História Once In a Lifetime - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Colin O'Donoghue, Ginnifer Goodwin, Jennifer Morrison, Josh Dallas, Lana Parrilla, Once Upon a Time, Sean Maguire
Personagens Colin O'Donoghue, Ginnifer Goodwin, Jennifer Morrison, Josh Dallas, Lana Parrilla, Sean Maguire
Tags Amizade, Captain Swan, Captainswan, Colifer, Drama, Gosh, Romance, Seana
Exibições 129
Palavras 1.092
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi Gente
Novo capitulo
espero que goste
Beijos

Capítulo 8 - O Lugar Onde Eu sinto Que Pertenço.


Fanfic / Fanfiction Once In a Lifetime - Capítulo 8 - O Lugar Onde Eu sinto Que Pertenço.

 

 

- Então?- Perguntou a Jackie assim que olhei no site dos aprovados da faculdade.

- PASSEI- Gritei, me jogando nos braços da Ruiva.

Parece que foram Ontem, desde que eu me mudei para Itália, muitas coisas aconteceu, eu me transformei em outra pessoa, não sou mais aquela garotinha insegura com medo de um amor não correspondido, com medo que riam de mim,hoje sou uma Mulher que Viveu chorou,deu risada e agora está aqui para conta a história dela. Mas Voltado nesse meio tempo, eu conheci algumas pessoas, mas duas pessoas especiais Jackeline e Nathan. Eles são meus melhores amigos que uma garota de coração Pode ter, eles me ajudaram em todo momentos que passei aqui, no inicio vim aqui no foi fácil, minha vontade de pega um avião e volta para minha casa, meu colégio era muito grande, mas com tempo foi me acostumando e começando gosta.

Nós separamos do abraço, Jackie puxou meu braço e saímos correndo para conta por Nate.

(...)

-Não acredito Loirinha- Gritou Meu amigo animado- Estou tão feliz por você Baby- disse me olhando

-Eu também- disse e abracei-o

-Mas também estou triste- sussurrou no meu ouvido, me separei dos seus braços.

-Mas Por que Nate?-perguntei e meus amigos fizeram carinha de cãozinho abandonado

-Porque você iria embora- falou ambos

- Sabe que amo vocês- disse e eles assentiram- Mas eu meu sonho

-Eu sei- disse a Jackie- e Vou está aqui torcendo por você e quando estreia um filme seu, eu vou correndo até o Marte se possível para ver a Estreia- disse.

-Eu te amo Ruivinha- disse e puxei outro abraço

-Eu também Loirinha- sussurrou no meu ouvido

-Ei Nate também quer abraço- brincou, nós rimos e puxamo-lo por um abraço.

(...)

Depois de muitos abraços, eu fui andando até o cemitério, precisa conversa com uma pessoa muito importante.

-Ola Mãe- disse e me abracei- Hoje estou sentindo tantas coisas, uma alegria incrível, sabe aquela faculdade que eu passei desde que vim para Itália, estudando, finalmente consegui, eu entrei, eu estou bastante feliz- disse sorrindo- mas uma lágrima desceu dos meus olhos- Mas também bastante triste.Eu vou ter ir longe da senhora e dos amigos, mas lado bom que vou ver a Helen, Rose e a Ashley, eu morro de saudade delas, acredita que Helen está namorando? Põe, ela me contou, eu lembro que você falava que do jeito da Helen, ela iria arranja um namorado,quando tivesse uns 40 anos,parece que errou mãe, Rose que você dizia que iria arranja namorando logo, está na vida de baladeira- Me celular tocou e vi mensagem da Jackie- Eu tenho que ir, mas prometo que antes de ir embora da Itália, eu venho me despedir-te amo.

