História Onde esta Sans?! - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Personagens Originais
Tags Frisk, Gaster, Ketchup, Sans
Exibições 23
Palavras 1.386
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não sei o que dizer._.
Boa leitura!

Capítulo 8 - Just a dream...


POV Sans

Passaram-se três dias e nada da Frisk acordar. Toriel e Asgore vem aqui a cada três minutos, se não isso quase, e eles sempre ficam falando "Frisk, você tambem não! Por favor!". Asriel vem de vez em quando, mas sempre entra pela maldita janela. E se eu tranco para fazer uma pegadinha o idiota sempre abre de novo com algum truque. Papyrus é o que mais vem visita-la. Mas tambem é porque eu nem saio daqui. Ele vem para visita-la, sempre trazendo spaguetti para mim e um buque de flores novos. Ele sempre pergunta se eu preciso de algo ou coisas do tipo. Ele odeia as minhas piadas, mas faz algumas para tentar me animar. Gaster não apareceu nenhuma vez e Haruno não quer falar disso. Esta complicado. Nossa salvadora esta com problemas. Gostaria de saber o que esta acontecendo dentro da cabeça dela. Se ela pode ouvir algo ou coisa do tipo. Eu sinto falta dela mesmo estando ao seu lado o tempo todo. Os médicos olham para mim com dúvida. Sera que eles sabem que estou afundando na depressão? Isso é ruim. Se eles percebem, então a Frisk com certeza vai perceber. Mas por que se preocupar? Se as coisas continuarem assim ela não vai nem acordar! Ela esta cada dia mais fraca. Dizem que ja fizeram de tudo!
-Sans?
-AAH! Asriel?! Que isso?! Quer me matar de susto?!
-Desculpa, mas acho que sei como ajudar a Frisk!
Olhei para ele com esperança. Estava quase começando a chorar! Mas Mettaton chegou no mesmo momento
-Querida Frisk! Acorda garota!
Pela primeira vez eu vi Mettaton chorar! Sim, ele chorou. Ele viu que estavamos olhando para ele e logo começou a rir fingindo que era brincadeira. Mas dava para ver que ele estava com medo de perde-la. Todos estavam.
-Bom, eh, acho melhor, *cof cof* eu ir para a gravadora. Haha, adeus queridos. (Fique bem garota...)
Saindo ele murmurou, mas eu sou incrivel e consegui ouvir.
-Bem, continuando, a Chara ainda tem determinação e poderia dar um pouco para a Frisk.
-Eu sei que a Chara tem determinação, é isso que mantem vocês assim! E a Frisk será contaminada por essa suja assassina de irmão.
-Confie em mim! Vai dar certo!
Asriel emanava esperança e eu desespero. Olhei para a Kiddo. Pálida. Cada segundo mais. Fiquei com mais medo. Nosso tempo estava acabando, mas como saber que Chara ia ajudar? Ela matou meu irmão milhares de vezes em minha frente. Não posso confiar nela, mas, temo que seja nossa única chance. Toriel e Asgore chegam aqui rápido com esperança nos olhos. Mas sempre saem com mais desespero.
-Sans, eu quero ajudar! E a Chara tambem quer! O ódio que ela tinha se foi. Ela é um espirito bom agora.
-Como vai provar?
Perguntei no automático. E senti minha órbita formigar.

