História Olhos Sangrentos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 1
Palavras 0
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Suspense, Violência

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - A morte do Herói



Notas Finais


Nada podia sentir, afinal já estava praticamente morto.
Nada podia ver. Estava tudo escuro.
Só podia ouvir.
O som da morte se aproximando e me chamando.
O medo que eu sentia era grande.
Mas não podia fazer nada.
Não conseguia me mover.
A morte a mim chegou.
Para onde eu vou?
Eu não sei.
Talvez apenas sumirei na escuridão...
Acordei...
Me sinto vivo.
Não sei onde estou.
Um campo verde e vasto, com arvores, flores e cercado de montanhas ao longe.
Isso é apenas o que sei sobre onde estou.
Estou no céu?
Tinha certeza de que iria ao Inferno.
Vaguei por horas para achar água, acabei encontrando uma floresta.
Andando ao norte em direção à floresta, cai em um buraco e perdi a consciência.
Ao acordar me deparo com dois homens discutindo.
— Devemos mata-lo, ele pode ser um inimigo.
— Não! Vamos leva-lo ao líder, ele não parece ser um inimigo, seus trajes são estranhos.
— Cara, isso vai dar merda.
— Cale-se e vamos.
Apaguei novamente.

Fui acordado com um balde de água de um jeito nada amigável pelos dois homens.
Desta vez eu estava amarrado um uma cadeira, em uma sala, parecia o interior de uma cabana feita de madeira, bem antiga.
— Chefe, ele acordou. — disse um dos Homens.
- Saiam. Eu irei interroga-lo. — diz o homem estranho que acabava de entrar no recinto.
— Sim Senhor — Respondem os homens.
O chefe me olhou atentamente as minhas roupas e olhou para meus olhos e disse:
— Escute bem, responda minhas perguntas e não o mataremos.
Mesmo sabendo que me matariam, foi estranho... minha expressão não mudou nem um pouco.
— Tudo Bem. — Eu disse a ele.
Ele sentou em uma cadeira em minha frente olho em mim bem de perto e perguntou:
— Quem é você, você é espião de qual país?
Confuso, olhei para ele.
— Não sou um espião, sou do país de Astrind.

Parecendo desconfiado, ele se exalta.
— Este país não existe, está se fazendo de bobo? Só há cinco países nesse mundo incluindo esse país, Vastos.
Agora que sabia onde estava, deveria descobrir mais sobre este lugar...
— Sabe, tem uma coisa...
— Oque é?
— Se continuarmos assim, não chegaremos a ponto algum. Então tenho uma proposta.
— Você se acha que está em uma situação que pode fazer propostas? — Disse o chefe com a voz firme.
— Bem... Você quer saber algo e eu também tenho algo que quero saber, ambos sairíamos ganhando com essa.
— Então diga, qual a sua proposta?

FIM — Caítulo 1


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...