História Ômega Real - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jin, Rap Monster, Suga
Tags Alfa, Bts, Gay, Incesto, Namjin, Ômega, Sadomasoquismo, Sugamon, Yoonseok
Exibições 144
Palavras 1.945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey people!!
Parte thirteen solta~
Já estava com sdds de escrever para vcs, parece até q fiquei meses sem escrever huehue

Capítulo 14 - O Passado lhe persegue


P.O.V Narradora

Yoongi estava sentado no sofá bebericando uma xícara de café que Jin havia lhe oferecido, tudo na maior simplicidade enquanto Jin estava sentado na poltrona do outro lado encarando Yoongi impacientemente pelo qual motivo o mesmo estava em sua casa.

Jin começa a batucar os pés no chão e Yoongi nota sua impaciência então assim largando a xícara de café encima da banquinha e finalmente encarando a Seokjin.

- Você é muito impaciente sabia?

- Acho que é normal a pessoa ficar impaciente quando o herdeiro da família Min vem a sua casa e diz que quer conversar.

- Hahaha quê isso, não precisa tratar minha família como se fossem importantes. – Suga diz entre risos.

- E não são? A família Min é bem conhecida por estas bandas.

- Só se forem conhecidos por ser um monte de merda! Eu sou o único que presta nessa família, o resto é escória. – Suga diz com desgosto e Jin se arrepende de ter tocado no nome de sua família. – Não fique mexido por causa disso, famílias são uma merda mesmo, sempre atrapalhando.

- Ok... Então Yoongi o que você veio fazer aqui?

- Vim lhe dizer uma boa notícia e lhe pedir uma coisinha que pode até ser agradável para você.

- Então diga logo.

- Bom, a boa notícia é que Hoseok deu um avanço e conseguiu falar. – os olhos de Jin brilham pelo o que havia escutado o mesmo sorrir com a notícia dada.

- Eu nem estou acreditando! O que ele disse?

- Suga, o meu apelido que o mesmo deu quando havia me encontrado. – Jin se sentiu um pouco desconfortável, mas nada disse só pediu para que Yoongi prosseguisse com a conversa. – E preciso que você fique uns dias no castelo para distrair Namjoon enquanto estou fora para resolver um negócio e ainda posso providenciar quem arrume esse buraco enorme em sua parede.

Seokjin no começo ainda estava com a sua expressão normal, mas quando ouviu toda a proposta e a formulou esbugalhou os olhos e começou a ter um ataque dizendo que não poderia fazer isso, o mesmo estava andando feito louco pela sala e Yoongi coloca a mão na testa e suspira tentando manter o controle e não dar um murro em Jin.

- Yoongi é sério eu não posso fazer isso!

- Faça isso pelo Hoseok então, é pedir demais Seokjin? – Jin para e encara Yoongi mordendo o lábio pensativo.

- O que tem haver o Hope com isso?

- É por ele que faço esta proposta. Se você enrolar o Namjoon, eu posso encontrar a cura para o coma de Hoseok!

- Existe uma cura? – Jin pergunta curioso.

- É claro que existe! Eu sei como acha-la, mas preciso de sua ajuda com o Namjoon. – por um breve momento os dois ficam em silêncio.

- Está bem eu irei para o castelo, pelo Hope. – Yoongi sorrir com a resposta, estava satisfeito que conseguira o sim de Jin para dar começo a sua jornada.

- Ótimo então vá arrumar as suas coisas, você parte hoje.

Seokjin confirma com a cabeça e sai em dispara ao seu quarto pegando a mala encima do guarda-roupa e logo a jogando na cama para finalmente enchê-la. Yoongi se sentou novamente no sofá e começou a beber o seu café que já estava frio, mas o mesmo não ligava para isso.

P.O.V Hoseok

Havia acabado de voltar do bosque, estava brincando com o Suga como sempre, mas desta vez seu cheiro havia impregnado em mim e eu tinha que tomar banho o mais rápido possível antes que meu pai sentisse.

