História On My Way! {Camren} - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Exibições 207
Palavras 2.880
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey, meu amoresssss.. voltei para vocês! Demorei um pouquinho, certo? Peço desculpas, estava meio que com um bloqueio pra escrever.. ate porque semana de prova ta ai e vocês já sabem..
Mas, agora estou aqui com um capítulo lindo e novinho pata vocês! E é isso mesmo, Lucy maravilhosa Vives vai dar o ar de sua graça.. vocês nem imaginam quem é ela haha
Ps: Quando estiver escrito *pic*, são as respectivas fotos da capa.
Enjoooy it:**

Capítulo 13 - Vives?!


Fanfic / Fanfiction On My Way! {Camren} - Capítulo 13 - Vives?!

Camila’s pov:
Quando as meninas foram buscar os drinks eu pude finalmente ter um momento a sós com Lauren. Aproveitei para me desculpar e perguntar o que eu havia dito a ela já que a mesma me parecia bem chateada com as minhas palavras. Eu sou mesmo uma babaca.
Depois de alguma insistência Lauren resolveu me dizer.

- Bom, você me disse que deveria ter me deixado naquela estrada chorando porque putas merecem sofrer. E que eu, certamente merecia aquele sofrimento já que eu me enrabicho com o primeiro rabo de saia que eu vejo pela frente, já que insinuei que queria algo com você e em seguida estava me agarrando com a sua melhor amiga. E bom, você terminou dizendo em alto e bom tom P I R A N H A, é isso que você é.  Está bom pra você, Camila? – Lauren disparou tais informações e eu não conseguia dizer nada, fiquei estática olhando para ela com os olhos arregalados. Eu jamais falaria aquilo em sã consciência.. que merda eu havia falado? Eu nem sei por que ela estava naquela estrada. Que direito eu tinha de dizer isso? Nenhum. Mesmo eu estando chateada pelo que aconteceu, eu não tinha nenhum direito. A verdade é que, eu nunca havia feito isso, eu nunca havia sido rude de graça com alguém mesmo estando alcoolizada, eu não gosto de perder em nada, muito menos quando se trata de mulheres, mas, eu juro, eu jamais havia falado uma coisa como aquela para alguém. Até que, por um lado, eu me entendia, porque eu também nunca havia sentido tamanho desejo por uma mulher como senti por Lauren. Eu nunca quis tanto que alguém fosse minha, nunca quis tanto tocar em alguém, possuir alguém e me entregar para alguém como eu queria com Lauren Jauregui.

- Camila? – Lauren chamou e me tirou de meus devaneios me fazendo perceber que eu havia a deixado sem resposta.

- Oh Lauren, eu realmente sinto muito, bom.. eu, eu jamais falei tais coisas para alguém, eu não tinha esse direito, eu não sei porque você estava ali. Hm, eu.. eu não sou insensível assim, Lauren. Me desculpe, por favor – Disse desesperada para que Lauren sentisse a sinceridade em minhas palavras. Lauren olhou pra mim confusa com os olhos um pouco marejados.

- Tudo bem, Camila.. você não pode retirar o que disse, infelizmente. Mas você estava bêbada e.. houve aquele mal entendido, então.. hm, só esquece. Eu desculpo você.
- Lauren, eu prometo que vou fazer de tudo para ser o mais agradável possível com você daqui em diante. Eu vou me retratar por isso se você me permitir.. – Disse, na esperança de que Lauren entendesse que eu realmente queria desfazer aquele mal estar todo.

- Ok, Camila. Só não quero que você seja rude dessa maneira comigo de novo, você realmente me magoou com o que disse. Mas vejo que está arrependida, então.. vamos começar de novo. Certo? – Disse sorrindo timidamente para mim e ali, naquele instante, eu pude ver que o coração dessa mulher é bom, bom demais para que alguém ouse brincar com os sentimentos dela.
Levantei-me andando um pouco para trás, deixando Lauren com uma  expressão extremamente confusa. Me virei e comecei a andar em direção a ela, parei em frente a sua cadeira e disse – Posso conhecer a dona dos olhos mais lindos de toda a Califórnia? Bom, me chamo Camila, Camila Cabello! – Estendi minha mão para ela e ofereci o meu melhor sorriso. Lauren me olhou sorrindo e negando com a cabeça e logo estendeu a mão pra mim.

- Hã.. você está precisando de óculos. Me chamo Lauren, Lauren Jauregui! – Ela sorriu tão lindamente que senti vontade de apertar aquelas bochechas rosadas. Eu estava prestes a beijar o rosto dela quando senti um forte tapa em minha bunda, acabando com o nosso momento. Saco, sempre tem um abutre.
Nem preciso dizer que era Dinah, certo?

