História Once In a Lifetime - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Colin O'Donoghue, Ginnifer Goodwin, Jennifer Morrison, Josh Dallas, Lana Parrilla, Once Upon a Time, Sean Maguire
Personagens Colin O'Donoghue, Ginnifer Goodwin, Jennifer Morrison, Josh Dallas, Lana Parrilla, Sean Maguire
Tags Amizade, Captain Swan, Captainswan, Colifer, Drama, Gosh, Romance, Seana
Exibições 170
Palavras 1.135
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello Povo
Novo capitulo
espero que goste
Beijos

Capítulo 3 - Veja que sua Aluna já ajudou o namorado dela


Fanfic / Fanfiction Once In a Lifetime - Capítulo 3 - Veja que sua Aluna já ajudou o namorado dela

Idades( Primeira Fase)

Colin- 16

Jen- 15

Rose - 16

Ashley- 16

Jorge- 17

Duas Semanas Depois

Por Jennifer

Eu parei de escreve cartas, vamos disse que operação não se Iludir Morrison (Nome que Rose deu) Meu cabelo bom... Eu Mudei de Novo, agora mexas estão vermelhas, minha mãe diz que quando fica mais Velha, vou jogar toda essa foto foras e disse que RIDÍCULO, mas qual eu tenho 15 anos.

Esse ano já mudou as mexas várias vezes, por vários motivos, mas dessa vez foi por causa do Colin, grandes mudanças também merecem Visual novo, Hoje tenho uma reunião com Conselho de Classe e ainda tem a reunião das Lideres de Torcida, eu sou capitã e não Posso falta, mas também não posso falta no Conselho de classe, porque sou a Líder (resumido quero ser duas pessoas).

Terminei de Passa Maquiagem, peguei a minha mochila, me despedi dos meus Pais e meus irmãos. Eu fui andando pelo Colégio, cheguei à Porta encontrei a Ashley e Rose ali.

-Ei Meninas- falei,elas me olharam,puxei seus braços, entrei no meio com cada um do meu lado. Como dia normal todo colégio nós olharam como praticamente nos comendo pelo Olhar, fui para meu armário peguei meu livro.

-Ei Jennifer- ouvi alguém fala atrás de mim me virei e vi o Jorge (uns dos Populares Metidos)

-Ei Jorge- falei dano sorriso

-Então sabe, hoje vai ter um jogo- falou, eu me virei.

-Eu sei Jorge, sou capitã das Lideres de Torcida- falei.

-É que... Eu queria- falou- sabe se depois do Jogo, a gente poderia toma um sorvete- falou nervoso.

-Sei- me aproximei dele- Eu queria dizer que NÃO- disse – Olha aqui Jorge, eu sei muito bem como a metade dessa merda de colégio, você só me beijar e me leva para cama- falei- Eu Posso ser Líder Torcida, mas não sou uma Vadia como muito desse colégio Julgam as Minhas Colegas, então se quiser me chama para sair de verdade arrume desculpa melhor- falei saindo, quando eu o sinto me puxa pelo braço.

-Como você ser apaixonada pelo Colin O "Donoghue- falou

-Nossa que surpresa você sabe alguma coisa além do seu Nariz que está espinha enorme- falei serio

-Que espinha- ele começou toca o rosto desesperado, eu sair andando rindo... Tão Vaidoso

(...)

Já era a Ultima aula, eu estava quase me matando com atividade de História tanto que fui a ultima sair, mas quando sair da sala estava vazio o colégio foi andando e ouvir grito.

-ME SOLTA- ouvi a voz do Colin desesperado, eu não pensei duas vezes e sair correndo atrás do Colin.

Ele estava na Quadra não tinha ninguém só ele, os amigos do Jorge e o Próprio Jorge.

-Solta ele Jorge- afirmei cheia de raiva

-Porque eu soltaria?-perguntou, ele se virou por amigo Fez um sinal, uns dos amigos deu um murro na barriga do Colin, o mesmo me olhar com olhar pedido para eu sair e eu neguei com a cabeça, eu não iria deixa o Jorge machucar o Colin.