Subo correndo as escadas, mas quando abro a porta de meu quarto meu pai estava sentado na beirada da cama com uma garrafa de cerveja na mão, ele estava completamente embriagado.

Meu pai me encara com seus olhos vermelhos e inchados e se levanta, eu me encolho no mesmo instante, sabia que ele me bateria de novo como sempre faz quando saiu com o Suga.

- Onde você estava garoto? – ele diz se aproximando de mim.

- Estava no... Bosque pai.

- No Bosque?! E por que você está com esse cheiro de avelã? – ele me pega pela gola da camisa e me levanta no ar. – Estava com aquele descendente da família Min novamente?!

- Pai nós só estávamos brincando e... – meu pai me joga com brutalidade encima de minha cama.

- Vou ensinar-lhe uma lição para que nunca mais me desobedeça! – ele se aproxima de mim arrancando com tudo a roupa que eu levava.

- Pai o quê...

- Calado! – ele tira seu cinto e o prende em minha boca me impedindo de gritar ou falar, ele estava descontrolado, o que ele iria fazer?

As únicas coisas que me lembro era dele ter me invadido primeiro com os seus dedos e doeu muito, mas então piorou e ele enfiou seu membro em mim. Eu me lembro de ter sentido a ardência em meu ânus, ele sangrava e o cinto me impedia de gritar o mais alto possível ou pedi-lo para parar, eu só conseguia chorar e rezar para que isto acabasse.

Meu pai era bruto, ainda mais bêbado. Ele entrava e saia de mim sem pudor ou piedade, sentia o meu interior se rasgar, eu me sentia sujo e fraco para pará-lo. Seus gemidos chegavam a meus ouvidos e isso me fazia sentir mais nojo ainda de si.

Ele finalmente tira o cinto de minha boca que possuía bastante quantidade de saliva.

- Pai... Por favor... – ele me dá uma cintada. – Aaah!

- Garotos maus merecem punições más.

Ele batia o cinto em minhas nádegas e costas, podia sentir o sangue escorrendo pelo meu corpo e caindo na cama assim a melando. Meu pai voltou com as estocadas brutais e colocou um bom maço de meus cabelos em sua mão logo o puxando.

- Aaaaah! Pai para, por favor! – gritei para si, mas recebi em troca mais uma cintada.

Meu pai aperta meu cabelo com mais força e goza dentro de mim logo me liberando e saindo de meu interior.

- Lembre-se desse nosso momento toda vez que pensar em ver aquele branquelo novamente Jung Hoseok. – ele sai do quarto me deixando ali chorando e acabado.

Meu ânus ardia junto com minhas costas, eu mal conseguia me mexer ou falar, estava assustado demais para falar e fraco demais para raciocinar. Meu pai havia me violado?

Encolho-me na cama e continuo a chorar na esperança de que minha mãe aparecesse para me ajudar, mas tudo não passava de uma pequena esperança...

P.O.V Seokjin

Eu e Yoongi estávamos dentro da carroça da realeza em direção ao castelo. Eu não sei como irão reagir muito menos o rei que tanto me detesta, mas se é para o bem do Hope então farei qualquer coisa que me solicitarem.

A carroça para e os cavalos relincham. Desço da carroça e pego minha mala logo começando a andar ao lado de Yoongi que comia um saco de doces desconhecido por mim. Chegamos à porta do grande castelo, estamos de frente para o monstro e precisamos enfrenta-lo, Yoongi empurra a porta e finalmente adentramos, logo vejo Namjoon vindo em nossa direção e parecia irritado, mas quando me notou sua expressão estava perambulando entre surpresa e dúvida.

- Seokjin? O que faz aqui? – ele pergunta ao se aproximar.

- Ele vai passar uns dias aqui até que sua casa esteja reformada, não é Seokjin? – Yoongi se vira para mim com um sorriso travesso em seus lábios.

- Ah... Sim. – falo um pouco envergonhado.

- Yoongi isto foi ideia sua não é? Se lembre de que o rei tem problemas com Jin e se algo acontecer com ele eu arranco sua cabeça fora. – é impressionante e assustador ao mesmo tempo como Namjoon consegue mudar seu humor.

