História Omegas e alfas - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Alfas, Jikook, Kookmin, Namjin, Ômegas, Vhope
Exibições 631
Palavras 2.467
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fluffy, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLAA pessoinhas do meu kokoro!! mais um capitulo pra vocês <3 E PQP! 180 FAVS!? QUE ISSO! agradeço muito a todos os leitores !!

desculpem se estiver ruim, como já sabem sou uma pessoa que não possui a benção chamada criatividade.

e eu sei que vocês querem me estripar por não ter postado ontem kakaka dscp.

BOA LEITURA^^

Capítulo 20 - Sun Hee, você vai morrer!


Fanfic / Fanfiction Omegas e alfas - Capítulo 20 - Sun Hee, você vai morrer!

 

 

                                                                                      TAEHYUNG ON~

 

Assim que Sun Hee havia saído, fiquei novamente na escuridão em que o quarto se encontrava, não sabia o que pensar ou o que fazer ... não sabia agir ​. Meus pensamentos estavam longe daquela sala, o que teria acontecido com Hoseok? lembrava do seu sorriso, a forma como tinha medo de qualquer coisa mesmo sendo um alfa, o seu cheiro adocicado e levemente amadeirado. Só queria o ver bem, e agora por minha culpa, ele pode estar em perigo. E isso é o que eu menos queria.

Acabei por dormir levado pelo tédio e preocupação, minha cabeça latejava e estava em uma posição consideravelmente fatal na cadeira, mas não consegui deter o sono que teimava em me dominar naquele momento pelo cansaço .

 

[...]

 

Passaram-se alguns minutos, ou talvez horas, já não tinha nenhuma noção do tempo, quando ouço a porta sendo aberta e rangendo com um barulho agoniante, consequentemente acabo acordando e me deparando com aquele ser do qual eu criei tamanho nojo . O olho e ele vem até mim com um sorriso estampado em seu rosto me dando certo desconforto, ainda me pergunto o motivo de já tê-lo amado. Me movimento tirando-me do transe e sentindo uma pontada de dor no pescoço, o que já era totalmente esperado, vendo pelo modo em que dormi.

 

- Olá meu amor - disse ele sentando-se em um banco próximo e me olhando nos olhos. Nada respondi e apenas abaixei a cabeça desviando o olhar - Tenho novidades, talvez você goste do que eu vou falar . - elevei o rosto novamente me perguntando o que seria essa tal "novidade" - Seu "namoradinho" - disse com um tom de nojo - conseguiu fugir, o homem que estava cuidando dele é um inútil que não sabe nem olhar  uma merda de um alfa fraco. - não queria que ele falasse assim de Hoseok, queria a todo custo pular em sua garganta e rasga-la ali mesmo. Mas estava fraco e essa seria uma batalha perdida. - Bom, o homem que estava observando ele, passou o endereço em que você está, logo seu alfa chegará aqui, o que acha de darmos uma surpresinha para ele? .

Gelei. meu coração parou, o que ele queria dizer com surpresinha? a que ele se referia? um sorriso maldoso tomou seu rosto junto com uma expressão fria de raiva. Me perguntava o porque daquele ódio todo. Eu ... eu não fiz certo ao iludir ele, sim, no começo eu o amava, só que isso passou,  não tenho controle dos meus sentimentos! não poderia ficar me enganando e muito menos enganando a ele! não sabia que atrás daquela expressão apaixonada e serena ... se encontrava um mostro do qual acabaria com minha vida. Ele não passava de um lobo vestido em pele de cordeiro.

 

- Sun Hee - chamei-o, ele me olhou surpreso por finalmente ter falado consigo .

 

- Sim meu amor ? - perguntou com a expressão confusa seguida por um sorriso fofo e acolhedor , por alguns segundos tinha esquecido que aquele garoto era um demônio e tinha me usado.

 

- Você me ama? - perguntei para o mesmo que me encarava e logo soltou uma risada abafada, como se eu tivesse dito a coisa mais óbvia do mundo .

 

- Você ainda tem dúvidas? é claro que eu te amo Taehyung - disse sorrindo apaixonado pra mim.

 

- Então porque está fazendo isso comigo ? porque não me deixa em paz? gosta de ver quem você ama assim... sofrendo? - deixei uma lágrima escapar e ele logo retorna a aquela expressão cruel.

 

- Chantagem emocional não vai funcionar comigo amor - disse ainda rindo, ele se direcionou a sua mochila tirando de lá uma faca prata a qual se pôs a afiar .