-Você é um Covarde- afirmei- isso tudo porque eu neguei sair com você

-Não- afirmou- Por você ter se apaixonada por esse Idiota- apontou por Colin, os meninos começaram batem mais no Colin, ele chutava e dava murro nele.

-SOLTA ELE JORGE- gritei alto

- NÃO JENNIFER – gritou, nunca odeio tanto alguém por dizer meu nome, meu nome na boca desse Desgraçado parecer Vomito.

Eu iria para cima dele, mas ele segura meu braço, me prende nos seus braços, eu me debatia para ele me solta, mas só servia para ele aperta mais meu braço, até que tive uma ideia, parece de me tenta me solta, eu olhei por Colin pedido ajuda e ele pareceu que entendeu o meu olhar, começou se movimenta para solta isso fez que Jorge prestasse mais atenção nele, eu subir minha Perna e dei um chute de costa no amiguinho dele, ele me soltou gemendo de dor, eu sair correndo dali e comecei gritar.

-SOCORRO, SOCORRO- até o Meu Professor de História abriu a Porta.

-Senhorita Morrison que gritaria é essa- falou,eu não falei,abracei o professor, ele se assustou com meu alto (também nem todo dia que recebe um abraço de Jennifer Morrison, nem).

Eu o puxei para Quadra, quando chegamos lar,os garotos tinham sumido e Jorge também, só estava o Colin desmaiado no chão.

-COLIN- gritei me abaixei e abracei seu corpo (fechando meus olhos)

-Calma Senhorita Morrison, seu namorado vai fica bem- disse eu abrir meus os olhos.

-Ele não é meu namorado- falei limpei minha lágrima que desceu.

-Jen... nifer- ele sussurrou divaga meu nome, eu olhei e vi que ele tinha acordado, ele deve ter batido a cabeça rápida ou fingido que estava desmaiado para garotos se assustarem irem embora.

O Professor me ajudou a levantar o Colin e nos levamos ele para enfermaria, mas para nossa sorte a enfermeira não estava o professor saiu para procurar e eu fiquei sozinha com o Colin. Respirei fundo, tinha que começar fazer algo, começou desabotoar a camisa do Colin.

-O... Que... está..fa..zendo?-perguntou divaga corando

-Calado- afirmei- deixa eu cuida de você- falou e ele tentou sorrir, mas não conseguiu, eu olhei nos seus olhos por um minuto e vi que ele olhava nos meus, eu tinha vontade de tirar toda a dor que ele sentia, mas sabe que não era possível. Eu desvie o olhar e olhei por chão, tirei sua camisa... Meu deus santo Pai, ele é muito Gostoso. Peguei uma garrafa de água que tinha, peguei algodão e comecei passar pelas feridas dele, depois passei álcool e pomada na ferida.

-Você... Sabe... que...tá...fazen..do?-perguntou

-Acho que sim- falei na duvida e ele me olhou com medo- tá, eu nunca fiz isso, mas eu vi umas vezes minha mãe fazendo isso com meus “irmãos”- ele não falou nada.

-Não reclame seu mal agradecido- falei- se não fosse por mim, você estaria ainda Lá apanhado ou morto nas piores da Hipótese.

-Obri... Gado- sussurrou e sorriu

Voltei passar o remédio, o Colin gemia de dor e reclamava algumas vezes,quando já tinha terminado,o professor voltou com a Enfermeira.

-Veja que sua Aluna já ajudou o namorado dela- falou a Enfermeira Tânia e sorrir envergonhado, o Colin me olhou. O professor saiu da enfermaria, a Tânia olhou para me e viu machucado meu braço, ela mandou senta e começou cuida de mim, depois ela começa cuida direito do Colin.

-Eu já vou- falei- tenho várias coisas para fazer- afirmei e o Colin me olhou- mas se precisa de mim, pode-me liga- falei pegado um papel anotado meu numero e dano para ele... De onde eu tirei essa coragem? Só Deus sabe- Ok?-falei

-Ok- ele concordou

Eu sair da sala, mas uma coisa eu tinha certeza, minha amizade com o Colin, tinha mudado e disso eu tinha certeza.

 


Notas Finais


O que acharam??
Até a Próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...