Passamos o dia inteiro ali em um clima maravilhoso, bebemos alguns drinks em meio a conversas engraçadas e um tanto reveladoras, já que a medida que as meninas iam se sentindo mais à vontade conosco se abriram mais e nos contavam podres uma das outras. Quando resolvemos que estava na hora de retornar ao hotel já que sairíamos mais tarde já estávamos todos parecendo amigas de infância ..Ok, aí já é exagero.. mas posso dizer que estávamos todas dispostas  a abrir nossos corações umas para as outras e quem sabe virarmos um big squad. Confesso que só de pensar nisso me dá arrepio! Imaginem Dinah Queen Jane andando com Vero crazy Iglesias.. TERRÍVEL.

Chegamos no hotel por volta das 20:00 e logo nos dispersamos para descansar. Já na paz do meu quarto tomei um banho e me deitei.. a intenção era tirar um cochilo para repor as energias mas eu simplesmente não conseguia parar de pensar em Lauren e em tudo o que aconteceu entre nós, a maneira como ela lidou com as coisas horríveis que eu disse e principalmente no quanto ela me pareceu ainda mais adorável que antes! E foi em meio à tais pensamentos que decidi dar o melhor de mim para Lauren mesmo que agora, talvez, ela só me queira como uma boa amiga. O que é ótimo porque se fosse ao contrário, certamente ela sairia com um olho roxo e uma inimiga para vida..
Sim, eu tenho pavio extremamente curto!

Adormeci, e só me dei conta disso quando ouvi a voz do maravilhoso Ed Sheeran ressoar pelo meu quarto me fazendo cair da cama, levei alguns segundos para me recuperar do susto e logo me levantei resmungando. Peguei meu celular e atendi sem ao menos reparar o nome no visor.

-Alô! - Atendi de maneira extremamente grosseira pensando que só poderia ser uma das vadias me acordando para sair.

-Hey, princesa.. que mau humor é esse? Saudades? - Ouvi aquela voz e só faltei desmaiar. Arregalei os olhos levando a mão até a boca e gaguejei ao perguntar -Lu..cy?

-Bom saber que você ainda reconhece a minha voz - Dá uma risada sarcástica - As Queens vagabas disseram que vocês estavam vindo para cá e como estou louca de saudade de vocês, é claro que muito mais de ti, pensei que poderíamos sair. Que tal? - Lucy disparou e eu continuava estatelada com cara de panaca pensando em como eu bateria na Dinah e na Normani mais tarde por não me falarem que Lucy, logo Lucy estaria aqui!!!

-Eu..Hm..eu não sabia que estaria aqui, mas claro podemos sair! Eu só preciso ver com as meninas e..-  Lucy rapidamente me cortou.

-Quanto as vagabas, a santally e suas novas “amiguinhas” nem precisa se preocupar! Todas já foram informadas de que hoje a noite de vocês será na melhor boate da Califórnia com a minha ilustríssima presença! Pego vocês à meia-noite! Você tem exatamente uma hora para ficar mais maravilhosa do que já é! Até mais, princesa! Não vejo a hora de matar essa saudade de você! -Disse e simplesmente desligou sem esperar resposta.
AQUELAS VADIAS ME PAGAM!

Lauren's pov:
O dia com as meninas foi extremamente agradável, principalmente por Camila ter se desculpado tão sinceramente. Minha irmã e minhas amigas simplesmente amaram as meninas e chegaram até a dizer que elas eram exatamente as peças que faltavam para completar nossas vidas, eu não podia discordar já que apesar de nós termos personalidades fortes, sempre tivemos receio de viver a vida intensamente, totalmente ao contrário das meninas que são cheias de vida e coragem! Elas nasceram para desbravar o mundo e nós vimos nelas as pessoas que nós sempre desejamos ser.. e agora que todo mundo já sabe a verdade na minha casa, e eu estou vivendo “livre”,  nada nos impediria de nos aventurarmos junto a elas e sermos nós mesmas de verdade! Sem medos, sem receios, sem arrependimentos!

Por volta das 22:30 Taylor bateu na minha porta trazendo uma enorme mala cheia das minhas roupas. Graças aos Deuses! Jogou a mala na cama com dificuldade e tudo que disse antes de sumir só de roupão foi -Se arrume para matar hoje, vadia! - Amorosíssima essa minha irmã, não?

Vasculhei a mala e não demorei muito a me decidir, logo tomei meu banho e vesti uma linda blusa branca de mangas com um decote estratégico nos seios que chamava bastante atenção, uma saia azul colada que cobre apenas metade de minhas coxas e um coturno preto. Joguei os cabelos para o lado e fiz uma Make Up básica para ressaltar os meus olhos. Ok, pronta para matar!

