História Once In a Lifetime - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Colin O'Donoghue, Ginnifer Goodwin, Jennifer Morrison, Josh Dallas, Lana Parrilla, Once Upon a Time, Sean Maguire
Personagens Colin O'Donoghue, Ginnifer Goodwin, Jennifer Morrison, Josh Dallas, Lana Parrilla, Sean Maguire
Tags Amizade, Captain Swan, Captainswan, Colifer, Drama, Gosh, Romance, Seana
Exibições 194
Palavras 1.510
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello
Novo Capitulo
espero que goste
Beijos

Capítulo 2 - A Vida não é um Filme


Fanfic / Fanfiction Once In a Lifetime - Capítulo 2 - A Vida não é um Filme

Por Jennifer

Estava na minha casa assistindo meus filmes favoritos, mas Rose não deixava, ela estava... Como Podemos dizendo Enchendo meu saco para a gente ir para a festa de aniversario da Ashley (uma amiga nossa), mas eu não estava muito a fim de sair.

- Vamos Jen- falou a Rose

-Não Quero ir- afirmei

-Por Favor- falou fazendo Bico e eu neguei então ela fez uma cara pensativa e depois deu um sorriso- sabe eu soube que o Colin Vai esta Lá – falou e um sorriso espontâneo saiu dos meus lábios

-Eu vou- afirmei me levantando da cama

-EBA- gritou a Rose fazendo dancinha de comemoração

(...)

Tinha acabado de me arrumar, Estava com meu cabelo Castanho soltou com mechas roxas, uma maquiagem com destaca meus olhos.

-Como estou?-perguntou

-Perfeita - disse a Rose

Eu falei para minha mãe que iria dar uma volta com Rose e sair de casa. Quando chegamos à Porta do "Bar", eu travei minhas pernas simplesmente não saia do lugar.

-Jen?- chamou a Rose

-Eu não consigo- falei

-Você e Jennifer Morrison a Garota mais Popular, divertida, animada, amiga, Inteligente que eu conheço agora esta com medo de entrar na festa, porque o garoto que você gosta está Lá Dentro.

Assenti com a cabeça

-Não seja Boba, essa sua chance garota de ter seu primeiro amor nós seus braços, vamos- ela me puxou para dentro, logo quando chegamos todos olharam para a gente.

-Feliz Aniversario Ashley- falei ido ate ela e abracei

-Obrigada Jen- falou ela retribuído o sorrindo e o abraço

Eu e a Rose entregamos os Presentes.

-Jennifer- ouvi uns garotos que nem lembro o nome, só que ele muito conhecido por pegar várias garotas na mesma frente- está linda.

-Obrigada- sorrir Por educação, esse garoto muito idiota, típico de garoto Popular bonitão (Machista, Burro, Pegador e tal) e eu tipo tenho nojo desse tipo de Garoto, ou melhor, de Pessoa- Quer dança?-perguntou

-Sabe eu tenho que fala com uma amiga- falei- Rose você não falou que estava louca para dança?- falei olhando para minha amiga

-Falei?-perguntou

-Falo- afirmei

-Eu não me lembro- disse

-Você disse- disse firme para ela entender que eu queria me livra desse garoto

-Ah sim- ela falou e me olhou como "você me deve uma"

E Logo começou toca uma musica Lenta, ah meu deus Rose vai me matar. Eu procurava o Colin por todo canto para não achava. Não é Possível, eu vim só por causa dele e ele não vai aparecer tudo bem que travei na porta de medo de ver ele, mas agora estou cheia de coragem e conversa com ele pessoalmente e não por cartas. Até que o vi entrado, ele foi ate a Ashley e abraçou, ela sussurrou algo no ouvido dele, o fazendo corar.

-GENTE- gritou a Ashley fazendo todos olhar- O Meu amigo Aqui vai cantar uma musica para a gente

-Ashley- Ele disse

-Por favor, Colin- disse fazendo bico- meu Presente de aniversario.

Colin concordou com a cabeça, Ashley entregou o Violão para ele.

-Bom Essa musica bem especial, porque uma amiga especial me apresentou ela- ele falou sem graça- acredite o que quiser, eu nunca tinha escutado- ele deu aquele sorriso fofo que só ele sabe dar – começou tocar e cantar.

Ele começou cantar baixinho, mas cada logo pegou confiança e começou cantar com mais certeza, a voz dele é simplesmente prefeita, eu já tinha escutado antes, mas não desse jeito.

Hello, hello

Anybody out there?

'Cause I don't hear a sound

Alone, alone

I don't really know where the world is but I miss it now

(Olá, olá

Alguém aí?

Porque eu não ouço nada

Sozinho, sozinho

(Eu realmente não sei onde o mundo está, mas eu sinto falta agora).

I'm out on the edge and I'm screaming my name

Like a fool at the top of my lungs

Sometimes when I close my eyes I pretend I'm alright

But it's never enough

Cause my echo, echo

Is the only voice coming back

Shadow, shadow

Is the only friend that I have

(Estou no limite e estou gritando meu nome

Como um tolo em plenos pulmões

Às vezes, quando eu fecho meus olhos eu finjo que estou bem.

