História Once Upon a Time - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Larry, Niall Horan, One Direction, Zayn Malik, Ziall, Ziall Holik
Visualizações 58
Palavras 933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 33 - Era uma Última Noite


Mais profunda que os oceanos, a mais doce das devoções

É tudo que eu preciso

Você me puxa pra perto e não tem como descrever

Como o seu amor me faz sentir.

Your Love - Little Mix

 há volta.

Eu pensei que não seria tão estúpido quanto Ícaro, mas aqui estou eu, nos braços de Zayn, após fazermos o sexo mais demorado que já tive.

Zayn e eu exploramos cada parte do corpo um do outro, com dedos, lábios, e para meu prazer e vergonha, língua.

Foi o sexo mais iluminado também, pois todas as lâmpadas e lustres da enorme sala, estavam acessas.

Fechei meus olhos com força e apertei meu abraço, Zayn me apertou também, sabíamos que o outro estava acordado, mas não falávamos, cada um imerso em seus próprios pensamentos.

Eu havia voado, com minhas asas de cera em direção ao sol, que era Zayn, e podia senti-las derretendo e meu corpo começar a cair muma velocidade rápida demais.

Eu tinha viajado para superar meu antigo amor, e não apenas o superei, como o substitui por um ainda mais intenso e destrutivo.

Eu estava perdido.

-x-

Não havia mais palavras que eu pudesse usar para convencer Niall a ficar comigo.

Eu só queria pelo menos mais semana, ou até mesmo dois ou um dia.

Mas como exigir ou implorar quando não estava oferecendo nada em troca?

Nenhuma segurança, nenhuma promessa, vazia ou não, de amor eterno.

E se eu não pude mudar sua decisão de partir na manhã seguinte, quis ao menos cravar na minha mente, cada detalhe de seu rosto, de seu corpo.

Queria poder gravar sua risada, seu sorriso, suas expressões cômicas e exageradas, para nunca esquecer e relembrar todas as vezes que me sentisse entediado.

Niall me apertou, me despertando por um momento dos meus devaneios, eu o aconcheguei em meus braços, sentindo seus cabelos fazerem cócegas em meu nariz, aspirei o perfume do meu shampoo, pois tínhamos lavado nosso cabelos mais cedo no banho.

Eu sorri diante dessa lembrança, pois estava fazendo com Niall, coisas que só começava a fazer após pelo menos três meses de namoro.

Niall mudou algo em mim, que não tive forças, ou vontade, de impedir, afinal é tão bom se apaixonar.

Apaixonado.

É como estou. Não podia mais esconder ou amenizar o que sentia. E nunca aconteceu tão rápido. Pensei que não fosse mais capaz de ter paixões tórridas, intensas e avassaladoras.

Não sou mais um adolescente ou um jovem, não mais, infelizmente.

Me pegou tão desprevenido, que não deu tempo de me defender.

Por isso a relutância em vê-lo se afastando de mim tão rapidamente.

Mas infelizmente não posso prometer um futuro a ele.

E segundo minhas experiências, paixões têm prazo de validade, assim que nós afastarmos, ela vai morrer, tão rápido quanto chegou.

Mas mesmo sabendo disso, não posso realmente ter mais um dia com ele?

Não.

Não posso, pois Niall gosta de segurança, certezas.

Eu não quero ser uma Marie Anne. Não quero que Niall ligue no meio da noite, me xingando. Não quero que ele fique bêbado por minha causa. Não quero que chore por mim.

Não quero que sua risada e seu contagioso sorriso de transforme em lágrimas e lamento.

Não quero que seu bonito coração se machuque novamente em tão pouco tempo.

Você me entende, Niall?

Entende por que não posso te implorar para ficar?

Eu apertei ainda mais Niall contra mim e beijei seus cabelos.

E como se ele tivesse lendo meus pensamentos, beijou meu peitoral e se ergueu para me olhar.

Seus olhos e seus lábios sorriam para mim. Ele era só uma criança, mas me entendia.

- Eu vou embora amanhã e poderei dormir o quanto quiser, mas não hoje. Quero ficar acordado, quero ficar com você.

- Eu tive esse mesmo pensamento._ respondi sorrindo._ O que vamos fazer?

- Eu vi que você tem uma piscina.

- Tenho um ofurô também. E é bem menor que uma piscina, podemos ficar mais próximos._ disse beijando sua bochecha.

- Acho que o ofurô ganhou essa, piscina. Desculpa. E nós podemos assaltar a sua geladeira. Se bem que é sua, então acho que não é realmente um assalto.

- Realmente. Nós podemos visitar a geladeira, e tem champanhe lá também.

- Cada minuto gosto mais de você e sua riqueza._ Niall disse divertido, me beijando rapidamente, para logo se levantar._ Vamos logo.

E então, enquanto Niall buscava as comidas e as bebidas, eu enchi e perfumei o ofurô. Não me lembrava quando foi a última vez que estive aqui e nem ao menos sabia o motivo.

- Onde deixo isso?_ Niall perguntou carregando suas sacolas reutilizáveis de compras que nem sabia que tinha.

- Vou arrastar uma das mesas da piscina e deixar aqui perto.

Niall deixou as sacolas no chão e veio me ajudar a pegar a mesinha de madeira.

- Não precisa, Niall._ Eu disse quando ele a segurou do outro lado.

- Eu sou mais jovem que você._ ele me provocou, mas o máximo que fez foi arrancar uma risada de mim.

- Quero ver esse discurso na nossa segunda rodada de sexo da noite.

- Retiro o que disse. Farei uma retratação oficial mais tarde.

"Argh! Ele tem mesmo que partir? Por que ele não mora em Londres mesmo?"

-x-

- Pronto. Temos música, bebida e ofurô. Você deseja mais alguma coisa, meu querido Niall?_ Zayn perguntou divertido quando estávamos pelados no ofurô.

"Quando ficou tão natural ficar pelado com outro homem?"

- Música._ respondi sorrindo.

- Niall, você sabe das coisas.

- Surpreendentemente sim.

E assim foi nossa última noite, regada a comidas, bebidas, música, beijos e é claro, sexo, no ofurô.

Mas em um momento o sono me venceu, acordei com Zayn me sacudindo lentamente. Eu havia dormido em seu ombro e a água, antes quente, já estava gelada.

Voltamos para a sala e cai no colchão, Zayn buscou um edredom e dois travesseiros. Deitei em seu peito e logo em seguida adormeci.

.


Notas Finais


Prometi voltar logo e aqui está o capítulo.

Vou voltar em breve 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...