História On My Way - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood
Tags Outlawqueen
Exibições 19
Palavras 1.276
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Então... Ultimo capítulo...

Capítulo 20 - Avalon


– E onde nós podemos encontrar esse tal Merlin? - Robin perguntou

– Bem...Eu não sei, mas deve ter algo falando sobre eles nos livros da biblioteca - Respondeu ela olhando para a janela - Eu vou lá procurar algo - Zelena desapareceu numa fumaça branca antes mesmo de nós dizermos alguma coisa

Olhei novamente para o corpo inconsciente de minha mãe na cama. Eu não conseguia acreditar que havia perdido o controle, a última e única vez que aquilo aconteceu foi quando eu estava aprendendo a controlar a magia, e daquela vez não havia machucado ninguém.

Me sentei na cama e segurei a mão dela, estava fria como pedra - O que eu fiz? - Perguntei para mim mesma esquecendo por um momento que Robin também estava no quarto.

– Regina, o que houve? - Ele se sentou do meu lado

Eu enxuguei uma lágrima que estava descendo sorrateiramente pela minha bochecha - Bem...Minha mãe veio me contar algo - Eu olhei diretamente nos olhos de meu amado - Ela disse que o antes do meu casamento com o Rei Leopold, ele veio fazer um pedido à ela: Que eu nunca desse à ele um herdeiro, assim Snow White ficaria com o trono para ela, e se ela não fizesse isso, o casamento estaria acabado. E minha mãe, naquela época fazia de tudo para que eu fosse rainha, acabou jogando um feitiço em mim para que eu nunca tivesse filhos. - Nessa hora eu já estava chorando, Robin que estava apenas ouvindo, chegou mais para frente e secou minhas lágrimas delicadamente - E depois ela disse que não existia um contra-feitiço. Então eu não sei o que deu em mim, eu acho que concentrei toda raiva que eu tinha dela e acabou virando uma onda de magia, um feitiço como Zelena disse. - A pior parte de isso tudo, é que eu posso ter acabado de matar ela e...

– NÃO Regina! Não pense assim- Robin me interrompeu - Você não matou ela. Zelena disse que esse tal de Merlin pode trazer ela de volta, e nós vamos encontrar ele, eu prometo a você - Eu fechei o espaço que havia entre nós e o beijei. Não foi um beijo qualquer, aquele beijo era a confirmação de que eu acreditava nele.

– Você precisa contar isso a sua irmã - Ele disse depois que nós nos separamos

– Sim, preciso

–--------------------------------------------

Fomos até a biblioteca do castelo e quando chegamos lá, Robin parou na porta:

– Vá falar com ela, sozinha - Disse ele - Explique tudo o que aconteceu, se vocês se entenderem vai ser melhor. Eu vou lá ver meu filho

– A proposito, onde ele está? - Perguntei

– O Little John estava veio caçar por aqui e eu estava conversando com ele, até que ouvi os gritos, vim correndo e deixei Roland com ele - Fiz que sim com a cabeça e entrei. Zelena estava sentada no chão com uma pilha de livros ao lado enquanto folheava um outro bruscamente.

– Zelena - Chamei tentando não assusta-la. Ele ergueu o rosto e eu percebi que seus olhos estavam vermelhos, provavelmente de tanto chorar.

– Diga - Respondeu ela rispidamente

– Precisamos conversar - Me sentei no chão de frente para ela

– Eu não tenho nada para falar com você, por que no momento eu estou tentando encontrar a única pessoa que pode desfazer a besteira que você fez! - Ela vociferou

Eu apenas puxei o livro da mão dela, fazendo-a olhar para mim - Mas eu tenho - Ela apenas revirou os olhos - Me desculpe, eu realmente não queria fazer aquilo com nossa mãe!

– Mas você fez!

– Sim eu fiz, eu perdi o controle, mas tenho um bom motivo para isso

– E qual é? - Ela perguntou parecendo não acreditar que eu tinha um bom motivo

Então eu contei para ela, do jeito que eu contei para Robin. Quando eu terminei ela parecia surpresa e um tanto chocada - Eu não queria fazer aquilo, mas foi algo mais forte do que eu!

