História Olho por olho. Dente por dente. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Dama e o Vagabundo
Personagens Dama, Vagabundo
Exibições 69
Palavras 367
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Olho por olho. Dente por dente. 1


Fanfic / Fanfiction Olho por olho. Dente por dente. - Capítulo 1 - Olho por olho. Dente por dente. 1

Novo dia, nova batalha, uma nova chance de se redemir.
Ela desçe as escadas com um sorriso no rosto.
Sem pensar duas vezes ela pula para o colo do seu amado. Luan.
Enchendo-lhe de beijos no rosto salientando para seu pescoço.
Luan suspira a desejando, levanta sua mao para seus cabelos a outra mao para sua nuca, aproximando sua boca no dela colando devagarinho, suas linguas iniciam uma disputa gostosa vasgulhando cada canto da sua boca. Os beijos que a segundos atraz eram apenas de lingua agora comecaram a se direcionar aõ meu pescoço. Ele foi  a guiando até no sofa.
Seu corpo pegava fogo a pesar do friozinho que a tarde fazia.
Em segundos ele estava sem camisa e voltou a beija-la  emquanto ela tentava desabotoar sua calça mais foi em vao, ele parou o beijo e deu um sorriso malicioso desabotoado sua calça, ela pode ver o vulume bem grande que já havia em sua cuéca ele desabotou seu vestido curto porem sexy. Em vista linda ele se livra do sútiã. Ele caiu de boca em seus seios e comečou a chupa-los como se fossem doces. Emquanto ele chupava apertava o outro, ele mordeu o bico dos seus seios e logo voltou a beijar sua boca. Luan foi descendo sua mao para seu quadril, retirando sua calçinha. Ela tirou sua cuéca e voltou a beija-la. De uma so vez ele a penentra com força arracando um grito dela. Começando um vai e vem lento, para tortura-la um pouco, logo depois foi aumentando as investidas, seus movimentos que antes era mais calmos agora estavam mais rapidos e prazerosos ficaram assim por um bom tempo, trocando posiçoes ate os dois gozarem e se sentirem satisfeitos.
Luan: estava morrendo de saudades suas. - disse traçando um caminho nas suas costas.
Eu: eu também estava com saudades. Hum, estava pensando a.... - telemovel do Luan toca. Ele estica o braço até a calça, retira seu telemovel olha para o ecrá, olha para seu nome.
Eu: atenda luan.
Luan: nao é nada importante. Depois retorno a chamada.
Eu: pela insistencia deve ser. Atenda Luan.
Luan: já disse naõ é nada demais.
Eu: como voce sabe? Como poder estar tao confiánte?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...