POV Frisk

Abri meus olhos lentamente. Encontrei em minha frente flores douradas. Tudo foi um sonho? Eu não estava na superficie? Quis começar a chorar, mas pensei 'Bom, o que eu posso fazer agora é fazer a rota e voltar onde eu estava!'
Com determinação me levantei e comecei a correr. O primeiro encontro era com a Flowey e ela estava...? Ela estava quase despedaçada! Quando me viu ela começou a chorar e a gritar
-POR FAVOR! POR FAVOR HUMANA! NÃO ME MATE!
Olhei assustada! Obviamente poupei e ela começou a parar de se remexer e então agradeceu e disse que eu não ia me arrepender. Mas ela estava com uma cara inocente, não uma de assassina. Onde eu estava?
-Só devemos cuidar para eles não nos verem!
-Flowey, eles quem?
-Toriel, Papyrus, Sans... Esses são os primeiros. Depois piora. Vamos!
Ele estava com a cara mais fofa que eu ja vi em toda minha vida! Mas, o que esta acontecendo? Por que a Flowey esta tão gentil? E como assim a Tori, o Sansy e o Paps são "os primeiros"? Por que precisamos cuidar para que eles não nos veja?
-Ei, você esta bem? Temos que agir com pressa!
Saindo de meus pensamentos, comecei a andar e a seguir Flowey. Tudo estava tão confuso...
-Onde estamos Flowey?
-Estamos no Underground! Ei, ainda não sei seu nome!
-Oh! Sou Frisk.
Dei meu sorriso mais amigavel e ele retribuiu fazendo o mesmo.
-Ei... Você ja foi... Bem... Você ja foi o Asriel, não...?
Flowey parou. Estava paralisado. Senti que ele fosse começar a chorar. Me senti mal, me aprocimei e então lhe dei um abraço. Ele se assustou, mas logo se acalmou.
Voltamos a andar e chegamos na sala do boneco.
-Acho que é melhor você aprender a se defender! Ve este boneco? Lute com ele!
Flowey me deu as instruções, mas eu não iria conseguir lutar com alguem. Eu cheguei perdo do boneco e sem saber exatamente o que fazer, o poupei. Flowey olhou confuso para mim
-Frisk, eu sei que é muito bom poupar, mas neste mundo você precisa aprender a lutar. Mas é melhor continuarmos.
Acenei e andei até a próxima sala. Nela havia o desafio dos espinhos. Eu sabia ela de cor, então foi moleza. Na sala seguinte Flowey ia sempre na minha frente e conversava comigo, mas uma hora ele parou. Ficou aterrorizado! Eu continuei a andar e a Toriel apareceu? Ela estava com a borda daquele vestido rasgado e os olhos estavam sedentos! Ela começou a falar, mas como sou trouxa, gritei
-TORIEL! O QUE ACONTECEU COM VOCÊ?!
Quando eu me dei conta do que tinha falado tampei minha boca com os olhos arregalados. Toriel olhou confusa e brava para mim, mas foi embora.
-H-hey, o q-que foi i-sso? Ela sempre foi assim.
-Eu acho que confundi ela com alguem...
Voltei a andar e entrei na sala do save. Mas esta possuia uma mochila. Estava me perguntando o motivo quando Flowey falou
-Ei! Você poderia me levar nesta mochila! Certo?
Acenei em positivo e coloquei a mochila nas costas, claro, só depois que flowey ja estava dentro dela. Andamos mais um pouco e eu pisquei.
*Froggit se aprocima*
Ele estava vermelho. Senti o desespero invadindo meu corpo, mas fiquei determinada em poupa-lo
*Mistificar*
Friggit então deixou a cor vermelha voltando para a branca. Desviei de seu ataque, mas levei 3 de dano. Flowey, por sua vez, recuperou minha vida. Tive que mistificar mais uma vez, mas no fim poupei Froggit! Me senti muito bem. Eu sentia saudade de ter essas lutinhas. E ainda mais de sentir a sensação de poupar. É revigorante! Flowey percebeu isso e passou a me chamar de 'Verde'.

*1h depois*

Atravessamos a casa da Toriel escondidos, mas consegui pegar um pedaço de torta de canela com caramelo, mas tive a impreção de encontrar pernas de lesmas. Descemos as escadas e então encontrei aquele longo corredor. Chegando no final Toriel estava de costas.
-Ninguem mais ira sair! Você ficará aqui tentando sobreviver para sempre!
Ela riu e virou. Pisquei novamente. Eu sabia o que fazer. Fiquei poupando, mas ela não estava pegando leve. Nunca consegui desviar de seus ataques facilmente e acabei morrendo.
Com um grito eu sentei assustada. Olhei ao redor. Estava no hospital. Ouvi passos e tratei de fingir estar desmaiada.
-Oh... Foi só minha imaginação? Achei te-la ouvido...
-Não se preocupa Tori! Vou ficar aqui de olho a partir de agora.
A Toriel saiu e ouvi o Sans vindo em minha direção
-Frisk, por favor, se você acordou, pare de fingir.
Eu não aguentei ver ele assim. Com muita pena, sentei na cama e ele me abraçou com muita força.
-Por que fez isso? Por que fingiu não ter acordado?
-Porque eu sou trouxa! Foi o impulso!
Eu estava mentindo. Eu estava morrendo de medo da Toriel. Ela tinha me matado! A Tori tinha me matado!

*1h depois*

Sans me ajudou a ir para casa, ou seja, ele se teletransportou. Ele me deixiu na porta e foi embora, mas eu ainda estava com medo da Toriel, então resolvi ir para o monte Ebott. No caminho inteiro eu senti como se alguem estivesse me observando. Entrei na sala do trono e deitei nas flores, então ouvi algo.

Underfell precisa da salvação

E do nada, cai no sono.
Olhei ao meu redor. Estava nas ruinas novamente. Olhei para frente. Toriel estava no caminho.
-NÃO VOU PERDER DESTA VEZ!
Eu gritei e a luta começou.

Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...