Levantei-me e fui por meu apartamento, Minha mãe morreu faz dois anos, logo quando vimos ela conseguiu ser removido, mas depois de alguns meses Voltou, Porém ela decidiu não fazer tratamento, minha mãe estava tão feliz, animada e divertida, eu nunca tinha visto ela assim, ela até brincava com a gente dizendo que eu e o Nate somos casal perfeito, Porque ambos somos Loiros, só que eu tenho olhos verdes, já o Nate tem olhos azuis e eu não percebi o que estava na minha cara, até que um dia ela começou passa muito mal e levou ao hospital, então não teve mais jeito, ela só conseguiu fica viva algumas semanas, depois morreu, Meu Pai véu por enterro, mas voltou no mesmo dia, naquele mesmo dia a gente discutiu, ele me culpou por não ter prestando atenção, eu me lembro de exatamente suas palavras, ele me culpava por tudo que aconteceu, tudo desde casamento que não deu certo com a minha mãe, sua doença e sua morte, eu sei que ele estava sofrendo, mas eu também estava Caramba, depois ele quis que voltasse com ele, mas eu não aceitei,quando eu precisei dele,ele não estava em nenhum momento, briga comigo e depois quer brinca de Papai e filhinha. Então eu fiquei minha mãe tinha uma casa, eu vendi aquela casa e comprei um apartamento, Tinha uma Amiga da minha mãe que ficou minha tutora até que completasse 18 anos. E Agora com 19 anos (Quase 20), eu vou volta para o lugar onde eu sinto que Pertenço.

(...)

-Ola Pessoal- Diz o Nate - Minha amiga aqui- apontou para mim que estava sentada com a Jackie, enquanto o Nathan estava no Palco com violão nos braços- Vou embora, eu não sei exatamente que dia data, mas então Eu estou aqui pedido- ele me chamou com dedo, me levantei subir no palco, ficando na sua frente, ele se ajoelharam na minha frente, todos pessoal arregalou os olhos- Jennifer Marie Morrison estou aqui na sua frente pedido, Implorando que você se case comigo- falou e os olhos todos se arregalaram ainda mais- Brincadeira- o disse ainda ajoelhando rindo- Jen cante uma ultima música comigo- eu cair na gargalhada sinceramente o Nathan não vale o Chão que Pisa.

-Claro Nate- disse,ele se levantou,pegou o microfone para mim e me deu, começou tocar o violão e logo depois comecei cantar.

 

Little do you know
How I'm breaking while you fall asleep
Little do you know
I'm still haunted by the memories

(Mal você sabe

Como eu estou quebrado enquanto você dorme

Mal Você sabe

(Eu ainda estou assombrado Pelas memórias)

Little do you know

I'm trying to pick myself up

Piece by piece

Little do you know I need a little more time

(Mal Você sabe

Estou Tentando me Reerguer

Pedaço Por Pedaço

(Você mal sabe que preciso de um pouco mais de Tempo)

Uma Semana Depois

Estava no Aeroporto, em pensa quase cinco anos atrás, eu estava nesse mesmo aeroporto, mas chegando e agora estou ido embora.

-Prometa que vai escreve por Email, Whatsapp, Facebook, Twitter... Qualquer coisa Jennifer- disse a Jackie com lágrimas nos olhos

-Prometo Ruivinha- disse e abracei-a

-Vou senti saudade- sussurrou

-Eu também- sussurrei de volta

Nós Separamos do abraço, Vi o Nate correndo Junto com sua namorada.

- Graça a Deus, ainda está aqui- disse suspirando, ele me puxou por um abraço, a Namorada dele foi-me cumprimento, a gente não digamos amigas, mas ela é uma garota fofa. Até que meu Voo foi chamando, abracei os dois de novo e andei em direção a Sala de Embarque.

Durante a nossa vida:
Conhecemos pessoas que vêm e que ficam,
Outras que vêm e passam.
Existem aquelas que,
Vêm, ficam e depois de algum tempo se vão.
Mas existem aquelas que vêm e se vão com uma enorme vontade de ficar...

-Charles Chaplin


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...