 

- O que pretende fazer? - questiono e ele para de afiar a faca me olhando sério.

 

- Tirar esse alfa do caminho... - meu coração se apertou - e ter você só pra mim - um nojo me consumiu por inteiro . Ele se levanta do banco ao qual até agora se encontrava sentado e vindo até mim ficando extremamente próximo , abaixo meu rosto numa tentativa de recuar de seus toques. Ele pega meu queixo com seu indicador o levantando me fazendo o fitar, pude perceber a ferida da mordida, na qual tinha dado nele , ele passa a língua sobre a mesma e encara minha boca indo para me beijar .

 

- ESPERA! - grito, ele revira os olhos e me olha - Vamos fazer um trato. - sua expressão muda para surpreso arqueando uma das sobrancelhas .

 

- Que tipo de trato? - pergunta parecendo interessado .

 

- Deixe Hoseok em paz... deixe-o viver...- hesitei em dizer as palavras seguintes -  e eu serei todo seu, farei o que quiser sem reclamar ou tentar fugir . - um sorriso toma seu rosto , um nojo me percorre , ele pareceu gostar da ideia , mas quando ele estava prestes a se prontificar a dizer algo, ouvimos barulhos de passos vindos até nossa direção , meu corpo ficou tenso e meu coração acelerou, Sun Hee colocou um pano em minha boca e levou a faca prata afiada a sua mão .

 

- Tarde demais. - meus olhos lacrimejaram e Sun Hee se escondeu atrás da porta que logo foi aberta , olhei o ser a minha frente me deparando com Hoseok ofegante , nego diversas vezes com a cabeça, porém ele ignora meus sinais e vem até mim rapidamente retirando o pano de minha boca .

 

- Calma amor, eu vou te tirar daqui - vi Sun Hee se aproximando por trás com algo parecido com um taco a sua mão .

 

- HOPE NÃO! - gritei assim que estava sem o pano me impedindo, mas já era tarde , Sun Hee chocou o taco contra a cabeça de Hope e enfiou a faca em sua barriga, pouco tempo depois ele estava no chão gemendo de dor e sangrando .

 

- Não achou que seria tão fácil né? - disse Sun Hee com aquele sorriso sínico . O olho incrédulo .

 

- COMO VOCÊ PODE? - gritei chorando igual a uma criança , Sun Hee vem até mim e me da um selinho a força .

 

- Agora você é apenas meu - lambeu o lábio e senti uma grande vontade de vomitar , ele começou a beijar meu pescoço e a dar chupões ,  passa as mãos imundas por todo meu corpo adentrando minha camiseta. Estava estático meu corpo não me respondia, meus braços estavam doendo pelo tempo em que estavam amarrados e se encontravam dormentes por ainda estarem presos . Sun Hee pega em meu membro e o aperta devagar me tirando um gemido involuntário, não estava excitado, não queria aquilo ....​ " não pode estar acontecendo de novo"  ​enquanto aquele ser que dizia me amar me violentava, queria ver Hope mais uma vez,  então olho para o corpo caído e ... não pode ser ... um sorriso toma meu rosto. Ele estava em pé com a expressão assustadora e seus olhos se encontravam vermelhos sangue. Meu coração bateu mais rápido ...

 

"​eu sabia que não iria me deixar.."

 

​                                                                                    HOSEOK ON ~

 

Estava tudo doendo, minha cabeça latejava e minha barriga sangrava freneticamente com a faca ainda fincada em si, levantei o olhar e vi Tae chorando enquanto Sun Hee beijava seu pescoço , tamanha raiva me tomou ao ver meu ômega sendo tocado por um qualquer daquela maneira, a dor não estava mais se fazendo presente , pareceu que foi tomada por tamanha fúria que saia do meu ser , senti uma sensação diferente, e logo não pensava mais por mim e sim ... o meu lobo .

Retirei a faca da minha barriga sem nem sentir uma pontada de dor , Tae me olhava com um sorriso e aquilo me deixou extremamente feliz. Mas logo o vi sendo usado por aquele inútil .

 

- Agora que aquele imbecil não está mais no nosso caminho, finalmente poderei te sentir novamente -falou Sun Hee e  isso foi a gota d´agua pra mim , sem pensar duas vezes enterrei a faca no alfa a minha frente soltando um rosnado amedrontador , Tae me encarou assustado pela minha ação repentina e senti que estava com um pouco de medo. Logo voltei ao normal e meus olhos ficaram castanhos novamente , peguei Tae e o abracei fortemente .