- Ei, ei, vai com calma garanhão! Eu vou conversar com vossa alteza. – Yoongi diz saindo em direção ao segundo andar do castelo e me deixando a sós com Namjoon.

- Bom, já que vai ficar aqui suponho que vai querer um quarto a não ser que queira dormir comigo. – Namjoon diz com um tom de malícia em sua voz.

- Não obrigado, eu prefiro um quarto mesmo. – digo simplista e o mesmo acha graça.

- Hahaha, claro me acompanhe.

P.O.V Yoongi

Bato na porta do quarto do rei e ouço um entre rouco, empurro a porta e vejo o mesmo sentado em sua mesa olhando seus papéis, o mesmo está sempre assim. Aproximo-me e sento na cadeira a sua frente.

- O que te traz aqui Yoongi? – ele pergunta sem me olhar.

- Vim lhe dar uma pequena notícia e espero que aguente a bombinha. – ele me encara e larga seus papéis encima da mesa.

- O que é?

- Kim Seokjin vai ficar um tempo morando aqui enquanto sua casa reforma e eu estou fora por certo problema pessoal. – a cara que o mesmo faz não havia preço, ver o rei desta forma era minha diversão.

- Não vou tolerar este mestiço no meu castelo! – ele se levanta abruptamente.

- Pode colar a bunda na cadeira porque você vai sim. – levanto-me e começo a empurrá-lo de volta para sua cadeira.

- Você sabe muito bem o porquê de não aceita-lo então nem vem com essa.

- Olha, estou pouco me fudendo se sua mulher era uma piranha que deu para o seu irmão enquanto vocês dois estavam casados e ela acabou grávida do Seokjin entendeu? Você vai ter que engolir ele enquanto o mesmo estiver aqui querendo ou não! – vejo o rei ficar vermelho, mas o mesmo fica calado e sei que a resposta é sim então me retiro de sua sala.

Provavelmente Namjoon está se aproveitando de Seokjin ou então está lhe mostrando os quartos então não preciso me preocupar, vou dar uma olhada no Hoseok antes de ir atrás de sua cura.

Vou até o quarto de hóspedes e quando entro vejo que Hoseok está suando e se remexia demais, parecia estar tendo um tipo de pesadelo. Pego um pouco da água morna que está misturada com a magia das feiticeiras e molho em uma toalha para em seguida limpá-lo para tirar o suor.

Passo bastante na região da barriga e da testa onde o mesmo suava mais, ao terminar coloco o pano de volta a bacia e coloco a mão no pescoço de Hoseok para ver se o mesmo tinha febre e não é que tinha!

Ele estava fervendo mais que um vulcão em erupção, eu preciso achar a cura de seu coma antes que isso o mate.

- Guardas! – grito os mesmos que aparecem logo em seguida.

- Sim senhor Min Yoongi, o que houve?

- Chame as feiticeiras novamente e as digam que ele está morrendo de febre ouviram?

- Sim senhor!

- Ótimo, agora saiam daqui. – dito a ordem os guardas saem para chamar as feiticeiras, elas precisavam acalmar sua mente para que eu tenha mais um tempo.

Acaricio a mão do Hoseok para que o mesmo sinta que não está sozinho. Infelizmente tenho que levantar-me para me arrumar para minha grande jornada a essa maldita cura. Espero que o Seokjin saiba enrolar o Namjoon porque o mesmo vai ter seu cio novamente daqui a alguns dias e eu não estarei por perto para ajudar.

Enquanto pegava o caminho para o meu quarto pude ver Namjoon e Seokjin dentro de um dos quartos de hóspedes então resolvo espiar. Os mesmos estavam tendo um momento que pode se dizer fofo, Namjoon estava acariciando a mão de Seokjin enquanto cochichava algo em seu ouvido que faz o mesmo corar. Namjoon é um bom jogador, será que Seokjin também é? 


Notas Finais


Bom meus badeiros, espero que tenham gostado^^
Bjs da SenhoraBad~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...