– Okay Regina, eu acredito que você fez isso sem querer e realmente achei sua história comovente, mas isso não muda o fato de você ter colocado nossa mãe em um coma magico. Então acho melhor você ficar quieta e me ajudar a achar algo sobre o Merlin - Dizendo isso ela puxou o livro de minha mãe voltou a vasculha-lo. Eu não tinha muita escolha então peguei um dos livros que estava no chão e comecei a procurar algo nele.

Enquanto pesquisávamos eu consegui fazer Zelena responder algumas perguntas. A primeira que eu fiz foi de como ela sabia sobre Merlin, ela disse que soube por Rumpel. E depois eu perguntei para ela como conseguiríamos fazer ele nos ajudar, ela respondeu que não sabia e que era melhor eu calar a boca por que já estava parecendo uma criança irritante.

Continuamos em silêncio até que Robin voltou e começou a nos ajudar. Eu estava tão concentrada que levei um susto quando vi Zelena gritar que havia achado algo como alguém que grita quando faz bingo.

– Aqui diz que ele está em Avalon! - Ela falou um tanto animada

– Estão teremos que ir para esse lugar - Robin falou como se aquilo não fosse óbvio

– Não, eu tenho que ir lá. Eu fiz isso sozinha, eu tenho que concertar isso sozinha - Tentei parecer brava

– Regina pode ser perigoso, eu vou com você - Robin falou

– Robin tem razão Regina, é melhor ele ir com você - Minha irmã falou como se realmente se importasse comigo

– Okay, mas como vamos chegar lá? Precisamos de um portal

– Deixem que eu cuido disso, apenas se preparem para sair daqui a pouco - E Zelena sumiu novamente numa fumaça branca.

–----------------------------------------

Depois de Robin ir falar com Little John para ficar com Roland novamente, nós fomos até o jardim do castelo, onde Zelena já tinha tudo pronto para abrir um portal para Avalon

– Regina, eu preciso falar com você - Ela disse. Robin entendeu que ela não o queria ali e se retirou dali

– Olha desculpa pelo jeito que eu falei com você, eu não queria falar tudo aquilo, eu estava com raiva. Eu passei tão pouco tempo com a nossa mãe e... eu não sei o que dizer, só me desculpe.

– Parece que todo mundo hoje está precisando ser desculpado, vem cá - Eu a chamei para um abraço, aquele foi um dos melhores abraços que eu dei na minha vida.

Quando Robin voltou, minha irmã começou a falar sobre a viajem pelo portal:

– Vocês não vão parar exatamente na cidade, por que ela tem uma barreira que impede qualquer pessoa de entrar por lá com magia e essa barreira se estende um pouco mais além da cidade, mas vocês precisam apenas seguir o rio. E de jeito nenhum tente usar magia para chegar até lá, pode ser mortal. - Seu tom era severo, aquilo era uma ordem - Tome isso - Um objeto que parecia um espelho de maquiagem apareceu na mão dela

– O que é isso? - Perguntei

– É algo para nos comunicarmos - Ela meio que quebrou o objeto ao meio - Só podemos usar três vezes, estão use apenas quando estiverem em perigo

– Okay, estamos prontos para ir - Falei. Com apenas algumas palavras em latim ela abriu um portal, por onde dava para ver algumas árvores

– Ai vamos nós - Robin disse

Antes de mais nada eu puxei Zelena para outro abraço. "Não veja isso como uma despedida" Ela disse no meu ouvindo como se lesse meu pensamento. Ela se virou para Robin:

– Tome conta dela

– Pode deixar

Então Robin segurou minha mão e nós pulamos no portal.


Notas Finais


Obrigada a todos q comentaram, favoritaram ou apenas visualizaram <3
Vou postar a continuação logo, ela se chama "All We Need Is Love"
Bye <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...