 

- P-pensei que tinha te perdido - disse ele derramando lágrimas ,  afago seus cabelos e beijo o topo da sua cabeça .

 

- Você não vai se ver longe de mim tão cedo - ele riu com meu comentário mas logo voltou a ficar sério .

 

- O que vamos fazer com Sun Hee? - me pergunta enquanto eu seco as lágrimas quase secas em seu rosto .

 

- Vamos deixa-lo ai, ele não merece minha piedade - respondi seco e puxei Tae para fora daquele lugar segurando sua cintura de um jeito possessivo . Fomos até o hospital mais próximo , Tae praticamente me carregava , não sei de onde ele tirou força mas ok. Chegando lá fui atendido rapidamente e consequentemente levei alguns pontos na barriga, logo que a enfermeira acabou seu trabalho, Tae entra e me abraça forte  fazendo-me sentir um pouco de dor . 

 

- Ai - digo, ele logo se separa corado , o que não vou mentir, foi fofo.

 

- D-desculpa - disse ainda vermelho .

 

- Tudo bem meu amor - falei passando minha grande mão em seu rosto pequeno e delicado, acariciando com o polegar sua bochecha.- Eu vou ligar para os meninos, devem estar preocupados ... principalmente Jin- me pronunciei e ele acabou por segurando minha mão e acariciando a mesma .

 

- Tem razão - soltou um sorriso quadrado do qual me fazia bem. perguntei pra enfermeira se ela poderia deixar-nos fazer uma ligação , o que não foi negado , ela sai do quarto e assim que volta trás um telefone consigo , disco o número da casa do Jin... nada , da casa do Jungkook... nada a do Namjoon ... nada

 

- Tenta a minha, pode ser que eles estejam lá - opinou Tae, logo disquei o Número de sua casa que em menos de duas chamadas, foi atendido .

 

   ************* LIGAÇÃO ON ************

 

- S-sim? - na hora reconheci a voz era Jin

 

- Jin ?

 

- Hoseok!? você está bem? aconteceu alguma coisa? - ele soava desesperado, Tae me olha negando com a cabeça em sinal de não dizer nada, apenas ignoro .

 

- Na verdade aconteceu sim...- digo e conto toda a historia para Jin , desde quando Tae namorou com Sun Hee e foi estuprado , até agora que ele nos sequestrou e eu matei-o , depois de contar tudo e Tae ficar com expressão de bravo , um silencio se faz constante na linha telefônica - Jin? - chamo-o novamente .

 

- S-Sun Hee ... ele - em seguida desligou o telefone

 

*************LIGAÇÃO OFF*************

 

- Porque contou pra ele? - perguntou Tae com a voz embargada .

 

- Porque se eu não fizesse você não contaria, Tae , isso não é coisa que se guarde . - ele começou a chorar e o abracei .

 

- P-pensei que se não dissesse ... ele não voltaria - minha camisa estava ficando molhada com seu choro .

 

- Ei, eu entendo o seu medo, mas agora eu estou aqui... com você , nunca mais vou deixar algo do tipo acontecer com você, tanto porque agora ... é meu ômega.

 

- Eu te amo - disse e senti um calor em meu corpo indescritível , as famosas borboletas se faziam presentes .

 

- Eu te amo mais...

 

"​ninguém nunca mais irá te tocar , é uma promessa"

 

​                                                                                                   ​JIN ON~

 

Fiquei confuso , afinal, o que um corpo não identificado estaria fazendo a porta da casa do Tae? soltei o telefone e corri para ver quem era e.... não é possível ! Jimin chorava muito e Jungkook tentava o acalmar , estava atônito e não sabia o que fazer, a não ser ficar encarando-o enquanto sujava o sofá com seu sangue , a sala estava silenciosa e ninguém se prontificava a falar uma palavra se quer. Eu olhava para Namjoon e Namjoon olhava para mim , imaginava o que poderia ter acontecido com ele, estávamos apenas nisso, até ouvirmos o barulho do telefone tocar e um medo dominou nossos corpos , corri até o mesmo com receio e o atendi .

Para minha surpresa quem estava ao telefone era Hoseok, senti um alivio percorrer meu corpo ao ouvir sua voz. Pelo menos sabia que estava vivo ... mas... ele me contou algo que... eu me negava a acreditar, porém, no fundo sabia que era verdade, desconfiava dele, só não sabia até onde ele poderia chegar .

 

- Quem era? - Namjoon me pergunta sério .

