História Onde está Park Chanyeol? - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Crime, Desaparecido, Exo, Ot12, Policial
Exibições 44
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI NENES
TUDO BOM COM VOCÊS?
Só quero avisar que estou fazendo o possível e o impossível para postar os capítulos, talvez eu de algumas atrasadinhas aqui ou ali, mas é porque minha agenda em dezembro está LO-TA-DA.
Tipo, sério, eu nem sei como escrevi esse capítulo.
Espero que vocês gostem, queria saber se esse estilo de escrita está bom para vocês, é o jeito que gosto de escrever, mas se vocês não gostarem de alguma coisa, por favor, me avisem, certo?
Agora espero que vocês gostem!!!

Capítulo 6 - Sauvage


Kyungsoo fora chamado para ser o maquiador chefe de um Photoshoot para uma nova coleção de um dos maiores estilistas da América.

Estava animado, Kyungsoo adorava maquiar e isso ajudaria a promover sua marca, mas sua animação parecia ter evaporado assim que o estilista era também um dos suspeitos do desaparecimento.

Quando ele achava que o caso poderia o abandonar só um pouquinho, o estilista precisava ser justamente Tao, o desaparecimento o perseguia.

Ele sabia que o estilista não sabia de muito, deve ter ajudado o Chanyeol de alguma forma, mesmo sem saber. Seria meio tenso estar na mesma sala que ele, mesmo esse encontro podendo ser talvez prejudicial para ambos, Kyungsoo não rejeitara oferta. Continuaria sendo o maquiador chefe e apenas fingiria naturalidade e profissionalismo.

Ajustou seu blazer e rumara até seu carro, só os Deuses sabiam no que esse encontro poderia dar.

 

:。・:*:・゚’★,。・:*:・゚’☆

 

Tao havia finalmente terminado sua coleção, agora ajustava as roupas nas modelos extremamente esqueléticas enquanto conversava com a equipe de iluminação.

Considerava o estúdio como seu habitat natural, era uma correria só, uma extrema bagunça também, mas quando as fotos terminavam... Tudo valia a pena.

As modelos já estavam vestidas, o cenário, a iluminação e a máquinas fotográficas estavam em total ordem, era apenas o maquiador chefe chegar e orientar as ajudantes para que tudo ficasse pronto.

Movido pela curiosidade, Tao fora ver quem era o maquiador chefe da vez, já que ele não tinha controle dessas coisas, ele apenas escolhia o conceito da coleção e fazia as roupas, sabia que não contratariam algum qualquer.

Uma vontade enorme de gargalhar misturada com uma vontade maior ainda de morrer chegou assim que lera o nome Do Kyungsoo na ficha da equipe.

Não demorou muito para o baixinho de olhos grandes entrar no estúdio, seus cabelos negros estavam penteados para trás, vestido com uma camisa social branca, uma calça preta, um blazer também preto e sapatos sociais (também pretos).

Tao não sabia se o cumprimentava, se o evitava, não sabia como agir diante aquela situação, resolveu ser profissional, indo em direção ao coreano.

- Kyungsoo... Certo? - O chamou.

- Eu mesmo - Disse o menor, que parecia um pouco confuso.

- Sou Tao, o estilista, prazer em lhe conhecer - Disse, o estendendo a mão.

- De toda forma iriamos nos conhecer, mas prazer, Do Kyungsoo, o maquiador - Apertou a mão do chinês.

- Bom... - Disse, um pouco sem graça - As modelos estão na sala ao lado do bebedouro, sobre o conceito já devem ter falado contigo sobre, certo?

- Sim, bom, já vou indo lá, obrigado. - Se despediu, indo em direção à sala.

Ambos estavam mega sem graça com o clima criado entre eles, Tao resolveu o seguir, para ver o trabalho do menor.

Se impressionara com o talento do garoto, ele explicava detalhadamente a maquiagem para as maquiadoras, usando uma modelo como base. A mesma estava ficando impecável.

As outras apenas o seguiam, não alcançando a mesma perfeição que ele, mas Kyungsoo era paciente e ajudava tranquilamente as outras quando elas erravam.

