesse falado para ele não ligar. Saímos da casinha e fomos para minha casa.

 

UNNIE – Gritei.- Olha que está aqui.- Ela veio correndo, curiosa nem um pouco.

 

- OH MEU DEUS! HOSEOOOK. QUANTO TEMPO –Ela gritou bem no meu ouvido.

 

- Noona! Quanto tempo mesmo. – Abraçou ela, que amizade linda. Sorri com isso.

 

- Tenho que te conta tanta coisa Hoseok! Você sumiu. Ela ali- Apontou para mim.- Ela ficou louca sem você. Coloca ela na linha de volta. – Saiu correndo.

 

- SUA VIADA! PARA DE FALAR MENTIRAS – Gritei mais alto ainda.- Ela está mentindo! Não acredite nela

 

- Deve ter saído mesmo... Para ficar com aquele menino.

 

Lembrei do Yoongi, ele viu nossa briga na rua. Fiquei calada e peguei as coisas dele levando para cima, nos quartos. Tínhamos o quarto da mamãe e do papai, eles haviam se mudado de cidade, levaram o quarto inteiro, deixaram apenas a cama e o guarda roupa. Que sorte não?

 

Coloquei as coisas de Hoseok no guarda-roupa e ele observando tudo que eu fazia, as vezes deitava na cama, sentava do meu lado, ajudava arrumar suas coisas. Ficava calado, sabia que o que ele tinha falado é um pouco verdade, e as vezes mentira... Yoongi, ele não ligava para escola, eu já me preocupava muito, ele não pensa no futuro, no dia do amanhã enquanto eu me preparo para tudo que possa vim. Ele é o sonho de qualquer garota, sim, é. Mas não somos feitos um para o outro e ambos sabemos disso. Não sei porque a gente tenta ainda... Talvez seja o nosso amor?

 

Sorri com Hoseok deitando sua cabeça em meu ombro, e respirando próximo ao meu pescoço me causando arrepios. Aqueles lábios tão próximos aos meus. Tínhamos tanta intimidade, mas nunca aconteceu nada, e isso me deixava magoada. Aish, Por que as coisas tem que ser assim. Estava pensando, distraída. Quando vejo, estava em cima da cama, brincando de fazer cócegas no Hoseok e assim vice e versa. Ele ria, estava por cima, me fazendo cócegas, não agüentava mais, estava chorando de tanto rir, minha barriga doía apenas de respirar. Ele ficou sério de repente. Parei de rir na hora.

- Alguma coisa de errado, oppa? – Perguntei preocupada.

- Não. – Respondeu calmo. Mas, ele foi chegando perto

- Oppa.. O que estava fazendo? – Estava nervosa já, ele estava muito próximo. Quase com as pontas do nariz encostando. Já sentia a respiração dele.

- Por que nunca nos beijamos? – Perguntou, me deixando sem saída.

- Eu... Eu não sei. – Estava violentamente corada com as ações repentinas de Hoseok

 

Ele foi chegando mais e mais perto, fechei os olhos esperando senti os lábios dele. Bate na porta do quarto. Abri os olhos, ele ainda estava com a mesma expressão, e eu parada. Minha irmã estava gritando do lado da porta “ Vamos sair para almoçar Yeeun!” e eu gritei de volta “ Já vamos “. Hoseok estava na mesma posição. O encarei, pensando em fazer ele sair de seu transe. Mas não aconteceu, ele volto a chegar mais perto. Dessa vez, consegui senti seus lábios. Era macios, saborosos, tinha gosto doce. O beijo foi calmo, sereno, apaixonante. Mas lembrei de Yoongi, o que estou fazendo? Sai do beijo de Hoseok, mas permanecendo ainda na cama

 

- Pensando no menino de mais cedo? Vocês namoram? – Perguntou meio entristecido.

- Não namoramos... Mas estamos juntos- Respondi envergonhada.

- Não tem nada sério?

- Não.- Respondi rapidamente. Logo senti seus lábios de novo. Mais rápido, com mais precisão. Acho que ele não viu problema em me beijar, já que não namoro sério.

- Então não tem problema em te beijar, não? – Ele sorriu, apenas fiquei calada e o sorriso dele se fechou. – Tem problema né? Claro que tem, se não você não tinha brigado pelos 100 dias de casal. – Ele saiu de cima de mim abrindo a porta e saindo.

 

Fiquei na cama, pensando na merda que eu fiz. DROGA! 


Notas Finais


Obrigada por lerem!
Divulguem, comentam, falando o que acharam! É importante para mim.
Escrita pelas mãos de anjos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...