 

- Hoseok - digo indo até eles e olhando para Jimin , ele confiava tanto no primo , não vai ser fácil pra ele escutar isso .

 

- E ele está bem? - Jungkook pergunta segurando Jimin com força em seu colo, enquanto o mesmo escondia seu rosto no peito do maior chorando. Disse tudo o que Hoseok havia contado por telefone , tudo o que Sun Hee havia feito tanto para Tae quanto para ele, todos me olharam surpresos com a noticia que acabaram de ouvir. Os soluços de Jimin tomaram intensidade e ficaram mais altos, ele apertava Jungkook com força e o mesmo retribuía .

 

- Mas se Sun Hee morreu... então como....? - disse Namjoon

 

"o que faremos agora?"

 

                                                                                 JUNGKOOK ON ~

 

Ao saber que minhas suspeitas estavam corretas, Jimin chorava em desespero. O primo do qual ele viveu a vida inteira , estuprou e quase matará seu amigo , Mas.... Hoseok havia dito que Sun Hee havia morrido então... porque?

 

- Vamos leva-lo até o hospital - Disse Namjoon com nojo do corpo a sua frente . No mesmo instante o mesmo abriu os olhos e gemeu de dor.

 

- P-posso ficar um pouco sozinho com meu primo? - perguntou Jimin choroso e todos assentiram, não estava confiante em deixa-los a sós , mas Jimin merecia explicações . Não demorou muito e ouvimos um grito, meu coração começou a doer como se estivesse sendo espremido por uma mão, e senti uma pontada perto do fígado... não! não ,não pode ser, corri até a sala vendo Jimin envolta de uma poça de sangue e a faca prata que estava enfiada em Sun Hee agora estava fincada nele....corri até ele já chorando . Sun Hee já não se encontrava mais na sala e a porta ficará aberta.

 

"​eu vou te matar Sun Hee!"

 

 

 

 


Notas Finais


KAKAKAKA acharam que o corpo era o Hoseok né?? shuahsua mds eu sou um ser muito fdp .

tadinho do Jimin! não me matem shauhsua <3

desculpem se ficou pequeno!!

um ser chamado pandakwan2 me ajudou com ideias para o capitulo, esse mesmo ser tem uma fanfic jikook muito boa! então que tal ir lá dar uma olhada?

link: https://spiritfanfics.com/historia/royals--the-prince-and-the-commoner-6539667

sinopse: ~ Jimin on ~

Não sei como eu me sinto, na verdade até sei mas está tudo confuso. Muito confuso. Uma parte de mim está despedaçada e a outra tentando ser forte e encarar o presente... mas.. eu não consigo. Não consigo deixar de lembrar o passado. Me sinto culpado por ter deixado isso acontecer, quer dizer.. Se eu estivesse com eles teria tentado impedir..

Mesmo que minha relação com meu pai não fosse uma das melhores..

-----
Jimin acabou de perder o pai e o irmão mais velho. Agora precisa arcar com muitas responsabilidades e no meio disso tudo, acaba conhecendo um garoto de rua. Jeon Jungkook. Assim vendo uma pequena chance de ser feliz e fazer um futuro diferente.


deem uma olhada também nessa fic que estou fazendo com amigos , ela é jikook, namjin e yoonseok, já possui 2 capítulos:
https://spiritfanfics.com/historia/machucados-pelo-passado-6596396

sinopse :YOONGI ON~


O passado muitas vezes pode ser ruim , o passado muitas vezes pode te fazer ter segredos , o passado muitas vezes pode fazer-se machucar-se , me esconder do mundo , me distanciar das pessoas , sempre pensei que isso seria o melhor ... sabe ... sofrer sozinho , não enfiar ninguém em meus problemas , esconder meu rosto inchado e vermelho por culpa de uma noite em claro derramando lágrimas , descontar minha dor interna em meus pulsos com a ponta afiada de uma lâmina .... mas conhecer alguém ... me fez mudar o conceito de que a dor ... muitas vezes é a saída , descobri que o amor pode substitui-la


JUNGKOOK ON ~


Não falar , não chorar ... não quer dizer que realmente esqueci , o passado pode te trazer traumas que deixam mais difícil depositar confiança nas pessoas , posso ser forte , sempre estar soltando um sorriso falso , enganando todos ao meu redor , porém ... quem mais eu enganava com aquela cena ridícula ... era a mim mesmo , "amor" essa palavra realmente significava algo? não pra mim...

desculpem os erros não sou a melhor em português ^^

até sextaaaa <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...