História Olhos cor do infinito (Delena) - Capítulo 66


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Andie Star, April Young, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Enzo, Finn Mikaelson, Giuseppe Salvatore, Hayley Marshall, Henrik Mikaelson, Hope Mikaelson, Isobel Flemming, Jeremy Gilbert, John Gilbert II, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Mikael, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, Rose-Marie
Visualizações 50
Palavras 955
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie meus amorehsss ❤️❤️😂 Enfim, antes de tudo queria recomendar uma fic ótima pra vcs, dêem uma passadinha, pois é a primeira fic dela, e enfim, dêem uma passadinha lá, o link vai estar nas notas finais. Fiquem com a fic

Capítulo 66 - Dia normal? Talvez!


Fanfic / Fanfiction Olhos cor do infinito (Delena) - Capítulo 66 - Dia normal? Talvez!

-Mãe?

-Oi querido! (Vejo que ela estava na cozinha, a visita teria ido embora)

-A Lena não tá bem, não sei o que é mas se continuar vamos ao médico... Ela não tá muito afim de comer comida pesada, pode preparar um caldo pra ela enquanto eu vigio?

-Claro querido, mas me conte. O que ela tem? (Ela diz preocupada)

-Ela vomitou e tá fraca, não quero deixá-la sozinha e ela já perdeu muitas aulas nesse meio tempo.

-Oh, claro... Eu preparo sim, fique tranquilo. (Ela sorri e eu retribuo, subo e vou pro quarto)

Chegando lá vejo Elena cochilando leve apertando o travesseiro, ela faz isso toda vez. Vou até seu lado, sento na cama e a chamo:

-Hey, tudo bem? (Digo passando a mão em seu braço e ela abre os olhos levemente)

-Sim, tá sim... (Ela diz sonolenta, eu sorrio pois toda vez que ela fica com preguiça ela fica parecendo um bebê. Ela abre os braços e eu a pego levando pro meu colo, ela me abraça e eu passo as mãos por suas costas fazendo carinho)

-Minha mãe vai trazer um caldo pra você okay?

-Sim, estou com um pouco de fome (Sinto ela sorrir)

-Isso vem acontecendo a tempos? (Ela me olha confusa) Você vomitar.

-A alguns dias, mas hoje foi diferente... 

-Como? 

-Eu senti dor e tudo girar. (Ela cai novamente em meus braços)

-Tente ficar quieta, não fazer movimentos bruscos... Se isso acontecer me chame okay?

-Tudo bem amor... (Ela diz e se aconchega em mim, passo a mão carinhosamente em suas costas)

-Então, amanhã vai a escola? 

-Sim, quero recuperar a matéria perdida e passar na faculdade (Sorrimos e minha mãe entra no quarto)

-Está aqui (Ela sorri e põe a bandeja numa mesinha ali perto, vem correndo até Elena) E você querida? Melhorou?

-Sim senhora, Lily (Elas sorriem, estavam bem próximas agora)

-Que bom! Boa sorte, Stefan e Caroline estão aí no quarto do lado (Ela ri e nós também, ela logo sai do quarto)

POV Samara

-Mas que droga! O que eu disse sobre isso? (Digo gritando pra todos ao ver o estrago que fizeram)

-Não tivemos como evitar, você estava fora do normal...

-Tudo bem, eu só estou querendo saber o que houve. Não me entenda mal... (Digo calma, ele tira um Halls do bolso) EU QUERO! (Grito e pulo em cima do rapaz roubando a bala enquanto todos riam) Ganhei! Ganhei um crachá também! (Todos começaram a rir mais da situação)

-Devolve isso aí menina! (Ele se levanta e eu saio correndo pelo lugar enquanto ele tentava me alcançar)

POV Damon

Elena já tinha comido, e feito suas higienes, porém estava indisposta. Já é a última semana de aula e pra falar bem a verdade, ninguém vai nesta, só vão na formatura que dizem ser tão linda quanto um casamento, eu duvido um pouco mas como o comitê é da Caroline Forbes, nem vou falar nada, ela realmente é boa na coisa. Elena estava descansando no meu peito enquanto fazia carinho em sua nuca e costas, vê-la daquela forma me doeu muito, eu sabia que estava com dor e não estava bem, e não poderia fazer nada a respeito... Sua respiração estava calma e lenta, sinal de que estava cochilando. É bom tê-la em meus braços, pois assim sei que ela está segura, e na minha frente daquela forma ela está tão vulnerável... Fiquei olhando pra ela, calma, serena, ela vai ser a minha Elena, custe o que custar. Já era 2:50 da manhã e ela se remexe desconfortável e eu fico em alerta:

-Hey, o que foi vida? (Pergunto sussurrando acariciando suas costas fazendo massagem)

-Hm... (Ela geme de dor ainda dormindo)

-Hey, vida, acorda... (Digo massageando suas costas)

-Tá doendo... Muito... (Ela diz pondo a mão na barriga se encolhendo)

-O que tá sentindo? (Pergunto me levantando)

-Embrulho... (Ela põe a mão na boca)

-Vem cá. (Levo ela até o banheiro, ajoelhamos e prendo o cabelo dela num coque, estava toda suada. Estava atrás dela massageando suas costas, e acontece tudo de novo. Mas de uma forma ou de outra não senti ela pressionada, ela parecia estar mais calma do que a primeira vez)

-Não gosto que me veja assim... (Diz um pouco falha na voz enquanto eu limpo sua boca)

-Hey, eu te amo, não vou te largar por isso. É normal, não precisa ter vergonha. (Dou descarga e a pego no colo, pois sei que ela não conseguiria andar) Onde dói? (Ela coloca a mão de leve sobre o meio de sua barriga) Vai passar okay? Amanhã vamos ao médico ver o que está acontecendo... (Ela assente e eu a deito na cama e deito ao seu lado, ela imediatamente me olha e cora, eu sorrio pois ela sempre faz isso) Ainda cora? (Digo sorrindo)

-É... (Ela diz mais corada e sorrindo de um jeito fofo)

-Te amo (Digo sorrindo e a pondo em cima de mim, ela sorri e eu sou um beijo em sua testa, ela adormece e eu logo também)

No dia seguinte...

Elena estava vestida com um vestido solto na cintura e uma sapatilha, eu com uma camiseta e uma calça jeans preta, com uma botina preta, o que eu uso normalmente, e está calor, então... Peguei a chave do carro, Lena tinha acordado enjoada de novo, mas disse que tinha passado e minha mãe estava de plantão, resolvemos comer fora, num restaurante vegano, ela disse que não queria comer muita fritura pra não ficar com embrulho. Eu concordei com ela, liguei o carro e fomos conversando todo caminho, comemos e ela não se sentiu mal, então acho que está tudo bem.

-Lena? (Digo pra ela, estávamos voltando ao carro)

-Sim? (Ela diz com um sorriso)

-Vamos ao médico? (Ela me olha confusa) Isso não é de hoje, vamos só ver o que está acontecendo okay?

-Okay (Sorrimos e fomos ao carro, em destino ao hospital, mas não o da minha mãe, em Seattle, aqui perto)


Notas Finais


E então, o que você acha que Elena tem? Deixe sua opinião, eu adoro ler e responder vcs, beijos ❤️❤️ https://spiritfanfics.com/historia/cinquenta-tons-de-amor-9950485


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...