Mas nunca é o suficiente

Porque meu eco, eco.

É a única voz a voltar

Minha Sombra, sombra.

(É o único amigo que eu tenho)

Listen, listen

I would take a whisper if

That's all you have to give

But it isn't, isn't

You could come and save me

Try to chase it crazy right out of my head

(Ouça, ouça

Eu aceitaria um suspiro se

Isso é tudo o que tem para dar

Mas não é não é

Você poderia vir e me salvar

(Tentar perseguir a loucura dentro da minha cabeça)

I'm out on the edge and I'm screaming my name

Like a fool at the top of my lungs

Sometimes when I close my eyes I pretend I'm alright

But it's never enough

Cause my echo, echo

Is the only voice coming back

Shadow, shadow

Is the only friend that I have

(Estou no limite e estou gritando meu nome

Como um tolo em plenos pulmões

Às vezes, quando eu fecho meus olhos eu finjo que estou bem.

Mas nunca é o suficiente

Porque meu eco, eco.

É a única voz a voltar

Minha Sombra, sombra.

(É o único amigo que eu tenho)

I don't wanna be without it

I just wanna feel alive and

Get to see your face again

I don't wanna be without it

I just wanna feel alive and

Get to see your face again once again

Just my echo, my shadow

Youre my only friend

(Eu não quero ficar sem isso

Só quero-me sentir vivo e

Ver seu rosto outra vez

Eu não quero ficar sem ele

Só quero-me sentir vivo e

Ver seu rosto outra vez, mais uma vez.

Meu eco, minha sombra.

(Você é meu único amigo)

I'm out on the edge and I'm screaming my name

Like a fool at the top of my lungs

Sometimes when I close my eyes I pretend I'm alright

But it's never enough

Cause my echo, echo

Oh my shadow, shadow

(Estou no limite e estou gritando meu nome

Como um tolo em plenos pulmões

Às vezes, quando eu fecho meus olhos eu finjo que estou bem.

Mas nunca é o suficiente

Porque meu eco, eco.

(Oh minha sombra, sombra).

Hello, hello

Anybody out there?

(Olá, olá

Alguém aí?)

Quando o Colin terminar de cantar, todos o encararam.

-Uhh- dei um grito e comecei bate palma e todos me seguiram, Ele desceu do palco todo vermelho.

-Vai fala com ele- ouvi a Rose disse do meu lado, quando ela chegou aqui?

Eu nem tive de reagir, porque a Rose me empurrou, Colin passava na minha frente e eu segurei nele para não cair.

-Cuidado- ele disse

-Desculpa- falei sem graça

-Tudo bem – ele olhou dentro dos meus olhos e fez uma expressão estranha

-Jennifer?-falei

-Isso Jennifer- falou, ele realmente é distraído, porque todos sabem meu nome, menos ele.

-Você canta bem- elogie e ele deu um sorriso

-Obrigado, eu nunca imaginei fazendo isso- afirmou, a gente começou andar, achamos uma mesa e sentamos em cadeira.

-Isso o que?-perguntei- cantar- ele assentiu- você cantou bem, eu que nunca vou fazer isso- afirmei e rir em seguida.

-Por quê?-perguntou confuso

-Canto muito mal- afirmei, ele não disse nada, até que o celular dele tocou, ele olhou e deu um sorriso encantador.

-O que houve?-perguntei

-Minha Namorada- afirmou saber quando seu coração estava batendo forte de alegria e de repente todo seu coração se parte no meio, como todas as músicas tristes fizesse sentido para você era assim que me sentia - ela está na cidade- eu assenti.

Eu peguei meu celular

-Oh desculpa Colin, eu tenho que ir- falei- Minha mãe precisa da minha ajuda, foi muito bom conversa com você- falei me levantando.

-Digo o mesmo- falou

-Você deveria se solta mais sabe- afirmei- Tchau Colin

-Tchau Jennifer

Sair da festa, assim que sair do Bar, minhas lágrimas descem dos meus olhos sem eu tive controle, o garoto que passei o tempo suspirando tinha uma namorada e que pelo visto ele amava o sorriso dele ao ver a mensagem dela, a voz animada porque ela esta na cidade. Eu sei que sou uma idiota por chorar por um cara que mal me conhece e que tem namorada, não choro por ele e sim por mim, porque hoje eu senti o que sempre vi nós filmes,quando a garota ver o Cara gosta com outra garota,mas no meu caso, eu me iludir de pensa que teria alguma chance, sem querer, eu comecei essa ilusão,quando comecei escreve essas malditas cartas,achando que o final seria igual aos filmes, mas infelizmente a Vida não é um filme e se fosse eu não seria a Protagonista e nem Teria Final Feliz, no máximo o Cara iria morrer ou casar se apaixonar pela minha melhor amiga e eu iria passar o resto da minha vida cuidado dos filhos dos outros.


Notas Finais


O que acharam?
Até a Próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...