O relógio marcava 23:30, então peguei meu celular para conferir o grupo das meninas e avisar que eu estava descendo.

Mensagem para Vadias ❤ - 23:30

Eu: Vadias, estou pronta! *pic*

Caminhoneira: LMFAAAAOOO.. nós somos muito gostosas! *pic*

Vadia: Cadelas, estão arrasando! Que tal descermos para tomarmos um drink enquanto esperamos as meninas?

Ah, olhem a diva *pic*

Eu: Puta que pariu! Quando vocês vão assim, voltam?

Sis: Dá pra sentir o cheiro de couro de longe, socorro..

Caminhoneira: Até parece que não cola velcro, sínica

Vadia: Quando estava na minha cama não reclamou do cheiro *lua*

Eu: AAAAH meus olhos, caralho!!!!!! Desçam logo, vou esperar no bar.. #nãosouobrigada --’

Sis: Lambam a tela! *Pic*. Bye:*

Caminhoneira: C A R A L H O

Vadia: Partiu minha cama?

Eu: DESÇAM, PALHAÇAS!

Caminhoneira, Vadia: INDO.

Chegamos ao bar e para nossa surpresa Ally, Normani e Dinah já estavam por lá. Nos juntamos a elas que logo nos informaram que tal Lucy estava chegando e que iria nos levar para a melhor boate da Califórnia. Depois de uns 20 minutos o celular de Dinah tocou.

-Fala, cadela master! - Atendeu Dinah - Óbvio que as divas já estão prontas! Só falta a “princesa” como sempre.. - Disse princesa em tom de deboche - Ok, vou apressar a vadia e já saímos! BMW preta..certo, até já! - Dinah desligou e fez menção de ligar para Camila mas logo desistiu quando viu Taylor, Verônica e Keana olhando para trás embasbacadas.

Sim, era Camila! E ela sim, estava vestida para matar! Estava hipnotizada com aquele corpo moreno torneado coberto por aquela saia preta rodada e aquela blusa tão coladinha que deixava uma parte daquela barriguinhaa chapadinha de fora ..eu quero tudo de fora, pelo amor de Zeus!.. e para completar, Camila ainda estava com uma trança de lado e um laço clarinho no cabelo, que dava a ela um ar de menina inocente! Droga, Camila nem sabe das minhas fantasias sexuais e já realiza parte delas sem nem perceber! Que mulher dos Deuses!

- Lauren! - Normani e Ally gritaram em uníssono me tirando das minhas perversões. -Vamos!

Fomos ao encontro de Camila que nos ofereceu um belo sorriso mesmo sendo xingada pelo atraso e então saímos do hotel a procura da BMW de Lucy.

Lucy’s pov:

Estava louca de saudade das meninas, já que não nos víamos desde que Camila terminou de vez comigo. Sim, nós namoramos durante grande parte da nossa adolescência! Para ser mais exata dos 15 aos 18 anos, ainda continuamos ficando vez ou outra sem compromisso até completarmos 19 quando Camila terminou tudo de vez comigo. Desde então diminuímos muito nosso contato, mas continuamos sendo amigas, até porque nós duas e as meninas crescemos juntas. Óbvio que com elas eu jamais perdi o contato, e por esse motivo eu soube que elas viriam para cá no mesmo dia em que tomaram essa decisão! Mas, nós resolvemos não contar para a Camila já que não sabíamos como ela iria lidar com a minha presença..

Acontece que meu relacionamento com Camila, assim como nosso rompimento, foi um tanto quanto complicado. Eu sempre fui apaixonada por ela, porém, ela me via como uma irmã, assim como vê as outras meninas. Eu fui conquistando-a aos poucos até que ela pareceu se envolver e aceitou namorar comigo. Camila sempre foi muito boa para mim mas era nítido que o amor dela era diferente do meu, até porque Camila gosta de liberdade, e eu sempre fui muito ciumenta! Na época em que Camila parecia realmente estar me enxergando com outros olhos, eu cometi a asneira de ficar com uma pessoa que sempre foi como uma arqui-inimiga para Camila e infelizmente o encanto que eu tanto demorei para construir se desfez. Camila não ligava que eu tivesse minhas aventuras, mas não com Britney e não quando ela estava finalmente se apaixonando por mim. Enfim, ainda continuamos numa tentativa de relacionamento por um ano, porém era só sexo da parte dela, uma boa amiga que a saciava quando necessário. Não a culpo, afinal, fui eu quem estraguei tudo. Por isso o meu receio quanto a reação dela, mas confesso que não vejo a hora de abraça-la depois de dois longos anos.