De lá saíram modelos extremamente bem maquiadas, perfeitas para o ensaio.

Tao, se sentindo bem mais à vontade, resolvera elogiar o maquiador.

- Você é incrível, sabia? - Disse com um sorriso enorme no rosto, fazendo o outro rir um pouco.

- Obrigado, eu tento - Disse sorrindo.

- É... - Disse quando começou a sentir a tensão entre eles voltar lentamente - Até quando isso vai durar?

- Isso o quê? - Disse confuso.

- Ah, essa confusão toda com o desaparecimento do Chanyeol, pra onde esse desgraçado foi? O que mais me preocupa é se caso ele tenha sido sequestrado por algum daqueles alemães malditos, ele me disse que estava tendo problemas com eles, por causa daquele contrato, lembra? Eu temo que ele esteja sendo torturado, ou morto...

- Você está sendo exagerado, Tao, não seja tão pessimista! - Kyungsoo disse firme, agora tinha certeza que o outro sabia de nada, queria rir por isso.

- Mas, ah... Sei lá... E o Lay? Como ele está?

- Paranoico. É exatamente como ele está. Ele tenta dizer que está bem e calmo, mas ele está fazendo um certo tipo de investigação, você sabe que ele não confia na polícia, no governo, nas pessoas, às vezes acho que nem nele mesmo.

- Sim, o Lay é esse tipo de pessoa... E o Jongin? - Perguntou sem pensar.

- Prefiro não falar dele. - Disse lembrando do caso que criou muita confusão, sentindo seu coração apertar, ainda o amava muito.

- Ah, vocês não se vêem mais...

Vocês devem estar se perguntando, mas o que aconteceu?

Se vocês acham que a internet só espalha boatos sobre artistas, vocês estão enganados. Ninguém nesse mundo está seguro da mídia.

Kyungsoo havia conhecido Jongin através de Chanyeol, quando ele havia convidado ambos para um jantar com ele e Baekhyun.

Assim que ficaram na esperada vela, já que Chanyeol e Baekhyun só faltavam foder na mesa, resolveram conversar.

Descobriram que tinham muito em comum, então mantiveram contato até mesmo depois daquele jantar.

Encontros cá, encontros lá, ambos criavam laços cada vez mais fortes, até que se beijaram e descobriram o maravilhoso poder do amor.

Vocês já sabem do clichê do romance. Ele sempre é assim.

Estava tudo para ser perfeitos, aqueles namoradinhos de filme da sessão da tarde.

Até que algum papparazzi, que seguia Kyungsoo, conseguiu vazar fotos dele com Jongin.

Todas as fotos tinham algum tipo de demonstração de afeto íntimo, como beijos e abraços.

Kyungsoo havia apanhado de seu pai, não por ser gay, já que o outro não se importava, mas por não ser cuidadoso e manchar a imagem da empresa.

Jongin havia sido humilhado por sua mãe, por ser gay mesmo, seu pai fez alguma espécie de voto de silêncio com o mesmo por 1 mês.

Resolveram acabar com tudo, até que um dia Chanyeol os chamou num restaurante, dizendo que ele tinha uma ideia.

Uma idéia que poderia salvar tudo.

Kyungsoo acordara de seus devaneios, focando nas modelos que posavam na frente das câmeras.

O conceito era Sauvage, selvagem em francês, então as peças eram rasgadas, coisa que estava na moda atualmente e a maquiagem delas eram fortes, elas tentavam mostrar dominância com o olhar. Mas eram fracas, eram frágeis por dentro, coisa que apenas Kyungsoo conseguia enxergar.

Mas acreditava que era isso a selvageria, o impulso, a violência, mas também a fragilidade e o medo por dentro.

Não muito diferente de como era sua relação com Kai.

Mas isso tudo está para mudar.


Notas Finais


matheus se vc estiver lendo isso <3
VOCÊS GOSTARAM DESSE KAISOO?????
HINOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
BJBJXAUXAU GENTE


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...