História On The Spotlight - Colifer AU - Capítulo 31


Escrita por: ~

Exibições 37
Palavras 850
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eii amores, fiquei feliz em ler os comentários de vcs ahhahhahah muita hora nessa calma hahauhau, fico mega feliz q estejam gostando, então larga de conversa e vamos ao que interessa, Boa noite pra todos e BOA LEITURA!! Bjos :*

Capítulo 31 - Capítulo 31 (Colin) & (Jennifer)


Quando acordei, senti uma forte dor de cabeça. Abri os olhos com

esforço e percebi que estava deitado em um colchão duro. Assustei-me. Que lugar era aquele?

(...)

Olhei para o lado e vi grades de ferro. A próxima coisa que consegui

enxergar foi um policial um pouco desfocado. Apertei os olhos e, ao abri-los,

constatei que não era sonho. Então, deveria ser um pesadelo real. Sentei-me

assustado e constatei que havia sangue na minha blusa. A última coisa que

lembrava era de estar brigando com Rose pela posse da faca. Senti uma mão

agarrando minhas costas e depois um soco. Quem me trouxera para ali?

Perguntei ao policial, que mandou eu ficar quieto e esperar meu

advogado. Hei! Eu precisava ser defendido de quê? Senti falta do celular para

poder ligar e pedir socorro para alguém. Que ironia... Rose certamente era a

primeira pessoa em quem eu pensaria há anos. Bastava discar seu número

mágico e pronto, haveria alguém para resolver tudo por mim. Agora, eu

estava sozinho.

A primeira visita que recebi foi do meu irmão, acompanhado por

um advogado.

_Eu sei que não seria capaz. _ sua primeira frase era mais um

pedido de confirmação do que certeza. Havia uma reticência duvidosa em seu

olhar e voz.

_Claro que não! Eu não iria matar ninguém...

_As coisas estão complicadas para o seu lado, Colin_ disse o advogado.

_Eu não a matei!

_Na justiça não basta o sim pelo não. Temos que provar. Só que

existem muitos agravantes no meio dessa grande confusão que se armou.

_Grande confusão? _ senti que eu não estava tendo real noção da

dimensão das coisas.

_O segurança ouviu você falar que a mataria.

_Foi uma força de expressão! _ expliquei.

_Acompanhada, claro, de vocês dois na cozinha engalfinhados no

chão e a sua assessora com uma faca cravada na barriga. _ complementou.

_O que aconteceu com Rose, eu não lembro...

_Ela tentou se matar e te incriminar. _ Allan me respondeu. _

Está em estado gravíssimo no hospital.

_Ah! Aquela pilantra, filha da mãe... _ dei um murro na mesa. _ Eu

agora sim vou lá terminar de matar ela e com vontade!

_Não seja maluco! Cala essa boca! _ meu irmão me segurou pelos

braços. _ A imprensa inteira está aí fora contra você. Não complique as

coisas.

_A Jen, meu Deus, a Jen! _ lembrei-me dela e senti vontade de

protegê-la, mas não podia, estava também precisando de proteção de todas

as acusações caluniosas.

_Eu não sei... Mas, depois de tudo que está passando na TV e na

Internet eu até entendo que...

_Tv, Internet...?

_O vídeo...

_O vídeo? _ franzi a testa e um lampejo de lembrança me fez gelar o

semblante. _ O vídeo foi divulgado?

_Já está na fase viral.

_Quem fez isso? _ perguntei. _ Rose! _ dei mais um murro na

mesa. _ Agora eu vou matar aquela...

_Senta aí. _ Allan me segurou na cadeira e me fez sentar.

(...)

Quando entrei em casa, senti-me fraca. Só queria meu travesseiro

macio e o edredom fofo para me abrigar e chorar quieta minhas próprias

dores. Não podia acreditar que Colin e Rose... Fechei os olhos com força.

Afastei a lembrança das cenas da cozinha com força.

O telefone tocou. Primeiramente, pensei em não atender, mas

depois conferi o número .

_Oi, Ginni.

_Não precisa dizer nada, eu te entendo...

_Ãnh?

_Eu vi. Todo mundo viu, aliás. Estou te ligando para saber...

_Do que está falando?

_O vídeo.

_Como teve acesso?

_Está na rede.

_Rede? Quem pode...? A Rose!

_Não sei quem, mas está virando o vídeo do momento. Só se fala

disso.

_Foi postado quando?

_Na madrugada de ontem. _ respondeu, depois de pedir um minuto

para conferir o dado.

_Então, ela já tinha planejado? Isso quer dizer que o beijo da

cozinha foi armação?

_Ãnh?

_Nada. Tanta coisa está acontecendo.

_Quer que eu vá para aí?

_Não precisa, agradeço. Quero ficar sozinha. _ respondi. Não sabia

se Ginni realmente queria falar comigo ou conseguir um grande furo de

reportagem.

Eu podia me livrar gentilmente dela. Mas, o que dizer do batalhão

de fotógrafos na portaria do meu prédio? O porteiro já não sabia como contê- los.

(...)

_Eu preciso falar com a Jennifer.

_Não será tão fácil trazê-la até aqui.

_Um papel e uma caneta. Anda, preciso escrever para ela. _ pedi

para o advogado.

Ele me entregou o que eu queria e eu comecei a escrever

freneticamente, antes que o tempo da visita acabasse. Entreguei-lhe a carta:

_Entregue que entregue nas mãos dela. Quero que tomem providências

para tirá-la imediatamente do apartamento dela. Levem-na para um lugar

reservado e longe da imprensa! Não quero ninguém vendendo jornal às

custas do sofrimento dela.

_Nem parece estar preocupado em se defender. _ meu irmão comentou

_Eu posso me defender e conseguir que a justiça me perdoe. Mas,

dificilmente, se apaga do coração de uma mulher a decepção que sentiu ao

ver um ato de traição. Seja ele mentira ou verdade.

_A que ponto chegamos? _ meu irmão estava desnorteado.

_A que ponto chegaremos? _ adiantou-se o advogado.


Notas Finais


C O N T I N U A......


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...