Já estava na frente do hotel, desci do carro e me encostei sobre ele para esperar as meninas, já que tinha avisado DJ que estava por ali. Esperei nada mais que cinco minutos para vê-las saindo do hotel, ela elas estavam acompanhadas de mais quatro mulheres que devo dizer, são maravilhosas, mas nada comparadas a Camila! Que por sua vez, vinha logo atrás mexendo no celular, simplesmente deslumbrante, não consigo descrever o quão bem esses dois anos fizeram para ela.. Que corpo, que cabelo, que boca, que mulher!

Assim que Dinah me vê vem correndo em minha direção com um sorriso de orelha a orelha e salta em meu colo me envolvendo com seus braços e pernas em um “abraço” extremamente apertado.

- Meu Deus, galinha.. que saudade de você! - Disse ainda grudada em mim, e eu sorri largamente logo sentindo outras mãos me envolvendo em um abraço grupal.

- Não acredito, vadia.. que saudade! - Disse Normani.

- Não sei como consegui ficar tanto tempo sem você, amiga.. te amooo! -Disse Ally.

- Caralho, que saudade que eu senti de vocês! me abracem mais forte! - Eu disse sorrindo e colocando Dinah no chão para abraçá-las melhor. Assim que abracei uma por uma e disse que amava a cada uma delas, vi Camila se aproximar sorrateiramente.. sorri para ela e abri os braços esperando ela vir ao meu encontro para que eu pudesse sentir novamente uma das melhores sensações da minha vida! Camila sempre seria muito especial.. Assim que ela envolveu os braços em meu pescoço eu a tirei do chão e girei com ela agarrada em mim, coloquei-a no chão sem romper o abraço e afundei minha cabeça nos seus ombros depositando um beijo no seu pescoço e dizendo em seu ouvido - Que saudade de ter você nos meus braços, minha princesa! - Me afastei para olhá-la nos olhos e a mesma me ofereceu um sorriso tímido e disse - Eu também senti sua falta, Lucy! - Então se afastou ainda sorrindo de lado e eu logo senti as outras me agarrando de novo!

Assim que nos separamos, Normani me apresentou as outras meninas e logo entramos no meu carro. Seguimos para a boate em meio a muitas risadas. Chegamos na Play House Nightclub e as meninas ficaram admiradas com a fachada cheia de luzes e brilho da boate.

- Esperem só até verem lá dentro! Além da boate ser linda é GLS, e só tem gente bonita! E adivinha só quem conhece o dono? Isso mesmo, vadias.. euzinha! - Disparei enquanto caminhávamos até a entrada da boate passando direto pela enorme fila do lado de fora.

- Mentira que seremos vips nesse Paraíso! - Disse Ally.

- Puta que pariu, cadela.. tinha esquecido como você é foda! - Disse Dinah levantando as mãos para fazermos um hi-fi. Bati nas mãos dela e assim que chegamos na entrada os seguranças nos liberaram. Chegando na recepção comprimentei as meninas e logo Johane veio com pulseiras vips nas mãos.

- Boa noite, senhorita Vives.. fui avisada que a senhorita teria companhia hoje! Aqui estamos os passes VIPs de vocês. O senhor Tomlinson está no camarote Master esperando as senhoritas. -Disse sorrindo e me entregando as pulseiras. Agradeci e adentramos finalmente a boate, as meninas estavam todas boquiabertas com a beleza e a agitação do local. Chegamos ao camarote que para minha surpresa estava praticamente vazio ..Louis é mesmo um amor, deixou o camarote só pra gente!..

- Viado! - Exclamei puxando Louis para um abraço que o mesmo retribuiu.

- Hey, sapata.. vejo que trouxe belíssimas companhias hoje. - Disse Harry, noivo de Louis, me dando dois beijos no rosto.

Apresentei as meninas a eles e Louis tratou de puxar assunto com as mesmas enquanto eu fazia os pedidos para o garçom junto a Dinah. Quando puxei a carteira para fazer o pagamento, Louis rapidamente a pegou e disse - Hoje é tudo por minha conta! Você achou mesmo que traria a realeza das salas aqui e eu as deixaria pagar por bebidas? Me poupe, Vives! Ah, e tome cuidado..senão eu roubo essas sapas todas para mim! - Concluiu gargalhando e logo se dirigindo para a saída do local junto a Harry. - Já estão todos avisados que é tudo por conta da casa! Divirtam-se! - falou um pouco mais alto já do lado de fora no camarote, sumindo da minha vista em seguida.

É, parece que essa noite vai ser bem longa!


Notas Finais


Espero que tenham gostado! O capítulo deve sair na segunda feira ou antes.. vai depender das minhas provas haha... Façam preces para Freud por mim..... Bjssss luvs
See you:*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...